fbpx

Ainda não encontrou o concurso dos seus sonhos? Bom, saiba que depois de ler este artigo, é bem provável que você finalmente tenha encontrado!

Isso porque iremos falar sobre uma das carreiras mais desejadas do Brasil, que além de oferecer um salário incrível, oferece também a possibilidade de morar no exterior.

O último Concurso Diplomata foi realizado em 2018 e aqui temos todas as informações para que você conheça e analise se esse é o concurso ideal para você!

E para facilitar, se preferir, vá direto ao assunto de seu interesse.

 

 

Concurso Diplomata 

 

Qual a banca do Concurso?

 

A banca responsável pelo Concurso foi a Cespe / Cebraspe. Acesse aqui a análise completa que preparamos com todas as características da banca.

 

Quantas vagas foram ofertadas?

 

Foram ofertadas 26 vagas para o cargo de Terceiro Secretário da Carreira de Diplomata.

 

Quais os requisitos exigidos?

 

Dentre outros requisitos especificados em edital, para se candidatar é necessário ter Nível Superior em qualquer área de formação.

 

Qual a remuneração?

 

Após formação no curso, a remuneração inicial para o cargo de Diplomata é de R$ 18.059,83, com uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

 

Quais as etapas do Concurso?

 

  • Prova Objetiva (Certo ou Errado), de caráter eliminatório
    • Língua Portuguesa
    • Língua Inglesa
    • História do Brasil
    • História Mundial
    • Política Internacional
    • Geografia
    • Noções de Economia
    • Noções de Direito e Direito Internacional Público

 

  • Prova Escrita, de caráter eliminatório e classificatório
    • Língua Portuguesa
    • Língua Inglesa

 

  • Prova escrita, de caráter eliminatório e classificatório

 

 

Quais são os benefícios da carreira?

 

Os aprovados no concurso ingressarão em cargo da classe inicial da carreira de Diplomata (Terceiro Secretário). E, com o passar dos anos, poderão passar para as classes seguintes: Segundo Secretário, Primeiro Secretário, Conselheiro, Ministro da Segunda Classe e Ministro da Primeira Classe.

A progressão de uma classe para outra depende, dentre outros fatores, da avaliação dos servidores, assim como em várias outras carreiras.

Além disso, é importante ressaltar que um Diplomata demora, em média, 15 anos desde o ingresso no concurso até alcançar a posição de Ministro da Primeira Classe.

Após esse período o salário do Diplomata (Ministro de Primeira Classe) pode chegar a R$ 27.396,67, já com o aumento salarial que foi escalonado até 2019.

Além disso, os servidores ainda contam com auxílio-alimentação, no valor de R$ 458 e, se tiverem filhos, também contam com auxílio-creche, no valor de R$ 321.

Por último, há ainda adicional de qualificação e adicional de cursos de capacitação.

Extremamente atrativo, não é mesmo?

 

Lotação inicial

 

Ao ser aprovado neste concurso, o servidor será lotado na sede do Itamaraty, em Brasília.

 

Há especificidades da carreira?

 

Sim. A primeira delas é ser brasileiro nato. Além disso, o concurso também exige que os candidatos estejam no exercício dos direitos políticos, em dia com suas obrigações eleitorais e com as obrigações do serviço militar.

Também é preciso apresentar diploma de Nível Superior. E a boa notícia é que o diploma pode ser de formação em qualquer área.

Por último, é preciso apresentar aptidão física e mental, o que será verificado nos exames pré-admissionais.

 

Informações sobre o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata

 

Para entender melhor tudo sobre este concurso, abaixo você poderá conferir diversas informações sobre o CACD .

Vamos lá?

 

Análise das vagas

 

No concurso de 2016 foram registrados mais de 4.900 candidatos para as 30 vagas disponíveis, ou seja, quase 165 candidatos por vaga, o que não é pouco. Em 2017 o registro foi de 5.939 candidatos inscritos para 30 vagas, sendo 197,97 candidatos por vaga.

No entanto, quem está acostumado a prestar os concursos mais almejados do país, sabe que não se trata de uma concorrência assim tão grande, já que outros concursos com o mesmo salário chegam a ter, muitas vezes, mais de 1.000 candidatos por vaga.

