O concurso TRF 3 está na lista de espera dos concurseiros para 2018! E tudo indica que teremos um novo edital ainda no primeiro semestre. No entanto, não há informações consolidadas a respeito.

 

Levando em conta os últimos concursos do órgão, a expectativa é que a seleção prevista contemple vagas para técnicos e analistas judiciários em diversas especialidades.

 

Para saber mais sobre o concurso TRF 3 e já ir se preparando, confira as informações que reunimos neste artigo. Carreiras, salários, benefícios, conteúdos programáticos, estilo das provas e dicas de arrasar!

 

 

O que é TRF 3?

 

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região é um órgão do Poder Judiciário brasileiro com sede em São Paulo, mas que também atende o estado do Mato Grosso do Sul. O órgão é responsável pelos processos e julgamentos de recursos que contestam sentenças de juízes federais em primeira instância.

 

 

Concurso TRF 3 – Quais as carreiras?

 

As carreiras no concurso TRF 3 são de Técnico Judiciário (Nível Médio) e Analista Judiciário (Nível Superior). Em ambas são solicitadas especializações em diversas áreas. No último concurso do órgão foram abertas vagas para Administração, Arquivologia, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Direito, Engenharia, Medicina, Psicologia, Serviço Social, Edificações, Enfermagem, Informática, Segurança e Transporte e Segurança do Trabalho.

 

Concurso TRF 3 – Qual o salário?

 

Conforme dados do último edital do concurso TRF 3, as remunerações iniciais são de R$ 5.425,79 para técnicos e R$ 8.863,84 para analistas. Além do salário mensal, os servidores do órgão têm direito aos benefícios de auxílio-alimentação, auxílio-saúde e auxílio-transporte.

 

Concurso TRF 3 – Como é o crescimento na carreira?

 

Os servidores do TRF 3 podem somar ao vencimento básico adicionais de qualificação, em percentuais conforme tabela abaixo:

 

1 a 3% Cursos de capacitação oferecidos pelo tribunal
5% Técnicos judiciários com formação de Nível Superior
7,5% Pós-graduação
10% Mestrado
12,5% Doutorado

 

Concurso TRF 3 – Quais as lotações?

 

Como o TRF da 3ª Região atende São Paulo e Mato Grosso do Sul, o candidato aprovado poderá ser lotado em qualquer unidade nestes dois estados, conforme demanda do órgão.

 

Concurso TRF 3 – Como são as provas?

 

O concurso TRF 3, de maneira geral, abrange provas objetivas de conhecimentos gerais e específicos (múltipla escolha, com cinco alternativas e apenas uma correta), prova discursiva (redação) e estudo de caso. Para alguns cargos, como o de Técnico de Segurança e Transporte, pode ser solicitada prova prática de capacidade física.  

 

As provas são aplicadas em várias cidades de São Paulo e Mato Grosso do Sul, conforme definido em edital. No último concurso, foram realizadas nos municípios de Araçatuba, Bauru, Campinas, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba, além de Campo Grande e Dourados.

 

Concurso TRF 3 – Qual a banca?

 

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

 

Veja abaixo um resumo das principais bancas examinadoras do país:

 

Cespe/Cebraspe

 

Famosa por organizar alguns dos principais concursos federais, a banca Cespe/Cebraspe é considerada difícil. Isso porque seu método de avaliação exige que o candidato esteja muito seguro do conteúdo estudado, já que uma resposta errada anula uma certa. Ou seja, se você acertou duas questões, mas errou duas, sua pontuação é quase nula.

 

Acesse agora nosso post sobre como passar no Cespe/Cebraspe: manual completo da banca.

 

FCC

 

A banca Fundação Carlos Chagas (FCC) é conhecida pela evolução do seu perfil. Antes tida como uma instituição que priorizava o “decoreba”, agora traz enunciados mais complexos, que exigem raciocínio e interpretação para sua resolução. As questões são de múltipla escolha, com cinco alternativas e apenas uma correta. As provas, em todas as disciplinas, costumam cobrar a maior parte do edital.

 

Para saber mais sobre o estilo da instituição, acesse o post Como passar na FCC: manual completo da banca.

 

AOCP

 

Considerada uma banca com grau de exigência entre baixo e moderado, com enunciados e textos mais simples. Suas provas são, em geral, de múltipla escolha (com cinco alternativas por questão). Em alguns casos, há também elaboração de textos. As questões costumam cobrar a literalidade dos conteúdos, sendo, então, mais favoráveis aos candidatos com facilidade para memorização.

 

Saiba mais sobre a instituição acessando o post Banca AOCP – Análise Completa do Perfil da Banca.

