%

Recentemente, foi formado o grupo de trabalho que será responsável pelos estudos técnicos e pela escolha da banca organizadora do Concurso da Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal (Concurso Agepen DF). O grupo será composto por representantes e suplentes da Secretaria de Estado de Economia do Distrito Federal (SEEC) e da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Distrito Federal (Seape).

Estão autorizadas 1.179 vagas para o cargo de Agente de Execução Penal, sendo 400 vagas imediatas + 779 para formação de cadastro reserva.

 

Quer saber mais? Fique por aqui e confira as principais informações do último concurso Agepen DF, além de valiosas dicas de estudos:

 

Principais informações sobre o concurso Agepen DF

 

Quais as carreiras e atribuições?

 

metodo tecnica estudar

 

O concurso Agepen DF ofertará vagas para o cargo de Agente de Execução Penal (antigo Agente de Atividades Penitenciárias), cujas atribuições são as seguintes:

  • Promover o atendimento, a custódia, a vigilância e a guarda da pessoa privada de liberdade e do internado;
  • Zelar pela disciplina e pela segurança da pessoa privada de liberdade e do internado
  • Realizar a conferência periódica da pessoa privada de liberdade e do internado
  • Realizar rondas periódicas no estabelecimento penal;
  • Verificar as condições de segurança, limpeza e higiene das celas e dos espaços de uso diário da pessoa privada de liberdade e do internado;
  • Realizar a distribuição da alimentação à pessoa privada de liberdade e ao internado;
  • Realizar a distribuição de vestuários e materiais de higiene pessoal destinados à pessoa privada de liberdade e ao internado;
  • Realizar as atividades de escoltas internas e externas;
  • Conduzir veículos destinados ao sistema penitenciário;
  • Operar equipamentos destinados ao funcionamento e à segurança do estabelecimento penal;
  • Operar os equipamentos letais e não letais destinados à segurança e os aparelhos e os equipamentos de proteção individual, e zelar pelo seu uso;
  • Zelar pela manutenção, pela conservação e pelo uso correto das instalações do estabelecimento penal;
  • Realizar a guarda e a vigilância tanto interna quanto externa, incluindo as muralhas e áreas adjacentes que integram o estabelecimento penal ou um conjunto de estabelecimentos penais dispostos em uma mesma área física;
  • Realizar o atendimento, a orientação e a vigilância de visitantes da pessoa presa e do internado, dos profissionais do sistema de justiça penal, dos grupos assistenciais e da sociedade civil;
  • Fiscalizar a entrada e a saída de pessoas e veículos no estabelecimento penal e nas áreas adjacentes de segurança tanto interna quanto externa;
  • Conduzir a pessoa privada de liberdade e o internado para as atividades de assistência previstas na lei de execução penal (de saúde, jurídica, educacional, social e religiosa), mantendo-os sob vigilância;
  • Conduzir a pessoa privada de liberdade e o internado para as atividades de trabalho interno, mantendo-os sob vigilância;
  • Promover a fiscalização do trabalho externo, conforme condições definidas pela direção do estabelecimento penal;
  • Fiscalizar o cumprimento dos deveres da pessoa presa, previstos na lei de execução penal;
  • Exercer o respeito à integridade física e moral da pessoa presa e do internado;
  • Contribuir para o cumprimento dos direitos da pessoa presa e do internado, previstos na lei de execução penal;
  • Promover diariamente os registros administrativos e de informações penais, inclusive aqueles dispostos em sistemas eletrônicos, relacionados à pessoa presa, ao internado, ao estabelecimento penal, a veículos e a toda espécie de equipamento disponibilizado;
  • Atuar no monitoramento e na fiscalização da pessoa presa, em saída temporária, prisão domiciliar e monitoramento eletrônico;
  • Fiscalizar o cumprimento de medidas cautelares diversas de prisão e penas restritivas de direito;
  • Observar medidas de segurança contra acidentes de trabalho;
  • Frequentar cursos de formação e aperfeiçoamento e treinamentos inerentes às suas atividades;
  • Efetuar atividades de inteligência voltadas à segurança e à repressão da prática de ilícitos no interior dos estabelecimentos penais;
  • Compor comissões permanentes e especiais de disciplina, mediante designação ou nomeação para tal;
  • Atuar na recaptura de fugitivos das unidades do Sistema Penitenciário do Distrito Federal;
  • Efetuar recambiamento de presos foragidos das unidades do Sistema Penitenciário do Distrito Federal que se encontram em outros estados da federação;
  • Exercer outras atividades que lhe forem cometidas compatíveis com o seu cargo.

