Antes de obter informações sobre o concurso da Caixa Econômica Federal, é melhor conhecer mais a respeito do órgão. A CEF é um dos bancos públicos de maior renome e seriedade dentro do mercado financeiro nacional. Por isso, causa muito interesse naqueles que estão em busca de um emprego estável e com oportunidade de crescimento no setor público.

No entanto, é necessário estudar e se preparar para as provas, que apesar de não serem de grande dificuldade técnica, são muito concorridas.

Neste artigo contamos tudo a respeito de vagas, salários, benefícios, possibilidades de crescimento, rotina de trabalho e também sobre os temas mais exigidos nas provas. Elaboramos um completo manual do concurso da Caixa Econômica Federal para você. Confira!

 Concurso da Caixa Econômica Federal - Tudo que você precisa saber

Concurso da Caixa Econômica Federal – Carreiras

Dentro da estrutura estatal da Caixa Econômica Federal existem diversos cargos e carreiras, como Técnico Bancário Novo, Escriturário, Engenheiro (em áreas como Agronomia, Eletricidade, Mecânica e Engenharia Civil), Médico do Trabalho etc. Por ser uma empresa pública, todos os cargos da CEF devem ser preenchidos por meio de concurso público.

A principal cargo no concurso da Caixa Econômica Federal é o de Técnico Bancário Novo.  O último certame realizado para a carreira foi realizado em 2013, o que nos faz acreditar que outro deve ser realizado em breve pelo órgão.Concurso da Caixa Econômica Federal - Tudo que você precisa saber (5)

Saiba tudo sobre a carreira de Técnico Bancário Novo

A carreira de Técnico Bancário Novo é uma das mais concorridas dentro dos certames públicos realizados por meio de concurso da Caixa Econômica Federal. Mas, também é uma das melhores oportunidades para aqueles que desejam adentrar o serviço público em uma instituição federal com bom salário.

Formação exigida: nível médio (Ensino Médio).

Salário: a remuneração média é de R$ 3.622,40 (valor baseado no último concurso da Caixa Econômica Federal). Os vencimentos são baseados em salário-base de valor R$ 2.428,80 e também R$ 1.193,60 em benefícios diretos oferecidos. 

Evolução salarial: o cargo conta com evolução salarial e reajustes (de vencimentos e benefícios) cumulativos, o que pode  aumentar bastante os valores recebidos pelo servidor ao longo de sua carreira.

Benefícios: o certame oferece plano de saúde, auxílios refeição-alimentação e programas de estudo. Além de previdência complementar e programa de estudo e desenvolvimento da escolaridade, o que pode inclusive abrir caminho para cargos de nível superior. Em geral, também contam com participação nos lucros e resultados da empresa pública.

Estabilidade e ascensão profissional

A carreira de servidor público, em geral, oferece grande estabilidade no emprego. Mesmo nos casos onde existe regime de trabalho CLT, como o do concurso da Caixa Econômica Federal. Isso porque dificilmente um servidor público é demitido, tendo em vista todo o processo necessário para contratação de outro para seu lugar.

Além disso, o Técnico Bancário Novo conta com oportunidades de crescimento e ascensão profissional, já que cargos de chefia e de gerência são oferecidos aos profissionais que tem melhor desempenho em suas funções. O concurso da Caixa Econômica Federal é a porta de entrada para uma carreira promissora dentro do setor bancário público.Concurso da Caixa Econômica Federal - Tudo que você precisa saber (4)

Como é o trabalho do Técnico Bancário Novo?

As atividades do Técnico Bancário Novo podem variar de acordo com as necessidades da agência em que o funcionário está trabalhando. No entanto, suas principais atribuições são:

  • Atendimento ao cliente: o profissional é, em geral, responsável por prestar atendimento e informações sobre serviços e produtos da CEF ao público em geral.
  • Atividades e tarefas administrativas: realiza atividades de ordem geral, operando computadores, terminais e equipamentos. Além de relatar e instruir processos operacionais e administrativos, efetuando cálculos diversos referentes às várias operações, serviços e programas da CEF
  • Relatórios e avaliações: pode ser exigida a realização e elaboração de relatórios, avaliações e projeções em assuntos pertinentes às rotinas bancárias, produtos, serviços e rendimentos em geral que estão em sua responsabilidade. Além de questões de ordem técnica e administrativa.

