Um dos maiores inimigos daqueles que querem passar em concursos públicos é o esquecimento. Não é tão difícil entender o conteúdo nem assimilar conceitos complexos, mas é muito difícil guardar tanta informação! Assim, podemos dizer que sua maior aliada é a revisão.

Felizmente, você hoje aprenderá um método incrível capaz de lhe colocar entre os primeiros lugares de qualquer concurso: a técnica da revisão.

Por que é preciso revisar?

A maioria dos concursos mede nossa capacidade de memorizar. Além disso, cada vez mais conteúdo é solicitado, exigindo muito dos candidatos, também como uma forma de selecionar os melhores.

Mas nosso cérebro não é uma máquina que simplesmente anota toda a informação e busca no banco de dados rapidinho na hora da prova. Então, é preciso não apenas estudar, mas de alguma forma manter todas as informações na memória.

Dessa forma, revisar é o processo que nos ajuda a internalizar o conteúdo e fixá-lo na nossa mente para ser acessado quando necessário. A revisão periódica é maneira mais simples e efetiva de ter uma “memória de elefante”, como diz o ditado.

Como acontece o esquecimento?

Antes de entender como funcionam as revisões, é importante compreender como acontece o esquecimento. E o maior estudioso sobre o assunto foi o alemão Hermann Ebbinghaus.

Observe a curva criada por ele:

curava do esquecimento concursos

Pode parecer confusa à primeira vista, mas não se assuste, há uma explicação:

  • Os números de 0 a 100 representam o quanto de informação você retém. 100% é lembrar totalmente e 0% é esquecimento total.
  • A curva normal do esquecimento é a curva azul. Significa que se você aprender algo novo e não revisar, em 1 mês esqueceu completamente o estudado.
  • Como você pode observar, o maior esquecimento acontece nas primeira 24 horas do aprendizado, e piora na primeira semana.

Vamos sintetizar ainda mais os dados acima:

  • Um dia após ter aprendido algo novo você lembra apenas 54% da informação
  • Após uma semana, 35%.
  • Após 14 dias, 21%.
  • Após 21 dias, 8%.

Bem, agora que você viu quão imperfeita é nossa memória, vamos à solução mágica. Falo sério! Após entender a técnica, seu rendimento em concursos será turbinado.

Vamos lá?

Como funciona a revisão espaçada?

Para reter a informação, é simples: você precisa fazer revisões do que aprendeu. Não qualquer revisão, mas uma com método, camada de espaçada.

Segundo os estudiosos (e o gráfico acima), as revisões devem ser feitas da seguinte forma:

  • Primeira revisão: 20 minutos ou uma hora após ter estudado um conteúdo novo. Deve ser uma revisão rápida, apenas ler e elaborar flash cards, resumos e mapas mentais.
  • Segunda revisão: 24 horas após o conteúdo estudado. Uma revisão um pouco mais aprofundada que a anterior. É importante selecionar os itens com mais dificuldade de memorização.
  • Terceira revisão: uma semana após a segunda revisão.
  • As próximas revisões dependerão do seu desempenho. Caso você já sinta que está dominando o conteúdo, revise uma vez por mês ou em períodos maiores e uma revisão a cada mês e talvez com o tempo maior.

Quantas revisões são necessárias?

Em média, precisamos de sete revisões espaçadas para gravarmos algo em nossa memória de longo prazo. Claro, esse número pode variar, mas é improvável que seja menor.

Quanto tempo leva uma revisão?

De maneira geral, uma boa revisão pode ser feita entre 10 e 20 minutos para cada matéria. A ideia é, de fato, que se gaste menos tempo a cada revisão, uma vez que, se ela estiver sendo eficiente, haverá pouca coisa que você não sabe até o dia da prova. 

E nada de virar o maluco das revisões, que revisa absolutamente tudo e passa horas nesse processo. Isso ao invés de ajudar, atrapalha seu aprendizado. Em se tratando de revisões, a quantidade não é o mais importante, mas a qualidade da informação que você assimilou.

E quando a revisão acaba?

Bem, é preciso usar o bom senso. Você certamente precisará fazer revisões diárias.

Mas, caso você perceba que está dedicando tempo demais à revisões e poucos aos exercícios e aulas, diminua o tempo de revisões e tente focar apenas no que realmente precisa memorizar.

Fique atento para não deixar de revisar assuntos que ainda não assimilou.

Essa quantidade de revisões não é perda de tempo?

Não! Se você não aprender a revisar adequadamente, perderá seu tempo com uma nota péssima na prova. Como já disse, é preciso bom senso.

Se o edital já saiu e você não vai conseguir estudar toda a matéria, deverá colocar a revisão em segundo plano. Mas, ainda assim, é interessante repassar pontos críticos, como fórmulas ou algo que caia muito na prova.

Posso adiantar ou atrasar revisões?

Sim! Não é uma receita de bolo. Se uma revisão era para ser feita em 7 dias e terminou em 10, não é um grande problema.

Apenas enfatizo a importância da revisão rápida após a leitura ou aula e de outra revisão em 24 horas. As demais revisões podem ser programadas com muita flexibilidade.

