%

Probabilidade Concurso

 

 

Concurso TJ PE Servidores

 

O Concurso do Tribunal de Justiça de Pernambuco (Concurso TJ PE) teve seu prazo de validade suspenso devido às medidas de prevenção e combate ao coronavírus. O Desembargador Fernando Cerqueira Norberto dos Santos, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco, suspendeu a contagem do prazo de validade do concurso até o final do estado de calamidade no país.

Em abril de 2019 foi aprovado pela ALEPE (Assembleia Legislativa de Pernambuco) o Projeto do Tribunal para criação de 216 cargos comissionados que atuarão como Assessores dos Magistrados de Primeiro Grau e Assessores de Gabinete.

 

Quais as carreiras e atribuições?

 

O concurso TJ PE realizado em 2017 ofertou vagas de cadastro reserva para Técnico Judiciário e Analista Judiciário em diversas áreas de atuação, além de Oficial de Justiça.

Saiba quais as principais atribuições de cada uma das carreiras.

Técnico Judiciário: desenvolver atividades a fim de fornecer apoio técnico na sua área de atuação, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e/ou órgãos julgadores e o exercício das funções necessárias ao adequado funcionamento das áreas do Poder Judiciário. Executar outras atividades da mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário: desenvolver atividades de apoio especializado de natureza administrativa ou jurídica. Na área do Direito, incluem planejamento e supervisão técnica na elaboração de certidões, pareceres, documentos e laudos. Nas áreas administrativas, são atividades de execução qualificada de acordo com a área de atuação.

Oficial de Justiça: executar ordens judiciais e diligências externas relacionadas com a prática de atos de comunicação processual e de execução de decisões, sentenças e acórdãos, além daquelas previstas na legislação processual e decorrentes do cumprimento de decisões administrativas e jurisprudenciais, inclusive avaliação de bens penhorados, nos termos do art. 1.054 c/c o art. 1.023, ambos do Código de Processo Civil. Exercer outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

 

Qual o nível de formação exigido?

 

Para se candidatar a uma vaga de Técnico Judiciário é preciso ter formação de Nível Médio (Normal/Técnico). Para o cargo de Analista Judiciário é necessária formação de Nível Superior (em diversas áreas). O cargo Oficial de Justiça pede formação de Nível Superior em Direito.

Veja quais foram as áreas de atuação contempladas no último concurso TJ PE.

Técnico Judiciário:

  • Normal (conclusão do Ensino Médio apenas)
  • Técnico em Informática para Internet
  • Técnico em Redes de Computadores, Manutenção e Suporte em Informática, Sistemas de Computação, Telecomunicações ou Sistemas de Transmissão

 

Analista Judiciário/Oficial de Justiça

  • Direito
  • Administração
  • Serviço Social
  • Pedagogia
  • Psicologia
  • Ciências Contábeis
  • Informática, Engenharia, Física ou Mecânica (acrescido de pós-graduação em informática)

Para todas as áreas e cargos é exigida a apresentação de certificado de conclusão de curso expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e registro no Conselho de Classe correspondente, apresentando certidão negativa de débito com o órgão.

 

Qual o período de inscrição e valor da taxa?

 

As taxas de inscrição no último concurso TJ PE foram:

  • Nível Médio: R$ 55,00
  • Nível Superior: R$ 63,00

 

Qual o salário?

 

Os salários iniciais oferecidos no último concurso TJ PE foram:

  • Técnico Judiciário: R$4.223,45
  • Analista Judiciário: R$ 5.502,12
  • Oficial de Justiça: R$ 5.502,12

 

Quais os benefícios?

 

Além das gratificações que se somam ao salário-base mensal, os servidores do TJ PE têm direito a auxílio-alimentação, auxílio-transporte e auxílio-saúde.

 

Qual a lotação?

 

O candidato aprovado no concurso TJ PE será lotado em um dos 15 polos do órgão de todo o estado de Pernambuco, conforme demanda do tribunal e classificação.  

 

Qual a jornada de trabalho?

 

A jornada de trabalho dos servidores do TJ PE é de 30 horas semanais.

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

 

O crescimento na carreira no TJ PE ocorre em classes e padrões. São cinco classes (I, II, III, IV e V) e 21 padrões (distribuídos entre as classes conforme tabela que você vê logo abaixo). A movimentação funcional dos servidores é realizada em progressão funcional.

A progressão funcional é a passagem do servidor de um padrão para o seguinte dentro da mesma classe. E do último padrão de uma classe para o primeiro padrão da classe seguinte. isso acontece em função do preenchimento de uma série de requisitos, como qualificação, tempo de serviço e avaliação de desempenho.

 

Quantas são as vagas?

