fbpx

Hoje, você vai aprender técnicas de chute que vão aumentar muito sua chance de ser aprovado em concursos.

Afinal, não custa lembrar que…

a diferença de pontuação entre os que conseguem a vaga do concurso e os que ficam de fora pode ser de um ponto (acredite…já aconteceu comigo).

Se você conversar com qualquer pessoa que foi aprovada em uma boa carreira pública, descobrirá que a maioria, ou talvez todos, utilizaram alguma técnica de chute.

Eu mesmo comprovei essas estratégias em vários concursos que fui aprovado.

Então…

Se você souber utilizar com sabedoria essas técnicas de chute, suas chances de ser aprovado se multiplicarão!

Mas, por que é importante saber chutar?

Simples:

Ninguém consegue saber 100% do edital, principalmente nos concursos mais concorridos.

 Além disso, as bancas utilizam técnicas especiais que podem ser mapeadas e garimpadas (veremos adiante).

 

Então, saber chutar com inteligência  pode ser o que vai garantir sua aprovação.

 

Mas, como você já deve saber…

 

Nenhuma técnica funciona sem estudo.

 

Você só terá sucesso com essas técnicas se tiver uma base teórica bem consolidada.

Afinal, se for para chutar sem estudar é melhor apostar na loteria, são menos alternativas para escolher.

Para ajudar você a ganhar mais pontos nas provas vou mostrar em detalhes excelentes técnicas de chute e depois vou explicar como as bancas trabalham.

Veremos agora 15 excelentes técnicas de chute.

Vou começar pelas mais simples e por fim as mais complexas. Vamos ver?

 

 

 

Técnica de Chute 1:  Alternativas Parecidas

 

 

Imagine que essas são as alternativas que você encontrou em uma prova que exige cálculo matemático:

A) 8,6

B) 10

C) 11,6

D) 9,8

E) 11,8

Veja que existem 2 alternativas MUITO PARECIDAS, a C (11,6) e a E (11,8).

Quando as alternativas em uma prova são muitos parecidas, existe uma tendência de que a alternativa correta seja uma das alternativas similares.

Então, se você não souber a resposta e achar prudente chutar, o ideal é que escolha uma das alternativas parecidas.

 

 

Técnica de Chute 2:  Alternativas Opostas

 

 

Agora, suponha que você está em uma prova e se depara com as seguintes alternativas:

A. Bill Gates é rico.

B. Bill Gates é pobre.

C. Bill Gates é brasileiro.

D) Bill Gates nasceu na China.

E) Bill Gates é o Batman.

Quando você encontrar em uma prova alternativas opostas, como a A (Bill Gates é Rico) ou a B (Bill Gates é pobre), existe uma tendência de que a alternativa correta seja uma delas.

Então, se você tiver dúvida na hora da prova e resolver chutar, escolha alternativas que são opostas umas as outras.

Muitas vezes as alternativas são tão opostas que uma elimina a outra.

 

 

Técnica de Chute 3: Elementos  mais repetidos

 

 

Veja as alternativas abaixo:

 

A) Batman, Lanterna Verde e Robin.

B) Homem-Aranha, Coringa e Mulher Maravilha.

C) Coringa, Robin e Homem de Ferro.

D) Batman, Robin e Coringa.

E) Robin, Mulher Gato e Batman.

 

Qual você chutaria?

O mais provável é a alternativa D.

 

Veja só:

  • O elemento “Batman” aparece 2 vezes.
  • O Elemento “Robin” aparece 4 vezes.
  • O Elemento “Coringa” aparece 3 vezes.
  • Os elementos ” Lanterna Verde”, “Homem-Aranha”, “Mulher Maravilha”, “Homem de Ferro” e “Mulher Gato” aparecem 1 vez.

 

As bancas tendem a repetir mais vezes os elementos corretos.

Então…

Chutar na alternativa que tenha maior número de elementos repetidos aumenta a chance de acertar a questão.

 

 

Técnica de Chute 4:  Desconfie da letra A

 

 

Os elaboradores de provas não gostam de colocar a resposta correta já no início das alternativas, então, eles tendem a não deixar a letra A como correta.

A primeira alternativa também é a preferida para colocar “pegadinhas”, aquelas alternativas que parecem corretas, mas não são.

Não estou dizendo que a letra A jamais será a correta, apenas que se você estiver muito em dúvida entre a letra A e a C… recomendo chutar na C.

 

 

Técnica de Chute 5:  Textos mais longos

 

 

As alternativas com textos longos tendem a ser verdadeiras, pois o examinador quando copia conceitos, acaba copiando por inteiro. Se o examinador copiar apenas parte de conceitos, corre o risco de ter a questão anulada.

