Quer saber tudo sobre o concurso da Sefaz do Rio de Janeiro? Trazemos tudo que você precisa saber sobre o concurso da Sefaz/RJ. Confira!

Se você está buscando uma vaga na Secretaria da Fazenda do Rio de Janeiro (Sefaz/RJ), o concurso da Sefaz do Rio de Janeiro certamente é o seu objetivo. Sendo um dos órgãos com melhores salários no Estado do Rio de Janeiro, a Sefaz/RJ é uma ótima opção para aqueles que buscam uma oportunidade no setor público.

Além disso, também é garantido direito de estabilidade de carreira, benefícios diversos e ótimas condições de salário. Muito bom, não é mesmo?

Se você deseja realizar um concurso no Rio de Janeiro, essa é uma ótima oportunidade para você. Sendo um dos concursos mais interessantes do RJ, o concurso da Sefaz do Rio de Janeiro exige estudo e dedicação.

No entanto, você não deve desistir de buscar uma vaga no concurso da Secretaria da Fazenda do Rio de Janeiro. Com dedicação e estudo adequado, é possível garantir um ótimo salário e carreira. Que tal começar a se preparar agora e garantir sua vaga?

Neste artigo, você conferirá os detalhes sobre as principais carreiras do concurso da Sefaz/RJ Também iremos falar do processo seletivo; das disciplinas exigidas para cada carreira; dos cargos dentro da Secretaria da Fazenda do Rio de Janeiro; e também dos salários que você pode conquistar com a aprovação.

 

Você confere agora todas as informações para se preparar para o concurso da Sefaz/RJ. Aproveite!

concurso da sefaz

Quais carreiras posso conquistar no concurso da Sefaz do Rio de Janeiro?

 

Como a Secretaria da Fazenda do Rio de Janeiro é um órgão estadual muito importante, suas carreiras são disputadas e oferecem ótimos salários. Além disso, o concurso da Sefaz do Rio de Janeiro costuma ser bastante concorrido por seus benefícios diversos.

Como o órgão apresenta importante papel no controle fazendário, a carreira de Auditor Fiscal da Sefaz do RJ é bastante disputada. Listamos abaixo os detalhes a respeito do salário e da formação exigida.

Confira agora o salário que você pode conquistar no concurso da Sefaz/RJ:

  • Auditor Fiscal da Secretaria da Fazenda do Rio de Janeiro – Salário de R$ 14.995,44 – Exigência de formação em nível superior em qualquer área de graduação;

Você deve ter percebido que o salário do concurso da Sefaz/RJ é bastante interessante, não é mesmo? Esse é um dos motivos pelos quais o concurso é muito concorrido. No entanto, com dedicação e estudo, você pode conquistar sua aprovação e garantir uma vaga!

 

Quantas vagas serão abertas para o cargo de Auditor Fiscal no concurso da Sefaz/RJ?

 

A expectativa de vagas para o concurso da Sefaz do Rio de Janeiro é que sejam abertas no mínimo 50 vagas. Esse foi o número de vagas solicitado pelo órgão na documentação enviada ao governo do Rio de Janeiro, sendo possível que esse número seja ampliado.

A seleção do concurso da Sefaz/RJ está em preparação desde 2014, quando o concurso chegou a receber autorização. É esperado que o concurso, quando for autorizado, seja semelhante ao realizado no ano de 2013.

 

Como serão as provas do concurso da Sefaz/RJ?

 

Se você deseja garantir sua vaga no próximo concurso da Sefaz do Rio de Janeiro, é interessante começar estudando as provas anteriores do certame. No último concurso, realizado em 2013, a banca organizadora foi a Fundação Carlos Chagas (FCC). Recomendamos que você procure estudar as questões das provas anteriores; de acordo com o cargo pretendido; além de questões da banca examinara, visando conhecer o estilo de prova.

Vale lembrar que o concurso da Sefaz/RJ é um dos mais concorridos da esfera estadual e ter nota de corte considerada alta. No entanto, como gostamos de reforçar, isso não significa que você não possa ser aprovado no concurso. Estudando desde já você pode se preparar e mandar muito bem no concurso da Sefaz/RJ!

