O último concurso SEFAZ MS, em 2013, foi bastante polêmico. Por questões que envolviam a legalidade e a isenção da banca examinadora então contratada, a seleção realizada foi suspensa e até as provas foram incineradas.

 

Mais tarde, outra decisão da Justiça determinou que os aprovados fossem empossados.

 

Confusões à parte, o concurso da Secretaria da Fazenda do estado do Mato Grosso do Sul é bastante aguardado.

 

Com salários atrativos e todas as demais vantagens de uma carreira pública, atrai muitos candidatos a cada edital divulgado.

 

Tem interesse pelo concurso SEFAZ MS?

 

Então acompanhe nosso artigo para saber todas as informações relevantes sobre as carreiras no órgão, as atribuições de cada uma, os salários e benefícios, a lotação, a jornada de trabalho, etc.

 

Conheça também os detalhes do conteúdo programático, da banca examinadora e dicas de arrasar para já ir se preparando para as provas.

 

Principais informações sobre o Concurso SEFAZ MS

 

O que é SEFAZ?

A SEFAZ é um órgão da administração direta. E tem por finalidade arrecadar os tributos de competência estadual e controlar as atividades de fiscalização das operações geradoras de tributos, sempre em consonância com a legislação.

 

Quais as carreiras e atribuições?

O último concurso SEFAZ MS ofereceu vagas para Fiscal de Rendas e Agente Tributário Estadual. Ambos os cargos executam atividades de planejamento, execução e controle de ações relacionadas à fixação, arrecadação e fiscalização de tributos.

 

O Fiscal de Rendas é responsável também por auditorias em estabelecimentos, planejamento de ação fiscal, consultoria e orientação tributária, representação e participação junto a órgãos julgadores.

 

E o Agente Tributário Estadual executa a fiscalização de mercadorias em trânsito, ou seja, no planejamento da administração tributária e aduaneira, na importação e exportação de produtos.

Também atua na prevenção e no combate da sonegação fiscal.

 

Qual o nível de formação exigido?

Para os cargos de Fiscal de Rendas e Agente Tributário Estadual, a exigência é que os candidatos tenham formação de Nível Superior, em qualquer curso, realizada em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

 

Qual o salário?

Conforme o último edital da SEFAZ, a remuneração inicial para o cargo de Fiscal de Renda era de R$ 10.883,32. Já para o cargo de Agente Tributário Estadual, ficava em R$ 6.661,57.

 

Quais os benefícios?

Além da remuneração fixa mensal, os servidores públicos da SEFAZ MS têm direito a uma série de benefícios. Entre eles:

 

  • Auxílio-alimentação
  • Vale-transporte
  • Convênio médico

 

Qual a lotação?

A lotação inicial dos candidatos aprovados no concurso SEFAZ MS se dará de acordo com a ordem de classificação em municípios do todo o estado, conforme demanda da autarquia.

 

Qual a jornada de trabalho?

Os cargos na SEFAZ MS têm jornada de trabalho de 40 horas semanais.

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

As vagas do concurso SEFAZ RS são para a classe A e a progressão para a classe B leva, no mínimo, três anos. Após isso, a mudança de classe pode ser realizada em períodos menores, sempre conforme deliberação dos gestores imediatos e a partir das avaliações de desempenho (que acontecem a cada seis meses). A progressão vai até a classe E.

 

Como foi a concorrência do último concurso?

Segundo os números divulgados sobre o último concurso SEFAZ MS, realizado em 2013, o total de inscritos chegou a 12.246.

 

Para o cargo de Fiscal de Rendas, com 20 vagas disponibilizadas, foram 5.270 inscritos — uma relação de 263,5 candidatos por vaga. Já para o cargo de Agente Tributário Estadual, com 40 vagas, foram 6.976 inscritos, ou seja, 174,4 candidatos por vaga.

Seja como for, é importante lembrar que a concorrência não é um fator decisivo para a aprovação. E nenhum candidato deve ficar desmotivado por essa razão.

Isso porque, na verdade, apenas entre 8% e 10% das pessoas inscritas em um concurso público podem ser chamadas, efetivamente, de candidatos e estão realmente preparadas para encarar o desafio.

 

A maioria absoluta não estudou o suficiente para garantir um uma vaga ou nem irá comparecer no dia da prova, entrando para o índice de abstenção.

 

Ou seja.

 

A real diferença está no seu foco e dedicação durante a preparação para o desafio! 

 

Como são as provas?

O último concurso SEFAZ MS, realizado em 2013, dividiu sua prova escrita (com questões objetivas de múltipla escolha) em duas etapas, pela manhã e à tarde.

 

No geral, as disciplinas solicitadas são:

 

 

Qual o conteúdo programático?

 

Língua Portuguesa

Interpretação de texto, acentuação, pontuação. Estrutura e formação de palavras, classificação e flexão nominal e verbal, concordância e regência verbal e nominal. Períodos compostos, pronomes, sílabas, dígrafos, encontros vocálicos, tonicidade. Sinonímia, antonímia, polissemia, parônimos e homônimos. Denotação e conotação, termos da oração, vocativo.  

