O concurso da Secretaria de Educação de São Paulo (concurso SEE SP) é sempre muito aguardado. As últimas seleções da autarquia foram realizadas em 2018 e ainda não há previsão de novos editais.

Concurso SEE SP

Contudo, a expectativa é que em 2021 sejam ofertadas vagas nas carreiras de Agente de Organização Escolar, Oficial Administrativo e Supervisor de Ensino.

Está interessado em concorrer a uma vaga no concurso SEE SP?

É melhor ir já se preparando para quando chegar a hora!

Saiba todos os detalhes dos últimos editais para organizar seus estudos.

Vamos lá!

 

Principais informações sobre o Concurso SEE SP

 

O que é SEE?

Secretaria Estadual de Educação de São Paulo é responsável pela organização, manutenção e fiscalização da maior rede de ensino do país, com mais de 5 mil escolas e quase 60 mil servidores, além de 4 milhões de alunos.

A SEE SP é vinculada ao Conselho Estadual de Educação (CEE) e à Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) e subordinada ao Governo do Estado e ao Ministério da Educação (MEC).

 

 

 

Quais as carreiras e atribuições?

Nos próximos concursos da SEE SP deve ser ofertadas vagas nas carreiras de Agente de Organização Escolar, Oficial Administrativo e Supervisor de Ensino. Veja as atribuições de cada uma delas:

 

Oficial Administrativo

 

Elaborar documentos em diversos formatos; organizar arquivo de documentos relacionados às atividades da área de atuação; dar suporte aos órgãos setoriais e subsetoriais relacionados às atividade desenvolvidas; desenvolver atividades em meios eletrônicos; atender ao público interno e externo; ler e instruir processos; participar de orientação, capacitação, treinamento e cursos oferecidos aos servidores para melhor desempenho de suas atividades; executar tarefas de apoio administrativos, em diversas áreas sob supervisão diretas; dar suporte administrativo na realização de eventos, reuniões e outras atividades específicas; acompanhar as publicações em Diário Oficial do Estado de São Paulo relativos à rotina de trabalho; desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do
cargo.

 

Agente de Organização Escolar

 

Atender aos públicos interno e externo de uma instituição de ensino; auxiliar a secretaria, diretoria, corpo docente, alunos e pais de alunos. Organizar e atualizar prontuários de estudantes; elabora rde diplomas, certificados de conclusão de séries, cursos e aprovação e disciplinas, além de outros documentos escolares. Cuidar da expedição de comunicados à equipe escolar, atualizar os dados dos alunos nos Sistemas Informatizados Corporativos da Secretaria de Estado da Educação, lançar a frequência dos servidores lotados em sua unidade, preparar dados para a folha de pagamento de pessoal. Executar atividades de atendimento aos alunos, secretaria e comunidade escolar em geral.

 

Supervisor de Ensino

 

Promover os princípios da gestão democrática e participativa, éticos, de inclusão, de justiça e equidade, bem como os princípios da administração pública, no âmbito das escolas públicas; atuar como interlocutor dos programas educacionais entre a escola, a DE e a SEE-SP; atuar como orientador das estratégias de implementação das políticas públicas e programas educacionais considerando o contexto das escolas; apoiar a elaboração do Plano de Trabalho da Diretoria de Ensino considerando as diretrizes e metas da SEE-SP contidos no Plano Estadual de Educação e as necessidades das escolas; acompanhar e subsidiar a elaboração e implementação da proposta pedagógica, do Regimento Escolar, do plano de gestão (ou outro) nas escolas, de acordo com as teorias, princípios da SEE-SP e a legislação pertinente; contribuir para o fortalecimento da autonomia e do trabalho coletivo das equipes escolares na reflexão sobre a prática, no (re)Planejamento, na elaboração da Proposta Pedagógica e na elaboração e execução do Plano de Gestão, bem como nos diferentes ambientes institucionais da SEE-SP, subsidiar as Diretorias de Ensino e os órgãos centrais no acompanhamento, monitoramento, avaliação e (re)planejamento das estratégias de implementação das políticas educacionais, orientar a gestão dos processos de implementação, acompanhamento, monitoramento, avaliação e proposição das políticas educacionais na Diretoria de Ensino e nas escolas.

 

Qual o nível de formação exigido?

 

nivel formaçao concurso publico

Para os cargos de Agente Organizador Escolar e Oficial Administrativo é exigida formação de Nível Médio.

