O concurso IPHAN 2018 já teve seu edital lançado! Os interessados podem se inscrever até do dia 09 de julho na disputa por uma das 411 vagas ofertadas em três diferentes cargos: Analista e Técnico, com exigência de Nível Superior, e Assistente Institucional, com exigência de Nível Médio.

Quem ainda não deu início aos estudos, não pode mais perder tempo. E quem já está se preparando, é hora de dar aquela turbinada!

Está com alguma dúvida? Não tem problema! Neste artigo você encontra todos os detalhes sobre as carreiras (atribuições, salários, benefícios, lotações, possibilidades de crescimento) e sobre o edital (as provas, os conteúdos, a banca examinadora).

Além disso tudo, há uma série de dicas, com indicações de técnicas, cursos e apostilas para você sair na frente da concorrência e ficar muito mais próximo da aprovação.

Ficou curioso?

Confira já!

Principais informações sobre o Concurso IPHAN

 

O que é IPHAN?

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Cultura que possui 27 superintendências (uma em cada estado). É responsável pela preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro, protegendo, conservando e assegurando a permanência dos bens culturais do país.

 

Quais as carreiras e atribuições?

 

Analista

Desenvolver atividades de Nível Superior, de complexidade e responsabilidade elevadas que compreendam o assessoramento especializado voltado para a gestão dos processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; participar em conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; executar atividades de gestão administrativa, orçamentária e financeira; acompanhar e fiscalizar projetos e(ou) serviços; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres; e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Técnico

Desenvolver atividades de Nível Superior, de complexidade e responsabilidade elevadas, que compreendam elaborar estudos, análises, pareceres, laudos, notas, relatórios e avaliações técnicas para instrução e acompanhamento de processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; avaliar o impacto ao patrimônio cultural em projetos e empreendimentos, inclusive no âmbito do licenciamento ambiental; realizar vistorias, levantamentos e avaliações de campo; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; integrar conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; acompanhar e fiscalizar intervenções e(ou) serviços; realizar intervenções conservativas e(ou) restaurativas de bens culturais e acervos sob a gestão do Iphan; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Auxiliar institucional

Desenvolver atividades de Nível Intermediário de suporte às áreas administrativa e finalística, que compreendam a execução de atividades rotineiras de cunho administrativo e logístico; dar suporte às atividades que compõem o ciclo de gestão documental; dar suporte à análise, diagnóstico e intervenção em bens culturais móveis; dar apoio às atividades técnicas relativas à elaboração e análise de projetos e orçamentos e fiscalização de obras; dar suporte às atividades de fiscalização; realizar atividades de conservação e manutenção dos jardins históricos sob a gestão.

 

Qual o nível de formação exigido?

O nível e área de formação exigidos variam entre os cargos. Confira quais são:

Analista (Nível Superior)

Área 1: Comunicação Social, Jornalismo ou Relações Públicas.
Área 2: Engenharia Cartográfica, Geografia ou Geociências.
Áreas 3, 4, 5, 7 e 8 : Ensino Superior em qualquer área.
Área 6: Relações Internacionais

Técnico (Nível Superior)

Área 1: Ciências Sociais ou Antropologia.
Área 2: Arqueologia.
Área 3: Arquitetura e Urbanismo.
Área 4: Arquivologia.
Área 5: Biblioteconomia.
Área 6: Ciências Biológicas.
Área 7: superior em conservação e restauração de bens culturais móveis.
Área 8:  Engenharia Agronômica e registro no órgão de classe.
Área 9: Engenharia Civil e registro no órgão de classe.
Área 10:  História.
Área 11: Educação, Pedagogia ou licenciatura em Ciências Humanas.

Auxiliar Institucional (Nível Médio)

Áreas 1 e 2: Ensino Médio completo.
Área 3: Técnico em conservação e restauração de bens culturais móveis.
Área 4: Técnico em Edificações e registro no órgão de classe.
Área 5: Técnico em Agronomia ou Jardinagem (quando for necessário).

 

Qual o período de inscrição e valor da taxa?

Os interessados no concurso IPHAN 2018 podem se inscrever via internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/iphan_18, entre 10 horas do dia 18 de junho de 2018 e 18 horas do dia 9 de julho de 2018 (horário oficial de Brasília/DF).

O valor da taxa de inscrição é de R$ 84.00 para Nível Médio e R$ 117,00 para Nível Superior.

 

Qual o salário?

Veja qual a remuneração inicial para cada um dos cargos do concurso IPHAN 2018:

  • Analista: R$ 5.035,29  
  • Técnico: R$ 5.035,29
  • Auxiliar Institucional: R$ 3.419,97

 

Quais os benefícios?