 

Matemática/Raciocínio Lógico

Taxas de variação de grandezas, razão e proporção, regra de três simples e composta, porcentagem, regularidades e padrões em sequências. Sequências numéricas, aritmética e geometria. Juros simples e compostos, taxas e capitalização financeira. Amortizações de empréstimos e financiamentos. Conceitos básicos de Raciocínio Lógico: proposições, valores lógicos, sentenças abertas. Tabela Verdade, conectivos, proposições simples e compostas, contingência, implicações lógicas, equivalências lógicas, lógica da argumentação.

 

Direito Civil e Empresarial

Sujeitos do Direito. Objeto do Direito. Fatos jurídicos. Atos ilícitos, exclusão da ilicitude, abuso do direito. Atos jurídicos. Negócios jurídicos. Validade e defeitos. Nulidade. Prescrição e decadência. Direitos reais e obrigacionais. Propriedade. Posse. Direitos reais sobre a coisa alheia. Obrigações. Contratos. Alienação fiduciária em garantia. Cooperativas. Formas de pagamento indireto; pagamento indevido. Casamento. Sucessão legítima. Sucessão testamentária. Herança. Do direito de empresa. Do empresário. Da caracterização e da inscrição. Da capacidade. Da sociedade. Da sociedade não personificada. Da sociedade em comum. Da sociedade em conta de participação. Da sociedade personificada. Da sociedade simples. Da sociedade em nome coletivo. Da sociedade em comandita simples. Da sociedade limitada. Da sociedade anônima. Da caracterização. Da transformação, da incorporação, da fusão e da cisão das sociedades. Do estabelecimento. Do registro. Do usufruto. Da extinção do usufruto. Do penhor agrícola. Do penhor pecuário. Do penhor industrial e Mercantil. Títulos de crédito. Preferências e privilégios creditórios. Sociedades anônimas (Lei n. 6.404/76 e alterações). Princípios de teoria geral dos contratos mercantis. Tipos contratuais mercantis. Aplicabilidade do Código Civil. Estabelecimento. Do registro, nome empresarial, gerente, contabilistas e outros auxiliares e escrituração. Desconsideração da personalidade jurídica. Teoria geral da falência. Caracterização do estado falimentar, efeitos da falência quanto aos bens do falido e aos direitos dos credores do falido, conceito de recuperação judicial e extrajudicial. Crimes falimentares. Lei n. 11.101/2005. MP 2200-2/2001. O comércio eletrônico.

 

Direito Penal

Aplicação da lei penal. Crime. Imputabilidade. Penas. Ação penal pública e ação penal privada. Extinção da punibilidade. Dolo e Culpa. Crimes contra a honra, a inviolabilidade do domicílio, a inviolabilidade de correspondência, a inviolabilidade dos segredos, o patrimônio. Crimes contra a fé pública. Crimes contra a administração pública. Crimes contra a ordem tributária (Lei Federal n. 8.137, de 27 de dezembro de 1990 e alterações). Crimes contra as finanças públicas (Lei Federal n. 10.028, de 19 de outubro de 2000).

 

Direito Administrativo

Conceito, fontes e princípios do Direito Administrativo. Administração Pública. Atividades Administrativas. Poderes e deveres do administrador público. Uso e abuso do poder. Poderes Administrativos. Atos administrativos. Atributos dos atos administrativos.Organização Administrativa Brasileira. Centralização e descentralização. Contratos Administrativos. Alteração unilateral e bilateral. Equilíbrio financeiro. Cláusulas exorbitantes. Modalidades de contratos. Extinção, prorrogação e renovação. Inexecução. Revisão, rescisão e suspensão. Licitação (Lei n. 8.666/93) – Finalidade, princípios e objeto da licitação. Serviços Públicos. Servidores públicos. Comparação entre o controle administrativo e judiciário. Princípios do Processo Administrativo. A responsabilidade civil do Estado. Improbidade administrativa. Sindicância e Processo Administrativo (Lei Estadual n. 1.102, de 10 de outubro de 1990, atualizada). Regime de Previdência do Servidor Público. (Art. 40 e emendas correlatas, da Constituição Federal).