 

Quantas são as vagas?

 

O concurso Agepen DF deve ofertar 1.179 vagas para o cargo de Agente de Execução Penal. Desse total, 400 serão imediatas e 779 para formação de cadastro reserva.

De acordo com dados do levantamento realizado pela Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal em janeiro de 2021, disponível no Portal da Transparência do DF, atualmente há 1.234 cargos vagos para o cargo de Agente de Execução Penal.

 

Qual o nível de formação exigido?

 

nivel formaçao concurso publico

 

Para concorrer a uma vaga no concurso Agepen DF é preciso ter formação de Nível Superior, em qualquer área de atuação.

 

Quais os demais requisitos?

 

Além da formação de Nível Superior em qualquer área de atuação, os demais requisitos para concorrer a uma vaga no concurso Agepen DF são:

  • Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre Brasileiros e Portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do parágrafo 1.º, art. 12, da Constituição da República Federativa do Brasil;
  • Ter idade mínima de 18 anos completos, na data da posse;
  • Estar em dia com as obrigações eleitorais e em pleno gozo dos direitos políticos;
  • Apresentar certificado de reservista ou de dispensa de incorporação, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições correspondentes ao cargo;
  • Apresentar declaração de bens que constituem o seu patrimônio;
  • Apresentar declaração de que não acumula cargo, emprego ou função pública, ou proventos de inatividade; ressalvadas as possibilidades de acumulação lícita previstas no inciso XVI do art. 37, da Constituição Federal, a saber:
    • a) a de dois cargos de professor;
    • b) a de um cargo de professor com outro técnico ou científico;
    • c) a de dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas.
  • Apresentar declaração de não estar cumprindo sanção por inidoneidade, aplicada por qualquer órgão público ou entidade da esfera federal, estadual, distrital ou municipal e outras que se fizerem necessárias;
  • Apresentar outros documentos que se fizerem necessários, à época da posse.

 

Qual o salário?

 

 

O salário inicial para o cargo de Agente de Execução Penal é de R$ 4.745,00, podendo chegar a R$ 6.369,83 com a progressão de carreira.

 

Cargo Classe Padrão Remuneração
Agente Especial V R$6.369,83
IV R$6.284,98
III R$6.201,26
II R$6.118,66
I R$6.037,16
Primeira V R$5.878,44
IV R$5.800,14
III R$5.722,88
II R$5.722,88
I R$5.571,44
Segunda V R$5.424,96
IV R$5.352,70
III R$5.281,40
II R$5.211,05
I R$5.211,05
Terceira V R$5.006,47
IV R$4.939,78
III R$4.873,98
II R$4.809,06
I R$4.745,00

 

Além do salário, o  Agente de Execução Penal  tem direito à Gratificação por Habilidade em Atividades Penitenciárias (GHAP), que é é pago mediante apresentação de diplomas ou certificados de graduação, especialização e mestrado.

Os valores são os seguinte:

  • Graduação: de 11% a 15%;
  • Especialização: de 15% a 25%;
  • Mestrado: de 25% a 35%.

 

Qual a lotação?

 

Os aprovados no concurso Agepen DF serão lotados em Brasília.

 

Qual a jornada de trabalho?

 

Os aprovados no concurso Agepen DF terão jornada de trabalho de 40 horas semanais, podendo também trabalhar em regime de plantão.

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

 

 

Os servidores da Agepen DF podem se desenvolver na carreira em classes (3ª, 2ª, 1ª e Especial) e padrões (I, II, III, IV e V).

Essa movimentação ocorre por progressão funcional, que é a passagem do servidor efetivo estável para a referência seguinte, por tempo e avaliação periódica de desempenho.

