Você está de olho em um concurso da área cultural? Então, prepare-se: deve ser lançado em breve o edital do concurso Funarte. A fundação enviou recentemente seu pedido ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para seleção de 138 novos servidores de níveis Médio e Superior.

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) foi fundada em 1975 e, desde então, é responsável por desenvolver políticas públicas de fomento à música, artes visuais, dança, teatro e circo, além de da capacitação e produção de artistas, desenvolvimento da pesquisa e preservação da memória brasileira. É vinculada ao Ministério da Cultura (MinC).

Para quem quer saber mais sobre o concurso Funarte que está por vir, este artigo é a chave! Todos os detalhes sobre carreiras, salários, requisitos, conteúdo das provas, estilos das possíveis bancas e dicas de estudo.

Confira tudo isso e muito mais!

 

Principais informações sobre o Concurso Funarte

Quais as carreiras e atribuições?

As carreiras na Funarte são divididas por áreas: Arte e Cultura, Administração e Finanças. Para o próximo concurso da fundação foi solicitada a abertura de vagas nas seguintes carreiras:

 

Nível Médio/Técnico

  • Assistente Técnico
  • Assistente Administrativo
  • Assistente Técnico
  • Assistente Financeiro
  • Serviços Auxiliares
  • Técnico Operacional

 

Nível Superior

  • Arquivista
  • Administrador
  • Administração e Planejamento
  • Comunicação e Divulgação Cultural
  • Documentação
  • Técnico em Comunicação
  • Profissional Técnico Superior

 

Qual o nível de formação exigido?

Para cargos de Nível Médio, o candidato no concurso Funarte deve apresentar certificado de conclusão de Ensino Médio ou Técnico em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC)

Da mesma forma, para cargos de Nível Superior, deve apresentar certificado de conclusão de Ensino Superior de acordo com a área de atuação do cargo, além do registro (em dia) no Conselho de Classe.

 

Qual o período de inscrição e valor da taxa?

Ainda não se tem informações consolidadas sobre datas e valores no concurso Funarte 2018.

 

Qual o salário?

As remunerações atuais na Funarte variam entre R$ 3.877,97 e R$ 5.493,29, já com o valor do auxílio-alimentação.

 

Quais os benefícios?

Os servidores da Funarte têm direito a uma série de benefícios, que inclui auxílio-alimentação, auxílio-transporte e convênio médico.

 

Qual a lotação?

Os aprovados no concurso Funarte serão lotados na sede da Funarte, localizada no Rio de Janeiro (capital) ou nas demais unidades da fundação em Pernambuco, Distrito Federal, Minas Gerais e São Paulo.

 

Qual a jornada de trabalho?

A jornada de trabalho dos servidores da Funarte é de 40 horas semanais (8 horas diárias).

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

A progressão de carreira dos servidores da Funarte é composta por classes e padrões, tanto para cargos de Nível Médio quanto para cargos de Nível superior. São quatro classes (A, B, C e Especial) e até cinco padrões (I, II, III, IV e V).

O crescimento se dá por progressão funcional horizontal, que consiste na mudança do servidor da referência em que se encontra para a imediatamente superior considerando o tempo mínimo em cada classe ou padrão (12 ou 18 meses) e o preenchimento de requisitos que o qualifiquem para tanto (como avaliação de desempenho).

 

Quantas são as vagas?

A Funarte solicitou, em seu pedido de abertura de concurso, o preenchimento de 138 vagas — 104 para Nível Médio e 34 para Nível Superior. As vagas estão distribuídas conforme tabela abaixo:

 

Como foi a concorrência do último concurso?

O último concurso Funarte foi realizado em 2014, quando ofereceu 50 vagas — 22 para Nível Médio e 28 para nível Superior —  com um total de 8.966 inscritos.

Ou seja, uma média de 179,32 candidatos por vaga.

No entanto, é importante ressaltar que os índices da concorrência não devem ser levados ao pé da letra. Isso porque não representam a concorrência real, que é o volume de pessoas que estão, de fato, na corrida por uma vaga.

Apenas cerca de 10% dos inscritos em um concurso público estão realmente preparados, tendo estudado com tempo e determinação suficientes, focados no edital em questão. Além disso, há que se considerar o índice de abstenção, que varia bastante, mas quase sempre fica próximo de 30% do total.

