%

Concurso TRF 4

Foi publicado o tão esperado edital do Concurso do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (Concurso TRF4) com a oferta de vagas para formação de cadastro reserva para os cargos de Analista (nível superior) e Técnico (nível médio).

Vale lembrar que o TRF4 abrange os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná.

Quer saber mais? Fique por aqui e confira as principais informações dessa excelente oportunidade:

Quais vagas estão sendo ofertadas?

As vagas são para cadastro reserva e estão distribuídas da seguinte forma:

Técnico Judiciário

  • Administrativa
  • Segurança e Transporte
  • Tecnologia da Informação

Analista Judiciário

  • Judiciária
  • Oficial de Justiça
  • Sistemas de Informação
  • Tecnologia da Informação

Requisitos exigidos no Concurso TRF4

Dentre outros requisitos especificados em edital, para candidatar-se a uma vaga é necessário ter:

Concurso TRF4Concurso TRF4

Concurso TRF4

Quais as demais exigências?

Além do nível de formação específico para cada carreiras, há pré-requisitos comuns a todas elas, que são:

  • Ser brasileiro nato ou naturalizado ou português em condição de igualdade de direitos com os brasileiros; no caso de ser português, comprovar a condição de igualdade e gozo dos direitos políticos na forma do art. 12, § 1º, da Constituição Federal.
  • Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos.
  • Gozar dos direitos políticos.
  • Estar em dia com as obrigações eleitorais.
  • Estar em dia com os deveres do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino.
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.

Qual o salário?

Os salários iniciais para cada carreira são os seguintes (já inclusos os benefícios):

  • Técnico Judiciário: R$ 8.501,45
  • Técnico de Segurança e Transporte: R$ 9.608,52
  • Analista Judiciário (Informática): R$ 13.345,38
  • Oficial de Justiça Avaliador: R$ 16.719,66

Quais os benefícios?

Os servidores do TRF 4 têm direito a uma série de benefícios, como os seguintes:

Técnico:

  • Gratificação de Atividade Judiciária.
  • Gratificação de Atividade de Segurança (apenas para Técnico em Segurança).
  • Gratificação de Atividade Externa (apenas para Oficial de Justiça Avaliador Federal).
  • Auxílio-alimentação

Analista:

  • Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ).
  • Auxílio-alimentação.

Qual a lotação?

Como o TRF da 4ª Região atende Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, o candidato aprovado poderá ser lotado em qualquer unidade nestes estados, conforme demanda do órgão e classificação no concurso.

Qual a jornada de trabalho?

A jornada de trabalho dos servidores do TRF 4 é de 40 horas semanais (8 horas diárias) para todos os cargos, áreas e especialidades. 

Quais as chances de crescimento na carreira?

carreira SEFAZOs servidores do TRF 4 têm um plano de carreira dividido por classes (A, B e C) e padrões (do 1 ao 13).

O recém-aprovado no concurso, por exemplo, entra no órgão dentro da Classe A, Padrão 1.

A escalada dentro dessa estrutura se dá por progressão funcional ou promoção.

A progressão funcional se dá por avaliação formal de desempenho de um padrão para o imediatamente superior observando o prazo mínimo de um ano.

A promoção é referente à movimentação do último padrão de um Classe para o primeiro da Classe seguinte, respeitando o mesmo prazo.

Como foi a concorrência do último concurso?

O último concurso TRF 4 foi realizado em 2014, tendo sido organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC). Na ocasião, foram ofertadas apenas vagas para a formação de cadastro reserva nos cargos de Técnico Judiciário e Analista Judiciário.

No total, foram 78.145 inscritos.

O cargo com o maior número de candidatos foi o Técnico Judiciário – Área Administrativa na microrregião Leste (subseções de Curitiba e Paranaguá, no Paraná), com 8.075 candidatos.

Em segundo lugar, o mesmo cargo na microrregião da sede da Seccional do Rio Grande do Sul e TRF, em Porto Alegre, com 5.630 candidatos.

Em terceiro, o mesmo cargo na microrregião Norte (subseções de Apucarana, Jacarezinho, Londrina e Maringá, no Paraná), com 4.412 candidatos.

Embora os números da concorrência possam sempre parecer muito altos é importante lembrar que apenas 10% dos inscritos em um concurso público estão realmente aptos a disputar uma vaga.

O que ocorre é que muitos não estão verdadeiramente preparados, não se dedicaram o suficiente, ou apenas estão testando conhecimentos, ingressando no mundo dos concursos. Outros tantos simplesmente não comparecerão no dia da prova, engordando o índice de abstenção.

Assim, a melhor maneira de se destacar e garantir uma boa colocação é mesmo estudar com dedicação e foco. Com isso, a concorrência se torna um fator quase irrelevante.

Quais as etapas do edital?

O edital será composto pelas seguintes etapas:

  • Prova Objetiva (para todos os cargos)
  • Prova Discursiva (Estudo de Caso para o cargo de Analista e Redação para o cargo de Técnico)
  • Teste de Capacidade Física (apenas para o cargo de Técnico Judiciário da Área de Segurança e Transportes)

As provas estão previstas para o dia 04 de agosto.

Como são as provas?