Os servidores do IPHAN recebem auxílio-alimentação no valor de R$458,00 (já incluso no salário divulgado no edital).

 

Qual a lotação?

As vagas no concurso IPHAN 2018 são destinadas a todo o território nacional, podendo ser distribuídas, conforme demanda do órgão, entre as sedes do IPHAN nas capitais das 26 unidades da Federação e no Distrito Federal ou nos Escritórios Técnicos existentes nas cidades de:

  • Piranhas (AL)
  • Cachoeira, Lençóis, Porto Seguro e Rio de Contas (BA)
  • Icó e Sobral (CE)
  • Goiás e Pirenópolis (GO)
  • Alcântara (MA)
  • Congonhas, Diamantina, Mariana, Ouro Preto, São João Del Rei, Serro e Tiradentes (MG)
  • Corumbá (MS)
  • Areia (PB)
  • Fernando de Noronha, Igarassu e Olinda (PE)
  • Parnaíba e São Raimundo Nonato (PI)
  • Paraty, Petrópolis, São Pedro D´Aldeia, Vassouras (RJ)
  • Antônio Prado, Jaguarão e São Miguel das Missões (RS)
  • Laguna, Pomerode e São Francisco do Sul (SC)
  • São Cristóvão (SE)
  • Iguape (SP)
  • Natividade (TO)

 

Qual a jornada de trabalho?

A jornada de trabalho para todos os cargos no concurso IPHAN 2018 é de 40 horas semanais.

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional não mantém um plano de carreira, o que é uma demanda antiga, porém ainda não atendida, dos servidores.

 

Quantas são as vagas?

O concurso IPHAN 2018 oferece 411 vagas imediatas, sendo 5% reservadas para candidatos com deficiência. Veja a distribuição entre os cargos:

  • Analista: 104 vagas
  • Técnico: 176 vagas
  • Auxiliar Institucional: 131 vagas

 

Como foi a concorrência do último concurso?

O último concurso realizado pelo IPHAN data de 2009, quando foi organizado pela banca Funiversa. Na ocasião, foram ofertadas 187 vagas também para os cargos de Analista, Técnico e Auxiliar Institucional. E o número de inscritos chegou a 36.776.

Sendo assim, a relação foi de 196,66 candidatos por vaga.

De qualquer maneira, é importante lembrar que a concorrência real em um concurso é muito menor do que os números divulgados.

Isso porque apenas cerca de 10% dos candidatos estão realmente preparados para as provas, tendo estudado com dedicação, baseados nas exigências do edital.

Além destes, há aqueles que se somarão ao índice de abstenção: não aparecerão no dia da prova, seja por desistência ou qualquer outro problema.

Ou seja, a concorrência em um concurso público, na verdade, não é tão assustadora quanto pode parecer e o candidato bem preparado não tem porque temê-la ou pensar em desistir caso o número de inscritos por vaga seja alto.

 

Quais as etapas do edital?

O edital do concurso IPHAN 2018 contempla três etapas:

  • 1ª etapa: prova objetiva (eliminatória e classificatória)
  • 2ª etapa: prova discursiva (eliminatória e classificatória) para todos os cargos)
  • 3ª etapa: avaliação de títulos (classificatória) somente para cargos de Nível Superior

 

Como são as provas?

A prova objetiva do concurso IPHAN traz 120 questões que solicitam ao candidato marcar certo ou errado — 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos. Para todos os cargos, os Conhecimentos Básicos exigidos versam sobre as disciplinas de:

  • Língua Portuguesa
  • Fundamentos da preservação do Patrimônio Cultural
  • Noções de Gestão e Administração Pública
  • Atualidades (somente para a prova discursiva)

Os candidatos serão avaliados também por meio de uma prova discursiva que consiste na elaboração de um texto dissertativo, valendo, no máximo, 40 pontos. Para candidatos de Nível superior haverá, ainda, prova de títulos de caráter classificatório, na qual poderão ser adquiridos até 14 pontos.

 

Nível Médio

Nível Superior

 

Qual o conteúdo programático?

Saiba quais os tópicos solicitados nas provas das disciplinas de Conhecimentos Básicos, que são aplicadas para todos os cargos.