São critérios verificados em Avaliação Periódica de Desempenho (APD) para concessão da progressão funcional ao Agente Penitenciário estável que atenda cumulativamente às seguintes exigências:

  • Obter média igual ou superior a 50% dos pontos possíveis em todos os procedimentos de Avaliação Periódica de Desempenho;
  • Não ter mais do que cinco faltas injustificadas nos 24 últimos meses imediatamente anteriores à data da homologação do respectivo resultado da APD;
  • Não ter sido destituído ou exonerado de cargo de provimento em comissão ou de função de confiança, por motivo disciplinar, nos 24 últimos meses imediatamente anteriores à data da homologação do respectivo resultado da APD.

Não passará de referência ou classe para outra imediatamente superior o Agente que:

  • Estiver em afastamento preventivo do serviço;
  • Estiver preso em decorrência de flagrante delito ou por decisão judicial.

A progressão funcional do Agente de uma classe para outra, somente ocorrerá da última referência da  classe anterior para a primeira referência da classe imediatamente seguinte.

 

Como foi a concorrência do último concurso?

 

O último concurso Agepen foi realizado em 2014, quando foram ofertadas 200 vagas imediatas para o cargo de Agente de Execução Penal e outras 900 de cadastro reserva para o mesmo cargo.

Em fevereiro de 2021 os aprovados do último concurso entraram na justiça para que fossem realizadas novas convocações.

Conforme levantamento divulgado pela Secretaria de Planejamento do Distrito Federal, dos 1.200 aprovados naquela seleção, 698 foram nomeados e 542 estão em efetivo exercício da função. Aguarda-se, ainda, a convocação dos candidatos classificados remanescentes. Contudo, vale ressaltar que essa movimentação não interfere no andamento e publicação do novo edital com 1.179 vagas.

 

Quais as etapas do edital?

 

O último concurso Agepen DF foi composto das seguintes etapas:

  • Prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Teste de Aptidão Física, de caráter unicamente eliminatório;
  • Avaliação Psicológica, de caráter unicamente eliminatório;
  • Sindicância da vida pregressa e investigação social, de caráter unicamente eliminatório;
  • Curso de formação,de caráter unicamente eliminatório

 

Como são as provas?

 

Prova objetiva

 

A prova objetiva do último concurso Agepen DF foi do tipo “certo” e “errado”, composta por 150 itens de peso 1. Desse total, 50 questões abordaram Conhecimentos Básicos e 100 questões abordaram Conhecimentos Específico, nas seguintes disciplinas:

Conhecimentos Básicos 

 

Conhecimentos Específicos

 

Cálculo da nota

  • Marcações de acordo com gabarito oficial: +1 ponto;
  • Marcações em desacordo com o gabarito oficial -1 ponto;
  • Marcações duplas ou em branco: 0.

 

Critérios de avaliaçãoNotas mínimas

  • Conhecimentos básicos: 10
  • Conhecimentos específicos: 40 pontos
  • Total da prova: 60 pontos

 

Teste de Aptidão Física (TAF)

 

corpo atividade fisica exercicio

Homens

  • Flexão dinâmica de braço na barra fixa: 5 repetições;
  • Flexão Abdominal: 35 repetições, realizadas de forma ininterrupta;
  • Corrida de 12 minutos: 2.300 metros.

 

Mulheres

  • Flexão estática de braço na barra fixa: 10 segundos;
  • Flexão Abdominal: 28 repetições, realizadas de forma ininterrupta;
  • Corrida de 12 minutos: 1.900 metros.

 

Avaliação Psicológica

 

A avaliação psicológica consistirá na aplicação e na avaliação de baterias de testes e de instrumentos psicológicos, de aptidão, de nível mental e de personalidade, visando a avaliar as condições psíquicas do candidato e identificar as características de:

  • Capacidade, concentração e atenção;
  • Raciocínio lógico;
  • Maleabilidade/flexibilidade;
  • Perseverança, solução de problemas, capacidade de resolver detalhes;
  • Capacidade de observação, inteligência, perspicácia;
  • Segurança, rapidez de raciocínio, capacidade de relacionamento interpessoal;
  • Prudência, resistência à fadiga e à frustração, controle emocional, discernimento, maturidade;
  • Energia vital, capacidade de memória, senso crítico, bom senso;
  • Discrição, dinamismo, iniciativa, criatividade e objetividade.
  • Distúrbios de personalidade prejudiciais e restritivos ao desempenho do cargo.

