%

Probabilidade Concurso

Concurso da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis 2018

 

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)  anunciou no início deste ano no Diário Oficial da União a demissão de seus funcionários terceirizados, para que fosse possível preencher as vagas com os classificados no concurso de 2016. No total foram 34 candidatos convocados e lotados na área administrativa do órgão.

 

A banca organizadora do concurso de 2016 foi a Cesgranrio e ofereceu 34 oportunidades para os cargos de Técnico Administrativo e Técnico em Regulação de petróleo, derivados, álcool combustível e gás. Todas as vagas com lotação para Brasília e Rio de Janeiro. O concurso de 2016 tem validade de um ano com possibilidade de prorrogação por igual período, ou seja, o concurso pode vencer ainda em 2018. Os candidatos foram submetidos à duas etapas. A primeira avaliou conhecimentos de forma objetiva (caráter eliminatório e classificatório), enquanto a segunda etapa submeteu os candidatos a realização de redação (caráter eliminatório).

 

A remuneração inicial de acordo com o edital do concurso anterior foi de R$ 6.334,52 para o cargo de Técnico Administrativo, que exige nível médio completo. Já a remuneração inicial para o cargo de Técnico em Regulação de petróleo, derivados, álcool, combustível e gás foi de R$ 6.669,52. Para esse cargo foi exigido nível superior. 

 

A ANP é uma Agência reguladora vinculada ao Ministério de Minas e Energia  e busca trabalhar na defesa do consumidor e abastecimento de combustível.

 

A ANP, portanto é um centro de referência em dados e informações sobre a indústria de petróleo e gás natural, sendo responsável por manter o Banco de Dados de Exploração e Produção (BDEP), além de promover estudos sobre o potencial petrolífero e o desenvolvimento do setor.

[Total: 0    Média: 0/5]