Um dos locais que você pode conseguir acesso às questões da banca, de graça, é no Banco de provas e questões do Estratégia Concursos:

Clique aqui para ir para o Banco de Provas do Estratégia.

 

Como são as provas da banca organizadora do concurso da Sefaz/RJ?

 

No último concurso, de 2013, a banca foi a Fundação Carlos Chagas – FCC, bastante conhecida dos concurseiros por provas que seguem fielmente o edital e que contam com nível de dificuldade considerado médio.

Em geral, as provas da banca contam com questões de múltipla escolha, com cinco alternativas cada. Esse modelo é muito similar à maioria das bancas e considerado pelos professores um dos mais fáceis para se preparar.

No ano de 2013, a seleção consistiu em duas provas objetivas, com 100 questões cada uma, tendo duração de cinco horas cada.

A primeira prova trouxe 20 questões de língua portuguesa; 10 questões de língua inglesa; 26 questões de administração e informática; 20 questões de contabilidade geral,contabilidade de custos e auditoria; e 24 questões de direito constitucional,direito administrativo e direito penal.

Já a segunda prova trouxe 12 questões de direito empresarial – comercial; 18 questões de economia e finanças públicas; 24 questões de matemática financeira, estatística e raciocínio lógico; e 46 questões de direito tributário, legislação tributária e legislação das receitas não tributáveis.

 

Conhecimentos exigidos no último concurso da Sefaz do Rio de Janeiro

 

Conforme o edital do certame de 2013, que você pode conferir clicando aqui, a prova do concurso da Sefaz/RJ exigiu os seguintes conhecimentos básicos e específicos. Vale ressaltar que o edital do próximo concurso pode trazer disciplinas atualizadas ou modificadas.

 

Disciplinas da prova 1 – Conhecimentos básicos

 

Língua Portuguesa

LÍNGUA PORTUGUESA 1. Interpretação de textos. 2. Articulação do texto: pronomes e expressões referenciais, nexos, operadores sequenciais. 3. Significação contextual de palavras e expressões. 4. Pressuposições e inferências; implícitos e subentendidos. 5. Variedades de texto e adequação de linguagem.

6. Equivalência e transformação de estruturas. 7. Discurso direto e indireto. 8. Processos de coordenação e subordinação. 9. Emprego de tempos e modos verbais. 10. Pontuação. 11. Estrutura e formação de palavras.

12. Empregos e funções das palavras. 13. Flexão nominal e verbal. 14. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. 15. Concordância nominal e verbal. 16. Regência nominal e verbal. 17. Ocorrência de crase. 18. Ortografia e acentuação.

Língua Inglesa

1. Compreensão de textos: relações entre texto e contexto e entre frases, orações e vocábulos. 2. Elementos linguísticos relevantes à compreensão geral e específica dos textos. 3. Tradução/versão: correspondência entre textos em inglês e em português, abrangendo vocabulário, expressões idiomáticas e estruturas gramaticais.

4. Aspectos linguísticos: adjetivos, quantificadores, pronomes, preposições, verbos, modais, orações interrogativas, negativas e condicionais, advérbios, voz passiva, conectivos.

Administração

ADMINISTRAÇÃO 1. Natureza e evolução do conhecimento administrativo. 2. Processos gerenciais e as relações com os fatores humanos, tecnológico e econômico. 3. Gestão por processo. 4. Planejamento das organizações. 5. Estrutura das decisões empresariais. 6. Eficiência, eficácia e efetividade. 7. Responsabilidade corporativa. 8. Modelos organizacionais. 9. Criatividade e inovação organizacional. 10. Comunicação Corporativa.

11. Gestão de pessoas e competências. 12. Administração participativa. 13. Desenvolvimento de equipes. 14. Gestão de conflitos. 15. Gestão de mudanças organizacionais. 16. Gestão do conhecimento. 17. Estrutura e funcionamento da administração pública. 18. Aspectos sociais, econômicos e políticos que condicionam a administração pública.

19. Papel dos gestores públicos no tratamento dos recursos financeiros, humanos e físicos. 20. Uso de controles e indicadores de produtividade. 21. Administração orçamentária. 22. Período administrativo e exercício financeiro, gestão financeira. 23. Receita orçamentária e extraorçamentária. 24. Despesa orçamentária e extraorçamentária. 25. Classificação da receita e da despesa. 26. Fases administrativas da receita e da despesa orçamentária.

