Quer saber mais sobre o concurso da Defensoria Pública da União? Trazemos todas as informações importantes do concurso para você mandar bem no próximo concurso.

 

Confira agora!

 

Para aqueles que estão buscando carreira em órgãos públicos, os órgãos federais costumam ser a primeira opção. Oferecendo ótimos salários, estabilidade de carreira, diversos benefícios e ótimas condições de trabalho, é comum que os concurseiros se interessem por concursos como o concurso da Defensoria Pública da União.

 

Não é?

 

Para aqueles que estão buscando uma oportunidade de concurso no poder judiciário, o concurso da Defensoria Pública da União (DPU) é uma ótima oportunidade de carreira federal, com estabilidade e ótimos salários. Sendo um concurso que promete ser bastante concorrido, é fundamental que você esteja bem preparado para prestar o concurso da Defensoria Pública da União.

 

No entanto…

 

apesar da grande concorrência, garantimos que não é impossível conquistar uma vaga no concurso da DPU e garantir uma carreira estável e com ótimo salário. Segundo informações recentes do órgão, novas inscrições para o certamente devem ser abertas em breve.

 

Que tal se preparar com antecedência e garantir sua vaga?

 

Neste artigo, você vai encontrar:

  1. Os detalhes sobre as principais carreiras do concurso da Defensoria Pública da União
  2. Também iremos falar do processo seletivo
  3. Analisaremos as rotinas e tarefas de cada um dos cargos dentro da Comissão Nacional de Energia Nuclear
  4. Verificaremos também os salários que você pode conquistar com a aprovação
  5. Além dos melhores cursos preparatórios para DPU

 

Aqui você confere todas as informações para se preparar para o concurso da DPU. Aproveite!

 

Concurso da Defensoria Pública da União

Quais carreiras posso conquistar no concurso da Defensoria Pública da União?

 

Como você já deve saber, as carreiras e salários da DPU são bastante atraentes. Sendo um dos concursos de maior interesse dos concurseiros, o concurso da Defensoria Pública da União é um dos que melhor remuneram seus servidores.

Como existem diversas áreas de atuação dentro da DPU, existem alguns cargos distintos, que variam de acordo com o nível de escolaridade exigido, que pode ser médio ou superior.

Mas é importante lembrar:

Todos os cargos são preenchidos por meio de concurso público.

 

Confira agora os salários que você pode conquistar prestando o concurso da Defensoria Pública da União:

  • Técnico Judiciário – Salário de R$ 4.363,94 (inicial) a R$ 6.633,12 (final) – Exigência de nível médio
  • Analista Judiciário – Salário de R$ 7.323,60 (inicial) a R$ 10.883,07 (final) – Exigência de nível superior

 

Como é possível perceber na tabela acima, os salários oferecidos no concurso da Defensoria Pública da União são bastante atraentes. Isso faz com que esse prometa ser um concurso bastante concorrido e disputado. No entanto, com a preparação correta e dedicação aos estudos, você pode conquistar sua vaga e ser aprovado!

 

Adicional de qualificação do concurso da DPU

 

Os servidores da Defensoria Pública da União também contarão com adicional de qualificação, de acordo com o nível de formação. Serão 12,5% de aumento para o servidor com título de doutorado; 10% para título de mestrado; 7,5% para curso de especialização; e 5% para diploma de curso superior além do exigido para ingresso no cargo.

Quantas vagas serão abertas para as carreiras do concurso da DPU?

 

Apesar de não haver confirmação oficial do número de vagas para o próximo concurso da Defensoria Pública da União , são esperadas 2.751 vagas, conforme solicitação do próprio órgão. As vagas esperadas, divididas de acordo com cada cargo podem ser conferidas abaixo. Você pode analisar e avaliar quais são as vagas que mais lhe interessam para o próximo concurso.

