%

Previsão do Concurso IBGE

 

Concurso IBGE

O Concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é bastante esperado entre os concurseiros.

Com editais publicados com 209 vagas para o Censo Experimental e 400 para Analista Censitário nesse ano de 2019, há ainda previsão de 250 mil contratações para trabalho em campo destinadas ao Censo Demográfico 2020.

 

 

Ficou interessado no concurso do IBGE?

 

Aproveite para acompanhar os últimos acontecimentos do concurso:

 

 

Últimas notícias do concurso IBGE

Setembro de 2019

Está prevista ainda para este mês a publicação de mais um edital do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Concurso IBGE). Estão previstas mais de 3.000 vagas temporárias para os cargos de Coordenador Censitário de Subárea e Agente Censitário Operacional.

Foram autorizadas pelo Ministério da Economia 3.210 vagas, distribuídas entre os seguintes cargos:

  • Agente Censitário Operacional: 1760 vagas
  • Coordenador Censitário de Subárea 1: 600 vagas
  • Coordenador Censitário de Subárea 2: 850 vagas

O concurso será organizado pela banca FGV – Fundação Getúlio Vargas.

Concurso IBGE

Julho 2019

Foi publicado o edital do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com 400 vagas para o cargo de Analista Censitário temporário.

As oportunidades são para atuação em todas as 26 capitais do país mais o Distrito Federal.

A remuneração é de R$4.200,00 e foi exigido do candidato formação de Nível Superior nas áreas ofertadas.

Clique aqui para ver as principais informações do concurso.

 

Junho de 2019

Foi definida a banca do Concurso IBGE para o cargo de Analista Censitário. A banca escolhida para organizar o concurso é o Instituto AOCP. Estão previstas 400 vagas temporárias para o Censo Demográfico 2020.

Veja a publicação:

 

IBGE AOCP

Concurso AOCP

Já sabe que conhecer o perfil da banca é essencial para que você consiga sair na frente dos concorrentes?

Preparamos um artigo com todas as características da AOCP para turbinar sua preparação:

 

Como estudar para as provas da AOCP

 

Maio 2019

O governo autorizou nesta segunda-feira (06-05), a realização de mais um Concurso IBGE com mais de 234 mil vagas temporárias para o censo de 2020. Excelente notícia, não é mesmo?

As vagas serão distribuídas entre os seguintes cargos:

 

Agente Censitário Municipal 6100
Agente Censitário Operacional 1760
Agente Censitário Supervisor 23578
Codificador Censitário 120
Coordenador Censitário de Subárea 1 600
Coordenador Censitário de Subárea 2 850
Recenseador 196000
Recenseador PA 4100
Supervisor (call center) 4
Supervisor PA 1304

Ainda em Maio:

 

Foi publicado o edital do Concurso IBGE com 209 vagas temporárias para o Censo Experimental.

 

Confira as principais informações do concurso:

 

Concurso IBGE – Censo Experimental

 

Abril 2019

O Ministério da Economia autorizou a realização de um novo concurso para o cargo de Analista Censitário. Serão ofertadas 400 vagas temporárias para o cargo.

Ainda no mês de abril foi contratada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a banca responsável pelo próximo concurso (Concurso IBGE 2019) para provimento de 2.459 vagas temporárias para atuar no Censo Experimental 2019.

A banca escolhida para organizar o concurso é o Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (IBADE).

Confira a publicação:

 

Concurso IBADE

O concurso foi autorizado pelo Ministério da Economia no dia 25 de março, portanto o prazo máximo para publicação do edital se encerra em setembro de 2019.

Março 2019

Foi divulgado o Projeto Básico do Concurso que ofertará vagas temporárias para o Censo Experimental e para o Censo Demográfico 2020. Serão realizados dois processos seletivos simplificados para os cargos de Coordenador Censitário de Subárea, Agente Censitário Operacional, Agente Censitário Municipal, Agente Censitário Supervisor e Recenseador.

Dezembro 2018

Após várias movimentações no sistema do Ministério do Planejamento, o pedido protocolado em 2017 para a realização do Concurso IBGE foi negado. No dia 14 de dezembro o pedido passou pelos setores de Demandas de Expedição e Divisão de Concursos Públicos, retornando em seguida ao setor de Demandas, do qual foi emitido um ofício ao Diretor Executivo do Instituto, Fernando José de Araújo Brantes. Segundo apuração do site Folha Dirigida, o teor do Ofício, também enviado por e-mail ao Instituto, refere-se à negativa do pedido.

Concurso IBGE

Setembro 2018

Foi confirmado pelo presidente do IBGE, Roberto Olinto, que o Ministro do Planejamento afirmou que há previsão de 1900 vagas autorizadas distribuídas entre o IBGE, ANA (Agência Nacional de Águas) e Saúde. O pedido do Concurso IBGE já passou por várias movimentações e atualmente está em trâmite na Divisão de Concursos Públicos do Ministério do Planejamento. Em reunião com sindicalistas, no dia 03 de setembro, o presidente do Instituto confirmou que o concurso deverá sair no próximo ano. 

Junho 2018

Foi realizada a primeira reunião da Comissão Consultiva do Censo Demográfico 2020 para apresentação de questionário, aspectos técnicos e metodológicos, além da programação de trabalho da Comissão entre os anos de 2018 e 2021. Na reunião o presidente Roberto Olimpo destacou a importância da comissão em três frentes: Formular um projeto técnico sólido para o Censo Mostrar a necessidade de realização de concurso público para suprir a falta de pessoal Esforço de aprovação do orçamento para a realização da pesquisa, que será da ordem de R$ 3,4 bilhões 

Maio 2018

O presidente Roberto Olinto, em participação no II Congresso Democrático sobre o IBGE, ressaltou a importância do concurso público para solucionar o déficit de servidores no órgão e declarou: “Sem concurso público e sem plano de carreira a história do IBGE pode se encerrar ou pode se tornar um pouco melancólica em função da nossa impossibilidade de realizar determinadas pesquisas”

Março 2018

Foi realizada uma reunião entre o IBGE e o Secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Augusto Akira Chiba, na qual a pauta foi a viabilidade da realização de um novo concurso para o Instituto. Na reunião o Presidente Roberto Olinto voltou a defender a realização de um novo concurso, bem como a reestruturação na carreiras. E afirmou: “Queremos mais concursos que exijam curso superior. Precisamos de economistas, contadores, sociólogos, matemáticos, estatísticos. É fundamental ter esse tipo de profissional”. Segundo o Secretário Augusto Akira, há a necessidade de levantar dados e realizar diversas consultas para analisar essa viabilidade, porém não há como adiantar prazos.

 

O que é o IBGE?

Concurso do IBGE 2017

O IBGE é uma entidade da administração pública federal composta por:

 

  • 27 Unidades Estaduais (26 nas capitais dos estados e 1 no Distrito Federal)
  • 27 Supervisões de Documentação e Disseminação de Informações (26 nas capitais e 1 no Distrito Federal)
  • 583 Agências de Coleta de dados nos principais municípios.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE se constitui no principal provedor de dados e informações do País, que atendem às necessidades dos mais diversos segmentos da sociedade civil, bem como dos órgãos das esferas governamentais federal, estadual e municipal.

 

Acesse o link e saiba mais sobre o IBGE:

 

Saiba mais sobre o IBGE

 

Vá direto para o assunto de seu interesse:

 

ual a lotação?

 

Os candidatos nomeados e empossados no concurso do IBGE serão lotados no município para o qual está destinada a vaga a que estão concorrendo. E não poderá haver remoção nos primeiros 36 meses da data da nomeação. Além disso, o candidato nomeado estará sujeito a deslocamentos para executar trabalhos em diferentes áreas do país.

É importante ressaltar, ainda, que os candidatos aprovados serão nomeados de acordo com a necessidade e a conveniência administrativa do órgão, observado o número de vagas previsto em edital, obedecida a ordem de classificação por município/subdivisão de município.

 

Qual a jornada de trabalho?

 

A jornada de trabalho dos servidores do IBGE é de 40 horas semanais (8 horas diárias).

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

 

Os servidores do IBGE podem se desenvolver na carreira por meio de quatro classes (A, B, C e Especial) e até seis padrões (I ao VI). Algumas carreiras têm apenas três ou quatro padrões.