 

Forma ofertadas, no último concurso TJ PE, 109 vagas, mais  cadastro reserva, para os cargos de  Técnico Judiciário e Analista Judiciário em diversas áreas de atuação. Deste total, 60 foram para técnicos e 49 para analistas. E 5% foram destinadas a pessoas com deficiência, além de 20% para pessoas negras.

 

Como foi a concorrência do último concurso?

 

O concurso TJ PE realizado em 2017 contou com 179.548 inscritos para 109 vagas imediatas. Ou seja, uma média de 1.647,22 candidatos por vaga.

Uma média bastante alta!

No entanto, embora os candidatos sempre estejam atrás desse tipo de informação, é bom reforçar que a concorrência real é outra. Ou seja, o número total de inscritos não representa o número de pessoas que vão estar, de fato, na corrida por uma vaga.

isso porque é sabido que apenas entre 8% e 10% dos candidatos estão realmente aptos para a disputa, tendo estudado o suficiente, seguindo o edital e os conteúdos exigidos. Além disso, o índice de abstenção chega, em média, a 30% do total.

Sendo assim, no dia da prova, a concorrência será muito menor.

E lembre-se: para o candidato bem preparado, não há barreiras. Afinal, esse é o verdadeiro diferencial na caminhada até a aprovação.

 

Quais as etapas do edital?

 

O concurso TJ PE teve duas etapas para todos os cargos:

  • 1ª etapa: prova objetiva de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório
  • 2ª etapa: prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório

 

Como são as provas?

 

A prova objetiva do concurso TJ PE trouxe 50 questões de múltipla escolha (com cinco alternativas e apenas uma correta). Tendo sido divididas em:

 

Conhecimentos Gerais (comum a todos os cargos)

 

Conhecimentos Específicos

  • Temas relacionados à área de atuação de cada cargo

 

Confira a tabela abaixo:

A prova discursiva solicitou a redação de um texto entre 20 e 30 linhas.

Para os cargos de Oficial de Justiça, Analista Judiciário das áreas Judiciária e Administrativa e Técnico Judiciário das áreas Judiciária e Administrativa, a discursiva constitui-se de um texto entre 20 e 30 linhas sobre um tema fornecido na hora da prova.

Para os cargos de Técnico Judiciário – Programador de Computador e Suporte Técnico; e Analista Judiciários – Analista de Sistemas e Analista de Suporte, a prova constituiu-se de uma questão discursiva sobre o conteúdo específico do edital.

Para os cargos Analista Judiciário – Assistente Social, Pedagogo, Psicólogo e Contador, a prova constituiu-se de uma questão de estudo de caso, com base no conteúdo específico do edital.

O total de provas discursivas corrigidas correspondeu a 100 vezes o número de vagas de cada cargo/função/polo. A nota mínima exigida foi de 30 pontos (60% do total).

 

Concurso TJ PE JUIZ

 

O presidente do TJ PE, Fernando Cerqueira, confirmou a realização do Concurso do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (Concurso TJ PE) para o cargo de Juiz Substituto ainda no ano de 2020. Atualmente o órgão conta com 200 cargos vagos.

A comissão do concurso já está formada e a previsão é de que o próximo passo seja a escolha da banca organizadora.

A remuneração inicial para o cargo de Juiz Substituto é de R$ 30.404,42.

Dentre outros requisitos especificados em edital, será exigido dos candidatos:

  • Conclusão do Curso de bacharelado em Direito
  • Atividade Jurídica pelo período mínimo de 3 anos, contados a partir da obtenção do grau de bacharel em Direito

 

Último Concurso

 

O último concurso para Juiz foi realizado no ano de 2014 e teve como banca organizadora a FCC – Fundação Carlos Chagas.

Foram ofertadas 50 vagas imediatas + formação de cadastro reserva.

Os candidatos foram avaliados através das seguintes etapas:

  • Inscrições Provisórias
  • Prova Objetiva Seletiva
  • Prova Discursiva
  • Prova de Sentença (cível e criminal)
  • Inscrição Definitiva
  • Sindicância de Vida Pregressa e Investigação Social
  • Exame de Sanidade Física e Mental
  • Exame Psicotécnico
  • Prova Oral

 

Para auxiliar nos estudos, acesse as provas do concurso anterior.

 

Tem material de qualidade para estudar?

 

Para otimizar ou iniciar sua preparação, indicamos a nossa Seção de Dicas para passar em Concurso Público. Nela você encontrará artigos com valiosas dicas para colocá-lo mais próximo da sua aprovação, como por exemplo:

 

Melhores Cursos Online para Agilizar sua Aprovação!

 

 

Prefere dicas em vídeo? Acesse nossa seção com dicas de concursos, melhores cursos preparatórios, guia do primeiro concurso e muito mais!

 

Tenha acesso a outras notícias e artigos. Curta nosso site no FacebookTwitterInstagram e Youtube!

 

You have Successfully Subscribed!