Concurso da Caixa Econômica Federal - Tudo que você precisa saber (3)

 

Qual o melhor curso preparatório para o concurso da Caixa?

Como vocês sabem, há inúmeros cursos preparatórios para concursos. E temos a certeza de que vários são realmente bons. No entanto, baseados em nossa experiência de mais de 15 anos na área de certames públicos, selecionamos aqueles que entendemos ser os melhores.

Os critérios que usamos foram: histórico de aprovados, qualidade dos professores, reputação e depoimento de aprovados, avaliação no Ebit e no Reclame Aqui (a análise completa você pode conferir no Ranking dos melhores cursos preparatórios para concursos).

Dessa forma, entendemos que os cursos que melhor preparam para o concurso da Caixa são:

Estratégia Concursos

Estrategia Concursos

Os professores são extremamente qualificados e o curso tem excelente índice da aprovação nos últimos concursos (confira aqui). Tem ótima reputação no Ebit e Reclame Aqui. Além disso, oferece 30 dias para testar (entenda como funciona – clique no topo da página) e eles oferecem várias possibilidade de descontos (saiba mais aqui).

Concurso Virtual

melhor-curso-para-a-banca-esaf

Apesar de não ter a mesma quantidade de professores renomados do Estratégia, mantém ótimos profissionais em seu quadro (veja a lista). Também oferece bons preços e descontos (veja aqui).

Detalhes da carreira de Técnico Bancário Novo 

A carreira de Técnico Bancário Novo é, em geral, uma das mais interessantes e atraentes para aqueles que estão buscando vagas dentro da esfera pública federal. Ela não exige formação específica nem nível superior de ensino, mas apenas nível médio. O concursado pode, ao longo de sua carreira, buscar formação de nível superior e tentar outra  uma vaga dentro da instituição (ou, ainda, em outro concurso).

Também é interessante destacar que essa é uma das carreiras mais seguras em termos de segurança física e também de segurança empresarial. Pois as agências bancárias contam com seguranças, monitoramento de câmeras e, em alguns casos, proteção individual e geral para os funcionários e clientes.

Detalhes do concurso da Caixa Econômica Federal

Vagas do último concurso da Caixa Econômica Federal

O último concurso realizado pela Caixa Econômica Federal não previu número de vagas, já que seu objetivo era a formação de cadastro de reserva. Isso significa que a CEF desejava contar com um número maior de pessoas, que poderiam ser chamadas para os cargos conforme necessidade e lotação de vagas abertas ao longo da duração do concurso. 

No último concurso, a CEF classificou alguns candidatos por lotação. Infelizmente nem todos classificados foram chamados, mas apenas cerca de 10% do total. No entanto, é possível ter uma ideia de onde haviam vagas.

Região Norte

Acre e Rondônia: Cruzeiro do Sul (23); Rio Branco (59); Sena Madureira (15); Ariquemes (48); Cacoal (48); Guajará-Mirim (48); Ji-Paraná (48): Porto Velho (93) e Vilhena (48).

Amazonas e Roraima: Humaitá (81); Itacoatiara (53); Manaus (210); Manacapuru (81); Parintins (03); Tabatinga (37) e Boa Vista (105).

Amapá e Pará: Macapá (74); Abaetetuba (99); Belém (216); Breves (23); Castanhal (80); Marabá (123); Paragominas (99);e Santarém (77).

Tocantins: Araguaína (48) e Palmas (110).

Região Centro-Oeste

Goiás: Anápolis (134); Goiânia (266); Itumbiara (106); Rio Verde (89); e Uruaçu (103).

Mato Grosso do Sul: Campo Grande (191); Corumbá (65); Dourados (134); e Três Lagoas (51).

Mato Grosso: Cáceres (78); Cuiabá (156); Rondonópolis (88) e Sinop (115).

Região Nordeste

Alagoas: Maceió (312); Humaitá (81) e Itacoatiara (53).

Bahia: Barreiras (201); Feira de Santana (210); Itabuna (290); Região Metropolitana de Salvador (155); Salvador (480); Santo Antônio de Jesus (65); Senhor do Bonfim (210); Teixeira de Freitas (231); e Vitória da Conquista (231).