No concurso anterior, de 2015, se inscreveram cerca de 6.000 candidatos. E, nos últimos 5 anos, a média de inscritos nesse concurso ficou entre 4.000 e 6.000 candidatos, portanto, espera-se que essa média se mantenha para este ano.

Neste concurso, no entanto, é bom ressaltar que o mais importante a se considerar não é a concorrência em si. E o que comprova isso é o fato de que nos últimos anos todos os candidatos aprovados em todas as fases têm sido nomeados.

O importante aqui é o fato de que a prova tem um nível de dificuldade elevado, além de ser bastante cansativa e exigir conhecimento por parte do candidato em várias disciplinas.

Você pode conferir aqui um artigo que preparamos sobre concorrência em concursos públicos.

 

Como é a prova?

 

Neste concurso os candidatos são avaliados mediante 3 fases, sendo que cada uma delas é constituída de uma prova. Veja abaixo quais são elas:

  • Primeira fase: composta de uma prova objetiva, com questões de certo ou errado nas disciplinas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Geografia, História do Brasil, História Mundial, Política Internacional, Noções de Economia e Noções de Direito e Direito Internacional Público.
  • Segunda fase: composta de prova escrita de Língua Portuguesa e língua inglesa.
  • Terceira fase: composta de prova escrita das disciplinas de História do Brasil, Política Internacional e Geografia, Noções de Economia, Noções de Direito e Direito Internacional Público. Além de prova objetiva de Língua Espanhola e Francesa.

Veja o peso de cada disciplina na prova na primeira fase:

Após a aprovação em todas estas fases, o candidato estará habilitado a ingressar no Curso de Formação do Instituto Rio Branco, condição necessária para o trabalho do servidor no Serviço Exterior Brasileiro.

Como você pode perceber uma boa preparação é essencial para conquistar uma das vagas deste concurso.

Para auxiliar nos seus estudos, acesse os editais dos concursos anteriores:

Acesse também as provas dos concursos anteriores:

Como me preparar para esse concurso?

 

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

 

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor.

 

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Como estudar por questões?

 

De todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

Para saber mais, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

 

Como escolher o melhor curso preparatório?

 

Estudar sozinho, por apostilas, é uma possibilidade, com certeza. Há muitos casos de pessoas que optaram por esse tipo de preparação e se deram muito bem! No entanto, sempre reforçamos que, se você tem tempo e dinheiro disponíveis, um curso preparatório pode turbinar seu aprendizado e agilizar a aprovação.

E se essa foi sua escolha, é muito importante conhecer os melhores cursos preparatórios disponíveis no mercado. Fique de olho no material, para saber se atende as suas necessidades, e também na equipe de professores, para saber se os profissionais têm experiência em concursos. A partir da nossa própria experiência de mais de 15 anos na área, temos confiança em indicar o Estratégia Concursos, que tem ótimos índices de aprovação nos principais processos seletivos do país. Outra excelente opção é o Gran Cursos, igualmente bem avaliado e com ótimo material de estudo.

Para saber mais sobre cada um dos cursos indicados e ainda outras boas opções, confira nosso ranking completo com os melhores cursos preparatórios para concursos.

 

 

O concurso Diplomata é para mim?

 

Ainda não tem certeza de que esse é o concurso certo para você? Veja abaixo nosso checklist e tire suas dúvidas.

  • Você tem interesse em concorrer a uma das carreiras mais almejadas do país?
  • Você se interessa por morar no exterior?
  • Você está preparado ou pretende se preparar para enfrentar uma das provas mais difíceis do país?
  • Você tem formação em Nível Superior?
  • Você está interessado em conquistar sua estabilidade financeira e muito mais qualidade de vida?

Se você respondeu que sim para estas questões, saiba que esse é concurso para você!

Ficou animado para conquistar sua vaga? Saiba que quanto mais rápido você iniciar sua preparação, melhores serão suas chances de conquistar sua vaga. Portanto, não perca tempo!

 

Aproveite também para seguir o Próximos Concursos nas redes sociais:  Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.  Por lá você vai encontrar tudo sobre o universo concurseiro, discussões de qualidade, troca de experiências e dicas imbatíveis.

 

E lembre-se: conte com a gente na caminhada até a aprovação!

 

Bons estudos!

Gostou do artigo?
[Total: 3 Average: 1.3]


Planilha de Estudos

Inscreva-se agora para baixar gratuitamente a Planilha definitiva de Estudos!

You have Successfully Subscribed!