 

Língua Portuguesa

Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. Tipos e gêneros textuais. Ortografia oficial. Mecanismos de coesão textual. Elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. Tempos e modos verbais. Estrutura morfossintática do período.Classes de palavras. Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. Sinais de pontuação. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Crase. Pronomes átonos. Reescrita de frases e parágrafos do texto. Significação das palavras. Substituição de palavras ou de trechos de texto. Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

 

Fundamentos da preservação do Patrimônio Cultural

Noções sobre história política, econômica e social do Brasil. Noções sobre história e institucionalização do patrimônio cultural no Brasil e no mundo, com ênfase na trajetória do IPHAN. Marcos internacionais da preservação: Convenção relativa à Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural (1972); Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial (2003). Legislação brasileira sobre preservação de bens culturais. 3.1 Constituição Federal (artigos 20, 23, 24, 30, 215 e 216). Decreto-Lei nº 25/1937, e suas alterações. Lei nº 3.924/1961. Lei nº 11.483/2007, e suas alterações (art. 9º). Decreto nº 3.551/2000. Decreto nº 9.238/2017. Legislação aplicada ao patrimônio cultural. Portaria IPHAN nº 187/2010; Portaria IPHAN nº 420/2010; Portaria IPHAN nº 127/2009; Portaria IPHAN nº 137/2016.

 

Noções de Gestão e Administração Pública

Organização do Estado e dos poderes. Administração Pública. Princípios e normas referentes à administração direta e indireta. Lei nº 8.666/1993, e suas alterações (Licitações e contratos administrativos). Legislação administrativa. Lei nº 8.112/1990, e suas alterações. Lei nº 9.784/1999, e suas alterações (Processo Administrativo).  Lei nº 12.527/2011 (Lei de 28 acesso à informação). Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, instituído pelo Decreto nº 1.171/1994, e suas alterações. Gestão de pessoas no setor público. Gestão de processos. Conceitos da abordagem por processos. Técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos.

 

Atualidades

Tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como: política, economia, sociedade, educação, cultura, desenvolvimento sustentável e meio ambiente, relacionados ao patrimônio cultural.

 

Qual a data da prova objetiva?

As provas objetiva e discursiva do concurso IPHAN 2018 será realizada no dia 26 de agosto no turno da manhã para Nível Superior e à tarde para Nível Médio.

 

Qual a banca?

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

A examinadora do concurso IPHAN 2018 é a Cespe/Cebraspe, uma das mais conhecidas do país.

Famosa por organizar alguns dos principais concursos federais, a banca Cespe/Cebraspe é considerada difícil. Isso porque seu método de avaliação exige que o candidato esteja muito seguro do conteúdo estudado, já que uma resposta errada anula uma certa. Ou seja, se você acertou duas questões, mas errou duas, sua pontuação é quase nula.

Saiba mais sobre a instituição no post Como passar no Cespe/Cebraspe: Manual Completo da Banca

 

Como se preparar?

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. É sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a sua área de atuação.

O  Estratégia Concursos, por exemplo, tem um curso direcionado para o concurso IPHAN. Além disso, o Estratégia tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, conta com um material de qualidade e professores renomados.

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. Da mesma forma, tem material completo, com videoaulas, e professores de primeira linha.

Ainda tem dúvidas? Aproveite para conferir nosso ranking completo com os melhores cursos preparatórios para concursos.

Acesse curso Estratégia para IPHANAcesse curso Gran Cursos Online para IPHAN

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor.

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Como estudar por questões?

De todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

Para saber como funciona a técnica e aplicá-la na sua preparação, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

Acesse provas anteriores do IPHAN

 

Checklist do candidato

Aproveite que chegou ao fim do artigo para fazer uma checklist rápida e ter certeza de você se enquadra no perfil do candidato no concurso IPHAN 2018.

  • Ter formação adequada ao cargo pretendido (Nível Médio ou Nível Superior)
  • Ter disponibilidade para mudar de cidade/estado
  • Ter empenho e determinação
  • Buscar estabilidade financeira e profissional

O concurso IPHAN está muito próximo e é fundamental que você esteja mais focado que nunca! Para acompanhar as notícias atualizadas sobre este e outros importantes editais, conferir manuais, conhecer dicas e técnicas de arrasar, acompanhe as redes sociais do Próximos Concursos: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Conte com a gente e bons estudos!

Planilha de Estudos

Planilha de Estudos

Com essa planilha você vai poder calcular automaticamente seu tempo ideal de estudos.

Ela foi criada com base no Método PQF para calcular o quanto você tem que estudar, levando em conta o peso de cada matéria, quantidade de horas necessárias e facilidade que você tem sobre cada uma.

Parabéns! agora você tem acesso a Planilha de Estudos!

GRAN CURSOS

BLACK FRIDAY DA APROVAÇÃO

50% DE DESCONTO NA ASSINATURA ILIMITADA

Com a Assinatura Ilimitada e o Gran Sistema de Ensino, você vai mudar a sua vida com apenas R$ 5 reais por dia!

Promoção válida até às 23h59 do dia 23/11

CADASTRO REALIZADO COM SUCESSO