Ceará: Aracati (135); Fortaleza (308); Juazeiro do Norte (84); Quixadá (156) e Sobral (94).

Maranhão: Bacabal (98); Imperatriz (48) e São Luís (129).

Paraíba: Campina Grande (125); João Pessoa (205) e Patos (44).

Pernambuco: Caruaru (214); Petrolina (26) e Recife (275).

Piauí: Picos (155) e Teresina (134).

Rio Grande do Norte: Mossoró (81) e Natal (171).

Sergipe: Aracaju (295).

Distrito Federal

Brasília (1.244); Gama (140); Planaltina (130); Taquatinga (247); e Tecnologia da Informação – DF (316).

Região Sudeste

Espírito Santo: Cachoeiro do Itapemirim (119); Colatina (130) e Vitória (317).

Minas Gerais: Belo Horizonte (774); Divinópolis (210); Governador Valadares (159); Ipatinga (230); Ituiutaba (230); Juiz de Fora (230); Montes Claros (103); Muriaé (230); Ouro Preto (230); Patos de Minas (49); Teófilo Otoni (51); Uberaba (230); Uberlândia (239); Varginha (246) e Viçosa (230).

Rio de Janeiro – Capital: Rio de Janeiro Centro (957); e Rio de Janeiro Oeste (180).

Rio de Janeiro – Interior: Campos dos Goytacazes (187); Niterói (270); Nova Iguaçu (237) e Volta Redonda (171).

Rio de Janeiro e São Paulo TI: Rio de Janeiro (53); São Paulo (56).

São Paulo – Capital: Centro-Oeste/ Sudeste (1.502); Leste (408); Norte/ Guarulhos (386); e Sul/ Santo Amaro (394).

São Paulo – Interior: ABC (457); Assis (241); Araçatuba (241); Baixada Santista (286); Bauru (280); Botucatu (241); Campinas (478); Itapetininga (90); Itapeva (241); Jaú (68); Jundiaí (246); Marília (241): Osasco (200); Ourinhos (64); Piracicaba (235); Presidente Prudente (264); Ribeirão Preto (388); São Carlos (84); São José do Rio Preto (297); Sorocaba (142) e Vale do Paraíba (255).

Região Sul 

Paraná: Cascavel (179); Curitiba (547); Francisco Beltrão (139); Guarapuava (231); Londrina (155); Maringá (161); Ponta Grossa (255); Região Metropolitana de Curitiba (337); Telêmaco Borba (231) e Umuarama (81).

Rio Grande do Sul: Caxias do Sul (181); Polo Litoral (164); Novo Hamburgo (206); Passo Fundo (131); Pelotas (142); Porto Alegre (407); Região Metropolitana de Porto Alegre (164); Santa Maria (131); Santo Ângelo (69) e Uruguaiana (39).

Santa Catarina: Balneário Camboriú (159); Blumenau (217); Caçador (65); Chapecó (139); Criciúma (176); Florianópolis (220); Joinville (209); Lages (80) e Rio do Sul (159).

Candidatos nos últimos concursos

Mesmo que o último concurso previsse apenas cadastro de reserva para a empresa pública federal, foram confirmados mais de 1 milhão de inscritos (1.156.744 inscritos) para 29.986 vagas de cadastro de reserva. Isso deu uma média de38 candidatos por vaga.

No entanto, o banco somente chamou 10% das vagas, o que dá uma média de 380 candidatos por vaga (estimados).

Estudos têm indicado que apenas 10% dos candidatos estão realmente preparados, ou seja, você não disputa a vaga com 380 pessoas, você disputa com apenas 38. 

Vagas esperadas para o próximo concurso

Apesar de não existirem confirmações oficiais sobre vagas do próximo concurso da Caixa Econômica Federal, informações da assessoria da instituição e dados da previdência indicam que o próximo certame contará com um grande número de vagas. Isso porque a empresa pública, atualmente, conta com forte déficit de pessoal em suas agências.

É importante salientar que, mesmo esse número imenso, nada impede que o candidato motivado e dedicado consiga sua aprovação, Afinal, muitos inscritos sequer fazem a prova, enquanto uma quantidade muito menor se prepara devidamente para o concurso.