A avaliação poderá compreender a aplicação coletiva e(ou) individual de testes e será realizada por banca examinadora constituída por membros regularmente inscritos no Conselho Regional de Psicologia. A aplicação dos testes psicológicos será realizada em conformidade com as normas em vigor para testagem psicológica. Será assegurado ao candidato inapto conhecer as razões que determinaram a sua inaptidão, bem como a possibilidade de interpor recurso.

 

Sindicância da vida pregressa e investigação social

 

A sindicância de vida pregressa e a investigação social têm por objetivo indicar se o candidato é considerado recomendado ou não recomendado,se teve uma conduta pregressa e da idoneidade moral. Essa apuração é feita por meio de investigação no âmbito social, administrativo, civil e criminal, realizada com base em documentos oficiais e informações constantes no formulário próprio, contendo perguntas de caráter pessoal. Além disso, o candidato deverá providenciar uma série de documentos descritos no edital. Será eliminado do concurso público o candidato que, na sindicância de vida pregressa e investigação social, for considerado não recomendado.

 

Curso de formação

 

O curso de formação, de caráter unicamente eliminatório, terá a duração de 420 horas/aulas. As aulas serão ministradas de segunda a sexta-feira, podendo, ainda, a critério exclusivo da Secretaria de Estado de Administração Pública do Distrito Federal, estender-se aos sábados, domingos e feriados e ao período noturno.

O candidato convocado, mediante edital específico, deverá efetuar a matrícula para curso de formação e, ainda, providenciar e entregar a documentação solicitada. No término do curso de formação, será aplicada prova de verificação de aprendizagem, que avaliará as habilidades e os conhecimentos do candidato, conforme as disciplinas e os conteúdos ministrados nas aulas.

 

Para auxiliar nos estudos, acesse as provas e o edital do concurso anterior:

 

Provas e editais anteriores

 

Qual o conteúdo programático?

 

Confira o conteúdo programático do último concurso Agepen DF:

 

Conhecimentos Gerais

 

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 3.1 Emprego das letras. 3.2 Emprego da acentuação gráfica. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego/correlação de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.2 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Emprego dos sinais de pontuação. 5.4 Concordância verbal e nominal. 5.5 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.6 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescritura de frases e parágrafos do texto. 6.1 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.2 Retextualização de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

 

ATUALIDADES: 1 Tópicos relevantes e atuais de diversas áreas, tais como segurança, transportes, política, economia, sociedade, educação, saúde, cultura, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e ecologia.

 

ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO: 1 Ética e moral. 2 Ética, princípios e valores. 3 Ética e democracia: exercício da cidadania. 4 Ética e função pública. 5 Ética no Setor Público.

 

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 1 Noções de sistema operacional (ambientes Linux e Windows). 2 Edição de textos, planilhas e apresentações (ambientes Microsoft Office e BrOffice). 3 Redes de computadores. 3.1 Conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet e intranet. 3.2 Programas de navegação (Microsoft Internet Explorer, Mozilla Firefox, google Chrome e similares). 3.3 Programas de correio eletrônico (Outlook Express, Mozilla Thunderbird e similares). 3.4 Sítios de busca e pesquisa na Internet. 3.5 grupos de discussão. 3.6 Redes sociais. 3.7 Computação na nuvem (cloud computing). 4 Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas. 5 Segurança da informação. 5.1 Procedimentos de segurança. 5.2 Noções de vírus, worms e pragas virtuais. 5.3 Aplicativos para segurança (antivírus, firewall, anti-spyware etc.). 5.4 Procedimentos de backup. 5.5 Armazenamento de dados na nuvem (cloud storage). 1

 

RACIOCÍNIO LÓGICO: 1 Estruturas lógicas. 2 Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões. 3 Lógica sentencial (ou proposicional). 3.1 Proposições simples e compostas. 3.2 Tabelas-verdade. 3.3 Equivalências. 3.4 Leis de De Morgan. 3.5 Diagramas lógicos. 4 Lógica de primeira ordem. 5 Princípios de contagem e probabilidade. 6 Operações com conjuntos. 7 Raciocínio lógico envolvendo problemas aritméticos, geométricos e matriciais.