A movimentação do servidor ocorre quando ele atinge os pré-requisitos específicos de cada classe e o tempo mínimo de cada padrão.

 

Quais os requisitos e a remuneração no concurso do IBGE?

 

Sendo um órgão federal e com atuação nacional, o concurso do IBGE costuma contemplar diversos cargos, com salários e benefícios bastante interessantes. No entanto, por ser um concurso considerado mais fácil, o concurso do IBGE é um dos mais interessantes e concorridos para os concurseiros de plantão.

Como existem diversas áreas de atuação dentro do IBGE, existem vários cargos distintos, que têm remuneração diferenciada de acordo com o nível de escolaridade exigido. Existem vagas tanto para nível fundamental, quanto para nível médio e para nível superior. Sendo que todos os cargos são preenchidos por meio de concurso público.

 

Confira agora os salários dos principais cargos oferecidos nos Concursos do IBGE:

 

Cargos de Nível Fundamental

 

Cargo Salário
Recenseador Até R$ 3.000,00

Cargos de Nível Médio

 

Cargo Remuneração
Agente Censitário Administrativo  R$   1.500,00
Agente Censitário Regional*  R$   2.500,00
Agente Censitário de Informática  R$   1.700,00
Agente Censitário Municipal R$     1.900,00
Agente Censitário Supervisor R$   1.600,00

*Exige Carteira de Habilitação definitiva ou provisória de categoria no mínimo B.

 

Cargos de Nível Superior

 

Cargo Salário
Analista Censitário Até R$ 4.000,00

 

Como é possível perceber nas tabelas acima, os salários oferecidos no concurso do IBGE são bastante atrativos. Também é possível notar que existem diversos cargos distintos, garantindo que você encontre um concurso que se encaixe em suas necessidades.

 

concurso-do-ibge-3

Principais informações sobre os cargos do IBGE

 

Quer saber mais sobre os cargos que serão ofertados no concurso IBGE 2019? Veja aqui as principais atribuições de cada um deles:

 

Analista

 

  • Auxiliar no desenvolvimento de estudos e pesquisas focadas na área de produção de informações estatísticas, buscando melhorias e modernizações dos processos de pesquisa do Instituto.
  • Planejamento, identificação de padrões, elaboração de relatórios e outros documentos.

Técnico

 

  • Prestar suporte técnico especializado às principais atividades do Instituto.
  • A coleta de dados é uma outra função importante do cargo, assim como a manutenção de dados para garantir integridade, confidencialidade, disponibilidade e atualizações.
  • Visitas a domicílios e/ou estabelecimentos específicos para a coleta de dados, caso necessário.
  • Executar e apoiar atividades de supervisão de pesquisa de campo referentes à área de jurisdição, acompanhando a distribuição, o controle e o resultado das coletas de dados através dos sistemas específicos de acompanhamento e controle das pesquisas.
  • Supervisionar as equipes de trabalho nas diversas pesquisas, garantindo a qualidade das informações coletadas em consonância com a metodologia, critérios, regras conceituais e técnicas, cumprimento de prazos e modus operandi mais adequado.
  • Participar dos treinamentos presenciais e a distância e organizá-los, se for o caso, bem como atuar como instrutor/tutor/facilitador e oferecendo suporte e apoio técnico na organização e realização deles.
  • Executar outras atividades compatíveis com o cargo.

Concurso  Temporário IBGE para Censo Demográfico 2020

 

O IBGE prepara também um concurso para quem deseja atuar no Censo 2020. Estima-se que serão contratados 250 mil profissionais em caráter temporário para os cargos de Recenseador, Agente Regional e Administrativo, Agente Municipal e de Informática,  Agente Supervisor e Analista Censitário.

O projeto do Censo Demográfico, que é realizado a cada dez anos, deve custar até R$ 3 bilhões e o objetivo é coletar informações sobre a população que serão usadas para o desenvolvimento de políticas públicas. No Censo 2010, foram registrados 67,6 milhões domicílios localizados em 5.565 municípios, que foram visitados por cerca de 200 mil recenseadores.

 

Quando foi o último Concurso IBGE?

 

Concurso IBGE 2017

 

O último concurso IBGE foi realizado em 2017, no qual foram ofertadas vagas para contratação temporária de profissionais para atuarem no Censo Agropecuário.

 

Cargos, salários e número de vagas

 

Abaixo você pode ver a distribuição das vagas por Cargo e Estado. Lembrando que os cargos do primeiro edital foram para Analista Censitário, Agente Censitário Administrativo, Agente Censitário Regional e Agente Censitário de Informática e do segundo edital para Agente Censitário Supervisor, Agente Censitário Supervisor e Recenseador.

 

Função Analista Censitário Agente Censitário Administrativo Agente Censitário Regional Agente Censitário de Informática Agente Censitário Municipal Agente Censitário Supervisor Recenseador
Remuneração R$ 4.000 R$ 1.500 R$ 2.500 R$ 1.700 R$ 1.900 R$ 1.600 Por Produção
AC 2 4 6 3 14 34 148
AL 2 12 5 4 21 92 329
AM 3 8 14 4 57 109 547
AP 2 1 0 3 5 10 58
BA 5 45 45 10 143 511 2394
CE 5 22 19 8 54 202 1004
DF 2 2 0 4 1 8 11
ES 2 6 10 4 21 71 310
GO 4 16 12 6 55 150 691
MA 5 15 20 6 51 205 921
MG 5 50 29 14 102 516 1911
MS 3 8 10 4 42 141 346
MT 3 10 17 4 39 213 618
PA 4 20 9 6 60 203 1070
PB 3 11 12 6 34 116 506
PE 5 18 15 8 48 184 846
PI 4 16 15 6 55 189 929
PR 5 28 18 10 82 356 1350
RJ 81 6 4 12 23 81 186
RN 2 9 9 4 19 70 275
RO 4 6 6 3 20 83 414
RR 2 2 4 3 10 17 66
RS 5 15 30 10 91 410 1662
SC 3 15 11 8 48 170 711
SE 2 6 4 4 15 55 260
SP 4 19 15 16 126 575 953
TO 4 7 10 4 20 83 313
TOTAL 171 377 349 174 1256 4854 18829

Como são as provas?

 

Saiba como foram compostas as provas do concurso IBGE 2017 para Analista Censitário, Agente Censitário Administrativo, Agente Censitário Regional e Agente Censitário de Informática e do segundo edital para Agente Censitário Supervisor, Agente Censitário Supervisor e Recenseador.

 

O concurso IBGE 2017 foi dividido em duas partes.

 

A primeira teve um total de 111.375 inscritos, distribuídos da seguinte forma:

 

Cargo Número de vagas    Total de inscritos Candidatos por vaga  
Analista Censitário 171         11.733        68,61                      
Agente Censitário Administrativo 377 68.396 181,42
Agente Censitário Regional 349 20.314 58,20
Agente Censitário de Informática      174 10.932 62,82

 

A segunda, teve um total de 324.899 inscritos, distribuídos entre as vagas para Agente Censitário Municipal, Agente Censitário Supervisor e Recenseador. Você pode conferir a relação completa de candidatos por vaga (e cidade) clicando aqui.

 

O que cai no Concurso do IBGE?

 

Veja o conteúdo programático que foi solicitado em cada uma das disciplinas de Conhecimentos Básicos para os cargos de Técnico e Analista no concurso IBGE 2017:

 

Agente Censitário Municipal (ACM) e Agente Censitário Supervisor (ACS)

 

Língua Portuguesa

I – Compreensão e interpretação de texto. II – Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. III – Pontuação. Estrutura e sequência lógica de frases e parágrafos. IV – Ortografia oficial. Acentuação gráfica. V – Classes das palavras. VI – Concordância nominal e verbal. VII – Regência nominal e verbal. Emprego da crase. VIII – Emprego dos verbos regulares, irregulares e anômalos. Vozes dos verbos. IX – Emprego dos pronomes. X – Sintaxe: termos essenciais, integrantes e acessórios da oração.

Raciocínio Lógico Quantitativo

Avaliação da habilidade do candidato em entender a estrutura lógica de relações entre pessoas, lugares, coisas e/ou eventos, deduzir novas informações e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura dessas relações. As questões das provas poderão tratar das seguintes áreas: estruturas lógicas; lógica de argumentação; diagramas lógicos; aritmética; álgebra e geometria básicas.