27. Controle interno e controle externo na administração pública: importância, finalidade, características. 28. Papel da controladoria governamental (Controladoria Geral da União, Controladorias estaduais e Tribunais de Contas). 29. Outras esferas de controle: Ministério Público, conceito, atuação, limites.

Informática

INFORMÁTICA 1. Conceitos básicos de componentes funcionais de computadores (hardware e software). 2. Utilização da planilha eletrônica Microsoft Excel (2010).

3. Utilização do sistema de gerenciamento de banco de dados Microsoft Access (2010). 4. Conceitos básicos de segurança da informação – Confidencialidade, disponibilidade e integridade; código malicioso (malware); criptografia de chave pública (assimétrica); criptografia de chave secreta (simétrica); certificados digitais; assinaturas digitais; hashes criptográficos.

5. Conceito de Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados (SGBD). 6. Modelo relacional de dados; Modelo de Dados: Entidades; Atributos; Relacionamentos; Cardinalidade. 7. Conceitos de Tabelas, views, chaves primárias e estrangeiras. 8. Conceitos: Data Warehousing e Business Intelligence.

 

Conhecimentos em Contabilidade Geral, Contabilidade de Custos e Auditoria

 

Contabilidade Geral

CONTABILIDADE GERAL 1. Contabilidade: Conceituação, objetivos, campo de atuação e usuários da informação contábil. 2. Princípios contábeis e normas 10 contábeis brasileiras emanadas pelo Conselho Federal de Contabilidade. 3. Componentes do patrimônio: conceitos, critérios de avaliação e evidenciação.

4. Variação do patrimônio líquido. Apuração dos resultados. Conceitos, critérios de avaliação e evidenciação. 5. Escrituração contábil: Método das partidas dobradas; Contas patrimoniais e de resultado. 6. Contabilização de operações típicas de empresas mercantis. 7. Tratamento contábil dos estoques de mercadorias – conceitos e forma de avaliação.

8. Tipos de Inventários. Apuração do custo das mercadorias vendidas e do resultado com mercadorias. 9. Tratamento contábil dos impostos incidentes em operações de compras e vendas e demais tributos e contribuições incidentes. 10. Balanço Patrimonial: Estrutura e Elaboração 11. Demonstração do resultado do exercício: conteúdo e forma de apresentação.

12. Apuração e procedimentos contábeis para a identificação do resultado do exercício. 13. Custo dos produtos vendidos e dos serviços prestados. 14. Tratamento contábil e apuração dos resultados dos itens operacionais e das outras receitas e das outras despesas. 15. Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados: conteúdo, itens evidenciáveis e forma de apresentação.

16. Procedimentos contábeis para elaboração de: a) Demonstração dos fluxos de caixa: Conceitos, principais componentes, formas de apresentação, critérios e métodos de elaboração e interligação com o conjunto das demonstrações contábeis obrigatórias; b) Demonstração do valor adicionado: Conceitos, principais componentes, formas de apresentação e critérios de elaboração.

Contabilidade de Custos

CONTABILIDADE DE CUSTOS 1. Custo: conceito, nomenclaturas aplicáveis à contabilidade de custos, classificação dos custos e despesas, sistemas de custeio, formas de produção, métodos de custeio e sistemas de controle de custo. 2. Custeio por absorção e custeio variável. 3. Custeio e controle dos materiais diretos.

4. Custeio, controle, tratamento contábil da mão de obra direta e indireta. 5. Custeio, tratamento contábil e custos indiretos de fabricação. 6. Critérios de rateio. 7. Custeio por ordem e por processo. 8. Custos e custeio da produção conjunta. 9. Coprodutos, subprodutos e sucatas: conceito, cálculo e tratamento contábil.

10. Margem de contribuição. 11. Análise das relações custo/volume/lucro. 12. O ponto de equilíbrio contábil, econômico e financeiro. 13. Custeio baseado em atividades. ABC – Activity Based Costing.