A prova objetiva será composta por 50 questões de múltipla escolha (cinco alternativas e apenas uma correta), com conteúdo referente às disciplinas de:

Conhecimentos Gerais 

Conhecimentos Específicos na área pretendida

Os candidatos a uma vaga de Analista passarão, ainda, por uma prova dissertativa com um estudo de caso, já para o cargo de Técnico será aplicada uma redação.

Aos candidatos ao cargo de Técnico Judiciário da área de Segurança e Transporte será aplicada um Teste de Aptidão Física (TAF),  com flexão de cotovelos sobre o solo, abdominal e corrida de 12 minutos.

As provas serão aplicadas nas seguintes cidades:

  • Paraná (Cascavel, Curitiba, Guarapuava, Londrina e Umuarana)
  • Rio Grande do Sul (Canoas, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, Santo Ângelo e Uruguaiana)
  • Santa Catarina (Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Joinville e Lages)

 Qual o conteúdo programático?

Veja qual o conteúdo programático para cada uma das carreiras:

Analista Judiciário

Conhecimentos Gerais (para todas as áreas)

Conhecimentos Gerais (Informática)

Conhecimentos Específicos

Analista Judiciário – Área Judiciária (sem especialidade) e Analista Judiciário – Oficial de Justiça Avaliador Federal

Analista Judiciário – Apoio Especializado (Informática)

Técnico Judiciário

Conhecimentos Gerais (todos as áreas)

Conhecimentos Gerais (para as áreas de Segurança e Transporte, Contabilidade e Tecnologia da Informação)

Conhecimentos Específicos

Técnico Judiciário – Área Administrativa

Técnico Judiciário – Área Administrativa – Especialidade Segurança e Transporte

Técnico Judiciário – Apoio Especializado (Contabilidade)

Qual a banca?

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é, com toda a certeza, conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Ou seja, estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

A banca organizadora do Concurso TRF 4 é a FCC – Fundação Carglos Chagas. Preparamos um artigo com as principais características dessa banca. Aproveite as dicas para turbinar os estudos:

Fique atento ao prazo de inscrições

As inscrições deverão ser realizadas no site https://www.concursosfcc.com.br/, do dia 03 de junho ao dia 26 de junho de 2019.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 61,00 para o cargo de Técnico e R$ 71,00 para o cargo de Analista.

Quais as melhores técnicas para estudar?

A preparação para um concurso costuma, de fato, ser exaustiva. Mas para facilitar um pouco a sua vida, há técnicas que potencializam o aprendizado e, assim, podem agilizar a aprovação.

Entre as técnicas conhecidas estão a pomodoro e a de ciclo de estudos. Além disso, você pode estudar com flash cards ou mapas mentais.  No entanto, de todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões.

O estudo por questões ajuda a reter a informações e revisar a matéria, tornando o processo de memorização do conteúdo mais simples e efetivo. Alguns cursos preparatórios oferecem material com questões comentadas pelos professores, o que facilita ainda mais.

Contudo, ressaltamos que o ideal é experimentar cada uma das técnicas e ver com qual você se adapta melhor. Por isso, confira também nosso post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

E se você está em busca de dicas que lhe ajudem a manter a energia em alta no período de preparação, não deixe de acessar nosso post com as 5 melhores técnicas de motivação.

Já tem material de qualidade para estudar?

Para otimizar ou iniciar sua preparação, indicamos a nossa Seção de Dicas para passar em Concurso Público. Nela você encontrará artigos com valiosas dicas para colocá-lo mais próximo da sua aprovação, como por exemplo:

Prefere dicas em vídeo? Acesse nossa seção com dicas de concursos, melhores cursos preparatórios, guia do primeiro concurso e muito mais!

Quais os melhores cursos preparatórios?

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. Afinal, é sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a área ou cargo pretendido.

Desse modo, veja algumas opções realmente boas:

Concursos EstratégiaO Estratégia Concursos tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, pois conta com um material de qualidade e professores renomados. Ou seja, se você quer ter a certeza que está estudando pelo melhor material e, além disso, não se importa em pagar pela qualidade, o Estratégia Concursos é, com efeito, sua melhor opção.

Gran Cursos onlineO Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. De fato, tem material completo com videoaulas, além de professores de primeira linha. Assim, se você quer um curso com bom histórico de aprovação, e a possibilidade de estudar para mais de um concurso, o Gran Cursos certamente é uma ótima opção.

Concurso ExponencialO Exponencial é mais uma excelente alternativa. Igualmente aos demais cursos, é voltado para o aprendizado acelerado, mas oferece ainda o interessante serviço de coaching 100% especializado.

Checklist do candidato

Agora que você chegou ao fim do artigo, é hora de retomar alguns pontos e fazer uma checklist para confirmar se o concurso TRF 4 é mesmo para você:

  • Ter formação adequada ao cargo que deseja.
  • Ter afinidade com a área Judiciária.
  • Ter disponibilidade para mudar de cidade.
  • Ter dedicação e empenho.
  • Desejar estabilidade financeira e profissional.

Agora que você já sabe tudo do concurso TRF 4, acesse nossa redes sociais para acompanhar as novidades sobre o lançamento do edital. Estamos no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Bons estudos!

Gostou do artigo?
[Total: 4 Average: 5]

Planilha de Estudos

Inscreva-se agora para baixar gratuitamente a Planilha definitiva de Estudos!

Confirme seu e-mail e baixe a planilha!