Conhecimentos Técnicos

Conteúdo do documento “Estudo dos conhecimentos técnicos a serem aplicados no Censo Agropecuário 2017” (apostila disponibilizada no endereço eletrônico www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/ibge-pss para download).

Noções de Administração/Situações Gerenciais

I – Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos. II – Funções administrativas: planejamento, organização, direção e controle. III – Motivação, comunicação e liderança. IV – Processo decisório e resolução de problemas. V – Noções básicas de gerência e gestão de organizações e de pessoas. VI – Eficiência e funcionamento de grupos. O indivíduo na organização: papéis e interações. Trabalho em equipe. Equipes de trabalho. VII – Responsabilidade, coordenação, autoridade, poder e delegação. VIII – Avaliação de desempenho. IX – Compromisso com a qualidade nos serviços prestados.

 

Recenseador

 

Língua Portuguesa

I – Compreensão de texto. II – Significação das palavras: sinônimos, antônimos e homônimos. III – Pontuação. Estrutura e sequência lógica de frases e parágrafos. IV – Ortografia oficial. Acentuação gráfica. V – Classes das palavras. VI – Concordância nominal e verbal. VII – Regência nominal e verbal. Emprego da crase. VIII – Emprego dos verbos regulares e irregulares. Vozes dos verbos. IX – Emprego dos pronomes.

Matemática

I – Números inteiros e racionais: operações e propriedades. Problemas. II – Números e grandezas proporcionais. Razão e proporção. Divisão proporcional. Regra de três simples. III – Porcentagem. Juros e descontos simples. IV – Equações do 1º grau. Problemas. V – Máximo Divisor Comum (m.d.c.) e Mínimo Múltiplo Comum (m.m.c.). VI – Medidas de comprimento, superfície, volume, massa e tempo. Conversão de medidas. Sistema métrico decimal. VII – Leitura e interpretação de tabelas e gráficos.

Conhecimentos Técnicos

Conteúdo do documento “Estudo dos conhecimentos técnicos a serem aplicados no Censo Agropecuário 2017” (apostila disponibilizada no endereço eletrônico www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/ibge-pss para download).

 

Analista Censitário (AC)

 

Conhecimentos Básicos

 

Língua Portuguesa

Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna. Semântica: sentido e emprego dos vocábulos; campos semânticos; emprego de tempos e modos dos verbos em português. Morfologia: reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais; processos de formação de palavras; mecanismos de flexão dos nomes e verbos. Sintaxe: frase, oração e período; termos da oração; processos de coordenação e subordinação; concordância nominal e verbal; transitividade e regência de nomes e verbos; padrões gerais de colocação pronominal no português; mecanismos de coesão textual. Ortografia. Acentuação gráfica. Emprego do sinal indicativo de crase. Pontuação. Estilística: figuras de linguagem. Reescrita de frases: substituição, deslocamento, paralelismo; variação linguística: norma culta. Observação: os itens deste programa serão considerados sob o ponto de vista textual, ou seja, deverão ser estudados sob o ponto de vista de sua participação na estruturação significativa dos textos.

Raciocínio Lógico Quantitativo - exceto para Métodos Quantitativos

I – Noções básicas de lógica: conectivos, tautologia e contradições, implicações e equivalências, afirmações e negações, silogismos. II – Estrutura lógica de relações entre pessoas, lugares, objetos e eventos. III – Dedução de novas informações a partir de outras apresentadas. IV – Lógica da argumentação. V – Diagramas lógicos. VI – Análise, interpretação e utilização de dados apresentados em tabelas e gráficos. VII – Princípio fundamental da contagem. VIII – Cálculo de probabilidade em espaços amostrais finitos.

 

Conhecimentos Específicos

 

Agronomia

Lavouras permanentes e temporárias. Cultivo de cereais, leguminosas, oleaginosas, olerícolas e frutíferas: Exigências edafo-climáticas e nutricionais, produtividade agrícola, calendário agrícola, zoneamento agrícola; pragas e doenças agrícolas. Colheita, armazenamento e comercialização da produção agrícola: Características gerais, tipos de armazéns. Perdas agrícolas. Agricultura orgânica: Caracterização e certificação. Solos brasileiros: Fertilidade, aptidão e manejo. Noções de geoprocessamento na agricultura. Noções de forragicultura e pastagens; silvicultura básica. Práticas agrícolas – métodos de preparo do solo, técnicas de adubação, métodos de controle de erosão e conservação de solos, métodos de controle de pragas e de doenças agrícolas, métodos de irrigação, métodos de drenagem. Plantio direto. Rotação de culturas. Integração lavoura-pecuária. Sistemas agroflorestais: Conceitos. Máquinas e implementos agrícolas. Agricultura familiar. Conceituação e legislação. Crédito rural: PRONAF e outros programas. Produção animal – Bovinocultura de Corte e de leite: Manejo, taxa de lotação, produtividade de leite, principais raças, características gerais. Noções de suinocultura, avicultura de corte e de postura, e de aquicultura. Produção integrada à indústria: Principais características. Noções sobre o sistema de inspeção de produtos de origem animal: SIF, SIE e SIM. Práticas de manejo animal – Rotação de pastagens. Confinamento. Suplementação alimentar. Vacinação contra febre aftosa.

Análise de Sistemas / Desenvolvimento de Aplicações

Programação: Conceito de compilação e ligação de programas. Algoritmos e estrutura de dados: algoritmos de busca e de ordenação; Estruturas de dados básicas (arrays, pilhas, listas e filas); Tipos abstratos de dados. Programação orientada a objetos: encapsulamento; classes e objetos; herança e polimorfismo. Linguagem de programação Java: variáveis e tipos de dados; Operadores e expressões; Estruturas de controle (sequência, seleção e repetição); Tratamento de exceção; Depuração de programas; Construção e uso de componentes e bibliotecas; Acesso a bancos de dados; Definição de formulários; Java EE; Desenvolvimento de aplicações com Eclipse. Linguagem de programação C#: variáveis e tipos de dados; Operadores e expressões; Estruturas de controle (sequência, seleção e repetição); Tratamento de exceção; Depuração de programas; Construção e uso de componentes e bibliotecas; Acesso a bancos de dados; Definição de formulários; Desenvolvimento de aplicações com Visual Studio .NET.Banco de Dados: Modelagem conceitual de dados: abordagem E-R (entidades e atributos; relacionamentos e cardinalidades; generalização). Conceitos, arquiteturas e paradigmas de sistemas de bancos de dados. Modelo relacional: conceitos básicos. Projeto de bancos de dados relacionais: esquemas de bancos de dados relacionais; Chave primária, alternativa e estrangeira; Dependência funcional; Normalização; Restrições de integridade; Mapeamento de modelo ER para modelo Relacional. Linguagens de definição (DDL), manipulação (DML) e controle de dados (DCL). Linguagem SQL Padrão ANSI 1999. Processamento de transações, controle de concorrência e recuperação. Processamento de consultas, otimização e ajustes de bancos de dados. Segurança. Bancos de dados distribuídos: conceitos, tipos e arquiteturas. SGBD Oracle: elementos básicos e programação com PL/SQL. SGBD MySQL: elementos básicos. SGBD MS SQL Server: elementos básicos. SGBD PostgreSQL: elementos básicos e programação com PL/pgSQL. Conceitos de Data Warehouse, OLAP e OLTP. Mapeamento Objeto Relacional.