Para atuar como Supervisor de Ensino é preciso ter formação de Nível Superior em Pedagogia ou pós-graduação na área de Educação, além de experiência mínima de oito ano no exercício do Magistério.

 

 

 

 

 

Qual o salário?

 

salario concurso publico

De acordo com os últimos editais lançados, para o cargo Agente Organizador Escolar o salário é de R$ 1.142,64.

A remuneração base (mensal) do Supervisor de Ensino é de R$ 4.538,86.

Já o Oficial Administrativo recebe um salário de R$ 2.585,00 por mês.

 

 

 

 

Qual a lotação?

 

Os candidatos aprovados no concurso SEE SP serão lotados em escolas estaduais da rede pública que atuem  sob responsabilidade de qualquer uma das 91 unidades da Diretoria Regional de Ensino no município do estado de São Paulo.

Ao realizar a inscrição no concurso, o candidato já opta por uma das unidades para fins de realização da prova, classificação, escolha de vaga e investidura no cargo.

No último concurso, realizado em 2018, os aprovados foram lotados em escolas da rede pública estadual de 77 municípios paulistas.

 

Qual a jornada de trabalho?

 

Para os servidores da SEE SP a jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

 

Os servidores do quadro de apoio da SEE SP, no qual se inclui o Agente Organizador Escolar e o Oficial Administrativo, podem garantir entre 20% e 35% de aumento de salário a cada dois anos de acordo com a avaliação de desempenho.

Já supervisores fazem parte do chamado Programa de Valorização pelo Mérito, implantado pela SEE SP em 2010, que prevê oito níveis de progressão salarial, com intervalo de três anos entre eles e aumentos de 10,5% sobre a remuneração. O benefício é concedido aos servidores que atingirem metas pré-determinadas de avaliação.

 

 

 

Como foi a concorrência do último concurso?

 

O último concurso da SEE SP para o cargo de Oficial Admisntrativo foi realizado em 2018, quando ofertou 167 vagas  — 163 para ampla concorrência e 4 para candidatos com deficiência. Na ocasião, contou com 34.273 inscritos. Ou seja, uma relação de 205,23 candidatos por vaga. Ou seja, uma média considerada bastante moderada.

No mesmo ano foi realizado outro concurso, desta vez para Supervisor de Ensinso, com 372 vagas — 353 para ampla concorrência e 19 para candidatos com deficiência. Houve cerca de 10.494 inscritos, ou seja, uma média geral de 28,21 candidatos por vaga.

Também em 2018 foi realizada seleção para o cargo de Agente Organizador Escolar, com 1.495 vagas e 166 mil inscritos — média geral de 111 candidatos por vaga.

De qualquer maneira, é sempre importante lembrar que o número de inscritos não tem assim tanta relevância. Isso porque a concorrência real é outra!

Explicamos: de maneira geral, apenas entre 8% e 10% dos candidatos estão realmente aptos a disputar uma vaga. A maioria não se preparou adequadamente, como foco no edital e no cargo. Muitos também não estarão emocionalmente prontos para encarar as provas.

E há que se considerar também o índice de abstenção, que gira em torno dos 30%.

Sendo assim, o número de concorrentes a uma vaga será, de fato, muito menor e as chances de aprovação, maiores.

Por isso, mais importante do que ficar de olho no montante de inscritos, é focar na sua preparação. Esse é o verdadeiro diferencial do candidato!

 

Como são as provas?

 

A prova objetiva do último concurso SEE SP para Oficial Administrativo trouxe 60 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas e apenas uma correta.

Foram solicitados conhecimentos em:

  • Língua Portuguesa, com 20 questões valendo 1,75 ponto cada questão
  • Matemática e Raciocínio Lógico, com 20 questões valendo 1,50 ponto cada questão
  • Noções básicas de Informática, com 20 questões valendo 1,50 ponto cada questão
  • Noções de Administração Pública e Legislação, com 20 questões valendo 1,75 ponto cada questão

 

A prova objetiva do último concurso SEE SP para Agente Organizador Escolar trouxe 80 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas e apenas uma correta.

