Manual do Concurso de Técnico do MPU 2018

O concurso do Ministério Público da União, além de oferecer um dos maiores salários para cargos de Nível Médio, no caso do cargo de Técnico do MPU, também oferece diversos benefícios de carreira, além da possibilidade de progressão funcional e da estabilidade.

Sendo, portanto, um dos concursos mais importantes e, é claro, mais concorridos do país. Apesar de exigir apenas Nível Médio, o candidato que pretende prestar este concurso deve estar bem preparado, pois a prova é considerada uma das mais difíceis também.

Recentemente, a comissão organizadora deste concurso foi formada e a expectativa é que ele seja realizado no primeiro semestre de 2018. Para saber tudo sobre a carreira e sobre o concurso para Técnico do MPU 2018, continue lendo o artigo abaixo.

Abaixo o índice de todos os assuntos abordados neste artigo, é só clicar:

 


 

Informações sobre a carreira de Técnico do MPU

 

Agora veremos informações importantes sobre a carreira de Técnico do MPU, como salários, benefícios, jornada de trabalho, lotação inicial e possibilidade de remoção, crescimento dentro da carreira, como é o trabalho e especificidades da carreira

 

Qual o salário de um Técnico do MPU?

 

O salário é, sem dúvidas, um dos grandes atrativos deste concurso, sobretudo se considerarmos o fato de que o cargo é de Nível Médio.

No ano de 2016, houve reajuste salarial de 12% (Lei 13.316/2016), dividido num total de 8 parcelas, que serão pagas no período de quatro anos. Sendo assim, a partir de 1º de janeiro de 2019, os funcionários do MPU terão o total de 12% de aumento salarial.

Veja abaixo como será este processo:

  • Novembro de 2016 – R$ 6.167,99
  • Junho de 2017 – R$ 6.376, 41
  • Novembro de 2017 – R$ 6.708,53
  • Junho de 2018 – R$ 6.862,73
  • Novembro de 2018 – R$ 7.080,21
  • Janeiro de 2019 – R$ 7.591,37

A previsão do salário final para o cargo de Técnico é de mais de nove mil reais, acrescido dos devidos benefícios, além dos possíveis reajustes de salário (além deste que já está em vigor) até lá.

 

Quais são os Benefícios da carreira de Técnico do MPU?

 

Outro grande atrativo deste concurso são os benefícios que ele oferece. O auxílio-alimentação, por exemplo, tem o valor de R$ 884,00; já o auxílio-transporte tem valor variável de acordo com a localidade.

Há ainda a assistência pré-escolar, no valor de R$ 699,00. Além de todos esses benefícios, existem ainda os adicionais de treinamento e de qualificação.

 

Qual a Jornada de trabalho?

 

A jornada de trabalho do Técnico do MPU é de 40 horas semanais. No entanto, além de incentivar seus servidores através da gratificação, o MPU também incentiva seus servidores oferecendo horário especial para quem estuda.

 

Qual a lotação inicial e possibilidade de remoção na carreira de Técnico do MPU?

 

Os candidatos com as melhores classificações serão convocados para trabalhar nas unidades administrativas de qualquer um dos ramos do Ministério Público da União (Ministério Público Federal, Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, Ministério Público Militar e Ministério Público do Trabalho), dentro da UF da vaga a que concorreu.

Além disso, os candidatos também concorrerão a nível geral, sendo que se não houver mais candidatos para alguma das UF, o próximo candidato da lista geral será convocado para preencher a vaga.

Uma das poucas desvantagens deste concurso, portanto, é que o candidato escolhe apenas a Unidade Federativa e a especialidade que quer concorrer, não podendo escolher em qual dos ramos quer trabalhar. Além da possibilidade de precisar mudar de cidade, para tomar posse do cargo.

Depois da lotação, o candidato deverá obrigatoriamente permanecer na mesma unidade administrativa por um período mínimo de 3 anos, só podendo participar do processo de remoção após esse período.

 

Qual a possibilidade de crescimento dentro da carreira de Técnico do MPU?