Engenharia de Software

Conceitos gerais. Ciclo de vida de software. Projeto de sistemas de informação: conceitos fundamentais; Planejamento das atividades de análise; Projeto de entrada e de saída; Controle de sistemas; Implementação de sistemas. Processo de software: Processo Unificado (UP) (conceitos gerais, disciplinas, fases, papéis, atividades e artefatos); Processos ágeis (eXtreme Programming, Scrum e Kanban); CMM e CMMI (Capability Maturity Model Integration). Análise, especificação e gerência de requisitos. Análise e projeto Orientados a Objetos: principais conceitos; Identificação de classes primárias; Classes derivadas; Mensagens e seus tratadores; Representação; Linguagem de modelagem UML; Padrões de projeto (Design patterns); Injeção de dependência; Inversão de controle; Refatoração. Teste de software: Técnicas de teste de software; Teste unitário; Teste de integração; Teste funcional; Teste de aceitação; Teste de desempenho; Teste de carga. Gestão da qualidade: qualidade de processo de software; Qualidade do produto. Técnicas de estimativa de projetos: APF (Análise por pontos de função). Arquiteturas de software: padrões de arquitetura de aplicações corporativas; MVC (Model-View-Controller); Service-Oriented Architecture (SOA); Camadas de acesso a dados (OLEDB, ODBC, JDBC); Software as a Service (SAAS). Acessibilidade e engenharia de usabilidade: conceitos básicos de engenharia de usabilidade; Critérios, recomendações e guias de estilo; Análise de requisitos de usabilidade; Concepção, projeto e implementação de interfaces.Aplicações Distribuídas: Monitores de processos e transações (TP monitors); Gerência e protocolos de transações distribuídas. Conceito de servidor de aplicação. Aplicações móveis (tablets, celulares, PDAs e netbooks).Redes de Computadores e Internet:Conceitos básicos de comunicação de dados. Protocolo TCP/IP; Serviços: telnet, FTP, SFTP, SSH; Segurança: firewalls, mecanismos de autenticação, criptografia, certificados digitais e vírus. TECNOLOGIAS WEB: Servidores Web (Apache e IIS). SOAP e REST. Linguagens de marcação: XML, HTML, XHTML e DHTML. CSS. Ajax. Tecnologias de multimídia e hipermídia. Conceitos de comércio eletrônico.Gestão de Tecnologia da Informação:Gerência de projetos: PMBOK (4ª edição). ITIL V3. COBIT 4. Análise e gestão de Negócios: BPM e BPMN.

Análise de Sistemas / Desenvolvimento de Aplicações Web Mobile

Programação em ambiente WEB: HTML 5, XML, RESTfull, WebServices, SOAP, JSON, Javascript (ES 6, Jquery, AngularJS), PHP 5.6 ou superior e .Net 4.5 ou superior. WebApps: Ionic; Nodejs; Desenvolvimento Mobile First. Arquitetura de software: SAAS (Software as a Service); Service-Oriented Architecture (SOA); Padrões de projetos MVC (Model-View-Controller) e MVVM (Model-View-ViewModel); Injeção de dependência; Inversão de controle. Bancos de Dados: Linguagem SQL, stored procedures, triggers, functions; Otimização de Consultas; SGBDs: MySQL 5.7 ou superior; Microsoft SQL Server 2012 ou superior; NoSQL; Modelo relacional: normalização, integridade. Programação estruturada, orientada a objetos e orientada a eventos: Padrões de Projeto; Reuso de componentes; Tratamento de exceções. Algoritmos e estrutura de dados: Complexidade de algoritmo; Métodos de ordenação; e Pesquisa e hashing. Teste de Software: Testes unitário, Integração, Funcional, Aceitação, Desempenho e Carga; Test-Driven Development (TDD). Técnicas para mensuração de projetos: APF (Análise por pontos de função). Desenvolvimento Mobile: Padrões, especificações e API do Android; Padrões, especificações e API do iOS; Padrões, especificações e API do WindowsPhone.

Análise de Sistemas / Suporte à comunicações e rede

Prestação de suporte técnico aos serviços de redes, incluindo configuração e gestão de ativos de redes, ambientes de segurança, firewall, filtros de conteúdo, proxies, redes locais, redes de longa distância, redes virtuais privadas; bem como suporte aos requisitos mínimos que garantam a segurança, qualidade, disponibilidade e desempenho das aplicações distribuídas, destacando-se videoconferência e aplicações multimídia, incluindo protocolos H.323, SIP, multicast (PIM-SM e IGMP), H.264, entre outros; implantação, suporte e supervisão de serviços; gerência e monitoração de redes; Protocolos IPSEC, FTP, TFTP, NTP, syslog, NAT e PAT; Linux: distribuições baseadas em CentOS e SuSe Enterprise Server, Conceitos de usuários e grupos. Permissões. OpenSSL, RAID, IPTables; Instalação e administração de serviços Squid, Samba, Kerberos, NFS, SNMP, Apache e OpenSSH. Shell script e agendamentos com o cron. Controle de inicialização. Gerenciamento de serviços e processos. Conceitos de Segurança: confidencialidade, disponibilidade e integridade; Vulnerabilidade e risco e ameaça; Gestão de política de segurança da Informação (ISO/IEC 27001 e 27002); Classificação da informação; Código malicioso (malware) – Vírus, worms, cavalos de troia, spyware, bots, adware, keyloggers, backdoors e rootkits. Criptografia: criptografia de chave pública (assimétrica); criptografia de chave secreta (simétrica); certificados digitais; assinaturas digitais; hashes criptográficos. Controle de acesso: autenticação, autorização e auditoria; Controle de acesso baseado em papéis (RBAC); autenticação forte (baseada em dois ou mais fatores); single sign-on. Noções de segurança em redes: filtragem de tráfego com firewalls ou listas de controle de acesso (ACL), proxy e proxy reverso; ataques de negação de serviço (DoS) e ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS); sistemas de detecção de intrusão (IDS) e sistemas de prevenção de intrusão (IPS); protocolos SSL e TLS; Cabeamento Estruturado: teste de canal e de link dedicado; categorias (5e, 6 e 6a) de cabo de par trançado, tipos de cabo de fibra óptica (multimodo e monomodo).

Análise de Sistemas / Suporte à Produção

Componente e Arquiteturas de Sistemas Computacionais: Linguagens de programação: compiladores e interpretadores. Componentes e arquiteturas de processadores. Representação de dados: binário, hexadecimal e decimal. Aritmética computacional. Conjuntos de instrução de um processador. Hierarquia de memória. Interface entre processadores e periféricos. Processamento paralelo e distribuído. Multiprocessamento simétrico e assimétrico. Pipeline de instruções.Sistemas Operacionais: Gerenciamento de processos e fluxos de execução (threads): escalonamento, comunicação e sincronização entre processos, impasses (deadlocks) e esgotamento de recursos (starvation). Gerenciamento de memória: alocação, paginação, segmentação e memória virtual. Sistemas de entrada e saída. Ambientes Operacionais: Windows 7/2008/2012 e SUSE Linux. Conceitos de virtualização de servidores. Arquitetura de Aplicações Corporativas: Arquitetura de TI: benefícios estratégicos; arquitetura atual e futura; análise de gap e roadmap. Tipos de arquitetura: negócio, informação, sistemas, integração e tecnologia. Frameworks de arquitetura: conceitos, noções de computação distribuída (clusters, balanceamento de carga e tolerância a falhas). Arquitetura Orientada a Serviços (SOA – Service Oriented Architecture). Gerenciamento de Processos de Negócio (BPM – Business Process Managment). Portais corporativos: conceitos básicos, colaboração, personalização, gestão do conhecimento e gestão de conteúdo. Gestão de Tecnologia Da Informação: Gerenciamento de projetos baseado no PMBOK (4ª edição): conceitos; planejamento, acompanhamento e controle; Gerência de Escopo; Estrutura de decomposição de trabalho (WBS); Gerência de Prazo; Gerência de Custos; Gerência de Qualidade; Gerência de Recursos Humanos; Gerência de Comunicação; Gerência de Risco; Gerência de Aquisições; Gerência de Integração. Governança e COBIT 4: conceito, importância e responsabilidades sobre a governança de TI; principais características (foco em negócio, orientação a processos, controle através de objetivos e direcionamento para medições). Fundamentos da ITIL V3: definição de serviço, métricas (CSF, KPI); modelo RACI; Service Desk, gestão (demandas, portfólio, catálogo e níveis de Serviço; capacidade; disponibilidade; continuidade; segurança; mudanças; configuração; liberação; validação; conhecimento; eventos; incidentes; requisição; problemas; acesso; melhoria contínua). Redes de Computadores: Redes Locais – Arquiteturas e topologias: conceitos e modelo OSI; Infraestrutura: Conceitos básicos de cabeamento estruturado; Tipos (UTP e STP) e categorias (5e, 6 e 6a) de cabo de par trançado, tipos de cabo de fibra óptica (multimodo e monomodo); Padrões: IEEE 802.1w, IEEE 802.1Q, IEEE 802.1X, IEEE 802.3u, IEEE 802.3ab, IEEE 802.3z, IEEE 802.3ae, IEEE 802.3ad, IEEE 802.3af; Redes sem fio: IEEE 802.11b/g/n; Protocolos: IPv4, TCP, UDP, IPSec, ARP, ICMP, SNMP, SSH, DNS, DHCP, SMTP, HTTP, FTP, LDAP, RADIUS, H.323, RTP, RTCP, SIP, syslog e NTP; NAT e PAT; Roteadores; Comutadores (switches); Concentradores (hubs); Conceitos básicos de protocolos de roteamento; VPN; Qualidade de serviço (QoS). Bancos de Dados: Conceitos e fundamentos de Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados (SGBD); Bancos de dados relacionais e distribuídos; Alta disponibilidade e balanceamento de carga; Independência de dados; Dicionário de dados; Modelagem entidade-relacionamento (ER); Normalização; Gerência de transações; Gerência de bloqueios; Gerência de desempenho; Linguagem SQL Padrão ANSI 1999.