Foram solicitados conhecimentos em:

  • Língua Portuguesa, com 20 questões 1,50 ponto cada questão
  • Matemática e Raciocínio Lógico, com 20 questões valendo 1,00 ponto cada questão
  • Informática, com 20 questões valendo 1,50 ponto cada questão
  • Conhecimentos específicos, com 20 questões valendo 1,00 ponto cada questão

 

Já a prova objetiva do último concurso SEE SP para Supervisor de Ensino trouxe 80 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas e apenas uma correta. As questões versaram sobre referenciais bibliográficos e legislação estabelecidos na Resolução SE nº 50, de 07-08-2018.

Para cargos de Nível Superior, também foram aplicadas prova objetiva de conhecimentos específicos de acordo com a área de atuação do cargo em disputa e prova dissertativa com cerca de quatro questões. Por último, ocorreu a avaliação de títulos. Após a aprovação nestas etapas, o candidato deveria passar, ainda, por curso de formação.

 

Provas anteriores Concurso SEE SP

 

Qual o conteúdo programático?

 

Confirma os tópicos solicitados em cada uma das disciplinas do concurso SEE SP:

 

Oficial Administrativo

 

LÍNGUA PORTUGUESA

Interpretação de textos; Significação das palavras: sinônimos, antônimos, parônimos, homônimos; Sentido próprio e figurado das palavras; Ortografia Oficial; Acentuação Gráfica; Crase; Pontuação; Emprego de classe de palavras: substantivo, objetivo, numeral, pronome, verbo, advérbios, preposição, conjunção (classificação e sentido que imprime às relações entre as orações); Sintaxe: sujeito e predicado; Concordância: nominal e verbal; Regência: nominal e verbal.

MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO

Operação com números inteiros, fracionários e decimais; Sistema de numeração decimal; Equações de 1º e 2º graus; Regra de três simples; Razão e proporção; Porcentagem;Juros simples; Médias aritméticas; Noções de Geometria – forma, ângulos, área, perímetro, volume; Noções de estatística: leitura e análise de gráficos e tabelas; Grandezas e medidas – quantidade, tempo, comprimento, superfície, capacidade e massa; Raciocínio Lógico; Resolução de situações-problema.

NOÇÕES BÁSICAS DE INFORMÁTICA

3.1. Internet e Intranet: Fundamentos; Conceitos de URL, links; E-mails; Navegadores (navegação, configuração, impressão de páginas); Sites de busca; Comunidades virtuais (chats, fóruns, redes sociais e outros); Navegação segura..2. Sistema Operacional – Windows 10: Conceitos básicos; Conhecimento sobre usos dos recursos do sistema operacional (janelas, menus, barras de ferramentas, acessórios e ajuda); Manipulação e gerenciamento de arquivos e pastas;  Execução de programas e aplicativos; Atalhos, Área de Trabalho, Área de Transferência e Painel de Controle. 3.3. Pacote de escritório – Word 2010 e 2013: Manipulação de documentos; Formatação e edição; Tabelas e listas; Ortografia e idioma; Formulários e caixa de diálogo; Manipulação de documentos extensos; Mala direta; Macros: Estilos; Índices; Cabeçalho e Rodapé; Caixa de Texto; Parágrafos; Marcadores simbólicos e numéricos; Quebras e numeração de páginas; Impressão; Régua; Margens, orientação, tamanho da página e colunas. 3.4. Pacote de escritório – Excel 2010 e 2013: Conceitos de células, linhas, colunas, pastas e gráficos; Manipulação de planilhas e pastas; Fórmulas, funções e auditoria de fórmulas; Manipulação e apresentação de dados; Gráficos e desenhos; Importação e exportação de dados; Proteção de planilhas e dados; Tabelas; Macros: Formatação de planilhas (mesclar células, formatação condicional, fontes de letras, formatação de células, inserir linhas e colunas, régua, margens, orientação, área de impressão,formato de página, impressão, dentre outros); Autofiltro, autopreenchimento; Congelar painéis; Validação de dados; Remover duplicados; Agrupar; Ordenação.3.5. Pacote de escritório – Power Point 2010 e 2013: Conceito de slide; Criação e edição de apresentações; Preparo de apresentações; Gráficos e desenhos; Macros: Impressão; Slide Mestre; Comentários; Modo de apresentação; Animação e transição de slides.

NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E LEGISLAÇÃO

4.1 – CONSTITUIÇÃO FEDERAL. 4.1.1 – Título II – Dos Direitos e Garantias Fundamentais: Capítulo II – Dos Direitos Sociais; 4.1.2 – Título III – Da Organização do Estado: Capítulo VII – Da Administração Pública: Seção I – Disposições Gerais; Seção II – Dos Servidores Públicos; 4.2 – CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO 4.2.1 – Título I – Dos Fundamentos do Estado; 4.2.2 – Título II – Da Organização e Poderes: Capítulo I – Disposições Preliminares; e Capítulo III – Do Poder Executivo; 4.2.3 – Título III – Da Organização do Estado: Capítulo I – Da Administração Pública: Seção I – Disposições Gerais: artigos 111 a 114, e 115 “caput” e incisos I a X, XVIII, XIX, XXIV, XXVI e XXVII;  Capítulo II – Dos Servidores Públicos do Estado: Seção I – Dos Servidores Públicos Civis: artigo 124 “caput”, e artigos 125 a 137; 4.2.4 – Título VII – Da Ordem Social: Capítulo III – Da Educação, da Cultura e dos Esportes e Lazer: Seção I – Da Educação; Capítulo VII – Da Proteção Especial: Seção I – Da Família, da Criança, do Adolescente, do Jovem, do Idoso e dos Portadores de Deficiência. 4.2.5 – Título VIII – Disposições Constitucionais Gerais – artigos 284 a 291. 4.3 – Lei Nº 10.261, de 28-10-1968 – Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado. 4.4 – Lei Nº 10.177, de 30-12-1998 – Regula o processo administrativo no âmbito da Administração Pública Estadual. 4.5 – Lei Complementar Nº 1.080, de 17-12-2008 – Institui Plano Geral de Cargos, Vencimentos e Salários para os servidores das classes que especifica. 4.5.1 – Capítulo I – Disposição Preliminar. 4.5.2 – Capítulo II – Do Plano Geral de Cargos, Vencimentos e Salários: Seção I – Disposições Gerais; Seção II – Do Ingresso; Seção III – Do Estágio Probatório; Seção IV – Da Jornada de Trabalho, dos Vencimentos e das Vantagens Pecuniárias; Seção VII – Da Progressão; Seção VIII – Da Promoção; Seção IX – Da Substituição. 4.5.3 – Capítulo IV – Disposições Finais: artigos 54 a 56. 4.6 – Lei federal Nº 12.527, de 18-11-2011 – Lei de Acesso à Informação; 4.7 – Decreto Nº 58.052, de 16-05-2012 – Regulamenta a Lei nº 12.527, de 18-11-2011, que regula o acesso a informações, e dá providências correlatas. 4.8 – Decreto Nº 60.428, de 08-05-2014 – Aprova o Código de Ética da Administração Pública Estadual e dá nova redação a dispositivos do Decreto nº 57.500, de 8 de novembro de 2011 4.9 – Decreto Nº 52.054, de 14-08-2017 – Dispõe sobre o horário de trabalho e registro de ponto dos servidores públicos estaduais da Administração Direta e das Autarquias, consolida a legislação relativa às entradas e saídas no serviço, e dá providências correlatas

Supervisor de Ensino

1. SÃO PAULO (Estado). Decreto 57.141, de 18-07-2011. Reorganiza a Secretaria da Educação e dá providências correlata.

1. 1 Papel social da educação e a função social da escola na sociedade contemporânea e no contexto local. Princípios e diretrizes de políticas educacionais nacionais e da SEE-SP no contexto social e de desenvolvimento do país e do Estado de São Paulo, bem como a sua implementação. Princípios e mecanismos institucionais, legais e normativos de organização, desenvolvimento e avaliação do sistema de ensino e da escola. Papel das instâncias federal, estadual e municipal na definição e implementação de políticas educacionais.

1.2. Gestão democrática e participativa. Princípios da gestão democrática e participativa. Direitos humanos: perspectivas históricas e sociais. Colegiados e instituições auxiliares da escola. Estratégias para caracterizar o perfil socioeconômico e cultural em diferentes âmbitos. Identidade, cultura e clima escolar e práticas cotidianas da escola. Representações sociais sobre diversidade, gênero e etnia. Estratégias de mobilização e participação. Rede protetiva e justiça restaurativa. Parceria escola-comunidade.

1.3. Planejamento estratégico. Teoria de Administração. Plano de Gestão como instrumento de planejamento e monitoramento. Processos, fluxos, índices, indicadores e instrumentos de planejamento e gestão. Tecnologias Digitais de Comunicação e Informação (TDCI) aplicadas ao contexto educacional.