 

FGV

 

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) é considerada uma das bancas examinadoras mais difíceis do país, com um alto grau de exigência em todas as disciplinas. Entre os processos seletivos organizados pela FGV estão os da Polícia Civil de vários estados, do Senado Federal, Forças Armadas, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e até mesmo o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

Para saber mais sobre o assunto, acesse nosso post com 7 dicas para detonar a banca FGV (análise completa)

 

Cesgranrio

 

A Cesgranrio é considerada uma banca examinadora com grau de dificuldade mediano. No entanto, é preciso cuidado com suas pegadinhas. Além disso, a Cesgranrio distribui as matérias solicitadas no edital de maneira bem homogênea entre as questões. Nada fica de fora, e isso exige do candidato uma preparação bastante ampla. Entre os concursos organizados por ela destaca-se o da Petrobrás.

 

Para conhecer mais sobre o estilo da Cesgranrio, é só ler nosso post 7 Macetes para detonar a banca (análise completa).

 

Idecan

 

Além de vários concursos do Detran em todo o país, outros como os do EBSERH e do Ministério da Saúde já foram organizados pela banca do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan). A principal característica dessa banca é seu estilo direto de desenvolver a prova, com enunciados curtos e respostas mais elaboradas, que pedem muito cuidado com os mínimos detalhes.

 

Consulplan

 

A banca Consulplan é tida como relativamente fácil. Dizemos “relativamente” porque, embora as questões não tenham um nível muito alto de complexidade, o conteúdo é extenso e solicitado na íntegra em todas as disciplinas. Além disso, tem por hábito aplicar algumas pegadinhas. Costuma trazer enunciados simples, com perguntas objetivas, em questões de múltipla escolha (com cinco alternativas cada).

 

Leia mais sobre nossa avaliação no post Banca Consulplan: Perfil Completo da Banca Examinadora.

 

Conheça também os perfis das bancas ESAF, IADES e Vunesp.

 

Concurso TRF 3 – Como se preparar?

 

 

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

 

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Concurso TRF 3 – Quais as melhores apostilas?

 

Há pessoas que obtêm ótimos resultados estudando sozinhas, outras precisam de ajuda e investem em um curso preparatório. Se você optou por um voo solo, saiba que as apostilas serão suas melhores amigas. Por isso, é fundamental saber quais as mais conceituadas disponíveis no mercado. Se forem específicas para o concurso pretendidos, tanto melhor!

 

Uma das mais completas é do Estratégia Concursos, que é também um dos melhores cursos do país. A apostila do Estratégia é direcionada para o concurso TRF 3, com todos os conteúdos solicitados em todas as disciplinas.

 

Outra ótima opção é o Gran Cursos Online. Igualmente, tem material vasto para download, totalmente direcionado para concursos de tribunais. No Gran você ainda pode contratar um plano de assinatura que dá acesso a todos os mais de 7 mil cursos disponíveis na plataforma.

 

Muitas pessoas acreditam que estudar por apostila não é tão efetivo, mas as que indicamos aqui são realmente boas. No entanto, claro, tudo vai depender do quanto você se dedicar aos estudos. Pode ser um desafio ainda maior, mas é possível ser aprovado estudando por apostilas!

 

Confira também nosso post completo sobre as melhores apostilas para concursos.

 

Concurso TRF 3 – Quais os melhores cursos preparatórios?

 

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. É sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a sua área de atuação.

 

O  Estratégia Concursos, por exemplo, tem um curso direcionado para o concurso TRF 3. Além disso, o Estratégia tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, conta com um material de qualidade e professores renomados.

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. Da mesma forma, tem material completo, com videoaulas, e professores de primeira linha. A Casa do Concurseiro, que faz parte do Grupo UOL, é outra ótima opção, já que mantém uma equipe de excelentes profissionais e tem valores bastante acessíveis.

Ainda tem dúvidas? Aproveite para conferir nosso ranking completo com os melhores cursos preparatórios para concursos.

 

Acesse curso Estratégia para TRF 3

 

Acesse curso Gran Cursos Online para TRF 3

 

Concurso TRF 3 – Quais as melhores técnicas para estudar

 

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor.

 

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Concurso TRF 3 – Como estudar por questões?

 

De todas a técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

 

Para saber como funciona a técnica e aplicá-la na sua preparação, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

Acesse provas anteriores do TRF 3Acesse editais anteriores do TRF 3

 

Ficou interessado em participar do concurso TRF 3? Então não perca o lançamento do edital. Para não ficar de fora, acompanhe nossa seção de concursos previstos.

 

E aproveite também para acessar e curtir nossas redes sociais: estamos no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube. Por lá você tem conteúdos de qualidade, as últimas notícias do mundo concurseiro e as melhores dicas para arrasar nas provas.

 

Confiamos no seu potencial!

 

Bons estudos!

 

[Total: 0    Média: 0/5]
Quer receber as melhores dicas de estudos no seu Whatsapp? Clique aqui!
Holler Box