Análise de Sistemas / Suporte Operacional e de Tecnologia

Conhecimento nas atividades de prospecção, planejamento, implantação, suporte, supervisão e monitoração dos serviços.

Administração de Sistemas Operacionais

Windows 7 e 8, Windows Server 2012 R2, LINUX (SUSE e CentOS); virtualização (Hyper-V), Linguagens de Script (Shell, BAT, VBS, PowerShell); Cluster (alta disponibilidade e desempenho). SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: Conceitos de integridade, autenticidade, confidencialidade (sigilo) e disponibilidade da informação; Antivírus, AntiSpam e Sistemas de detecção de intrusão; Segurança de serviços, aplicações e sistemas operacionais; Criptografia, Certificado digital e Assinatura digital; Normas, políticas, e procedimentos de segurança; Controle de acesso (físico e lógico), Auditoria e Segurança de rede; Conceitos gerais de gestão e boas práticas de segurança da informação (Normas ISO 27001 e ISO 27002).

Arquitetura de Computador

Representações de dados numéricos, Aritmética binária, Álgebra booleana, Componentes da UCP, Modos de endereçamento, Processadores CISC (arquitetura x86), Estrutura do Sistema Operacional (chamadas ao sistema, modos de acesso, processos e threads), Gerenciamento de processador (políticas de escalonamento), Gerenciamento de memória (swapping e memória virtual), Gerenciamento de Dispositivos (subsistema de Entrada/Saída), Sistema de arquivos (organização de arquivos e diretórios em disco, gerenciamento de alocação de espaço em disco, proteção de acesso e caches).

Armazenamento

Conceitos de armazenamento em discos, conceitos de RAID, NAS (NetworkAttached Storage) e SAN (Storage Area Network). BACKUP: Teoria de backup e Políticas de backup. SERVIDORES DE APLICAÇÃO: Servidores Web (Apache, IIS, JBOSS, Tomcat), SOA, DNS, Servidores de e-mail, Terminal Server, Proxy Reverso e Active Directory. MONITORAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE REDE (EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS): SNMP, MIB, Syslog; System Center – Microsoft Operation Manager e Configuration Manager. BANCO DE DADOS: Linguagem SQL; Oracle 11g, Oracle RMAN, SQL Server 2012, PostgreSQL 9, MySQL 5; Replicação de Dados.

Análise Socioeconômica

Microeconomia – Teoria do consumidor. Utilidade cardinal. Ordinal. Curva de indiferença. Restrição orçamentária. Equilíbrio do consumidor. Efeitos substituição e renda. Elasticidades preço, renda e cruzada da demanda. Curva de Engel e função demanda. Teoria da produção. Isoquantas e isocustos. Funções de produção e suas propriedades, com proporções fixas e variáveis. Curvas de produto e produtividade. Curvas de custo. Equilíbrio da firma. Curvas de oferta de produtos e de demanda de fatores. Elasticidade da oferta. Formas de mercado: concorrência perfeita, monopólio e oligopólios. Oligopólios – caracterização da estrutura oligipolística e modelos de markup, concentração e barreiras à entrada, diferenciação e diversificação do produto. Equilíbrios de curto e longo prazo. Macroeconomia – Contabilidade social. Principais agregados macroeconômicos. Mensuração da produção. Identidades básicas. Níveis de valoração da produção. Contas do governo e setor externo. Balanço de pagamentos. Sistema de Contas Nacionais no Brasil. Análise insumo – produto. Contabilidade social a preços correntes e constantes. Índices de preços e de quantidade, deflator implícito. Setores de atividade econômica: agropecuária, indústria e serviços. Análise de determinação da renda: equilíbrio da economia, determinação da renda, as relações entre os grandes agregados e os ciclos econômicos. Teorias da Inflação. Moeda: definições e funções. Oferta e demanda por moeda. Taxa de juros. Sistema financeiro nacional. Funções do Banco Central do Brasil. Instrumentos de política monetária. O regime monetário brasileiro sob o Plano Real. Noções de macroeconomia aberta. Temas Conceituais em Ciências Sociais – Sistemas de estratificação social e conceitos clássicos, estratificação e mudanças recentes na segmentação social, mobilidade e novos perfis de inserção da população nas atividades produtivas. Estado, Federação e políticas públicas: o papel das políticas no enfrentamento das desigualdades regionais, federalismo e demandas sociais. Sociedade e representação política: demandas locais e poder político, perspectivas da representação a nível descentralizado, planejamento social e descentralização. Educação e sociedade: evolução geral do sistema educacional, sua relação com o mercado de trabalho e o sistema de estratificação. Indicadores da situação educacional da população brasileira. Saúde e condições de vida da população brasileira. Tópicos Especiais sobre a Economia e a Sociedade Brasileira – Evolução da economia brasileira e da política econômica desde o período do “milagre econômico”, considerando preços, produção, empregos, contas externas e investimento. Planos de estabilização: do Cruzado ao Real. Reestruturação produtiva, abertura econômica e financeira, impactos sobre: indústria, inflação, balanços de pagamentos, investimento, mercado de trabalho (perfis regionais do mercado de trabalho, globalização e efeitos sobre a composição do trabalho, novas formas de organização e demanda da força de trabalho, índices de mensuração da oferta, demanda e características da força de trabalho). Pobreza e exclusão social: medidas e avaliação. Situação sociodemográfica de grupos populacionais específicos: gênero, raça, crianças, jovens e idosos. A nova dinâmica demográfica brasileira: tendências recentes da fecundidade e da mortalidade, os novos fluxos migratórios, urbanização e demandas sociais, mudanças nos perfis da estrutura etária e impactos sobre as políticas públicas.

Biblioteconomia e Documentação

Biblioteconomia e ciência da informação: conceituação e finalidades; modelos teóricos; panorama brasileiro; sociedade da informação; terminologia de Biblioteconomia e Documentação. Normas técnicas na área de Informação e Documentação: Apresentação de citações em documentos (NBR 10520); Número Padrão Internacional para Publicações Seriadas – ISSN (NBR10525); Apresentação de trabalhos acadêmicos (NBR14724); Apresentação de publicação periódica científica impressa (NBR6021); Apresentação de artigo em publicação periódica científica impressa (NBR6022); Elaboração de referências (NBR6023); Apresentação de sumário (NBR6027); Apresentação de resumo (NBR6028); Apresentação de livros e folhetos (NBR6029); Número Padrão Internacional de Livro – ISBN (NBRISO2108). Indexação: conceito, definição, linguagens de indexação, descritores, processos de indexação, tipos de indexação. Resumos e índices: tipos e funções. Representação temática do documento: Classificação Decimal Universal – CDU: estrutura, princípios e índices principais e emprego das tabelas auxiliares; tesauros (conceitos e finalidades). Representação descritiva do documento: Catalogação (AACR-2): catalogação descritiva, entradas e cabeçalhos; catalogação de multimeios. Catálogo: tipos e funções. Organização e administração de bibliotecas: princípios e funções administrativas em bibliotecas, estrutura organizacional, as grandes áreas funcionais da biblioteca, serviços de informação, acervos: desenvolvimento de coleções (monografias, periódicos, relatórios e documentos especiais), planejamento, redes e sistemas. Serviço de referência: Disseminação Seletiva da Informação – DSI: estratégia de busca de informação, planejamento e etapas de elaboração, atendimento ao usuário. Automação: formato de intercâmbio, formato MARC, banco de dados, base de dados, planejamento da automação, periódicos e documentos eletrônicos; metadados; principais sistemas de informação automatizados nacionais e internacionais. Bibliografia: conceituação, teorias, classificação, histórico e objetivos. Gestão de bibliotecas: planejamento, organização e administração de recursos materiais, financeiros, informacionais e humanos. Marketing de serviços e produtos.

