fbpx

ReprovaçãoO terror dos concurseiros, claro, é a reprovação.

Mas, ninguém está livre, mesmo que tenha investido muito tempo e dinheiro na preparação.

Afinal, ser aprovado em um concurso público é mesmo um grande desafio, pode levar anos e qualquer deslize acaba custando a sua tão sonhada vaga.

De qualquer maneira, tropeços fazem parte.

O importante é ter em mente que é preciso rever seu percurso para saber onde está falhando e tentar de novo.

Não se desespere ou pense que e só com você que essas coisas acontecem.

Não mesmo! Reprovar é normal e deve servir de aprendizado.

 

7 dicas para manter o foco depois de uma reprovação

 

1 – Descanse

Isso mesmo: descanse.

A preparação para um concurso público ou qualquer outro processo seletivo é um período muito intenso, de muitas horas a mais de estudo, e de menos em lazer e sono.

Ou seja, é muito cansativa.

Seu corpo e seu cérebro precisam de um tempo para retomar o ritmo, até mesmo para curtir a dor de cotovelo de não ter passado.

Não atropele etapas no pós-reprovação.

Passado o período de transição, você vai ver que terá muito mais energia para se dedicar aos estudos.

 

2 – Use a reprovação a seu favor

 

É o bom e velho “fazer do saco de limões uma limonada”. Claro que ser reprovado deixa um gosto amargo, mas tente usar esse tropeço como um trampolim para o sucesso.

Encare a aparente derrota como um aprendizado, uma lição que vai lhe levar além.

Permita-se lamentar, mas não por muito tempo.

Afinal, você precisa sacudir a poeira para recomeçar a caminhada — e ela não é para os fracos!

Encare o desafio com ainda mais positividade e bola pra frente.

 

3 – Avalie sua trajetória

 

Muitos candidatos pensam “mas eu estudei muito e não passei no concurso”.

Bem, é um indício de que algo estava sendo feito de forma não tão eficiente.

A reprovação deve servir, justamente, para lhe mostrar onde está errando, no que precisa melhorar e no que está indo bem.

É um verdadeiro teste de evolução!

Dessa forma, atente aos conteúdos nos quais sentiu mais dificuldade, os momentos em que se viu mais ansioso, as técnicas e métodos que utilizou para estudar e revisar os conteúdos.

A partir desse panorama geral, trabalhe os pontos negativos que identificar. A tendência é que a cada experiência, a cada concurso, você esteja mais tranquilo e as provas lhe pareçam menos difíceis.

 

4 – Não cometa os mesmos erros

 

Após avaliar a sua trajetória e identificar os pontos negativos na caminhada, é fundamental que esteja sempre atento para não repetir os mesmos erros.

É muito fácil acabar se deixando levar pelos velhos hábitos e repetir a mesma rotina que levou à reprovação. Por isso, a preparação para o concurso público é um estado de alerta constante.

Muitas vezes o erro está no detalhe, em algo que costumamos considerar óbvio ou, ainda, muito difícil de mudar (e acabamos deixando pra lá).

Você certamente ainda cometerá outros erros, claro, ninguém atinge essa perfeição. Mas o importante é não cair na mesma cilada, porque os resultados, de fato, não serão diferentes.

 

5  – Não crie metas irreais

 

É importante também não se cobrar em exagero.

Não pense que, por ter reprovado, precisa agora ser “punido” criando metas absurdas para atingir.

Esse tipo de comportamento, ao contrário de servir de estímulo, acabará lhe deixando ainda mais angustiado.

E, quando você não conseguir alcançar o que estipulou, vai se sentir um fracasso.

Então relaxe e fique feliz com a evolução, mesmo que pareça pequena. A aprovação é assim, construída com passos de formiga, mas de forma concreta.  

 

 

6 –  Não dê ouvido aos pessimistas

 

Às vezes, mesmo que não intencionalmente, as pessoas colocam expectativas demais nas outras. Isso acontece o tempo todo com concurseiros.

Seja vindo da família, dos amigos ou até mesmo pessoas não tão próximas.

Assim, quando acontece uma reprovação, chegam também as cobranças e os comentários negativos.

Contudo, mesmo que esse tipo de comportamento venha de alguém que é importante para você, tenha em mente que, se você deu seu melhor, não há o que explicar.

Não dê ouvidos, não dê atenção.

Não se amargure, não fique remoendo.

Se forem comentários ruins de apenas conhecidos, por exemplo, se afaste.

Não se deixe levar pelo pessimismo alheio.

 

7 – Procure ajuda profissional

Se você já tentou de tudo, mas depois da reprovação sentiu que perdeu totalmente a confiança, o entusiasmo e não está conseguindo reaver o foco, avalie a possibilidade de buscar ajuda profissional. Trabalhe o sentimento de culpa, fracasso ou inferioridade

A reprovação é ruim. No entanto, a aprovação em um concurso público, como gostamos de salientar, é construída aos poucos, nunca do dia para a noite.

Lembre-se: momentos difíceis fazem parte da trajetória de todo mundo, momentos de glória fazem parte da vida daqueles que não desistem de seus sonhos!

 

10 dicas para manter o foco depois de uma reprovação

 

  1. Descanse
  2. Use a reprovação a seu favor
  3. Avalie sua trajetória
  4. Não cometa os mesmos erros
  5. Não crie metas irreais
  6. Não dê ouvido aos pessimistas
  7. Procure ajuda profissional

 

Conte com a gente na caminhada e mantenha sua determinação. Os bons resultados lhe aguardam logo ali adiante. Nós confiamos no seu potencial!

Aproveite para acessar nossas redes sociais e acompanhar de perto tudo que é importante no universo concurseiro. Estamos no  Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Bons estudos!

 

Pin It on Pinterest

Share This