 

Segundo a legislação vigente, o crescimento dentro da carreira de Técnico do MPU se dá de duas formas: a progressão funcional e a promoção.

Sendo que a primeira se refere à movimentação de um servidor de um padrão para o padrão seguinte, que pode ocorrer a cada ano, dependendo da avaliação de desempenho do servidor.

Já a segunda se refere à movimentação do servidor do último padrão de uma classe para o primeiro da segunda classe. Este, por sua vez depende da avaliação de desempenho e também da formação em curso de aperfeiçoamento ou programa de capacitação.

São, no total, 13 padrões, divididos em três categorias e a cada vez que o servidor consegue subir de padrão ele recebe reajuste salarial.

Apesar da progressão funcional e da promoção, os servidores continuam sempre no mesmo cargo, de Técnico do MPU.

 

Como é o dia-adia no trabalho de Técnico do MPU?

 

Ao prestar o concurso de Técnico do MPU, o candidato poderá ser chamado em qualquer unidade administrativa do Ministério Público Federal, Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, Ministério Público Militar e Ministério Público do Trabalho.

As atribuições comuns a todas as especialidades do cargo de técnico do MPU incluem o trabalho de auxílio dos membros e das chefias dentro ou fora da sede de trabalho, em diversas tarefas como: processos judiciais e administrativos; procedimentos extrajudiciais; eventos oficiais, audiências e diligências; elaboração e análise de informações, declarações, certidões, relatórios e demais documentos necessários; atuar na gestão de contratos, quando solicitado; participação de reuniões, além de grupos de trabalho; atender público interno e externo; orientar ou supervisionar aprendizes; utilizar sistemas de informação corporativos etc.

Além disso, há também as atividades relacionadas a cada área e especialidade específica oferecida pelo cargo almejado.

 

Quais são as especificidades da carreira?

 

Apesar de exigir apenas Nível Médio, as vagas são distribuídas por área de atividade e especialidade. Dentre as áreas de atividade estão apoio técnico administrativo e saúde.

Sendo que dentro destas áreas, estão, por exemplo, as especialidades de controle interno, edificação e tecnologia da informação e comunicação, na primeira; e enfermagem, saúde bucal e laboratório, na segunda.

Algumas dessas especialidades podem exigir também cursos técnicos (como é o caso da especialidade de edificação), habilitação “D” ou “E” e curso na área de segurança com habilitação para manuseio de arma (no caso da especialidade de segurança e transporte institucional).

 

Informações sobre o concurso MPU 2018

 

Agora, veremos informações sobre o concurso MPU 2017

 

Análise das vagas

 

No último concurso, realizado no ano de 2015, foram inscritos cerca de 12.000 candidatos para as 21 vagas de Técnico MPU divulgadas a princípio. O que significa que a relação foi de cerca de 570 candidatos para cada uma das vagas.

Apesar disso, o número de candidatos convocados foi muito maior, assim como no concurso de 2013. Na verdade, este concurso é bastante conhecido por convocar um número de candidatos muito maior do que o que é estipulado no edital, o que pode deixar os candidatos mais tranquilos, apesar da alta concorrência.

 

Provável quantidade de vagas do próximo concurso

 

Segundo um levantamento feito recentemente com base nos portais de transparência do MPU, o déficit é de quase 1800 servidores. Sendo assim, é provável que o número de vagas abertas e o número de candidatos convocados sejam bem altos.

Neste levantamento, para o cargo de Técnico, constatou-se o déficit de 744 servidores nas diversas áreas. A probabilidade é de que o edital ofereça poucas vagas, mas que ao longo do período de validade do concurso, muitos candidatos sejam convocados.

 

Como é a prova de Técnico do MPU?

 

A prova objetiva de conhecimentos básicos do concurso de 2015 contou com questões nas disciplinas de Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Legislação Aplicada ao MPU e Ética no Serviço Público.

Além disso, a prova de conhecimentos específicos, para o cargo de Técnico Administrativo, contou também com as disciplinas de Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Administração e Administração de Recursos Materiais.

Segundo especialistas, os candidatos devem dar atenção especial à disciplina de Língua Portuguesa e de Administração, dessa forma, aumentando muito as chances de alcançar a aprovação.