 

Conhecimentos Específicos

 

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL: 1 Constituição. 1.1 Conceito, classificações, princípios fundamentais. 2 Direitos e garantias fundamentais. 2.1 Direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, nacionalidade, direitos políticos, partidos políticos. 3 Organização político-administrativa. 3.1 União, estados, Distrito Federal, municípios e territórios. 4 Administração pública. 4.1 Disposições gerais, servidores públicos. 5 Poder legislativo. 5.1 Congresso Nacional, Câmara dos Deputados, Senado Federal, Deputados e Senadores. 6 Poder Executivo. 6.1 Atribuições do Presidente da República e dos ministros de Estado. 7 Poder Judiciário. 7.1 Disposições gerais. 7.2 Órgãos do Poder Judiciário. 7.2.1 Competências. 7.3 Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 7.3.1 Composição e competências. 8 Funções essenciais à Justiça. 8.1 Ministério Público, Advocacia e Defensoria Públicas. 9 Da Segurança Pública.

 

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO: 1 Noções de organização administrativa. 2 Administração direta e indireta, centralizada e descentralizada. 3 Ato administrativo: conceito, requisitos, atributos, classificação e espécies. 4 Agentes públicos. 4.1 Espécies e classificação. 4.2 Cargo, emprego e função públicos. 5 Poderes administrativos. 5.1 Hierárquico, disciplinar, regulamentar e de polícia. 5.2 uso e abuso do poder. 6 Lei n.º 8.666/1993 e alterações. 7 Controle e responsabilização da administração. 7.1 Controles administrativo, judicial e legislativo. 7.2 Responsabilidade civil do Estado. 7.3 Lei n.º 8.429/1992 e alterações.

 

NOÇÕES DE DIREITO PENAL: 1 Aplicação da lei penal. 1.1 Princípios da legalidade e da anterioridade. 1.2 A lei penal no tempo e no espaço. 1.3 Tempo e lugar do crime. 1.4 Lei penal excepcional, especial e temporária. 1.5 Territorialidade e extraterritorialidade da lei penal. 1.6 Pena cumprida no estrangeiro. 1.7 Eficácia da sentença estrangeira. 1.8 Contagem de prazo. 1.9 Frações não computáveis da pena. 1.10 Interpretação da lei penal. 1.11 Analogia. 1.12 Irretroatividade da lei penal. 1.13 Conflito aparente de normas penais. 2 Crimes contra a pessoa. 3 Crimes contra o patrimônio. 4 Crimes contra a administração pública. 5 Disposições constitucionais aplicáveis ao direito penal. 6 Legislação Penal Extravagante: Abuso de autoridade (Lei n.º 4.898/1965); Lei de Drogas (Lei n.º 11.343/2006); Crimes hediondos (Lei n.º 8.072/1990); Crimes de tortura (Lei n.º 9.455/1997); Estatuto do Desarmamento (Lei n.º 10.826/2003).

 

NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL. 1 Aplicação da lei processual no tempo, no espaço e em relação às pessoas. 1.1 Disposições preliminares do Código de Processo Penal. 2 Inquérito policial. 3 Ação penal. 4 Prisão e liberdade provisória. 4.1 Lei n.º 7.960/1989 (prisão temporária) 4.2 Da prisão em flagrante. 4.3 Da prisão preventiva. 4.4 Da liberdade provisória com ou sem fiança. 5 Processo e julgamento dos crimes de responsabilidade dos funcionários públicos. 6 O habeas corpus e seu processo. 7 Lei de Execução Penal (Lei n.º 7.210/1984). 8 Disposições constitucionais aplicáveis ao direito processual penal.