Auditoria

AUDITORIA 1. Auditoria: conceitos, objetivos e estruturação do sistema de controle interno do estado do Rio de Janeiro (Decreto 43.463/2012). 2. Distinção entre auditoria interna, auditoria independente e perícia contábil. 3. Procedimentos de auditoria. Testes de observância. Testes substantivos.

4. Papéis de trabalho e documentação de auditoria. 5. Normas de execução dos trabalhos de auditoria. 6. Planejamento da auditoria. 7. Fraude e erro. 8. Relevância na auditoria. 9. Riscos da auditoria. 10. Supervisão e controle de qualidade. 11. Estudo e avaliação do sistema contábil e de controles internos. 12. Continuidade normal dos negócios da entidade.

13. Amostragem: tamanho, tipos e avaliação dos resultados. 14. Estimativas contábeis. 15. Transações com partes relacionadas. 16. Contingências. 17. Transações e eventos subsequentes. 18. Evidência em auditoria.

19. Avaliação do negócio. 20. Carta de responsabilidade da administração. 21. Pareceres de auditoria. Parecer sem ressalva. Parecer com ressalva. Parecer adverso. Parecer com abstenção de opinião, parágrafo de ênfase.

 

Conhecimentos em Direito

 

Direito Constitucional

DIREITO CONSTITUCIONAL 1. Conceitos de teoria do Estado. 2. Princípios do Estado Democrático de Direito. 3. Conceito de Constituição. 4. Regras materialmente constitucionais e formalmente constitucionais. 5. Tipos de Constituição. 6. Hermenêutica constitucional.

7. O Direito Constitucional e os demais ramos do direito. 8. Poder constituinte originário e derivado. 9. Controle de constitucionalidade. 10. Controle judiciário difuso e concentrado. 11. Ação declaratória de constitucionalidade e Ação direta de inconstitucionalidade.

12. Constituição da República Federativa do Brasil: a) Princípios fundamentais e Direitos e Deveres individuais e coletivos. O habeas corpus. O mandado de segurança. O direito de petição. O mandado de injunção. A ação popular. A ação civil pública. O habeas data. b) Direitos sociais. Cidadania plena e participação político-social. c) Direitos Humanos: Direito à vida, à liberdade, à igualdade, dignidade humana e justiça. Nacionalidade. Direitos políticos. d) Organização político-administrativa. O federalismo no Brasil. Repartição de rendas. Repartição de competências. Competências constitucionais: União, Estados, Distrito Federal e Municípios. Intervenção nos estados e municípios. Administração pública, disposições gerais e servidores públicos civis. e) Separação de poderes. Sistemas de governo. Poder Legislativo, Poder Executivo e Poder Judiciário. Ministério Público. f) Processo legislativo. g) Defesa do Estado e as instituições democráticas. h) Princípios gerais da atividade econômica e financeira. i) Sistema Tributário Nacional e do Orçamento e Finanças Públicas.

13. Constituição do Estado do Rio de Janeiro: a) Fundamentos do Estado. b) Poder Legislativo, Poder Executivo e Poder Judiciário. c) Funções essenciais à justiça. d) Administração Pública. e) Servidores Públicos Civis. f) Segurança Pública. g) Tributação, finanças e orçamentos.

Direito Administrativo

DIREITO ADMINISTRATIVO 1. Administração Pública: conceito, estrutura legal dos Órgãos Públicos; natureza e fins da Administração; agentes da Administração. 2. Princípios básicos da Administração: legalidade, moralidade, impessoalidade, finalidade, publicidade, eficiência.

3. Papel das políticas públicas como elemento indutor do desenvolvimento da sociedade. 4. Conceituação de ética e moral. 5. Poderes e deveres do administrador público. 6. Poderes Administrativos: poder vinculado e poder discricionário, poder hierárquico, poder disciplinar, poder regulamentar, poder de polícia. 7. Atos Administrativos: conceitos e requisitos; classificação; espécies; validade; formalidade; motivação; revogação. Anulação; modificação; extinção. 8. Controle de Legalidade.