1.4. Foco em qualidade e em resultados. Princípios, finalidades, métodos e operacionalização de diferentes modalidades e processos avaliativos. Indicadores educacionais e sociais, em especial, IDH/IDHM, IDESP, IDEB. Indicadores de desempenho e fluxo. Métodos, técnicas e instrumentos de monitoramento de processos e de resultados educacionais.

2. Dimensões de atuação do supervisor de ensino

2.1. Assessoria à gestão pedagógica. Competências Gerais. Planejamento, desenvolvimento, monitoramento e avaliação do ensino e aprendizagem. Métodos, técnicas e instrumentos de acompanhamento do trabalho pedagógico desenvolvido na escola. Teorias de aprendizagem e de desenvolvimento. Indicadores educacionais e estratégias para identificar as principais variáveis que impactam nas aprendizagens na escola. Abordagens do processo de ensino e aprendizagem. Referencial teórico-prático de monitoramento, observação e gestão da sala de aula e de processos de intervenção pedagógica. Fundamentos conceituais e metodológicos da avaliação. Processos, estratégias e instrumentos de avaliação. Currículo Oficial e materiais de apoio a sua implementação, Matrizes da Avaliação em Processo e do Saresp. Critérios e procedimentos para análise de resultados de aprendizagem.

2.2. Gestão de Processos Administrativos. Diretrizes da SEE-SP para o processo de atribuição de aulas. Atribuições do Supervisor de Ensino e do Centro de Recursos Humanos da DE. Implicações pedagógicas do processo de atribuição de classes/aulas. Diligência, apuração, e sindicância. Diretrizes e normas legais. Princípios básicos da Administração Pública. Procedimentos de diligência, apuração preliminar e sindicância. Procedimentos de realização, registro e elaboração de relatórios em processos de diligências, apuração preliminar, e sindicância. Saneamento. Princípios básicos da Administração Pública. Diretrizes e normas legais. Organização e funcionamento da escola pública. Atribuições dos Centros que integram a estrutura da DE. Fundamentos e princípios sobre a estrutura e funcionamento do sistema escolar. Processos de vida funcional, vida escolar, documentação e registros. Recursos e serviços. Fundamentos de sistema de recursos físicos, financeiros e de serviços para a administração pública da educação. Fontes de financiamento da educação e formas de transferência de recursos financeiros públicos destinados à escola. Mecanismos e instrumentos de planejamento, monitoramento e aplicação de recursos financeiros. Papel das instituições e colegiados no planejamento, captação, aplicação e prestação de contas de recursos financeiros. Escolas particulares: Autorização, funcionamento, documentos e vida escolar. Critérios e procedimentos para autorização de instalação, funcionamento e encerramento de escola e de cursos. Normas e procedimentos legais para o funcionamento de escolas e cursos. Os procedimentos legais para acompanhamento do funcionamento da escola; Normas e procedimentos sobre sindicância nas escolas particulares; Documentação e registros escolares. Normas e procedimentos na verificação de vida escolar em relação à matrícula, transferência, classificação, reclassificação, avaliação, recurso, progressão parcial, aproveitamento de estudos e equivalência de estudos.

2.3. Gestão de pessoas e equipes. Teorias e práticas de gestão escolar, docência e processos de ensino e aprendizagem. Metodologias de pesquisa em educação. Diretrizes de formação da SEE-SP. Sistemas de cadastros de projetos formativos e recursos oferecidos pelos órgãos centrais e DE. Processos de desenvolvimento profissional. Estratégias de implementação de programas e projetos. Métodos, técnicas e instrumentos de avaliação de ações de formação. Liderança e comunicação. Princípios, abordagens, métodos, processos e ferramentas de liderança e comunicação. Tecnologias Digitais de Comunicação e Informação (TDCI) aplicadas à educação. Avaliação de desempenho. Orientar os processos de avaliação de desempenho. Levantar, juntamente com as equipes gestoras, as necessidades formativas com base na avaliação de desempenho. Encaminhar ao Dirigente Regional de Ensino, proposições de intervenções. Métodos, técnicas e instrumentos de avaliação de desempenho e sua utilização nas diferentes instâncias da SEE-SP.

Agente Organizador Escolar

LÍNGUA PORTUGUESA

Interpretação de textos, Sinônimos e Antônimos, Sentido próprio e figurado das palavras, Ortografia Oficial, Acentuação Gráfica, Crase, Pontuação, Substantivo e Adjetivo: flexão de gênero, número e grau, Emprego de Verbos: regulares, irregulares e auxiliares, Concordância: nominal e verbal, Regência: nominal e verbal, Conjugação de verbos e Pronomes: uso e colocação – pronomes de tratamento.

RACIOCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICA

Operação com números inteiros, fracionários e decimais, Sistema de numeração decimal, Equações de 1º e 2º graus, Regra de três simples, Razão e proporção, Porcentagem, Juros simples, Noções de estatística, Medidas de comprimento, de superfície, de volume e capacidade e de massa, Raciocínio Lógico e Resolução de situações: problema.

INFORMÁTICA

Conhecimentos sobre os princípios básicos de informática: sistema operacional, diretórios e arquivos, Conhecimentos de aplicativos: processadores de textos (Word), planilhas (Excel), Navegação Internet: pesquisa WEB, sites e Uso de correio eletrônico: caixa postal, mensagens (ler, apagar, escrever, anexar arquivos e extração de cópias).

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Constituição do Estado de São Paulo – Título I – Dos Fundamentos do Estado – Artigos 1º, 2º, 3º e 4º – Título II – Da Organização e Poderes – Capítulo I Disposições Preliminares – Artigos 5º, 6º, 7º e 8º. Capítulo  III – Do Poder Executivo – Seção I – Artigos 37, 38, 39, 40, 41, 42, 43, 44, 45, 46. – Seção II – Artigo 47 – Seção III – Artigo 48, 49, 50 – Seção IV – Artigos 51, 52 e 53. Título III – Da Organização do Estado – Capítulo I – Da Administração Pública – Seção I – Artigos 111, 112, 113, 114 e 115 – Caput e Incisos I, II, III, IV, V, VI, VII, VIII, IX, X, XVIII, XIX, XXIV, XXVI, XXVII – Capítulo II – Dos Servidores Públicos do Estado Seção I – Dos Servidores Públicos Civis – Artigo 124 – Caput, Artigos 125, 126, 127, 128, 129, 130, 131, 132, 133, 134, 135, 136, 137 – Título VII – Capítulo III – Seção I Da Educação – Artigos 237, 238, 239, 240, 241, 242,243, 244, 245, 246, 247, 248, 249, 251, 252, 253, 254, 255, 256, 257 e 258. Capítulo VII – Da Proteção Especial – Seção I – Da Família, da Criança, do Adolescente, do Idoso e dos Portadores de Deficiência – Artigos 277, 278, 279, 280, 281 – Título VIII – Disposições Constitucionais Gerais – Artigo 284, 285, 286, 287, 288, 289, 290, 291;Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado – Lei Nº 10.261, de 28-10-68; Lei Complementar nº 1144/2011 – Plano de Cargos, Vencimentos e Salários para os integrantes do Quadro de Apoio Escolar da Secretaria da Educação. Ética e sociedade: a) SÃO PAULO (Estado). Constituição Estadual. (Título III – Capítulo I e II; Título VIII). Postura e ética profissional: a) CORTELLA, Mario Sérgio. Qual é a tua Obra? Inquietações Propositivas sobre Gestão, Liderança e Ética.Petrópolis/RJ: Vozes, 2011.  Ética na administração pública: a) SÃO PAULO (Estado). Decreto nº 60.428, de 8-5-14. Aprova o Código de Ética da Administração PúblicaEstadual e dá nova redação a dispositivos do Decreto nº 57.500, de 8-11-11. Procedimentos éticos a serem observados em ambientes públicos: s) SÃO PAULO (Estado). Decreto nº 60.428, de 8-5-14. Aprova o Código de Ética da Administração Pública Estadual e dá nova redação a dispositivos do Decreto nº 57.500, de 8-11-11. Desvios de conduta: a) SÃO PAULO (Estado). Lei nº 10.261, de 28-10-68. Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado. (Artigos 239 e seguintes, com as alterações da Lei Complementar nº 942, de 6-6-03). Eficácia no Atendimento presencial e à distância: a) SÃO PAULO (Estado). Gestão do Atendimento, In: PDG Educação: A Gestão da Secretaria de Escola. São Paulo: Secretaria da Educação/FUNDAP, 2011.

 

Qual a banca?

 

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

O último edital do concurso SEE SP foi organizado pela Vunesp. Contudo, ainda não se sabe qual será a banca do próximo.

