Todo mundo deseja alcançar um patamar excelente em qualquer carreira, mas tudo requer investimento, não é?

De uma maneira geral quanto mais sofisticadas as condições que são conquistadas, mais tempo e atenção serão necessárias. Isso ocorre com a carreira de servidor público.

Nas carreiras privadas, o profissional vai conquistando aos poucos um nível mais elevado, conforme vão surgindo as oportunidades.

Já carreira pública, acontece quase o inverso: o profissional só consegue ingressar quando atinge um patamar especifico de excelência.

Para aqueles que desejam estabilidade e a possibilidade de trabalhar em um órgão de excelência, uma grande oportunidade será a carreira de Técnico da Fazenda Estadual da Secretaria da Fazenda de São Paulo.

Aqui, você descobrirá tudo que precisa para alcançar o tão sonhado cargo, preparado?

 

Concurso para ICMS SP – Técnico da Fazenda Estadual

 

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo a Sefaz/SP solicitou recentemente a Secretaria Estadual de Gestão Pública o pedido para que ocorresse a realização de novo concurso público para o cargo de Técnico da Fazenda Estadual.

O órgão já havia encaminhado outras solicitações antes para que tivesse o preenchimento de 650 vagas. Mas, a nova solicitação já apresentou uma nova quantidade atualizada, em virtude do aumento da necessidade de pessoal.

Por isso a intenção do órgão é contratar para o preenchimento de 789 vagas.

Inicialmente, o órgão tinha a intenção de iniciar o concurso no ano de 2016, mas não foi possível por causa do momento de contenção de gastos que o governo do Estado de São Paulo tem passado.

De qualquer maneira, a seleção é considerada essencial e não pode mais esperar.

 

Concurso do Sefaz/SP e a carreira de Técnico da Fazenda Estadual

 

O grande objetivo da Sefaz/SP, conforme a solicitação que foi direcionada para a Secretaria de Gestão, é nomear todos os aprovados no novo concurso que pode acontecer entre o período de abril a junho de 2017. Há boatos que vão ter 260 vagas em abril e 260 no mês de maio e os demais em junho.

Mas, isso vai depender de todo o andamento do pedido e de quando o governador vai autorizar as contratações.

 

Funções do TEFE

Ou seja, o Técnico da Receita Estadual vai atuar na fiscalização volante, com o atendimento ao contribuinte entre outros. Com o passar dos anos, o Técnico pode assumir mais algumas funções e consequentemente terá novas atribuições estarão incumbidas a ele.

 

Escolaridade para o cargo de Técnico da Fazenda Estadual

A escolaridade exigida é nível médio Completo.

 

Qual o salário do Técnico da Fazenda Estadual – TEFE?

 

A remuneração inicial chega a R$ 1.961,15, no caso de 50% do Prêmio de Incentivo à Qualidade o PIQ.

Mas pode ir até R$ 2.896,30 no caso de 100% do complemento, com a jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Uma das novidades confirmadas para o novo concurso, é que já está acertado com a Secretaria da Fazenda que para os técnicos as vagas contarão como regionalizadas.

O grande objetivo, com isso, é que os aprovados consigam ser empossados em locais mais próximos de suas residências. Ou seja, vai ser possível conseguir um bom cargo morando perto de casa (se sua casa for no Estado de São Paulo).

Ainda nas declarações recentes, em razão da falta de pessoal, a Secretaria da Fazenda tem alocado pessoas sem qualificação, em diversos casos, pessoas que não são concursadas para atender ao público, não levando em conta o sigilo fiscal, que é uma das prerrogativas apenas dos técnicos e dos agentes fiscais de renda.

 

Atribuições do Técnico da Fazenda Estadual – TEFE

 

Fica sendo responsabilidade de o servidor exercer a função de técnico de arrecadação tributária prestando total apoio técnico e administrativo que são necessários ao desenvolvimento das atividades fazendárias, assim como o atendimento ao público, em todo o âmbito da secretaria.

 

Último concurso da Sefaz/SP para TEFE

 

O concurso da Secretaria da Fazenda do ano de 2010 obteve um total de quase cinquenta mil inscritos para a oferta de apenas quinhentas e cinquenta vagas.

A prova foi constituída por oitenta questões, sendo que quarenta eram de conhecimentos gerais e quarenta de conhecimentos específicos.

Conhecimento geral obteve os temas de língua portuguesa com 20 questões, matemática e raciocínio lógico com as dez questões, noções de informática somente cinco questões e atualidades com cinco questões também.

Nos conhecimentos específicos, tinha as noções de direito constitucional com dez questões, noções de direito administrativo com dez questões, noções de direito penal com apenas cinco, noções de direito tributário também com dez e noções de direito civil somente cinco questões.

A banca organizadora da época foi a FGV – Fundação Carlos Chagas.

 

Quais as matérias exigidas no último concurso?

 

As matérias exigidas no último concurso foram:

  • Língua portuguesa – 20 questões
  • Matemática e raciocínio – 10 questões
  • Noções de informática – 05 questões
  • Atualidades –  05 questões
  • Noções de direito constitucional  – 10 questões
  • Noções de direito administrativo –  10 questões
  • Noções de direito penal – 05 questões
  • Noções de direito tributário – 10 questões
  • Noções de direito civil – 05 questões

 

 

Como me preparar para esse concurso?

 

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

 

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor.

 

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Como estudar por questões?

 

De todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

Para saber mais, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

 

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. É sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a sua área de atuação.

O  Estratégia Concursos, por exemplo, tem um curso direcionado para o concurso que você precisa. Além disso, o Estratégia tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, conta com um material de qualidade e professores renomados.

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. Da mesma forma, tem material completo, com videoaulas, e professores de primeira linha.

 

Aproveite também para seguir o Próximos Concursos nas redes sociais:  Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.  Por lá você vai encontrar tudo sobre o universo concurseiro, discussões de qualidade, troca de experiências e dicas imbatíveis.

 

E lembre-se: conte com a gente na caminhada até a aprovação!

 

Bons estudos!

 

[Total: 0    Média: 0/5]