9. Contratos Administrativos: Alteração unilateral e bilateral; Equilíbrio financeiro; Cláusulas exorbitantes; Modalidades de contratos; Extinção, prorrogação e renovação; Inexecução; Revisão, rescisão e suspensão. 10. Licitação (Lei federal nº 8.666/1993 e Lei Federal nº 10.520/2002) – Finalidade, princípios e objeto da licitação. 11. Serviços Públicos: Conceito; Classificação; Regulamentação e Controle; Parcerias público-privadas; Requisitos do serviço e direitos do usuário; Competência para prestar o serviço; Formas e meios de prestação do serviço.

12. Organização Administrativa: Administração direta e indireta; Agências executivas e reguladoras. 13. Servidores públicos: Classificação e Regime Jurídico; Normas constitucionais sobre o regime jurídico dos servidores públicos; Cargos públicos; Provimento em cargo público; Direitos e vantagens dos servidores públicos; Deveres e responsabilidades; Sindicância e processo administrativo. 14. Os direitos do administrado. 15. Comparação entre controle administrativo e controle judiciário.

16. Princípios básicos da defesa administrativa do contribuinte. 17. Processo Administrativo (Lei estadual nº 5.427/2009). 18. A responsabilidade civil do Estado. 19. Órgãos fiscalizadores das contas públicas. 20. Atribuições e responsabilidades do Auditor Fiscal da Receita Estadual do Estado do Rio de Janeiro (Lei Complementar estadual nº 69/1990). 21. Improbidade Administrativa (Lei federal nº 8.429/1992): Imperícia, Negligência e Fraude. 22. Lei de acesso à informação. (Lei federal nº 12.527/2011)

Direito Civil

DIREITO CIVIL 1. A Lei: vigência no tempo e no espaço. 2. Das pessoas. Pessoas naturais e jurídicas. Domicílio civil. 3. Das diferentes classes de bens. 4. Fatos e atos jurídicos. 5. Validade e defeitos dos negócios jurídicos. 6. Prescrição e decadência.

7. Atos ilícitos. 8. Direito das Coisas. Posse. Efeitos da posse. Propriedade. Direitos reais sobre coisas alheias. 9. Teoria Geral das obrigações. Direito das obrigações. Modalidades das obrigações. As formas de extinção das obrigações. A inexecução das obrigações. Transmissão das Obrigações. Fontes das obrigações.

10. Contratos, atos unilaterais e responsabilidade civil. 11. Responsabilidade contratual e extracontratual. 12. Teoria Geral dos contratos. Contratos em espécie. Relações de consumo (Lei federal nº 8.078/1990). 13. Direito das Sucessões. Sucessão em geral. Sucessão legítima. Sucessão testamentária. 14. Regimes de bens entre cônjuges. Inventário e partilha.

Direito Penal

DIREITO PENAL 1. Código penal – Crimes praticados por funcionário público contra a administração: peculato, concussão, corrupção passiva, excesso de exação, prevaricação, advocacia administrativa, violação de sigilo funcional. 2. Crimes contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo (Lei federal nº 8.137/1990). 3. Resolução Conjunta SEFAZ/PGJ nº 114/2011 (fixa normas para o combate aos crimes contra a ordem tributária).

concurso da sefaz

Disciplinas da Prova 2

 

Direito Empresarial

DIREITO EMPRESARIAL (COMERCIAL) 1. A atividade empresarial. 2. O regime jurídico da livre iniciativa. 3. Registro da empresa. 4. Livros comerciais. Estabelecimento empresarial. Nome empresarial. 5. Disciplina jurídica da concorrência. Livre iniciativa, concorrência desleal e infrações da ordem econômica.

6. Teoria geral dos títulos de crédito. Constituição e exigibilidade do crédito cambiário. Classificação dos títulos de crédito. Títulos em espécie. Protesto. 7. Classificação das sociedades empresárias. 8. Desconsideração da personalidade jurídica. 9. Sociedades contratuais. Tipos sociais. Sociedades 11 anônimas: classificação, constituição, integralização do capital social, órgãos societários e administração, controle, resultados sociais, extinção e modificação.

10. Princípios de teoria geral dos contratos mercantis. Tipos contratuais mercantis. 11. Teoria geral da falência. Caracterização do estado falimentar, efeitos da falência quanto aos bens do falido e aos direitos dos seus credores, recuperação judicial e extrajudicial. Crimes falimentares. Lei federal nº 11.101/2005. 12. O comércio eletrônico.