Ciências Contábeis

Contabilidade Pública: Conceituação, objeto e campo de atuação da Contabilidade Aplicada ao Setor Público; Patrimônio e Sistemas Contábeis: definições de patrimônio público, classificação do patrimônio público sob o enfoque contábil, a estrutura do sistema contábil: Planejamento e seus instrumentos sob o enfoque contábil; Transações no Setor Público: conceito de atos e fatos, alterações qualitativas e quantitativas do patrimônio público, natureza, reflexos e variações das transações no patrimônio público; Registro Contábil: definições, formalidades ou princípios dos registros contábeis, reconhecimento e bases de mensuração ou avaliação aplicáveis ao patrimônio das entidades do setor público; Demonstrações Contábeis: balanço patrimonial, balanço orçamentário, balanço financeiro, demonstrações das variações patrimoniais; O Controle Interno: abrangência, classificação; Depreciação, Amortização e Exaustão: critérios de mensuração e reconhecimento, métodos e divulgação, Avaliação e mensuração de Ativos e Passivos: disponibilidades, créditos e dívidas, estoques, investimentos permanentes, imobilizados, intangíveis, diferidos e reavaliação e redução ao valor; Prestação de Contas: análise, avaliação de comportamentos e elaboração com notas explicativas; Despesa Pública: despesa sob o enfoque patrimonial, despesa orçamentária, estrutura orçamentária da despesa orçamentária, reconhecimento da despesa sob o enfoque patrimonial, Receita Pública: reconhecimento da receita sob o enfoque patrimonial, etapas da receita orçamentária, classificação da receita, o relacionamento do regime orçamentário com o regime de competência, conceito, transferências intragovernamentais, transferências voluntárias, Princípios de Contabilidade; Legislação: Lei de Responsabilidade Fiscal – LC nº 101, de 4 de maio de 2000, e alterações posteriores, Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964, e alterações posteriores, Portaria Interministerial STN/SOF nº 163/2001, Portaria Conjunta STN/SOF nº 2/2009, Resolução CFC nº 750/1993, apêndice II, Resolução CFC nº 1.111/2007, Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicada ao Setor Público: NBCs T 16.1 a 16.11, Lei nº 11.638, de 28 de dezembro de 2007, e alterações posteriores, Decreto nº 93.872, de 23 de dezembro de 1986, e alterações posteriores, Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público – 6ª edição.

Geoprocessamento

Noções Básicas de Cartografia – escala, sistemas de coordenadas e projeção cartográfica. Noções básicas de Geografia Urbana, urbanismo, conceitos de território e produção do espaço. Sistemas de informação geográfica: conceituação, requisitos e funcionalidades; os principais sistemas em geoprocessamento: SIG, CAD, CAE; as diferenças SIG x CAD; conceitos fundamentais de topologia; relacionamentos topológicos em ambiente SIG; geoprocessamento – dados e informações geográficas; projetos de sistemas de informação geográfica: banco de dados e banco de dados geográfico; formato de dados cartográficos: raster, vetor, requisitos de topologia; armazenamento de informações geoespaciais em ambiente de banco de dados relacional e orientado a objeto (conceitos fundamentais: classes, subclasses, instâncias, Teoria de Grafos); comparação banco de dados relacionais e orientado a objetos; conhecimentos sobre Interoperabilidade entre sistemas de Informações Geográficas; metadados geográficos; serviços web de mapas; desenvolvimento de sistemas em ambiente de dados geoespaciais: lógica de programação, técnicas em computação gráfica; análise espacial em ambientes vetorial e raster (Kernel, índices de Moran, geoestatística, lógica booleana); noções básicas de sensoriamento remoto, tratamento digital de imagens e registro de imagens e mosaicagem; cartografia temática e classificação de dados.

Gestão e Infraestrutura

O Sistema Organizacional – Teoria geral dos sistemas; a organização como um sistema social; cultura organizacional; tecnologia e estratégia empresarial; estruturas de poder; liderança e motivação; gerenciamento de projetos – planejamento, acompanhamento e controle; noções básicas da administração pública direta e indireta. Orçamento Público; orçamento como instrumento de controle; integração do orçamento com a contabilidade; noções básicas das técnicas de elaboração de projeções financeiras. Administração de Materiais – Planejamento: análise, especificação, classificação; padronizações, catalogação, normalização; previsão de consumo e aquisição; lote econômico – cálculo e aplicação; aquisiçãopesquisa de mercado, cadastro, controle e escolha de fornecedores; administração de compras; noções básicas sobre processos de licitação (Lei nº 8.666/93, Lei nº 8.883/94, e alterações posteriores), Pregão (Lei nº 10.520/02 e Decreto nº 3.555/00, e alterações posteriores), Contratação de Serviços de forma indireta e contínua (Decreto nº 2.271/97, e alterações posteriores), Empenho com Garantia de Pagamento (Decreto nº 7.995/13, e alterações posteriores); noções básicas sobre armazenamento e controle; noções básicas sobre administração patrimonial. Recursos Humanos – Visão geral da área de Recursos Humanos. Conceito e cenário do Serviço Público Federal. Conceito e papel do RH nas organizações. Administração de Recursos Humanos: Regime Jurídico Único (Lei nº 8.112/90, e alterações posteriores). Registros funcionais: exigências legais. Sistemas informatizados de gestão de informações de pessoal. Processo admissional. Obrigações trabalhistas, previdenciárias e de tributos. Controle de frequência e de férias. O provimento de mão de obra no Serviço Público Federal. Planejamento, execução e acompanhamento de processos seletivos. Legislação: Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993, e alterações posteriores; Portaria nº 450, de 6 de novembro de 2002, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Desenvolvimento e avaliação de programas de treinamento.

Jornalismo

Comunicação e jornalismo: modelos teóricos de comunicação e os processos de significação; articulação dos códigos comunicacionais nas novas mídias; as diversas formas de jornalismo (online, radiojornalismo, telejornalismo, comunitário, documentário, redes sociais) e seu papel no mundo global; perfil do jornalismo com o advento das novas tecnologias; perfil da propaganda institucional e educativa; comunicação pública – Lei de Acesso à Informação, transparência, interesse público e democracia no acesso à informação; jornalismo de dados – conceitos de raspagem, limpeza e visualização de dados; comunicação cidadã (jornalismo colaborativo, financiamento coletivo, copyleft e narrativas independentes). 2. As informações e a sua extensão: política editorial; editoriais (tipos comuns e especiais); reportagem – tipos; entrevista – modalidades; titulação; o texto jornalístico – características: a estrutura da notícia; números e siglas; uso correto dos verbos. 3. Comunicação organizacional integrada: áreas e atribuições de gestão em comunicação; Políticas de Comunicação – valores, objetivos, diretrizes e procedimentos de comunicação. 4. Assessoria de imprensa: questões éticas, o papel do assessor nos órgãos públicos e na iniciativa privada; perfil do profissional: exigências; levantamento de dados, mapas, gráficos, indicativos numéricos, pesquisa complementar (livros, textos); veículos de comunicação internos e externos (house organ, revista, newsletter); clipping, clipping eletrônico; produção de releases, comunicados e notas oficiais. 5. Mídias Sociais: a Internet como ferramenta para construção da marca; a importância das redes sociais para as marcas; a interação entre marcas digitais e o seu público; construindo presença e engajamento nas redes sociais; cenário atual da exploração de redes sociais e mídias interativas por empresas; fundamentos, estrutura e técnicas da redação e edição de conteúdo para diferentes canais de mídias digitais; leitura crítica, preparação e tratamento de textos em mídias digitais; integração entre texto e comunicação visual; novas lógicas de circulação de notícias e a produção jornalística no contexto da mobilidade; conceito, identificação, gestão e impactos de crises no ambiente digital; funcionários e política interna no uso de mídias sociais.