Essa técnica já foi experimentada pelo guru dos concursos Alexandre Meirelles. Ele escolheu aleatoriamente 151 questões em três provas chutando sempre como alternativa verdadeira a mais longa.

Estatisticamente era para ele acertar 20% das questões, mas ele obteve 29% de aproveitamento.

Ou seja…

É uma tendência da banca colocar a resposta correta na alternativa com textos mais longos, principalmente em questões de direito e legislação.

Então, se você tiver dúvida em uma questão, chute na alternativa com o texto mais longo.

 

 

Técnica de Chute 6:  Textos mais curtos

 

 

Estranhamente, muitas bancas costumam colocar a resposta certa em itens mais curtos.

Um dos motivos é que querem confundir os candidatos nas outras alternativas, com pegadinhas e textos longos e confusos.

Então, se você se deparar com uma questão com várias alternativas longas e uma curta e precisar chutar, chute na curta!

 

 

Técnica de Chute 7: Passe os olhos na prova

 

 

Essa técnica deve ser utilizada SOMENTE nas provas que você possui muito tempo para resolver.

Na verdade não é bem uma técnica de chute, está mais para uma técnica de resolução de prova, MAS ELA É MUITO IMPORTANTE!

 

É um método bem simples, veja só:

 

Antes de iniciar a resolver a prova, leia rapidamente todas as questões daquela matéria.

Qual o sentido disso?

Bem, primeiramente, você já vai esquentando o cérebro para resolver o restante da prova e…

Muitas vezes a resposta de uma questão está em outra questão.

Então, você sabendo que as questões estão relacionadas pode resolver mais rapidamente.

 

 

Técnica de Chute 8: Alternativas absolutas e genéricas

 

 

Qual seria seu chute para as alternativas abaixo?

 

A) Nenhum seriado da Netflix é alemão.

B) Todos os atores de Narcos são japoneses.

C) Você pode assistir “Friends” somente na Netflix.

D) Alguns seriados da Netflix são brasileiros.

E) A Netflix anunciou que jamais gravará no Brasil.

 

Certamente você escolheu a D, pois é a única alternativa que não possui palavras absolutas (sem exceções).

 

Então…

Toda vez que você se deparar com as palavras absolutas: “sempre”, “nunca”, “jamais”, “sem exceção”, “somente”, “todos”, “nenhum”, etc… desconfie da alternativa, pois é muito provável que ela esteja errada.

 

Agora…

 

Quando você encontrar alternativas mais suaves e genéricas como geralmente, alguns, boa parte, em geral, etc. há boa chance da alternativa estar correta.

 

Veja o exemplo do nobre professor Sapoia sobre o assunto:

 

Veja se a frase está correta:

 

Matar sempre é crime.

A frase da forma que está pode ser anulada, pois existem algumas situações que matar não é crime, como numa situação de guerra.

Agora…

O que a banca pode fazer para tornar a frase correta?

Bem, é fácil, colocar palavras genéricas como:

Matar geralmente é crime.

Matar na maioria das vezes é crime.

Já a frase absoluta: “matar sempre é crime” está errada, pois como vimos, existem exceções.

Ou seja, para evitar anulações, já que a maioria das situações existem exceções, as bancas costumam colocar palavras genéricas mas alternativas corretas.

Uma dica interessante é ir mapeando as questões anteriores da banca e fazer uma lista das palavras genéricas que ela tende utilizar para tornar a frase correta, veja uma lista já pronta de exemplo:

  • em geral
  • predominantemente
  • fundamental
  • em regra
  • pode
  • geralmente

 

Da mesma forma, é interessante você fazer a lista das palavras absolutas como:

 

  • de modo nenhum
  • obrigatoriamente
  • unicamente
  • exclusivamente
  • tão somente
  • em tempo algum

 

Então…

Toda vez que você encontrar uma palavra absoluta e exclusiva, desconfie que o item está errado.

 

E…

Toda vez que encontrar palavras genéricas e inclusivas, desconfie que o item está correto.

 

 

Técnica de Chute 9:  Números maiores e menores

 

 

Qual seria seu chute para as alternativas abaixo em uma prova que exige cálculos?

 

A) 250,58

B) 1,89

C) 13,33.

D) 15,28

E) 11,85

 

Provavelmente a resposta estaria entre a C,D e E, pois as bancas não costumam colocar a resposta certa no número “maior” como na letra A, nem “menor” como na letra B ou ainda, resultados muito discrepante dos demais.