 

Como são as provas?

A prova escrita objetiva para Nível Médio composta de 50 questões de múltipla escolha (cinco alternativas e apenas uma correta), nas seguintes disciplinas:

Já para Nível Superior, a prova foi composta de 70 questões, também de múltipla escolha, nas seguintes disciplinas:

 

Qual o conteúdo programático?

 

Nível Médio

 

Conhecimentos Básicos

 

Língua Portuguesa

Interpretação e compreensão de texto. Gêneros e tipos textuais: características distintivas. Marcas de textualidade: coesão, coerência e intertextualidade. Estrutura e formação de palavras. Semântica: antônimos, sinônimos, homônimos, parônimos, hiperônimos. Classes de palavras e seu emprego textual. Estrutura sintática da frase e do período. Reescritura de frases: operações de substituição, deslocamento e alteração. Concordância, regência e colocação. Pontuação. Variação linguística.

 

Matemática

Conjuntos. Conjuntos numéricos (naturais, inteiros, racionais, irracionais e reais). Operações (adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação). Razões, proporções, porcentagem. Juros. Progressões aritméticas e geométricas. Probabilidade. Análise combinatória. Medidas e sistemas de medidas. Matrizes e determinantes. Equações de 1º e 2º graus. Sistemas de equações de 1º e 2º graus. Inequações. Polinômios. Geometria plana: ponto, reta, plano; ângulos; semelhança; relações métricas em figuras planas; perímetros e áreas. Geometria espacial: relações métricas e volumes dos principais sólidos. Trigonometria. Funções. Gráficos e tabelas: interpretação.

 

Nível Superior

 

Conhecimentos Básicos

 

Língua Portuguesa

Interpretação e compreensão de texto. Gêneros e tipos textuais: características distintivas. Marcas de textualidade: coesão, coerência e intertextualidade. Estrutura e formação de palavras. Semântica: antônimos, sinônimos, homônimos, parônimos, hiperônimos. Classes de palavras e seu emprego textual. Estrutura sintática da frase e do período. Reescritura de frases: operações de substituição, deslocamento e alteração. Concordância, regência e colocação. Pontuação. Variação linguística. Funções de linguagem. Noções de redação oficial: características básicas da redação oficial. Tipos e padrões da redação oficial: ofício, aviso, memorando, exposição de motivos, parecer, mensagem, telegrama, fax, correio eletrônico. Elementos de norma culta na redação oficial.

 

Noções de Direito Constitucional

Constituição. Conceito, classificação, princípios fundamentais. Direito e garantias fundamentais. Direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, nacionalidade, cidadania, direitos políticos, partidos políticos. Organização político-administrativa. União, Estado, Distrito Federal, municípios e territórios. Administração Pública. Disposições gerais, servidores públicos. Educação, cultura e desporto.

 

Noções de Administração Pública e do Sistema Federal de Cultura

Governo, Estado e Administração Pública. Conceito de Estado. Governo. Organização do Estado. Conceito, natureza e finalidade da Administração Pública. Organização administrativa do Estado brasileiro. Administração Pública direta. Administração Pública indireta. Princípios básicos da administração. Organização do Poder Executivo Federal no setor cultural. Estruturas organizacionais do MinC e da Funarte. Missões e finalidades dos órgãos. Políticas e diretrizes. Servidor público. Direitos e deveres do servidor. Crimes contra a Administração Pública. Ética no serviço público. Lei de Acesso à Informação, nº 12.527/2011. 8. Lei de Conflito de Interesses, nº 12.813/2013. Lei do Direito Autoral, nºs 9610/1998, 12.853/2013. Normas para licitação e contratos da Administração Pública, Lei nº 8666/1993. Regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais, Lei nº 8112/1990.

 

Como funciona a prova prática?

O próximo concurso Funarte não terá vagas para cargos que exigem prova prática. Porém, o concurso anterior ofereceu oportunidades para profissionais das Artes Cênicas como instrutores circenses.

A prova prática para esses cargos foi aplicada no Rio de Janeiro.