Logística

Operações de serviços: conceitos, diferenças significativas em relação à manufatura. Administração de materiais, logística, logística integrada, cadeia de suprimento, logística reversa, cadeia de suprimento reversa: conceitos, funções, objetivos. Recursos logísticos: informação, previsões, estoques, transporte, movimentação e armazenagem. Trade-offs logísticos. Gerenciamento de Projetos. Monitoramento. Indicadores de desempenho. Qualidade, produtividade e normalização de materiais. Normas ISO. Classificação de materiais: identificação, codificação, cadastramento e catalogação. Especificação de materiais. Análise de valor. Código de barras: conceitos, normalização, equipamentos de captura. Gestão de estoques. Classificação ABC. Características e variáveis para a gestão de estoques. Sistemas de gestão de estoques. Previsões: técnicas, aplicações. Estoque de reserva. Lote e prazo econômicos. A influência de restrições e descontos por quantidade. Programação de suprimentos. Informações gerenciais em gestão de estoques. Logística de Suprimentos: do fornecedor tradicional ao comakership, global sourcing. Competitividade empresarial: conceitos, fatores sistêmicos e externalidades; estrutura de mercado (número de concorrentes); elasticidade da oferta e da demanda. Variáveis-chave em compras: qualidade, quantidade, tempo e preço. Cadeia de valor. Procedimentos de compras. Desenvolvimento e avaliação de fornecedores. Matemática financeira em compras. Cláusulas de transporte e seguro. Análise de propostas. Administração de contratos. Follow-up. Negociação: conceitos, reconhecimento de negociação ganha – ganha, interesses e posições, estilos do negociador, etapas do processo; estratégias e táticas de negociação, feedback. Logística de suprimentos e e-commerce. Operadores logísticos. Informações gerenciais em compras. Licitações e contratos: Leis Federais nº 8.666/93, nº 9.648/98 e nº 10.520/2002, suas alterações posteriores e regulamentações; Decreto Federal nº 3.555/2000, e alterações posteriores. Transportes na cadeia de suprimento. Modalidades de transporte. Transporte e meio externo. Custos de transporte. Medidas de desempenho. Sistema de armazenagem. Equipamentos. Arranjo físico. Controle de almoxarifados. Atividades de recepção. Estocagem. Picking. Expedição. Inventários. Custos de armazenagem. Informações gerenciais em armazenagem.

Métodos Quantitativos

Estatística descritiva e análise exploratória de dados – média, mediana, moda, quartis, resumo de 5 números, variância, desvio padrão, coeficiente de variação, intervalos entre quartis, valores atípicos, elaboração e interpretação de gráficos: gráfico de barras e colunas, gráfico de linhas, histograma, boxplot e ramo e folhas. Probabilidade – definições básicas e axiomas, probabilidade condicional e independência, variáveis aleatórias discretas e contínuas, função de distribuição, função de probabilidade, função de densidade de probabilidade, mudança de variável, transformação integral, estatísticas de ordem, esperança e momentos, distribuição de funções de variáveis aleatórias, distribuições: Binomial, Multinomial, Hipergeométrica, Poisson, Uniforme, Normal e Exponencial; distribuições condicionais e independência, esperança condicional, funções geradoras de momentos, lei dos grandes números, teorema central do limite, distribuições amostrais. Inferência Estatística – métodos de estimação pontual: método dos momentos e método da máxima verossimilhança, propriedades dos estimadores, estimação por intervalos, testes de hipóteses simples e compostas, nível de significância e potência do teste, viés do teste, testes t de Student, testes qui-quadrado – de aderência e de independência e de homogeneidade em tabelas de contingência, teste da razão de verossimilhanças, noções de inferência bayesiana: teorema de Bayes, distribuição a priori e a posteriori, análise conjugada, estimação pontual. Técnicas de Amostragem – amostragem aleatória simples, tamanho de amostra, estimadores de razão e regressão, amostragem estratificada, amostragem sistemática, amostragem de conglomerados, métodos de seleção com probabilidades desiguais. Modelos lineares – correlação, regressão linear simples e múltipla, estimação dos parâmetros do modelo: método de mínimos quadrados e método da máxima verossimilhança, inferência na regressão, análise de resíduos, testes para autocorrelação serial e heterocedasticidade, análise da variância, diagnósticos de qualidade do ajuste. Modelos Lineares Generalizados – família exponencial, componentes do modelo linear generalizado, especificação funcional através de Box-Cox, inferência em modelos lineares generalizados, teste de especificação (RESET), estatísticas de teste da adequação de modelos, modelos para variáveis resposta binárias e dados de contagem. Modelos para Séries Temporais – estacionariedade, função de autocorrelação, função de autocorrelação parcial, modelos ARIMA, identificação e estimação de modelos ARIMA, modelos de decomposição de séries temporais: componentes de tendência, ciclo e sazonalidade, estimação das componentes por média móvel.

Produção Gráfica / Editorial

O texto: preparação de originais; edição de texto (padronização e hierarquização de itens, realce gráfico); noções básicas de editoração segundo a Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT). Revisão: sinais de revisão mais usados, revisão tipográfica, erros mais frequentes, tipos de alinhamentos. Composição: tipos mais conhecidos. O projeto visual e gráfico: layout, boneca, artefinal, conhecimentos de diagramação e editoração eletrônica. Tipologia: famílias tipográficas mais conhecidas, corpos, sistemas de medições, fontes. O papel: principais tipos de papéis usados em produção gráfica, gramaturas, formatos. Produção gráfica: provas (cromalin, matchprint, prova de prelo etc), fotolito, retícula e policromia, cores, cores especiais (pantone), processos de impressão planográficos (offset, offset digital), eletrográficos (impressão digital) e digitais diversos (plotter, corte eletrônico), acabamento e controle de qualidade dos processos gráficos. E-books: preparação de publicações eletrônicas em software e formato apropriados. Conhecimento dos softwares da Adobe Creative Suite CS6 (Adobe InDesign CS6, Adobe Illustrator CS6 e Adobe Photoshop CS6).

Programação Visual / Webdesign

Princípios universais do design. Princípios da composição, fundamentos da Gestalt e proporções. História do design gráfico: os pioneiros do desenho industrial, o movimento Arts and Crafts, o Art Noveau, Bauhaus e Nova Tipografia, o Estilo Internacional, a escola de Nova York, sistemas de imagem corporativa, o design pós-moderno. Tipografia para impressos e para a web. Teoria das cores (psicologia da cor, simbologia das cores, sistemas de luz, sistemas pictóricos, contraste, complemento), teoria do design (alinhamento, balanço, contraste, proximidade, repetição/consistência) e tipografia (legibilidade, escalabilidade, alinhamento, composição textual, grids). Princípios da imagem digital: tamanho e resolução da imagem, formatos de imagens, produção de imagem digital para impressos e para web, profundidade de cores, imagem bitmap, imagem vetorial, balanceamento de cores, cores seguras para web. Fundamentos da animação. Conceitos de usabilidade, testes de usabilidade e heurísticas de usabilidade. Boas práticas em acessibilidade, web standards e design responsivo. Padrões de acessibilidade do Governo Federal. Conhecimentos em HTML 5, CSS 3, Metodologia CSS (OOCss, BEM, Smacss), Arquitetura da informação (projeto, hierarquização e organização de dados); Mobile first; Tableless; cross browser media; design responsivo; Media Queries; Javascript (ES6), Bibliotecas Javascript (jQuery); AJAX, Json; Frameworks (Angular 2); usabilidade, padrões W3C; visualização da informação; formatos de vídeo (AVI, MOV e MPEG4, dentre outros), Codecs de áudio e vídeo; Adobe Indesign, Adobe Photoshop, Adobe Illustrator, Adobe Dreamweaver e Adobe Premiere.