Então, em provas de cálculos chute nos números intermediários.

 

 

Técnica de Chute 10:  Assunto estranho

 

 

Se você estudou para a prova de concurso público é muito provável que você tenha pelo menos “passado os olhos” em todo conteúdo do edital.

Então, se durante uma prova você achar algo “muito estranho” em alguma alternativa, sobre um conteúdo que você “nunca leu nem ouviu”, evite marcar essa questão como correta.

Muitas bancas gostam de inventar “coisas e conceitos”  para confundir os candidatos.

Nesse caso, minha sugestão é:  não chute em alternativas com assuntos totalmente desconhecidos.

 

 

Técnica de Chute 11:  Alternativas malucas

 

 

É engraçado, mas mesmo as bancas mais “tradicionais e certinhas” costumam colocar alternativas malucas no meio das questões, o que acaba sendo uma ajuda para eliminação de algumas alternativas.

 

Veja o exemplo:

 

 

A) O dever de todo cidadão é torturar seu semelhante.

B) Todos devem subornar autoridades policiais.

C) Todo cidadão tem direito ao voto.

D) Todo cidadão tem direito a gratuidade na compra de histórias em quadrinhos.

E) Nenhum cidadão brasileiro será preso.

 

Claro que você escolheu a alternativa C.

 

Infelizmente…

 

As bancas não costumam colocar todas alternativas erradas como absurdas.

 

Mas, uma ou duas alternativas costumam vir de presente na maioria das questões.

Então…

Se você observar alternativas que ferem a ética e o bom senso… é bem possível que ela esteja errada.

 

 

Técnica de Chute 12: Leitura fácil

 

 

As bancas se preocupam em fazer as respostas corretas bem redigidas e claras para evitar situações duvidosas e anulações.

E…

Muitas vezes para tornar a alternativa incorreta, uma palavra pode ser retirada ou adicionada ao texto, deixando-o com uma leitura difícil.

 

 

Então….

Escolha chutar sempre nas alternativas de redação mais fácil e de melhor compreensão.

 

 

Técnica de chute 13: Associação Numérica

 

 

Existem questões que você precisa fazer associações numéricas, veja só:

 

  1. Batman
  2. Homem de Ferro
  3. Superhomem

 

(  ) Seu nome verdadeiro é Bruce Wayne

(  ) Seu nome verdadeiro é Clark Kent

(   )  Seu nome verdadeiro é Tony Stark

(  )  Opera na cidade de Gotham City

(  )  Herdou as indústrias Stark

 

A) 1 – 3 – 2 – 1 – 1.

B) 2 – 3 – 1 – 1 – 2.

C) 2 – 3 – 1 – 1 – 1.

D) 1 – 3 – 2 – 1 – 2.

E) 1 – 1 – 2 – 3 – 2.

 

Essa técnica de chute pode fazer você eliminar rapidamente questões como essa, o que pode ajudar a ganhar tempo e até alguns pontinhos.

Se você visualizar todas as alternativas, perceberá rapidamente que o 3 está como segunda opção em 4 delas e o 1 é a quarta opção nas mesmas 4, ou seja, existe uma possibilidade muito grande que a resposta correta seja   X 3 X 1 X.

Observando mais um pouco, podemos perceber que o número 1 aparece 3 vezes na primeira coluna, ou seja, existe boa chance de que o 1 seja o primeiro, o que deixaria a resposta assim:

1 3 X 1 X

E por fim você observará que o número 2 aparece três vezes na terceira coluna e também na última coluna.

O que gerará:

1 3 2 1 2 o que gerará a letra D, que é a correta.

Ou seja, se for chutar, procure números que se repetem nas alternativas.

Chutando ou não, em questões numéricas o mais importante é partir da resposta para a questão, e com isso, ir eliminando alternativas.

 

 

Técnica de Chute 14: Letras menos marcadas

 

 

Essa técnica é muito utilizada na maioria das bancas.

As bancas costumam distribuir a mesma quantidade de gabaritos para cada letra, para evitar erros estatísticos e alguém que chute boa parte da prova conseguir bons resultados.

Então, em uma prova que tenha 100 questões e 5 alternativas, é muito provável que tenhamos em torno de 20 questões corretas para cada letra.

Ou seja…

20 A, 20 B, 20 C, 20 D e 20 E.

Assim, para utilizar a técnica de chute,  você primeiramente resolve toda a prova e deixa em branco todas as questões que REALMENTE não sabe.