Veja só:

  • Técnico Judiciário – Vagas esperadas: 1.092 vagas
  • Analista Judiciário – Vagas esperadas: 1.659 vagas

 

Como é possível perceber na relação de vagas acima, a carreira com maior demanda deverá ser a de analista judiciário, que exige ensino superior. A carreira de nível médio, de técnico judiciário, também deve ter uma grande demanda, com 1.092 vagas esperadas. É possível que sejam abertas também novas vagas ou que seja realizado concurso para cadastro de reserva.

 

Como serão as provas do concurso da Defensoria Pública da União?

 

Se você quer garantir sua vaga no próximo concurso da Defensoria Pública da União, seja para nível médio ou superior, é interessante basear os estudos nas provas anteriores do certame. No último concurso realizado para preenchimento de vagas para a DPU, a banca examinadora foi a Cespe / Cebraspe. Recomendamos que você procure estudar as questões das provas anteriores; de acordo com o cargo pretendido, além de questões da banca examinadora, visando conhecer o estilo de prova.

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

Clique no nome da instituição e saiba mais:

 

Um dos locais que você pode conseguir boas provas de forma gratuita é no Banco de provas e questões do Estratégia Concursos:

Clique aqui para ir para o Banco do Provas do Estratégia.

Clique aqui para ir para o Banco de Questões do Estratégia

 

 

Concurso da Defensoria Pública da União

 

Como foi a prova do concurso da DPU em 2015?

 

No ano de 2015, a prova do concurso da Defensoria Pública Federal foi realizada pela CESPE-UnB. Esse certame trouxe diversas vagas para os cargos do órgão público federal. No certame foram realizadas provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para ambos os cargos, conforme tabela abaixo.

Confira:

Prova de nível médio

Provas Objetivas

Prova/TipoÁrea de ConhecimentoNº de QuestõesPesoCaráter
P1 ObjetivaConhecimentos Básicos502Eliminatório e Classificatório
P2 ObjetivaConhecimentos Específicos703Eliminatório e Classificatório

Prova de nível superior

Provas Objetivas

Prova/TipoÁrea de ConhecimentoNº de QuestõesPesoCaráter
P1 ObjetivaConhecimentos Básicos502Eliminatório e Classificatório
P2 ObjetivaConhecimentos Específicos703Eliminatório e Classificatório

 

Disciplinas do concurso da Defensoria Pública da União

 

Também vale destacar quais foram as principais disciplinas exigidas no concurso da Defensoria Pública da União em 2015. Listamos as principais disciplinas, de acordo com o cargo e nível de formação.

 

Confira abaixo:

 

Conhecimentos básicos para todos os cargos

Língua Portuguesa - Todos os Cargos

1 Leitura, compreensão e interpretação de textos. 2 Estruturação do texto e dos parágrafos. 3 Articulação do texto. 4 Significação contextual de palavras e expressões. 5 Sintaxe: processos de coordenação e subordinação. 6 Emprego de tempos e modos verbais. 7 Pontuação, estrutura e formação de palavras. 8 Funções das classes de palavras. 9 Flexão nominal e verbal. 10 Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. 11 Concordância nominal e verbal. 12 Regência nominal e verbal. 13 Ocorrência de crase. 14 Acentuação gráfica. 15 Ortografia oficial.

Noções de Informática

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 1 Sistema operacional Windows XP e Windows 7. 2 Microsoft Office: Word 2007, Excel 2007, Power Point 2007 e Microsoft Outlook 2007. 3 Conceitos e tecnologias relacionados à Internet e a correio eletrônico. 4 Internet Explorer 8. 5 Conceitos básicos de segurança da informação.

Normas dos Servidores Públicos

NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS (EXCETO PARA O CARGO DE ANALISTA TÉCNICOADMINISTRATIVO): 1 Lei nº 8.112/1990 (Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União – RJU) e alterações: disposições preliminares; provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição; direitos e vantagens; vencimento e remuneração; férias; licenças; afastamentos; concessões; tempo de serviço; direito de petição; regime disciplinar (deveres e proibições); acumulação; responsabilidades; penalidades; processo administrativo disciplinar.

