Como revisar matéria para concursoVocê sabe como revisar matéria para concurso público?

Alguns concurseiros até têm hábitos e rotinas durante a preparação, mas não conseguem evoluir no aprendizado.

E isso pode estar acontecendo por conta de algo simples, que às vezes passa batido: problemas na hora da revisão.

Isso mesmo, revisar da maneira errada é um grande impasse, uma vez que atrasa os estudos e não surte resultados.

Então, pare, leia nosso post e pense se você está cometendo algum dos deslizes que listamos.

Vamos lá?

 

https://youtu.be/qfzcBetKrmo

Por que revisar?

 

As pessoas funcionam de maneiras diferentes e, antes de qualquer coisa, você precisa entender como o seu cérebro trabalha.

Entendendo isso você vai conseguir criar atalhos mentais para fixar a informação e, assim, estudar mais rápido.
A primeira coisa que você precisa saber sobre como revisar matéria para concurso é que o aprendizado é uma bola de neve.
Tente lembrar do seu primeiro contato com um conteúdo novo. Por exemplo, quando aprendeu a tabuada ou, quem sabe, um novo idioma.
Nesse contato inicial, você não tinha muita informação e girou pela primeira vez uma bolinha de neve. Com o tempo, conforme foi exposto à leitura e exercícios,  aquela bolinha foi aumentando… Até consolidar o aprendizado em uma grande avalanche.
O contrário também acontece. Se você não alimentar o processo, se de uma hora pra outra parar de ler e exercitar, aquela bolinha derreter.
Por isso a revisão é importante: porque você precisa alimentar a sua bolinha do conhecimento para que aumente de tamanho.
E como é que a gente alimenta essa bola do conhecimento? Revisando!
Muitas pessoas têm o famosos “branco” na hora da prova. E isso pode se dar pelo nervosismo, claro, mas também pode ser resultado  de uma revisão não adequada. Afinal, quando uma informação está internalizada é bem difícil acontecerem esses esquecimentos.

Além disso, é preciso considerar a chamada “curva do esquecimento”, pois ela é real.

Segundo essa teoria, se você não revisar, daqui a dois meses só vai lembrar cerca de 10% do que aprendeu. Isso mesmo: apenas 20 minutos depois de ter lido algo, já esquecemos 42% das informações. Em 24 horas, esse percentual sobre para 67%. Em um mês, 79%. Em dois meses, já esquecemos 90%!

 

Quais os principais erros da revisão?

 

1 – Revisar tudo

 

Infelizmente, muitos coaches e professores de cursos preparatórios ensinam revisão da forma errada, dizendo aos alunos que ele precisa ler e reler tudo várias vezes até a prova. Só que é praticamente inviável fazer isso! É uma perda de tempo e torna o processo cansativo.
É bem importante ter em mente que revisar é repassar apenas aquilo que ainda não está internalizado, aquilo que você ainda não tem segurança, que acaba esquecendo com o passar do tempo. Ou seja, não é preciso revisar o que você já sabe.

 

2 – Fazer resumos gigantescos

 

Parece óbvio, mas muita gente acha que resumos devem ser extenso e acaba fazendo praticamente uma cópia da apostila. Bem, veja a definição de resumo segundo o dicionário: “exposição sintetizada de um acontecimento ou de alguma coisa, com a finalidade de transmitir uma ideia geral sobre seu sentido. Recapitulação breve, sucinta.”

 

Trazendo esse conceito para as práticas de como revisar para concurso: o resumo deve destacar apenas os pontos mais relevantes do conteúdo.

 

3 – Copiar conceitos

 

Entenda: copiar exatamente o texto que está no livro ou apostila não é fazer resumo.  Ao resumir um conteúdo para revisar, você deve fazê-lo com suas próprias palavras, pois isso ajuda a entender e fixar a informação.
Há dois tipos de vocabulário: o ativo e o passivo. O ativo é aquele que se usa no dia a dia, nas linguagens escrita e falada. O passivo é aquele que você até ouve, mas não usa de maneira natural ou rotineira.
O vocabulário passivo tem tem um atalho mental muito mais fraco e o cérebro tem muito mais dificuldade de entendê-lo.  Com o ativo, os links mentais são feitos mais fácil e agilmente. Em outras palavras: você aprende mais rápido e conserva a informação por mais tempo na memória.

 

4 – Revisar demais

  

Há quem revise em excesso e há quem, ao contrário, revise menos do que deveria. Por isso, o ideal é fazer um balanço da sua evolução de tempos em tempos e descobrir como você funciona melhor, testando modelos. Obviamente, é melhor não deixar passar 60 dias entre uma revisão e outra, mas criar um cronograma viável e eficiente, conforme sua necessidade.