Aproveite para conferir as análises completas que fizemos das mais importantes instituições do país. Clique no nome de cada uma e saiba mais:

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

metodo tecnica estudar para concursos publicos

A preparação para um concurso costuma, de fato, ser exaustiva. Mas para facilitar um pouco a sua vida, há técnicas que potencializam o aprendizado e, assim, podem agilizar a aprovação.

Entre as técnicas conhecidas estão a pomodoro e a de ciclo de estudos. Além disso, você pode estudar com flash cards ou mapas mentais.  No entanto, de todas a técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões.

O estudo por questões ajuda a reter a informações e revisar a matéria, tornando o processo de memorização do conteúdo mais simples e efetivo. Alguns cursos preparatórios oferecem material com questões comentadas pelos professores, o que facilita ainda mais.

Contudo, ressaltamos que o ideal é experimentar cada uma das técnicas e ver com qual você se adapta melhor. Por isso, confira também nosso post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

E se você está em busca de dicas que lhe ajudem a manter a energia em alta no período de preparação, não deixe de acessar nosso post com as 5 melhores técnicas de motivação.

 

Quais as melhores apostilas?

 

estudar caderno apostila

Há pessoas que obtêm ótimos resultados estudando sozinhas, outras precisam de ajuda e investem em um curso preparatório.

Se você optou por um voo solo, saiba que as apostilas serão suas melhores amigas. Por isso, é fundamental saber quais as mais conceituadas disponíveis no mercado. Se forem específicas para o concurso pretendido, tanto melhor!

Uma das apostilas mais completas é do Estratégia Concursos, que é também um dos melhores cursos do país. Há apostilas direcionadas para os principais concursos do país, com todos os conteúdos solicitados em todas as disciplinas.

Já o Gran Cursos Online, além da excelente qualidade das apostilas, tem um custo benefício que chama a atenção. São mais de 7 mil cursos em sua plataforma de ensino! 

O Exponencial tem apostilas para todos os bolsos, com material completo e acessível. É um curso voltado para o aprendizado acelerado, que ainda oferece serviço de coaching 100% especializado.

Igualmente, o Grupo Nova Apostilas é uma das melhores e maiores empresas de apostilas impressas, com selo de excelência no E-bit. Além do material físico, há acesso ao digital. Embora as apostilas em papel não possuam a mesma efetividade do curso pago, essa é uma ótima opção para quem, por questões financeiras, pretende estudar sozinho.

Algumas pessoas acreditam que estudar por apostila não é tão efetivo, mas as que indicamos aqui são realmente boas. No entanto, claro, tudo vai depender do quanto você se dedicar aos estudos. 

Para saber mais, confira a análise completa que fizemos no post 21 Melhores Apostilas para Concursos Públicos (para Garantir a Aprovação)

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

 

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. Afinal, é sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a área ou cargo pretendido.

Desse modo, veja algumas opções realmente boas:

 

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. De fato, tem material completo com videoaulas, além de professores de primeira linha. Assim, se você quer um curso com bom histórico de aprovação, e a possibilidade de estudar para mais de um concurso, o Gran Cursos certamente é uma ótima opção.

 

Estratégia ConcursosO Estratégia Concursos tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, pois conta com um material de qualidade e professores renomados. Ou seja, se você quer ter a certeza que está estudando pelo melhor material e, além disso, não se importa em pagar pela qualidade, o Estratégia Concursos é, com efeito, sua melhor opção.

 

O Exponencial é mais uma excelente alternativa. Igualmente aos demais cursos, é voltado para o aprendizado acelerado, mas oferece ainda o interessante serviço de coaching 100% especializado.

 

Quer conhecer outras opções? Confira no link a seguir:

 

Melhores Cursos Online para Agilizar sua Aprovação!

 

Checklist do candidato

 

Agora que você chegou ao fim do post, é hora de retomar alguns pontos e fazer uma checklist para confirmar se o concurso SSE SP é mesmo para você:

 

  • Ter formação de Nível Médio e Superior, de acordo com o cargo pretendido;
  • Ter afinidade com a área da Educação;
  • Ter dedicação e empenho;
  • Desejar estabilidade financeira e profissional. 

 

Para acompanhar as novidades sobre o concurso SEE SP, siga também nossas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube

 

Bons estudos e boa sorte!

BLACK FRIDAY DOS SONHOS

CLIQUE AQUI PARA PEGAR SEU CUPOM

You have Successfully Subscribed!