 

Economia e finanças públicas

 

Economia

ECONOMIA 1. Conceitos fundamentais de economia. 2. Teoria elementar de equilíbrio do mercado. 3. Fatores que influenciam a oferta e a procura por bens e serviços. 4. Efeitos de deslocamentos das curvas de procura e oferta. 5. Elasticidades – preço da procura e da oferta.

6. Noções básicas de microeconomia. 7. Teoria do consumidor: Preferências; Curvas de indiferença; Limitação orçamentária. 8. Equilíbrio do consumidor. 9. Classificação de bens: normais, inferiores, bens de Giffen, substitutos e complementares. 10. Excedente do consumidor. 11. Fatores de produção. 12. Função de produção e suas propriedades.

13. Elasticidade de substituição. 14. Rendimentos de fator, rendimentos de escala. 15. Curvas de isocusto. 16. Equilíbrio da firma no curto prazo nas estruturas de mercado concorrência perfeita, concorrência monopolística, oligopólio e monopólio. 17. Conceitos básicos de contabilidade nacional. 18. Deflacionamento do produto.

19. Contas nacionais do Brasil. 20. Balanço de Pagamentos e relações com o resto do mundo. 21. Noções sobre economia do setor público. 22. Políticas fiscal, monetária e cambial. 23. Efeitos da atuação do Estado na economia. 24. Sistema Tributário como instrumento de distribuição de renda. 25. Princípios de tributação.

26. Impostos regressivos e progressivos. 27. Impostos sobre consumo em cascata e sobre valor adicionado. 28. Impacto da carga tributária na atividade econômica e na distribuição de renda. 29. Incidência do imposto sobre vendas no mercado de concorrência perfeita.

Finanças Públicas

FINANÇAS PÚBLICAS 1. Orçamento Público. 2. Política fiscal e equilíbrio orçamentário. 3. Conceito de déficit público: a dívida pública no Brasil (causas, consequências e evolução recente). 4. Pacto Federativo e as políticas públicas. 5. Federalismo fiscal: políticas e critérios de distribuição de receitas e encargos entre as esferas do governo.

6. Tópicos da Lei de Responsabilidade Fiscal: princípios, objetivos, efeitos no planejamento e no processo orçamentário; limites para a despesa de pessoal; limites para dívida; “regra de ouro” (Constituição da República, artigo 167, III); mecanismos de transparência fiscal. 7. Renúncia de receita. 8. Geração de despesas. 9. Transferências voluntárias: conceito, requisitos. 10. Destinação de recursos para o setor privado: requisitos, vedações. 11. Relatórios de gestão fiscal e resumido da execução orçamentária.

12. Plano Plurianual – PPA. 13. Lei de Diretrizes Orçamentárias: incluindo o Anexo de Metas Fiscais – AMF e Anexo de Fiscos Fiscais – ARF. 14. Lei Orçamentária Anual – LOA. 15. Prestações de Contas e respectivo parecer técnico. 16. Relatório Resumido de Execução Orçamentária. 17. Relatório de Gestão Fiscal. 18. Lei Complementar Federal 131/2009, e a transparência na gestão pública.

19. Contingenciamento. 20. Vinculações de Receitas e Transferências Intergovernamentais: principais transferências intergovenamentais, transferências legais, transferências voluntárias e desvinculação de recursos da união (DRU).

21. Execução da Despesa: despesa sob o enfoque patrimonial, despesa orçamentária, princípios da despesa orçamentária, estrutura da despesa orçamentária, natureza da despesa orçamentária, etapas da despesa orçamentária, destinação de recursos da despesa orçamentária, critérios para a classificação da Despesa Orçamentária; controle patrimonial; Despesas de Exercícios Anteriores e Restos a Pagar. 22. Riscos de Dívida. 23. Despesas Obrigatórias de Caráter Continuado – DOCC.

 

Matemática Financeira, Estatística e Raciocínio Lógico

 

Matemática Financeira

MATEMÁTICA FINANCEIRA 1. Conceito de juros e regimes de capitalizações. 2. Capitalização simples: cálculo de juros e montantes. 3. Valor atual e valor nominal. 4. A operação de desconto simples: racional (por dentro), comercial (por fora) e bancário.