Suspensão do próximo concurso por liminar judicial

Um dos entraves para o próximo concurso é uma ação judicial que suspendeu o prazo de validade do concurso de 2014 para Técnico Bancário. Nessa liminar o banco também está proibido de abrir novos concursos de exclusividade para cadastro reserva e estipular um número mínimo de vagas.

O Banco estima que, tão logo a sentença saia, haverá atualização na situação do próximo concurso. Continue conferindo nosso site, pois estamos monitorando a situação e traremos a informação assim que for oficial. Concurso da Caixa Econômica Federal - Tudo que você precisa saber (1)

Detalhes das provas do concurso da Caixa Econômica Federal

Conhecimentos exigidos

A base mais concreta para saber os conhecimentos que serão exigidos no próximo concurso da Caixa Econômica Federal é o edital do concurso, que ainda não foi publicado. No entanto, é possível se basear nos editais e provas anteriores para ter uma ideia do que o espera.

Conhecimentos Gerais

Nos últimos editais foram exigidos conhecimentos de nível médio das disciplinas de Português e Matemática. É importante ter conhecimento em Matemática Financeira, porcentagem e média. Em Língua Portuguesa atente à norma culta, a pontuação e a grafia correta, além dos tempos verbais.

Conhecimentos Específicos

Também conforme os últimos certames, a CEF exige conhecimentos específicos para as funções bancárias. No concurso de nível médio para Técnico Bancário Novo foram pedidos conhecimentos de Ética, Atendimento ao Público, História da Caixa Econômica Federal, Estatuto da Caixa Econômica Federal. Além de legislações pertinentes, como as leis de administração pública, leis bancárias e leis das empresas públicas, o que exige estudo e conhecimento mais avançado.

Peso das matérias

No último concurso, a disciplina de Português valia 28 pontos (14 itens com peso 2). Todas as outras de conhecimentos gerais juntas valiam 36 itens para análise, com peso 1. As provas de Conhecimentos Específicos e Conhecimentos Bancários eram 70 itens com peso 2, ou seja, a parte mais significativa da prova. Havia ainda prova discursiva: um texto sobre os tópicos dos Conhecimentos Específicos, valendo 20 pontos no total.

Banca organizadora

Nos últimos certames realizados para o concurso da Caixa Econômica Federal, a realização das provas esteve a cargo da CESPE/UnB. As provas e avaliações costumam ter grau médio de dificuldade, exigindo do candidato conhecimento das matérias do edital e interpretação de texto. Além de conhecimentos variados do dia a dia para base prática das questões teóricas.

Edital do concurso da Caixa Econômica Federal

Por enquanto, não existe edital para o concurso da Caixa Econômica Federal deste ano, pois ele ainda está em fase de avaliação e aprovação. Mas, é interessante ao candidato estudar e conhecer melhor os editais de concursos anteriores, já que o conteúdo e o teor têm se mantido similares. 

Previsão de realização do próximo concurso

De acordo com as estimativas de especialistas, e conforme as consultas realizadas à assessoria da CEF, é esperado que o próximo concurso seja realizado durante o segundo semestre de 2016 ou, no máximo, no início de 2017. Isso também levando considerando o déficit de funcionários e servidores do banco. Portanto, é interessante já começar a estudar e se preparar para as provas.

 como passar no concurso da caixa

O concurso da Caixa Econômica Federal é para mim?

Antes de começar a estudar para o concurso da Caixa Econômica Federal, é interessante realizar um pequeno checklist mental e conferir se você preenche os requisitos para o cargo, que são:

  •  Ser esforçado e estudioso.
  • Ter dedicação e empenho.
  • Ter desejo de crescimento pessoal.
  • Desejar estabilidade financeira e profissional.
  • Estar decidido a dar um passo rumo à qualidade de vida.
  • Não ter medo de conquistar o sucesso profissional e pessoal.

Se você preenche esses requisitos, tem o necessário para começar os seus estudos e ser aprovado no concurso da Caixa Econômica Federal.

Aproveite para conferir nossos artigos sobre Flash cards, mapas mentais e revisão para concursos.

Boa sorte!

 

[Total: 0    Média: 0/5]