Direito Constitucional e Administrativo

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO (EXCETO PARA OS CARGOS DE ANALISTA TÉCNICO-ADMINISTRATIVO E DE TÉCNICO EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS): 1 Constituição Federal: conceito, classificações, princípios fundamentais. 2 Direitos e garantias fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, nacionalidade, cidadania, direitos políticos, partidos políticos. 3 Organização político-administrativa: União, estados, Distrito Federal, municípios e territórios. 4 Poder legislativo: congresso nacional, câmara dos deputados, senado federal, deputados e senadores. 5 Poder executivo: atribuições do presidente da República e dos ministros de Estado. 6 Poder judiciário: disposições gerais, órgãos do poder judiciário. 7 Funções essenciais à justiça: Ministério público, advocacia e defensorias públicas. 8 Agentes públicos: espécies e classificação, cargo, emprego e função públicos. 9 Poderes administrativos: hierárquico, disciplinar, regulamentar e de polícia, uso e abuso do poder. 10 Licitação: princípios, dispensa e inexigibilidade, modalidades, Lei nº 8.666/1993. 11 Controle e responsabilização da administração: controles administrativo, judicial e legislativo, responsabilidade civil do Estado.

Noções de Arquivologia

NOÇÕES DE ARQUIVOLOGIA (SOMENTE PARA OS CARGOS DE AGENTE ADMINISTRATIVO, ANALISTA TÉCNICO–ADMINISTRATIVO E TÉCNICO EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS): 1 Técnicas de organização de arquivos: teoria das três idades, classificações em arquivos, classificações dos arquivos. 2 Gerenciamento da informação e gestão de documentos: diagnósticos; arquivos correntes, intermediários; protocolos; avaliação de documentos; arquivos permanentes; diplomática. 3 Tipologias documentais e suportes físicos: microfilmagem; automação; preservação e conservação de documentos. 4 Documentos eletrônicos (digitais): conceitos e definições.;

Noções de Gestão de Pessoas

NOÇÕES DE GESTÃO DE PESSOAS (SOMENTE PARA OS CARGOS DE ANALISTA TÉCNICO–ADMINISTRATIVO, ASSISTENTE SOCIAL, SOCIÓLOGO E TÉCNICO EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS): 1 Gestão de Pessoas: conceitos, importância, relação com os outros sistemas da organização. 2 Função da área de Gestão de Pessoas: atribuições e objetivos. 3 Políticas e sistemas de informações gerenciais. 4 Comportamento organizacional: relações indivíduo/organização, motivação, liderança, desempenho; competência interpessoal; gerenciamento de conflitos; clima e cultura organizacional; formação de grupos operativos, formação de lideranças, conceito de equipe e time. 5 Recrutamento e seleção: técnicas e processo decisório. 6 Avaliação de desempenho: objetivos, métodos, vantagens e desvantagens. 7 Desenvolvimento e capacitação de pessoal: levantamento de necessidades, planejamento, execução e avaliação. 8 Gestão de pessoas baseada em competências. 9 Aprendizagem organizacional: educação de adultos, conceito de educação corporativa; educação a distância.

Raciocínio Lógico

RACIOCÍNIO LÓGICO: 1 Resolução de problemas. 2 Raciocínio lógico-matemático: estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios. 3 Deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. 4 Compreensão e elaboração da lógica das situações por meio de raciocínio matemático, raciocínio sequencial, orientação espacial e temporal, formação de conceitos, discriminação de elementos. 5 Compreensão do processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma válida, a conclusões determinadas. 6 Lógica sentencial (ou proposicional): proposições simbólicas (fórmulas) usando os conectivos e, ou, não, implica. 7 Tradução de proposições da linguagem natural para a forma simbólica. 8 Fórmulas e suas tabelas-verdade. 9 Equivalências lógicas. 10 Leis de De Morgan. 11 Argumentos válidos e sofismas. 12 Contradições.