Ao final da prova faça o levantamento de quantas você marcou, veja qual alternativa (letra) você marcou menos e chute todas as que você tem dúvida na mesma letra.

Vamos a um exemplo.

Imagine que na prova de 100 questões você marcou sem precisar chutar:

15 – A

18 – B

10 – C

22 – D

20 – C

Ou seja, você sabe 85 questões e precisa chutar 15.

Então, suas chances aumentarão e muito se você chutar TODAS AS 15 na letra C.

Outra forma de utilizar a técnica é fazer uma pequena alteração…

Em vez de fazer a prova toda, divida a prova em alguns blocos de 15 ou 20 questões em sequência e a cada 15 ou 20 questões chute na que você marcou menos dentro do bloco.

Ambas as técnicas foram testadas e a maioria dos que utilizam conseguem ganhar MUITOS pontos.

MAS… eu faço um ALERTA:

Como os examinadores sabem dessa técnica, muitas acabam alterando consideravelmente a distribuição da prova.

Como saber se a banca que você quer prestar distribui estatisticamente ou não?

Fácil!

Vá no PciConcursos e procure os últimos gabaritos da banca que você pretende prestar o concurso.

Se a distribuição for “mais ou menos” proporcional já é um indício de que a técnica pode ser utilizada.

 

 

Técnica de chute 15: Cuidado com as respostas corretas

 

 

Na hora da prova tendemos a procurar rapidamente respostas corretas, e, não é porque uma alternativa é VERDADE que ela é a CORRETA.

Eu explico melhor:

Não é porque uma alternativa é correta que ela responde a questão.

Quer ver um exemplo, vamos lá:

  • Qual o nome(s) do presidente (s) e partido que governou o Brasil durante a copa do mundo?
    1. FHC – PSDB
    2. Lula – PMDB
    3. Lula – PT
    4. Dilma – PT
    5. FHC – PT

 

Se você olhar a alternativa A é verdadeira, FHC era um presidente do PSDB, no entanto não era o presidente que governou o Brasil durante a copa do mundo de 2014.

A Letra C também está correta, Lula foi um presidente filiado ao PT, mas também não governou o Brasil em 2014.

Como você sabe, a Dilma estava governando o Brasil durante a copa do mundo.

Se estivermos com pressa e “nervosos” podemos facilmente cair nessas pegadinhas da prova.

 

 

Entenda como as bancas elaboram as questões

 

 

A Psicometria é uma área da psicologia que busca um método matemático e estatístico para mensurar um resultado psicológico.

E…

As bancas utilizam esses métodos para selecionar o perfil de melhor candidato e pior candidato.

Ou seja…

Elas utilizam essa técnica para separar os bons alunos dos ruins.

 

Dentro da Psicometria temos:

 

  • Teoria de Elaboração de itens
  • Teoria da Resposta ao item
  • Teoria Clássica dos testes
  • Grau de dificuldade
  • Testes sob medida

 

Outra dado importante é que as bancas utilizam mecanismos para evitar o chute, veja alguns:

 

  • Elaboração de itens: na hora da elaboração a banca já procura utilizar algumas técnicas e palavras que evite o acerto no chute.
  • Tri e pré-testes das questões: por meio de pré testes e softwares sofisticados as bancas procuram descobrir quais questões podem ser acertadas no chute.
  • Penas no chute:   A banca retira pontos de quem errou a questão.  Algumas bancas utilizam muito essa técnica, é o caso do Cespe/Cebraspe.

 

E por que é importante você saber isso?

 

Primeiramente, você precisa entender que a banca não faz provas no achismo, ela vai tentar de tudo para evitar que você chute.

E…

Que na tentativa de evitar o chute, ela deixa alguns indícios que podem ajudá-lo a acertar a questão.

Também é mais um argumento para você estudar as provas anteriores da banca, para aprender na prática como ela trabalha todas essas técnicas de elaboração de prova.

 

 

Como as bancas tornam um item falso?

 

 

Para tornar as alternativas dentro das questões falsas, as bancas costumam utilizar as seguintes técnicas:

 

  1. Itens parcialmente corretos: a banca coloca um texto com partes corretas, mas não totalmente correta.
  2. causa/consequência: ela coloca duas verdades e diz que uma é a causa ou consequência da outra, quando não é.
  3. Pegadinhas: para diferenciar os melhores candidatos, as bancas colocam “pegadinhas” nas questões.
  4. Palavras escondidas: elas colocam pequenas palavras que tornam os itens falsos, mas que passam despercebidas.
  5. Inversões: colocam dois conceitos invertidos.