 

Qual vai ser a provável banca?

 

A banca organizadora deste concurso ainda não foi definida, no entanto, espera-se que a Cespe/UNB seja a responsável pelo concurso, já que foi ela a responsável pelas últimas aplicações.

Essa, sem dúvidas, é uma das bancas mais temidas pelos concurseiros, por possuir um estilo de prova próprio, no qual uma questão errada anula uma questão certa, além de possuir nível de complexidade alto das questões.

 

Edital de Técnico do MPU


Além das provas de conhecimentos gerais e conhecimentos específicos, o cargo de Técnico do MPU para algumas especialidades, como a especialidade de Segurança Institucional e Transporte, que ofereceu vagas no último edital, também contam com prova de aptidão física e avaliação médica. Para esta mesma especialidade há ainda, programa de formação profissional.

Ainda não se sabe quais serão as especialidades ofertadas para o próximo concurso. Para saber o que é exigido de cada uma delas e também qual as tarefas específicas de cada especialidade, é possível consultar o edital do concurso passado, enquanto o edital de 2017 não for liberado.

 

Qual a previsão do próximo concurso

 

A comissão organizadora do concurso, presidida pelo procurador Blal Yassine Dalloul, informou que já está trabalhando no edital e que a probabilidade é de que ele seja divulgado a partir de agosto, data em que expira o prazo do concurso realizado em 2015.

Sendo assim, a probabilidade é de que as provas fiquem para o mês de outubro ou novembro, sendo, portanto respeitado o prazo obrigatório de 60 dias entre a publicação do edital e a aplicação das provas.

 

 

O concurso do MPU é para mim?

 

Se você se interessou por este concurso, mas ainda não tem certeza de que ele é para você, confira abaixo nosso checklist do que é necessário para passar neste concurso:

  • Ser esforçado e se dedicar a realmente estudar, no mínimo, a maior parte do conteúdo exigido no edital.
  • Estar realmente empenhado a fazer o que é preciso para conquistar uma vaga.
  • Estar interessado em seu próprio crescimento pessoal e profissional.
  • Ter o desejo de alcançar a estabilidade financeira, com um bom salário e os diversos benefícios oferecidos pelo concurso.
  • Dar um grande passo em relação à melhoria da qualidade de vida, oferecida por este concurso.

Como este concurso se trata de um dos mais concorridos do país, não é indicado que você espere o edital sair para começar a estudar. Você pode se basear nos editais dos concursos anteriores e começar a estudar agora mesmo.

 

Como me preparar para esse concurso?

 

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

 

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

 

Estudar sozinho, por apostilas, é uma possibilidade, com certeza. Há muitos casos de pessoas que optaram por esse tipo de preparação e se deram muito bem! No entanto, sempre reforçamos que, se você tem tempo e dinheiro disponíveis, um curso preparatório pode turbinar seu aprendizado e agilizar a aprovação.

E se essa foi sua escolha, é muito importante conhecer os melhores cursos preparatórios disponíveis no mercado. Fique de olho no material, para saber se atende as suas necessidades, e também na equipe de professores, para saber se os profissionais têm experiência em concursos. A partir da nossa própria experiência de mais de 15 anos na área, temos confiança em indicar o Estratégia Concursos, que tem ótimos índices de aprovação nos principais processos seletivos do país. Outra excelente opção é o Gran Cursos, igualmente bem avaliado e com ótimo material de estudo.

Para saber mais sobre cada um dos cursos indicados e ainda outras boas opções, confira nosso ranking completo com os melhores cursos preparatórios para concursos.

 

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor.

 

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Como estudar por questões?

 

De todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

Para saber mais, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

 

Aproveite também para seguir o Próximos Concursos nas redes sociais:  Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.  Por lá você vai encontrar tudo sobre o universo concurseiro, discussões de qualidade, troca de experiências e dicas imbatíveis.

 

E lembre-se: conte com a gente na caminhada até a aprovação!

 

Bons estudos!

 

 

[Total: 9    Média: 3.6/5]