 

Direito Constitucional

Conceitos de teoria do Estado. Princípios do Estado Democrático de Direito. Conceito de constituição. Regras materialmente constitucionais e formalmente constitucionais. Tipos de constituição. O Direito Constitucional e os demais ramos do direito.Poder constituinte originário e derivado.Controle de constitucionalidade. Controle judiciário difuso e concentrado. Ação declaratória de constitucionalidade. Ação direta de inconstitucionalidade. Constituição da República Federativa do Brasil. O habeas corpus. O mandado de segurança. O direito de petição. O mandado de injunção. A ação popular. A ação civil pública. O habeas data. Direitos sociais. Nacionalidade. Direitos políticos. Organização político-administrativa. O federalismo no Brasil. Repartição de receitas tributárias. Competências constitucionais. Intervenção nos Estados e Municípios. Administração pública, disposições gerais e servidores públicos civis.Separação de poderes. Sistemas de governo. Poder Legislativo, Poder Executivo e Poder Judiciário. Ministério Público. Processo legislativo. Defesa do Estado e as instituições democráticas. Princípios gerais da atividade econômica e financeira. Sistema Tributário Nacional, Do Orçamento e Finanças Públicas.Constituição do Estado de Mato Grosso do Sul.

 

Tecnologia da Informação

Conceitos básicos de informática, hardware, software, sistemas operacionais, pacote Microsoft Office. Conceitos básicos de segurança da informação, antivírus, sistemas de backup, criptografia, certificação digital, assinatura digital e autenticação. Conceitos básicos de redes, componentes e tecnologias disponíveis, topologias, estação e servidor, conceitos de protocolos de comunicação de redes, TCP e UDP, Local Área Network, WideArea Network. E-mail, aplicativos e banco de dados

 

Legislação/Processo Administrativo/Contabilidade

As provas de Legislação Tributária do MS e Processo Administrativo do MS solicitam ao candidato o entendimento de uma série extensa de disposições que abordam questões referentes à área. Da mesma forma, a prova de Contabilidade Geral traz um apanhado consistente de conceitos e demonstrações a respeito do campo de atuação dos profissionais do órgão.

 

Qual a banca?

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

Para não perder tempo, que tal conhecer todos os detalhes das principais bancas examinadoras do país?

A análise completa de cada uma delas você encontra por aqui!

 

Clique no nome da instituição e saiba mais:

 

Como se preparar?

Não tem mistério: a preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. E é preciso ter em mente que são muitas horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para tanto, é preciso disciplina e foco.

O primeiro passo, é munir-se de informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc), lendo atentamente o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

 

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina. Acesse e prepare o seu!

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

Com um volume expressivo de materiais para leitura e exercícios para simulados, às vezes é muito difícil saber por onde começar e o estudo vira uma grande confusão, sem efetividade. Por isso, se você tem tempo e dinheiro disponíveis para investir, um curso preparatório é a melhor opção.

 

O  Estratégia Concursos, por exemplo, tem módulos totalmente focados no edital da Secretaria da Fazenda. Além disso, é um curso preparatório que tem tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, conta com um material de qualidade e professores renomados.

O Gran Cursos é outra excelente opção, muito bem avaliado no mercado, com material completo, videoaulas e professores de primeira linha.

Se você ainda tem dúvidas, é só conferir nosso ranking completo com os melhores cursos preparatórios para concursos. Lá fizemos uma avaliação completa, com prós e contras de cada uma das principais alternativas disponíveis.

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

Há quem goste de estudar de uma maneira mais tradicional. Mas, também há quem aposte em técnicas inovadoras e encontre nelas uma maneira de turbinar a preparação. Por isso, é importante conhecer alguns métodos e testá-los. Quem sabe é esse o empurrão que faltava rumo a sua aprovação?

 

Há técnicas famosas, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. Para saber mais sobre o assunto e descobrir com qual delas se adapta melhor ao seu perfil, confira nosso post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Como estudar por questões?

De todas a técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

 

Para saber como funciona a técnica e aplicá-la na sua preparação, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

 

Qual a previsão de próximo concurso?

Embora a expectativa seja grande, não há previsão de um novo edital da SEFAZ. Isso porque devido a confusão e revalidação do último concurso, os candidatos aprovados ainda estão sendo nomeados para as vagas em aberto.

 

De qualquer maneira, você pode acompanhar a evolução da probabilidade de um possível novo edital do órgão na aba de concursos previstos. E para saber de outros processos seletivos em todo o país, clique na aba de concursos abertos.

 

Checklist do candidato

Faça agora uma rápida checklist para ter certeza de que seu perfil se enquadra no que é pedido no concurso SEFAZ MS.

 

  • Ter formação de Nível Superior em qualquer área
  • Ter disponibilidade para mudar de cidade
  • Gostar de atividades financeiras e de tributação
  • Ter afinidade com a área do Direito
  • Ter idoneidade e comprometimento
  • Buscar estabilidade na carreira
  • Buscar estabilidade financeira

 

Se você está na expectativa por um novo concurso SEFAZ MS, aproveite nosso artigo para já ir investindo na sua preparação. Assim, quando o edital for publicado, você já estará muitos passos à frente!

 

E não deixe de conferir nossas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube. Por lá você vai encontrar notícias, dicas e muito conteúdo de qualidade sobre o mundo dos concursos.

 

Afinal, estamos aqui para lhe ajudar na caminhada até a aprovação. Acreditamos no seu potencial!

 

Bons estudos!

 

[Total: 0    Média: 0/5]