Um dos pontos mais importantes na preparação para um concurso público é conhecer sua banca organizadora. A banca FGV (Fundação Getúlio Vargas), por exemplo, é cheia de particularidades e exceções para cada uma das disciplinas e de acordo com cada órgão contratante.

Exagero?

Pode parecer para alguns desavisados. No entanto, a verdade é que o estilo das provas muda bastante entre as instituições. E descobrir os detalhes e segredos da banca responsável pelo próximo concurso que pretende participar vai contar pontos a seu favor.

Aqui no Próximos Concursos você vai encontrar tudo que precisa saber sobre as bancas que organizam os principais editais do país. E no post de hoje abordamos a banca FGV, detalhando seus aspectos e desvendando seus “mistérios”.

 

Neste artigo você vai encontrar sobre a banca FGV:

  • Histórico
  • Perfil
  • Principais concursos
  • Nível de dificuldade
  • Exigências por matéria
  • Autores utilizados
  • Melhores cursos preparatórios

 

Antes, entenda o que é uma banca organizadora

 

Em linhas gerais, uma banca organizadora é a responsável pela organização e divulgação de um concurso público. Sua equipe fica a cargo da elaboração das questões das provas para cada disciplina solicitada no edital, de acordo com instruções do órgão contratante. Da mesma forma, analisam e julgam os recursos de questões. Tudo é feito por professores qualificados e profissionais experientes na área de concursos.

 

Banca FGV – Histórico

 

A FGV tem 73 anos de atuação no Ensino Superior nas áreas de Economia, Administração, Direito, Ciências Sociais e Tecnologia da Informação. A instituição atua também em pesquisas e projetos (aqui inclui-se a organização de concursos públicos) em unidades no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Brasília. Por seu históricos e trabalho a FGV é considerada uma referência de qualidade no Brasil.

 

Banca FGV – Perfil

 

Como já dissemos, cada banca tem uma maneira de cobrar conteúdos e organizar as questões, priorizando alguns temas e se afastando de outros. E é muito importante para o candidato entender como isso funciona.

A banca FGV é considerada uma das mais difíceis e imprevisíveis do país. É fundamental que você fique de olho no que será exigido pela instituição para o seu concurso e cargo específico, porque o estilo da prova costuma variar bastante de um órgão para outro. E até mesmo de uma disciplina para outra.

No geral, os concursos organizados pela banca FGV trazem questões de múltipla escolha, com cinco alternativas em cada uma. Os enunciados são elaborados, testando o raciocínio e, principalmente, a concentração do candidato. Os temas cobrados não seguem padrões e podem surpreender os menos atentos.  

Por isso, é fundamental ler e reler o edital para certificar-se dos conteúdos que serão exigidos. E, a partir disso, fazer um estudo o mais abrangente possível dos tópicos destacados.

 

Banca FGV – Principais concursos

 

A banca FGV é conhecida, principalmente, por organizar o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Além do exame da Ordem, foi responsável pelas últimas provas do Exército e da Marinha. E até as Forças Armadas já recorreram à fundação (quando não utilizam a banca própria, chamada AFA). Atua, ainda, em muitos concursos de Tribunais de todo o país.

A banca  FGV é também uma das organizadoras da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), ao lado da Vunesp (Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista) e da Cesgranrio.

 

Banca FGV – Nível de dificuldade

 

O grau de exigência da banca FGV é, reconhecidamente, bastante alto. Algumas questões cobram apenas teorias e a letra da lei. No entanto, há aquelas que são mais complexas, exigindo interpretação, contextualização e conhecimento de detalhes da disciplina.

Em concursos que têm provas dissertativas, a banca FGV mantém um padrão de até quatro questões por exame, com limite de 60 linhas para cada uma das respostas.

 

Banca FGV – Exigências por matéria

 

A banca FGV tem um alto nível de exigência nas provas de Língua Portuguesa, inclusive com muitas referências do manual de redação oficial da presidência. Com enunciados longos, tem foco em interpretação de texto e seus temas são sempre políticos ou econômicos. Destaque também para questões de tipologia textual, suas subdivisões (dissertação, narração, descrição, injunção e exposição) e características. 

Da mesma forma, outros tópicos sempre abordados na prova de português são: reescritura de frases, referência textual (tópico pouco explorado pelas outras bancas), ortografia, adjuntos, complementos, tempos verbais, sinônimos, antônimos e vocabulário.

Já na prova de Direito, a banca FGV não costuma ser tão aprofundada como ESAF e Cespe, cobrando questões multidisciplinares envolvendo teorias e letra de lei puras, além de casos práticos. Estude jurisprudência (casos de tribunais) e fique muito atento à doutrina da legislação (opinião de autor relevante da área) determinada pelo edital. Para essa prova, conhecer algumas técnicas de memorização pode ser muito importante. 

 

Banca FGV – Autores utilizados

 

A bibliografia exigida pela banca FGV é sempre levada muito a sério. Ou seja, você precisa, de fato, ler esses autores e muitas das questões serão baseadas em suas doutrinas. Mesmo que não haja bibliografia definida no edital, pode ter certeza que dois nomes irão aparecer nas provas de Direito: os professores Hely Lopes (Direito Administrativo) e José Afonso Silva (Direito Constitucional).

 

Banca FGV – Melhores cursos preparatórios

 

A preparação para um concurso público é um período intenso, com muitas leituras, exercícios, simulados, etc. Por isso é também bastante exaustivo. Nesse contexto, contar com uma ajuda especializada para nortear os estudos pode ser de grande valia.

Claro, estudar sozinho é perfeitamente viável, mas, se tiver a chance, avalie a contratação de um curso preparatório. Dessa forma, você estará sempre assistido por professores capacitados, com vasta experiência na área de concursos e que conhecem a fundo todos os segredos das bancas, inclusive da banca FGV.

O curso preparatório mais conhecido entre os concurseiros é, com certeza, o Estratégia Concursos, que tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país. Isso porque conta com um material de alta qualidade e uma equipe de profissionais renomados na área.

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. Da mesma forma, tem material completo, com vídeo-aulas, e professores de primeira linha.

E se ainda tem dúvidas sobre as opções disponíveis, leia também nosso ranking completo com os melhores cursos preparatórios para concursos.

 

Agora que você já conhece as principais características da banca FGV, pode ficar mais tranquilo, não é mesmo? Afinal, apesar do alto nível de exigência, não é um bicho de sete cabeças. Com atenção aos detalhes, foco e muita dedicação, você vai tirar de letra o desafio!

Lembre-se:

Nós do Próximos Concursos acreditamos no seu potencial e estamos aqui para simplificar e agilizar sua caminhada até a aprovação.

Ah! E aproveite para conferir todas as novidades do mundo dos concursos nas nossas redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Youtube.

Bons estudos!