 

5 – Não organizar as revisões

 

Outro erro bastante comum é não organizar as revisões. Colocar o conteúdo sintetizado em arquivos físicos (em fichas, por exemplo) ou virtuais (em pastas no computador) ajuda a deixar o material facilmente disponível para leitura e futuros apontamentos.

 

6 – Ficar neurótico com as revisões

 

Isso acontece, mas não deveria. Não fique neurótico com as revisões! Não existe método mágico, nem aquele que funciona perfeitamente para todo mundo. Então, faça alguns testes e se conheça melhor, mas não vire o maluco da técnica milagrosa, que muda a toda hora o processo. Use a sua inteligência emocional para o que está lhe ajudando e o que está prejudicando — e fique apenas com a primeira opção.

 

Quais os tipos de revisão?

 

Resumo

 

Talvez o tipo mais comum de revisão, o resumo tem algumas regrinhas que devem ser seguidas para ser eficiente. Nele deve constar apenas as informações mais relevantes sobre um determinado assunto. E as anotações devem ser feitas com suas próprias palavras para ativar links mentais que vão facilitar a memorização. 

Saiba mais sobre como fazer resumos perfeitos para a sua rotina clicando aqui.

 

Mapas mentais

 

Outro tipo de revisão muito popular, mas que demanda um pouco mais de tempo, é a feita com mapa mental. Mapas mentais são desenhos com os principais conceitos de um assunto. O ideal é que você mesmo o faça,  mas há algumas ferramentas virtuais que podem ser utilizadas para isso.

Saiba mais sobre como fazer mapas mentais clicando aqui.

 

Flashcards

 

Os flashcards são muito usados fora do Brasil e consistem em cartões com uma pergunta de um lado e sua respectiva resposta do outro.Você vai testando seus conhecimentos e retirando os cartões com informações que já estão bem solidificadas na sua mente. Aqui também é importante que eles sejam feitos de forma manual para fixação da informação.

Quer saber mais sobre flashcards? Clique aqui e conheça os detalhes.

 

Resolução de questões

 

A resolução de questõe em provas antigas é também uma forma de revisar o conteúdo, afinal, testa o seu nível de conhecimento sobre cada uma das matérias que são importantes para aquela seleção. E ajuda a identificar onde você precisa investir mais tempo de preparação e onde já está seguro.

Aprenda mais sobre a resolução de questões clicando aqui.

 

Quando fazer as revisões?

 

A primeira revisão é a mais importante e você deve fazê-la, no máximo, até 24 horas depois de ter estudado o conteúdo.

O ideal é que revise em um dia e volte ao material apenas no seguinte.

A segunda revisão é recomendada para cerca de uma semana depois.

E a terceira pode ser feita depois de 30 dias.

A partir da quarta, o intervalo pode ser fixo em um mês.

Contudo, é preciso avaliar como você se sai, aumentando ou diminuindo esses períodos. Lembre-se que não há uma regra fixa de sucesso nesse sentido.

O mais importante é, a cada revisão, verificar o que pode sair da sua lista (já tendo sido internalizado plenamente) e o que deve permanecer (porque ainda não foi memorizada).

Nesta etapa você pode se beneficiar de aplicativos que ajudam a organizar as revisões, como o Partiu Revisar.

Com ele você pode criar calendários e criar avisos.

Outra boa opção é o Google Agenda (ou qualquer outro app que funcione como organizador e agenda, há diversos em todos os sistemas operacionais de smartphone).

Quanto ao tempo necessário para uma boa revisão, pode variar.

No entanto, de maneira geral, pode ser feita entre 10 e 20 minutos para cada matéria. A ideia é, de fato, que se gaste menos tempo a cada revisão, uma vez que, se ela estiver sendo eficiente, haverá pouca coisa que você não sabe até o dia da prova.

 

Tem material de qualidade para estudar?

 

Para otimizar ou iniciar sua preparação, indicamos a nossa Seção de Dicas para passar em Concurso Público. Nela você encontrará artigos com valiosas dicas para colocá-lo mais próximo da sua aprovação, como por exemplo:

 

Melhores Cursos Online para Agilizar sua Aprovação!

 

 

Prefere dicas em vídeo? Acesse nossa seção com dicas de concursos, melhores cursos preparatórios, guia do primeiro concurso e muito mais!

 

Tenha acesso a outras notícias e artigos. Curta nosso site no FacebookTwitterInstagram e Youtube!

Conte com a gente e bons estudos! 

Gostou do artigo?
[Total: 0 Average: 0]

Planilha de Estudos

Inscreva-se agora para baixar gratuitamente a Planilha definitiva de Estudos!

Confirme seu e-mail e baixe a planilha!

Desconto de 30% no Gran Cursos Online

É só CLICAR AQUI para receber o desconto

E se quiser receber outras dicas de concurso, é só assinar nossa newsletter abaixo:

Você acabou de se inscrever em nossa lista.