fbpx

Você sabe quais os erros mais comuns em redação e provas discursivas de concursos públicos?

Neste post você vai descobrir!

Boa parte dos concursos públicos solicita a realização de uma redação sobre determinado tema. Outros ainda aplicam provas discursivas, que podem trazer questões ou solicitar a avaliação de estudos de caso. O objetivo é avaliar as habilidades do candidato com a Língua Portuguesa formal e como ele estrutura argumentos.

E não adianta ter bons resultados nas provas objetivas se você zerar a redação, por exemplo.

Então, é bem importante prestar atenção nos erros mais comuns em redação e provas discursivas de concursos para evitá-los. E, assim, garantir um bom desempenho.

Saiba agora quais são eles!


Veja os erros mais comuns em redação e provas discursivas de concursos

Cometer erros de Português

Certamente esse é o erro mais recorrente. Embora seja nossa língua materna, a que falamos e a qual estamos expostos desde que nascemos, o Português formal é um idioma complexo. Há muitos detalhes e qualquer descuido pode custar uma questão inteira.

Há alguns pontos de atenção já bastante conhecidos, como o uso de advérbios, a conjugação de verbos e crase. Mas os revisores estão de olho bem aberto para quaisquer erros de ortografia, sintaxe, coesão, concordância, pontuação e pronomes. Esses deslizes custam pontos na redação e podem prejudicar muito a nota final.

Esquecer a estrutura

Ter boas ideias e poder de argumentação é excelente para uma boa redação. Mas de nada vai adiantar ter isso na sua cabeça, se não consegue colocar no papel. Para isso, é fundamental entender a estrutura de um texto.

É algo simples, que aprendemos ainda no Ensino Fundamental, mas que é muito comum ser esquecido, deixado de lado. Especialmente em momentos de nervosismo, como em uma prova de concurso.

Então, lembre-se, uma redação é composta por:

  • Introdução: é uma ideia geral do que vai ser discutido no texto, na qual você mostra, de forma breve, que entendeu o tema o qual o caminho argumentativo será seguido.
  • Desenvolvimento: é onde você aborda de maneira mais aprofundada seus argumentos e ideias que expôs na introdução.
  • Conclusão: é o fechamento das ideias., onde você retoma pontos importantes e reafirma uma teoria ou argumentação.

Usar gírias

As provas de redação e discursivas de concursos públicos trabalham sempre com o uso da Língua Portuguesa formal, que tem uma série de detalhes e regras.

Ou seja, nada de escrever da maneira como se fala, usando um vocabulário informal, chulo ou com gírias. Caso seja necessário utilizar alguma dessas expressões para dar contexto a uma ideia ou argumento, coloque-as sempre entre aspas.

Não atentar ao tempo

Esse é um dos erros mais comuns em redação e provas discursivas: não calcular corretamente o tempo e não conseguir terminar os textos adequadamente. Para evitar isso, além de cuidar o relógio, é preciso praticar. Redação também exige estudo e treino!

Afinal, para um conteúdo coeso, claro, é preciso pensar em argumentos, na estrutura do texto e das frases, verificar a gramática e ortografia, pensar em um título. Ou seja, não é simplesmente jogar ideias no papel.

Lembre-se de dividir adequadamente seu tempo no dia da prova, considerando sua habilidade para a produção de textos e o prazo estipulado.

Ultrapassar o limite

De maneira geral, as redações em concursos têm entre 25 e 30 linhas. E as questões pedem de 10 a 15 linhas. Pode parecer bobagem, mas ficar atento a esses limites é fundamental. Qualquer linha a menos ou mais vai representar menos pontos no total.

Há quem tenha muita dificuldade em desenvolver uma ideia, e chegar até a 10º linha é um sacrifício. Para outros, escrever pouco é um verdadeiro desafio. Seja qual for o seu caso, saiba que é preciso respeitar esses limites. Por isso, treine até chegar no seu ideal.

Usar vocabulário rebuscado

Há candidatos que acreditam que um vocabulário rebuscado irá garantir pontos extras. Porém, não é verdade. Embora seja exigida a Língua Portuguesa formal, termos pouco ou quase nada usuais podem ser uma armadilha.

Se uma palavra não faz parte do seu vocabulário ativo, aquele que você usa no dia a dia, as chances de cometer um equívoco são grandes. Há muitos casos em que a pessoa usa uma expressão pensando significar algo totalmente diferente.

Nesses casos, dado o pouco número de linhas e o tempo limitado, além do nervosismo, menos é mais. Use palavras simples (não simplórias!) e seja claro e objetivo nas ideias.

Fugir do tema proposto

Outro equívoco que integra a lista dos erros mais comuns em redação é fugir do tema indicado pela banca. Muitos candidatos se confundem com enunciados e acabam escrevendo sobre assuntos pouco ou nada pertinentes ao que é solicitado.

Isso deve a problemas de interpretação de texto e pode anular a prova, fazendo o candidato ser desclassificado.

Para evitar esse grave deslize, leia e releia com atenção a proposta. Depois, mentalmente estruture pontos que fazem sentido na discussão e enumere  argumentos concisos. Avalie se fazem sentido dentro da abordagem da prova. E só então comece a escrever.

Não revisar

Pular a revisão é uma dos erros mais comuns em redação e provas discursivas. Na maioria das vezes, por calcular mal o tempo de execução. Contudo, esse passo pode evitar muitos equívocos.

Sendo assim, leia com atenção o texto já pronto, avalie a estrutura, se está claro e fazendo sentido, se o conteúdo está de acordo com o tema solicitado. Aproveite para verificar possíveis erros de ortografia e gramática com mais calma.

Agora você já conhece os erros mais comuns em redação e provas discursivas de concursos públicos e pode evitá-los com bastante treino. Mais que isso: para escrever bem, é preciso ler bem. Ou seja, acostume-se a ler livros no seu tempo livre, encontre prazer na leitura. Esse é o melhor caminho para o aprendizado do nosso idioma.

Se precisar de mais dicas ou quiser acompanhar as novidades do mundo dos concursos, curta nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Bons estudos!

CUPOM de 40% de desconto na ASSINATURA ILIMITADA DO GRAN CURSOS
(pouco tempo!)

CLIQUE AQUI PARA PEGAR SEU CUPOM

Prontinho, agora você tem acesso a todo material grátis.