Fazer revisão é o mesmo que fazer exercícios de provas anteriores?

Apesar da resolução de exercícios das provas anteriores ser um método de revisão, você deve ir além, revendo a matéria por meio de resumos, flash cards e mapas mentais.

Mas o que são essas técnicas?

Resumos são a sintetização e consolidação do seu aprendizado a longo prazo, além de apoio nas revisões.  É importante que o resumo traga anotações feitas com suas próprias palavras, uma vez que isso ajuda a ativar links mentais que vão facilitar a memorização. Sintetize  o conteúdo em arquivos físicos (em fichas, por exemplo) ou virtuais (em pastas no computador) ajuda a deixar o material facilmente disponível para leitura e futuros apontamentos.

Mapas mentais são desenhos com os principais conceitos de um assunto. Assim como os resumos, aqui também o ideal é que você mesmo os faça. Contudo, há algumas ferramentas virtuais que podem ser utilizadas para facilitar esse processo, como Goconqr, Free Mind e Xmind.

Flashcards consistem em cartões com uma pergunta de um lado e sua respectiva resposta do outro. Você vai testando seus conhecimentos e retirando os cartões com informações que já estão bem solidificadas na sua mente. Mais uma vez, é importante que eles sejam feitos de forma manual para fixação da informação.

Outra boa opção é criar tabelas de exemplos. Ou seja, organizar o conteúdo de maneira a incluir um exemplo de sua aplicação. Esse método é bastante eficiente em disciplinas do Direito, em que é possível relacionar leis e casos reais.

Como grifar um conteúdo?

É importante salientar que durante a revisão você deve grifar o conteúdo de maneira assertiva. Ou seja, de nada adianta sair rabiscando o texto se a informação nele contida não fez sentido para você.

Portanto, toda vez que destacar um trecho, pergunte-se por que ele é importante e como você o explicaria com suas palavras. Apenas depois disso comece a grifar. Isso faz com que mecanismos da sua memória acionem palavras-chave que vão ajudá-lo a se lembrar do conteúdo.

Como organizar a revisão?

Há alguns programas que podem lhe ajudar a organizar esse processo. Eu recomendo a agenda do Google ou, para os menos digitais, uma simples agenda em papel.

É importante criar uma ordem no material a ser revisado. Se você nomear seus resumos, mapas mentais e flash cards, a organização fica bem mais fácil.

Vou dar alguns exemplos.

Preciso revisar a matéria de ontem: Língua Inglesa, o capítulo sobre verbos é a aula 3. Deixei-o dentro da pasta verde. Fiz um mapa mental e chamei ele de Revisão: MM-A3-Verbos-Pasta Verde (mapa mental, A3-Verbos)

Preciso revisar também a aula de três semanas atrás. Como era Estatística, fiz flash cards com as fórmulas. Utilizei o Gocongr. Revisar Fórmulas de Estatística-Gocongr-fórmulas difíceis.

Basicamente, você deve ter uma organização pessoal e saber onde está o material.

Veja como ficou em minha agenda:

revisoes-para-concursos

Revisando a revisão

É importante você ter em mente a importância da revisão, juntamente com a resolução de exercícios anteriores. Você vai perceber que seu aprendizado será potencializado quando aplicar os conceitos expostos neste artigo.

Quais os melhores cursos preparatórios?

Tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório? Então é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. Afinal, é sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a área ou cargo pretendido.

Desse modo, veja algumas opções realmente boas:

  • O Estratégia Concursos tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, pois conta com um material de qualidade e professores renomados. Ou seja, se você quer ter a certeza que está estudando pelo melhor material e, além disso, não se importa em pagar pela qualidade, o Estratégia Concursos é, com efeito, sua melhor opção.
  • O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. De fato, tem material completo com videoaulas, além de professores de primeira linha. Assim, se você quer um curso com bom histórico de aprovação, e a possibilidade de estudar para mais de um concurso, o Gran Cursos certamente é uma ótima opção.
  • O Exponencial é mais uma excelente alternativa. Igualmente aos demais cursos, é voltado para o aprendizado acelerado, mas oferece ainda o interessante serviço de coaching 100% especializado.
  • O Direção Concursos é uma empresa nova no mercado, contudo, mantém um time de professores muito bom e, ao mesmo tempo, um material diversificado e completo, focado no concurso escolhido. Além disso, oferece a possibilidade de resgatar o dinheiro investido em até 30 dias no caso de insatisfação.

Se você tem ainda alguma dúvida sobre revisão para concursos, ou quer compartilhar sua experiência com a gente, deixe um comentário!

Acompanhe também as nossas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Por lá tem muitas dicas, novidades, informações sobre editais previstos e abertos, além de troca de ideias.

Conte com a gente e excelentes estudos!

Planilha de Estudos

Inscreva-se agora para baixar gratuitamente a Planilha definitiva de Estudos!

Confirme seu e-mail e baixe a planilha!

DESCONTO de 30% no Gran Cursos Online

É só CLICAR AQUI para ATIVAR SEU DESCONTO.

E se quiser receber outras dicas de concurso, é só assinar nossa newsletter abaixo:

Você acabou de se inscrever em nossa lista.