5. Equivalência entre taxa de juro e taxa de desconto. 6. Capitalização composta: cálculo de juros e montantes. 7. Convenção linear e exponencial quando não é fracionário. 8. Taxas equivalentes e efetivas. 9. Influência da inflação: taxa real e taxa aparente. 10. Desconto composto: racional e comercial.

11. Equivalência financeira. 12. Séries finitas e infinitas (ou perpétuas) de pagamentos: postecipadas, antecipadas e diferidas. 13. Utilização de tabelas financeiras. 14. Sistemas de amortização de empréstimos: Sistema Francês – Tabela Price; Sistema de Amortização Constante (SAC) e Sistema Americano de Amortização a uma e a duas taxas (Sinking Fund).

Estatística e Raciocínio Lógico

ESTATÍSTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 1. Estatística Descritiva: gráficos, tabelas, medidas de posição e de variabilidade. 2. Técnicas de Contagem e Análise Combinatória. 3. Proporções e regras de proporcionalidade de grandezas; 4. Combinações, Arranjos e Permutação.

5. Espaço amostral e probabilidades: conceito, axiomas; 6. Distribuições de probabilidades discretas e contínuas (Bernoulli, Binomial, Poisson, Normal, Quiquadrado, T-Student). 7. Amostragem: amostras casuais e não casuais. 8. Processos de amostragem, incluindo estimativas de parâmetros. 9. Inferência: intervalos de confiança.

10. Testes de hipóteses para médias e proporções. 11. Correlação e Regressão Linear simples. 12. Estruturas lógicas. 13. Implicação, causalidade e equivalência lógica; 14. Lógica de Argumentação. 15. Diagramas Lógicos. 16. Raciocínio Sequencial.

 

Direito Tributário, Legislação Tributária e Legislação das Receitas Não Tributárias

 

Direito Tributário

DIREITO TRIBUTÁRIO 1. Sistema Tributário Nacional: previsão constitucional; atribuição e competência tributária, princípios constitucionais tributários, limitações ao poder de tributar. 2. Matérias reservadas à previsão por lei complementar. 3. Receitas Públicas.

4. Tributos de competência da União. 5. Tributos de competência dos Estados e do Distrito Federal. 6. Tributos de competência dos Municípios. 7. Os impostos em espécie. 8. Repartição das receitas tributárias: receita da União aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios. Receitas dos Estados distribuídas aos Municípios. 9. Tratados e convenções internacionais.

10. Legislação tributária: lei complementar, lei ordinária, lei delegada; decretos legislativos, resoluções do Senado Federal; atos normativos de autoridades administrativas: decretos e despachos normativos do executivo, resoluções administrativas, portarias, decisões administrativas. 11. Convênios interestaduais CONFAZ. 12. Métodos de interpretação. Vigência, aplicação, interpretação e integração da legislação tributária. Interpretações sistemática, teleológica e outras. 13. As normas do Código Tributário Nacional.

14. Tributo: definição e espécies. Impostos, taxas, contribuição de melhoria, empréstimos compulsórios, contribuições especiais. 15. Obrigação tributária: principal e acessória: conceito. 16. Aspecto objetivo: fato gerador, hipótese de incidência tributária: incidência e não incidência, isenção, imunidade, domicílio tributário. 17. Aspecto subjetivo: competência tributária, sujeito ativo.

18. Capacidade tributária; sujeito passivo: contribuinte e responsável; responsabilidade solidária, responsabilidade de terceiros, responsabilidade por infrações; substituição tributária. 19. Elemento valorativo: base de cálculo, alíquota. 20. Crédito tributário: lançamento: efeitos e modalidades. Suspensão, extinção e exclusão do crédito tributário.

21. Função socioeconômica dos tributos. 22. Sonegação Fiscal. 23. Importância dos documentos fiscais. 24. Administração tributária: fiscalização, regulamentação, competência, limites, procedimentos. 25. Dívida ativa: certidão negativa. Repetição de indébito. 26. Informações e sigilo fiscal.