 

NOÇÕES DE DIREITOS HUMANOS: 1 Declaração universal dos Direitos Humanos (adotada e proclamada pela Resolução 217-A (III) – da Assembleia geral das Nações Unidas, em 10 de dezembro de 1948). 2 Os Direitos Humanos na Constituição Federal de 1988 (artigos 5.º ao 15.º). 3 Regras mínimas para o tratamento de pessoas presas da ONU. 4 Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3), Decreto n.º 7.037/2009 e alterações.

 

Mudanças da lei

A Lei 6.373, que reestruturou a carreira de atividades penitenciárias, foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal em setembro de 2019. De acordo com o documento sancionado pelo governador Ibaneis Rocha o cargo de Agente de Atividades passou a ser denominado Agente de Execução Penal. E a carreira de atividades penitenciárias agora se chama carreira de execução penal do Distrito Federa, passando a integrar o Sistema Único de Segurança Pública.

Entre as mudanças que impactam os candidatos em novos concursos está a exigência de diploma de Nível Superior em qualquer área de atuação, fornecido por instituição de ensino devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação. Antes o cargo exigia apenas Nível Médio.

Outra mudança importante é que com a nova lei há a prerrogativa de porte de arma de fogo, mediante treinamento específico e aprovação nos testes psicológicos.

 

Checklist do candidato

 

Agora que você chegou ao fim do post, é hora de retomar alguns pontos e fazer uma checklist para confirmar se o concurso Agepen DF é mesmo para você:

  • Ter formação de Nível Superior em qualquer área;
  • Ter, no mínimo, 18 anos;
  • Ter afinidade com a área policial;
  • Ter aptidão para uso de arma de fogo;
  • Ter dedicação e empenho;
  • Desejar estabilidade financeira e profissional.

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

A preparação para um concurso costuma, de fato, ser exaustiva. Mas para facilitar um pouco a sua vida, há técnicas que potencializam o aprendizado e, assim, podem agilizar a aprovação.

Entre as técnicas conhecidas estão a pomodoro e a de ciclo de estudos. Além disso, você pode estudar com flash cards ou mapas mentais.  No entanto, de todas a técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões.

O estudo por questões ajuda a reter a informações e revisar a matéria, tornando o processo de memorização do conteúdo mais simples e efetivo. Alguns cursos preparatórios oferecem material com questões comentadas pelos professores, o que facilita ainda mais.

Contudo, ressaltamos que o ideal é experimentar cada uma das técnicas e ver com qual você se adapta melhor. Por isso, confira também nosso post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

E se você está em busca de dicas que lhe ajudem a manter a energia em alta no período de preparação, não deixe de acessar nosso post com as 5 melhores técnicas de motivação.

 

Tem material de qualidade para estudar?

 

Para otimizar ou iniciar sua preparação, indicamos a nossa Seção de Dicas para passar em Concurso Público. Nela você encontrará artigos com valiosas dicas para colocá-lo mais próximo da sua aprovação, como por exemplo:

 

Melhores Cursos Online para Agilizar sua Aprovação!

 

 

Prefere dicas em vídeo? Acesse nossa seção com dicas de concursos, melhores cursos preparatórios, guia do primeiro concurso e muito mais!

 

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

 

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. Afinal, é sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a área ou cargo pretendido.

Desse modo, veja algumas opções realmente boas:

 

O Gran Cursos Online está muito bem avaliado. De fato, tem material completo com videoaulas, além de professores de primeira linha. Assim, se você quer um curso com bom histórico de aprovação, e a possibilidade de estudar para mais de um concurso, o Gran Cursos certamente é uma ótima opção.

 

Estratégia Concursos

O Estratégia Concursos tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, pois conta com um material de qualidade e professores renomados. Ou seja, se você quer ter a certeza que está estudando pelo melhor material e, além disso, não se importa em pagar pela qualidade, o Estratégia Concursos é, com efeito, sua melhor opção.

 

 

O Exponencial é mais uma excelente alternativa. Igualmente aos demais cursos, é voltado para o aprendizado acelerado, mas oferece ainda o interessante serviço de coaching 100% especializado.

 

 

Quer conhecer outras opções? Confira no link a seguir:

 

Melhores Cursos Online para Agilizar sua Aprovação!

 

Estamos no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Conte com a gente e bons estudos!

 

You have Successfully Subscribed!