Conhecimentos específicos para nível médio e superior

Direito Constitucional

DIREITO CONSTITUCIONAL: 1 Direitos e garantias fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade; direitos sociais; nacionalidade; 22 cidadania e direitos políticos; partidos políticos; garantias constitucionais individuais; garantias dos direitos coletivos, sociais e políticos. 2 Poder Legislativo: fundamento, atribuições e garantias de independência. 3 Poder Executivo: forma e sistema de governo; chefia de Estado e chefia de governo; atribuições e responsabilidades do presidente da República. 4 Ordem social: base e objetivos da ordem social; seguridade social; educação, cultura e desporto; ciência e tecnologia; comunicação social; meio ambiente; família, criança, adolescente e idoso. 5 Poder Judiciário: disposições gerais, tribunais superiores, Supremo Tribunal Federal, tribunais e juízes eleitorais. 6 Das funções essenciais à Justiça – Da Defensoria Pública. 7 Ato das Disposições Constitucionais Transitórias.

Direito Administrativo

DIREITO ADMINISTRATIVO: 1 Estado, Governo e Administração Pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios. 2 Organização administrativa da União: administração direta e indireta. 2.1 Agentes públicos: espécies e classificação; poderes, deveres e prerrogativas; cargo, emprego e função públicos. 3 Regime jurídico único: provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição; direitos e vantagens; regime disciplinar; responsabilidade civil, criminal e administrativa. 4 Poderes administrativos: poder hierárquico; poder disciplinar; poder regulamentar; poder de polícia; uso e abuso do poder. 5 Serviços públicos: conceito, classificação, regulamentação e controle; forma, meios e requisitos. 6 Delegação: concessão, permissão, autorização. 7 Controle e responsabilização da administração: controle administrativo; controle judicial; controle legislativo; responsabilidade civil do Estado. 8 Lei nº 8.666/1993. 8.1 Licitações: conceito, objeto, finalidades e princípios, obrigatoriedade, dispensa, inexigibilidade, vedação, modalidades, procedimentos e fases, revogação, invalidação, desistência e controle.

Direito Processual Civil

DIREITO PROCESSUAL CIVIL: 1 Princípios de Direito Processual Civil. 2 Processo de conhecimento: Jurisdição e ação. 3 Partes e procuradores. 4 Ministério Público. 5 Órgãos judiciários e auxiliares da justiça. 6 Atos processuais. 6.1 Formação, suspensão e extinção do Processo. 7 Processo e procedimento. 8 Procedimento ordinário. 9 Recursos. 10 Mandado de Segurança (Lei nº 12.016/2009). 11 Ação Civil Pública (Lei nº 7.347/1985). 12 Execução Fiscal (Lei nº 6.830/1980). 13 Juizados Especiais Cíveis (Lei nº 9.099/1990). 14 Juizados Especiais Federais (Lei nº 10.259/2001).

Direito Previdenciário

DIREITO PREVIDENCIÁRIO: 1 Seguridade social, previdência social, saúde e assistência social: conceituação, princípios e disposições constitucionais. 2 Lei nº 8.212 /1991: do financiamento da seguridade social, dos contribuintes, da contribuição do segurado, contribuinte individual e facultativo, do salário de contribuição, da arrecadação e recolhimento das contribuições, da modernização da previdência social. 3 Lei nº 8.213/1991: do plano de benefícios da previdência social: dos regimes de previdência social. Do regime geral de previdência social: dos beneficiários, dos segurados, dos dependentes, das inscrições. Das espécies de prestações. Dos benefícios: da aposentadoria por invalidez, da aposentadoria por idade, da aposentadoria por tempo de serviço, da aposentadoria especial, do auxílio-doença, do salário família, do salário maternidade, da pensão por morte, do auxílio reclusão, dos pecúlios, do auxílio acidente. Do serviço social, da habilitação e da reabilitação profissional, da contagem recíproca de tempo de serviço. 4 Lei nº 8.080/1990 e Lei nº 8.742/1993.

Direito Penal

DIREITO PENAL: 1 Princípios de Direito Penal. 2 Aplicação da lei penal. 3 Crime. 4 Imputabilidade penal. 5 Concurso de pessoas. 6 Penas: Espécies de pena. Aplicação da pena. 7 Ação penal. 8 Extinção da punibilidade.