Na avaliação, foram considerados quatro grupos de modalidades circenses: Equilíbrios, Acrobacias, Acrobacias Aéreas e Malabarismos. O candidato deveria escolher três deles, selecionando uma técnica de cada grupo conforme a lista a seguir:

  • Equilíbrios: monociclo (pequeno, médio ou alto), parada de mãos, arame, bola de equilíbrios e rola-rola.
  • Acrobacias: solo, trampolim, mini-trampolim, tumbling, acrobacias em dupla e trio.
  • Acrobacias Aéreas: tecido, trapézio simples, lira, corda, trapézio de um ponto.
  • Malabarismos: bolinhas, claves, diabolo.

Na execução, foram considerados: cuidados com a segurança, arranjo didático e sequencial do conteúdo, conhecimento das técnicas circenses, habilidade no uso de equipamentos e aparelhos, adequação da aula ao nível técnico dos alunos, capacidade de comunicação, criatividade e dinâmica da aula.

 

Qual a data da prova objetiva?

Ainda não se tem informações consolidadas sobre datas e provas no concurso Funarte 2018.

 

Qual a banca?

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

O último concurso Funarte, realizado em 2014, foi organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).  Para saber mais sobre ela e outras importantes bancas examinadoras de todo o país, clique no nome da instituição e acesse a análise completa:

 

Como se preparar?

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Quais as melhores apostilas?

Há pessoas que obtêm ótimos resultados estudando sozinhas, outras precisam de ajuda e investem em um curso preparatório. Se você optou por um voo solo, saiba que as apostilas serão suas melhores amigas. Por isso, é fundamental saber quais as mais conceituadas disponíveis no mercado. Se forem específicas para o concurso pretendido, tanto melhor!

Uma das mais completas é do Estratégia Concursos, que é também um dos melhores cursos do país. A apostila do Estratégia é direcionada para o concurso Funarte, com todos os conteúdos solicitados em todas as disciplinas.

Outra ótima opção é o Gran Cursos Online. Igualmente, tem material vasto para download, totalmente direcionado para o concurso Funarte. No Gran você ainda pode contratar um plano de assinatura que dá acesso a todos os mais de 7 mil cursos disponíveis na plataforma.

Muitas pessoas acreditam que estudar por apostila não é tão efetivo, mas as que indicamos aqui são realmente boas. No entanto, claro, tudo vai depender do quanto você se dedicar aos estudos. Pode ser um desafio ainda maior, mas é possível ser aprovado estudando por apostilas!

Confira também nosso post completo sobre as melhores apostilas para concursos.

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. É sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a sua área de atuação.

O  Estratégia Concursos, por exemplo, tem um curso direcionado para o concurso Funarte. Além disso, o Estratégia tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, conta com um material de qualidade e professores renomados.

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. Da mesma forma, tem material completo, com videoaulas, e professores de primeira linha.

Ainda tem dúvidas? Aproveite para conferir nosso ranking completo com os melhores cursos preparatórios para concursos.

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor.

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Como estudar por questões?

De todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

Para saber como funciona a técnica e aplicá-la na sua preparação, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

Provas anteriores concurso Funarte 

Edital anterior concurso Funarte

 

Qual a previsão de próximo concurso?

Para acompanhar a evolução do edital do concurso Funarte, acesse nossa seção de concursos previstos. E para ler as notícias sobre os principais editais do país em andamento, fique de olho na seção de concursos abertos.

Não perca sua chance!

 

Checklist do candidato

Para saber se você tem mesmo o perfil do candidato para o concurso Funarte, faça uma rápida checklist:

  • Ter formação de Nível Médio ou Nível Superior.
  • Ter disponibilidade para mudar de cidade.
  • Ter afinidade com o meio cultural.
  • Ter empenho e determinação.
  • Buscar estabilidade financeira e profissional.

Se você está aguardando o concurso Funarte, é melhor ir se preparando. em breve deve haver novidades e é melhor estar com os estudos em dia.

Para saber mais sobre o mundo dos concursos e conhecer dicas de estudo de arrasar, acesse também nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Conte com a gente e bons estudos!

Planilha de Estudos

Planilha de Estudos

Com essa planilha você vai poder calcular automaticamente seu tempo ideal de estudos.

Ela foi criada com base no Método PQF para calcular o quanto você tem que estudar, levando em conta o peso de cada matéria, quantidade de horas necessárias e facilidade que você tem sobre cada uma.

Parabéns! agora você tem acesso a Planilha de Estudos!