Legislação Tributária

LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA 1. Legislação tributária básica do Estado do Rio de Janeiro: i) Constituição Estadual (Título VI – Da Tributação e do Orçamento); ii) Código Tributário Estadual (Decreto-lei estadual nº 5/1975); iii) Processo Administrativo Tributário – PAT (Decreto estadual nº 2.473/1979).

2. ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços: i) Lei do ICMS (Lei estadual nº 2.657/1996); ii) RICMS – Regulamento do ICMS (Decreto estadual nº 27.427/2000); iii) Substituição tributária (Livros II e IV do RICMS) e Resolução SEFAZ nº 537/2012); iv) Cadastro de contribuintes (Resolução SEF nº 2.861/1997); v) Parcelamento de créditos tributários no Estado do Rio de Janeiro (Decreto estadual nº 44.007/12). 3. IPVA – Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores: i) Lei do IPVA (Lei estadual nº 2.877/1997). 4. ITCMD – Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e por Doação, de Quaisquer Bens ou Direitos: i) Lei do ITCMD (Lei estadual nº 1.427/1989). 5. Legislação tributária federal: i)

Lei Kandir (Lei Complementar federal nº 87/1996); ii) Concessão ou revogação de benefícios e incentivos fiscais do ICMS (Lei Complementar federal nº 24/1975); iii) Serviços sujeitos ao Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza – ISSQN (Lei Complementar federal nº 116/2003); iv) Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (Lei Complementar federal nº 123/2006 e Lei estadual nº 5.147/2007). 6. Legislação diversa: i) Fundo Estadual de Combate à Pobreza e às Desigualdades Sociais – FECP (Lei estadual nº 4.056/2002).

7. Normas concernentes à documentação fiscal: i) Nota Fiscal Eletrônica – NF-e (Ajuste SINIEF 7/2005 e Resoluções SEFAZ nº 118/2008 e 266/2009); ii) Escrituração Fiscal Digital (Ajuste SINIEF 2/2009 e Resolução SEFAZ nº 242/2009).

8. Cálculo prático de impostos estaduais. 9. Casos práticos de identificação do sujeito passivo no cálculo do imposto e em infrações (ICMS normal e substituição tributária).

Legislação das Receitas Não Tributárias

LEGISLAÇÃO DAS RECEITAS NÃO TRIBUTÁRIAS 1. Legislação das receitas não tributárias do Estado do Rio de Janeiro: i) Acompanhamento e fiscalização das compensações e das participações financeiras previstas no artigo 20,

§ 1º, da Constituição da República Federativa do Brasil (Lei estadual nº 5.139/2007 e Decreto estadual nº 42.475/2010); Parcelamento de créditos não tributários no Estado do Rio de Janeiro (Decreto nº 44.007/12).

 

 

 

Expectativa de vagas para o próximo concurso da Sefaz/RJ

 

Segundo a solicitação para autorização de concurso público, são esperadas ao menos 50 vagas no próximo concurso da Sefaz do Rio de Janeiro. No entanto, conforme informações não-oficiais e também do déficit de servidores atual do órgão, é possível que sejam abertas novas vagas, além das 50 vagas estimadas.

Como esse costuma ser um concurso muito concorrido, é fundamental ficar atento no anúncio do próximo edital. Você pode conferir o edital do concurso de 2013 clicando aquiTambém é bacana começar a se preparar desde já, caso você deseje uma vaga no concurso da Secretaria da Fazenda do Rio de Janeiro!

concurso da sefaz

 

Como me preparar para esse concurso?

 

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

 

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor.

 

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Como estudar por questões?

 

De todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

Para saber mais, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

 

Aproveite também para seguir o Próximos Concursos nas redes sociais:  Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.  Por lá você vai encontrar tudo sobre o universo concurseiro, discussões de qualidade, troca de experiências e dicas imbatíveis.

 

E lembre-se: conte com a gente na caminhada até a aprovação!

 

Bons estudos!

 

Planilha de Estudos

Planilha de Estudos

Com essa planilha você vai poder calcular automaticamente seu tempo ideal de estudos.

Ela foi criada com base no Método PQF para calcular o quanto você tem que estudar, levando em conta o peso de cada matéria, quantidade de horas necessárias e facilidade que você tem sobre cada uma.

Parabéns! agora você tem acesso a Planilha de Estudos!