Direito Processual Penal

DIREITO PROCESSUAL PENAL: 1 Princípios de Direito Processual Penal. 2 Atos Processuais: forma, lugar, tempo (prazo, contagem). 3 Sujeitos do processo: Juiz, Ministério Público, querelante, ofendido, defensor, assistente, curador do réu menor, auxiliar de justiça. 4 Comunicações processuais (citação, notificação, intimação). 5 Inquérito Policial: natureza, início e dinâmica. 6 Ação penal pública e privada. 7 Denúncia. 8 Prisão: em flagrante, preventiva, domiciliar, temporária (Lei nº 7.960/1989). 9 Liberdade provisória, com ou sem fiança. 10 Sentença condenatória. 11 Atos jurisdicionais: Despachos, decisões interlocutórias e 23 sentença (conceito, publicação, intimação e efeitos). 12 Recursos em geral: conceito, garantia constitucional, competência e processamento. 13 Habeas Corpus: conceito, garantia constitucional, competência, processamento e recursos cabíveis.

Direito Penal e Processual Penal Militar

DIREITO PENAL E PROCESSUAL PENAL MILITAR: 1 Aplicação da lei penal militar, crime, imputabilidade penal, concurso de agentes, penas, medidas de segurança, ação penal, extinção da punibilidade. 2 Polícia judiciária militar. 3 Inquérito policial militar. 4 Ação penal militar; exercício. 5 Juiz, auxiliares e partes do processo. 6 Denúncia. 7 Competência da justiça militar federal. 8 Citação, intimação e notificação. 9 processo ordinário. 10 Processos especiais. 11 Correição parcial. 12 Nulidades. 13 Recursos — regras gerais, recurso em sentido estrito, apelação e embargos.
Concurso da Defensoria Pública da União

Vagas do último concurso da Defensoria Pública da União

 

Como já afirmamos, este é um dos mais disputados certames do âmbito federal. Por ser um órgão da esfera federal do poder judiciário, muitas pessoas se inscrevem para sua realização.

Vale dizer também dizer que a relação de candidato por vaga nos últimos concursos tem sido bastante alta. No entanto, isso não deve desanimar você de seus estudos para este concurso. Com dedicação e esforço, você pode ser classificado no concurso da DPU e garantir sua vaga!

 

Expectativa de vagas para o próximo concurso da DPU

 

Ainda não existe confirmação oficial sobre o número de vagas do próximo concurso da DPU. No entanto, conforme solicitação do órgão; e também o déficit de servidores existente atualmente na Defensoria Pública da União; é possível estimar que novo certamente deve ser aberto em breve para preencher as vagas.

O órgão solicitou 2.751 vagas nos diversos cargos de sua organização. Como as vagas são muito concorridas, é recomendado ficar atento no anúncio do próximo edital; e conferir o edital do concurso anterior. Também é bacana começar a se preparar desde já, caso você queira uma vaga neste órgão!

 

Como me preparar para esse concurso?

 

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

 

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor.

 

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Como estudar por questões?

 

De todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

Para saber mais, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. É sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a sua área de atuação.

O  Estratégia Concursos, por exemplo, tem um curso direcionado para o concurso que você precisa. Além disso, o Estratégia tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, conta com um material de qualidade e professores renomados.

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. Da mesma forma, tem material completo, com videoaulas, e professores de primeira linha.

 

Aproveite também para seguir o Próximos Concursos nas redes sociais:  Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.  Por lá você vai encontrar tudo sobre o universo concurseiro, discussões de qualidade, troca de experiências e dicas imbatíveis.

 

E lembre-se: conte com a gente na caminhada até a aprovação!

 

Bons estudos!

Planilha de Estudos

Planilha de Estudos

Com essa planilha você vai poder calcular automaticamente seu tempo ideal de estudos.

Ela foi criada com base no Método PQF para calcular o quanto você tem que estudar, levando em conta o peso de cada matéria, quantidade de horas necessárias e facilidade que você tem sobre cada uma.

Parabéns! agora você tem acesso a Planilha de Estudos!