 

Veja alguns exemplos:

 

Exemplo de item parcialmente correto

 

Veja a alternativa abaixo:

 

O Brasil é um estado laico desde a Constituição de 1988.

A primeira parte do item está correta, o Brasil é um estado laico, mas não foi em 1988 que isso se iniciou, foi em 1891.

 

Exemplo de erro nas causas e consequências

 

Veja o item abaixo:

 

A fome no mundo é um grave problema que é causado pelo constante fluxo migratório do norte da África para a Europa.

Temos aqui  2 verdades:

  • A fome é um grave problema.
  • Existe fluxo migratório do norte da África para a Europa.

 

Mas…

 

A causa da fome no mundo não é o fluxo migratório europeu.

 

Ou seja…

Não existe uma causa e consequência nos itens

 

Exemplo de itens com palavras escondidas

 

Veja esse conceito correto:

O Sol (do latim sol, solis) é a estrela central do Sistema Solar. Todos os outros corpos do Sistema Solar, como planetas, planetas anões, asteroides, cometas e poeira iram ao seu redor, bem como todos os satélites associados a estes corpos.

Como a banca poderia colocar uma palavra escondida para tornar a questão errada?

Simples, adicionando poucas palavras

O Sol (do latim sol, solis) é a estrela central do Sistema Solar. Todos os outros corpos do Sistema Solar, como planetas, planetas anões, asteroides, cometas e poeira giram ao seu redor, exceto os satélites associados a estes corpos.

Ou seja, uma pequena palavra escondida tornou a frase errada (mas parece correta se você não entende do assunto).

 

Exemplo de itens pegadinhas

 

As pegadinhas muitas vezes acabam pegando os candidatos mais bem preparados na prova. São questões especialmente elaboradas para “enganar o candidato” e fazer ele marcar o item errado.

  1. No livro origem das Espécies Darwin afirma que a natureza não faz nada bruscamente.

A frase  parece até ser de Darwin, mas é de Lamarck.

 

Ou seja, nesse tipo de questão a banca pega conceitos, frases e raciocínios que parecem certos para o senso comum, mas apenas os que estudam muito e estão atentos vão acertar.

 

 

Quando devo utilizar as técnicas de chute?

 

 

Você já sabe que é melhor estudar que chutar.

Mas…

também sabe que é impossível saber 100% do edital, principalmente em concursos mais concorridos.

Também sabe que as bancas se preparam muito utilizando técnicas de psicometria.

Então o ideal é que você estude o máximo que puder e utilize as técnicas de chute apenas para as questões que realmente não souber.

Apenas com o estudo você conseguirá um bom resultado, mas a combinação da técnica de chute com um bom estudo certamente é o que garantirá sua aprovação.

 

 

Como saber se realmente não sei as questões?

 

 

Muitas vezes temos  “quase certeza” que sabemos as questões e outras vezes não lembramos direito.

Como as provas de concursos são difíceis e nosso inconsciente funciona muitas vezes com a intuição, minha sugestão é que se você realmente estudou para o concurso e desconfia que sabe (mesmo sem ter certeza), não chute, e sim, marque a resposta que sua intuição indicar.

Agora se você não tem  a mínima ideia da resposta certa… uma boa técnica de chute pode ser o que vai te adicionar bons pontos na hora da prova.

 

 

Estude a banca A FUNDO!

 

 

Você precisa fazer milhares de questões de provas anteriores da banca para ter intimidade com ela e chutar com mais precisão!

Se você ainda não sabe qual vai ser a próxima banco do seu concurso, crie essa intimidade com todas as bancas possíveis.

Além disso, é MUITO IMPORTANTE você fazer simulados e testar essas técnicas de chutes na prática, só assim terá a certeza que estará chutando da maneira correta.

Agora que você já conhece as melhores e principais dicas de estudo, compartilhe essa informação com seus amigos.

Para ler mais conteúdo interessante, útil e de qualidade, navegue pelo site ou acesse nossas redes sociais. Estamos no FacebookTwitterInstagram e Youtube.

Conte com a gente na caminhada até a aprovação!

Bons estudos e Sucesso!

 

Pontuação geral
[Total: 0 Average: 0]
Planilha de Estudos

Planilha de Estudos

Com essa planilha você vai poder calcular automaticamente seu tempo ideal de estudos.

Ela foi criada com base no Método PQF para calcular o quanto você tem que estudar, levando em conta o peso de cada matéria, quantidade de horas necessárias e facilidade que você tem sobre cada uma.

Parabéns! agora você tem acesso a Planilha de Estudos!