Recursos Humanos

Administração de Recursos Humanos: semelhanças e diferenças entre o Regime Jurídico Único (Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e alterações posteriores) e a contratação temporária (Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993, e alterações posteriores). Registros funcionais: exigências legais. Sistemas informatizados de gestão de informações de pessoal. Processo admissional. Obrigações trabalhistas, previdenciárias e de tributos. Controle de frequência e de férias. Rotinas de Folha de Pagamento. Equiparação salarial. Prescrição. Cálculos trabalhistas e matemáticos em RH. Administração de Programas de Benefícios. Estruturas de remuneração. Visão geral da área de Recursos Humanos. Conceito e cenário do RH em especial do desenvolvimento de pessoas no Serviço Público Federal. A moderna gestão de Recursos Humanos; novos conceitos, ferramentas de gestão e estilos de liderança e sua influência na gestão de pessoas. Recrutamento e Seleção: Instrumentos, técnicas e metodologias. Legislação: Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e alterações posteriores; Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993, e alterações posteriores; Lei nº 11.355, de 19 de outubro de 2006 (Art. 70 a Art. 88 e Art. 141 a Art. 160), e alterações posteriores.

 

Agente Censitário Administrativo (ACA), Agente Censitário Regional (ACR) e Agente Censitário de Informática (ACI)

 

Conhecimentos Básicos

 

Língua Portuguesa

I – Compreensão de texto. II – Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônimos e parônimos. III – Pontuação. Estrutura e sequência lógica de frases e parágrafos. IV – Ortografia oficial; acentuação gráfica. V – Concordância nominal e verbal. VI – Regência nominal e verbal; crase. VII – Emprego dos verbos regulares, irregulares e anômalos. VIII – Emprego e colocação dos pronomes. RACIOCÍNIO LÓGICO: Avaliação da habilidade do candidato em entender a estrutura lógica de relações entre pessoas, lugares, coisas e/ou eventos, deduzir novas informações e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura dessas relações. As questões das provas poderão tratar das seguintes áreas: estruturas lógicas; lógica de argumentação; diagramas lógicos; aritmética; álgebra e geometria básicas.

 

Conhecimentos Específicos

 

Agente Censitário Administrativo (ACA)

 

Noções de Administração

I – Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos. II – Funções administrativas: planejamento, organização, direção, coordenação e controle. III – Motivação, comunicação e liderança. IV – Eficiência e funcionamento de grupos. O indivíduo na organização: papéis e interações. Trabalho em equipe. Equipes de trabalho. V – Responsabilidade, coordenação, autoridade, poder e delegação. VI – Qualidade na prestação de Serviços. VII – Noções de atendimento ao público. VIII – Noções de documentação e arquivo.

 

Agente Censitário Regional (ACR)

 

Noções de Administração e Situações Gerenciais

I – Aspectos gerais da Administração. Organizações como sistemas abertos. II – Funções administrativas: planejamento, organização, direção, coordenação e controle. III – Motivação, comunicação e liderança. IV – Processo decisório e resolução de problemas. V – Noções básicas de gerência e gestão de organizações e de pessoas. VI – Eficiência e funcionamento de grupos. O indivíduo na organização: papéis e interações. Trabalho em equipe. Equipes de trabalho. VII – Responsabilidade, coordenação, autoridade, poder e delegação. VIII – Avaliação de desempenho. IX – Compromisso com a qualidade nos serviços prestados.

 

Agente Censitário de Informática (ACI)

 

Noções de Informática

I – Conceitos Básicos: operação de microcomputadores, funcionalidades e aspectos de configuração de CPU, monitor de vídeo, dispositivos de memória dinâmica e de massa, teclado, mouse, impressora, armazenamento de dados, conceito de diretórios e arquivos, operações usuais no manuseio de dados computacionais. II – Aspectos de Segurança dos Sistemas Computacionais: qualificações de acesso, chaves e senhas, vírus e antivírus, procedimentos de “backup”. III – Aplicativos Computacionais Básicos: funcionamento de editores de texto, planilhas eletrônicas, navegadores, conhecimentos de Word e Excel. IV – Comunicação através de Redes Computacionais: recursos necessários e mecanismos de comunicação; programas de transferência e arquivos e correio eletrônico; Organização da Intranet e Internet. V – Operação do Sistema Windows 7 ou superior.

 

Confira o edital completo e as provas do Concurso IBGE 2017:

 

Edital IBGE 2017Provas IBGE 2017

 

concurso-do-ibge-2

Concurso IBGE 2015

 

Cargos, salários e número de vagas

 

Em 2015, organizado pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, foi realizado concurso com a oferta de 600 vagas para níveis médio e superior, distribuídas entre os seguintes cargos:

Função Analista Tecnologista Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas
Vagas 90 50 460
Remuneração    R$ 4.352,49 (base)   R$ 4.352,49 (base)   R$ 2.216,45  (base)

 

O concurso de 2015 registrou 476.437 inscritos para o cargo de Técnico (nível Médio). Ou seja, uma concorrência de 1.035,7 candidatos por vaga. Já para os cargos de Analista e Tecnologista (Nível Superior) foram registrados 34.748 inscritos — uma média de 240,2 candidatos por vaga.

 

Como são as provas?

 

Saiba como foram compostas as provas do concurso IBGE 2015 para Analistas, Tecnologistas e Técnicos.

 

Analista e Tecnologista

 

Para os cargos de Analista e Tecnologista foram aplicadas provas objetivas para todas as áreas. Além disso, houve prova discursiva para o cargo de Analista – Conhecimento de Análise/Desenvolvimento de Sistemas e prova prática para o cargo de Analista – Design Instrucional e cargo de Tecnologista – Programação Visual/Webdesign.

A prova objetiva foi composta por 70 questões  de múltipla escolha (exceto para Análise/Desenvolvimento de Sistemas, com 60):

  • Língua Portuguesa
  • Língua Inglesa
  • Raciocínio Lógico Quantitativo (exceto para Tecnologista – Conhecimento de Estatística)
  • Conhecimentos Específicos

Técnico

 

A Prova Objetiva foi composta por 60 questões de múltipla escolha, nas seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa
  • Geografia
  • Matemática
  • Conhecimentos sobre o IBGE

 

Nota de corte:

Confira abaixo a nota de corte mais alta para cada área das carreiras de Analista e Tecnologista:

 

 

Já para o cargo de Técnico a nota de corte mais alta foi 58 pontos.

 

O que cai no Concurso do IBGE?

 

Veja o conteúdo programático que foi solicitado em cada uma das disciplinas de Conhecimentos Básicos para os cargos de Técnico e Analista no concurso IBGE 2015:

 

Técnico

 

Língua Portuguesa

Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna. Semântica: sentido e emprego dos vocábulos; campos semânticos; emprego de tempos e modos dos verbos em português. Morfologia: reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais; processos de formação de palavras; mecanismos de flexão dos nomes e verbos. Sintaxe: frase, oração e período; termos da oração; processos de coordenação e subordinação; concordância nominal e verbal; transitividade e regência de nomes e verbos; padrões gerais de colocação pronominal no português; mecanismos de coesão textual. Ortografia. Acentuação gráfica. Emprego do sinal indicativo de crase. Pontuação. Estilística: figuras de linguagem. Reescrita de frases: substituição, deslocamento, paralelismo; variação linguística: norma culta. Observação: os itens deste programa serão considerados sob o ponto de vista textual, ou seja, deverão ser estudados sob o ponto de vista de sua participação na estruturação significativa dos textos.

Geografia

Noções básicas de cartografia: Orientação: pontos cardeais; Localização: coordenadas geográficas (latitude, longitude e altitude); Representação: leitura, escala, legendas e convenções. Natureza e meio ambiente no Brasil: Grandes domínios climáticos; Ecossistemas. As atividades econômicas e a organização do espaço: Espaço agrário: modernização e conflitos; Espaço urbano: atividades econômicas, emprego e pobreza; A rede urbana e as Regiões Metropolitanas. Formação Territorial e Divisão Político-Administrativa: Divisão Político-Administrativa; Organização federativa. Dinâmica da população brasileira (fluxos migratórios, áreas de crescimento e de perda populacional). MATEMÁTICA: Conjuntos: operações e problemas com conjuntos. Conjuntos dos números naturais, inteiros, racionais, reais e suas operações. Representação na reta. Unidades de medida: distância, massa, tempo, área, volume e capacidade. Álgebra: produtos notáveis, equações, sistemas e problemas do primeiro grau, inequações, equação e problemas do segundo grau. Porcentagem e proporcionalidade direta e inversa. Sequências, reconhecimento de padrões, progressões aritmética e geométrica. Juros e noções de matemática financeira. Problemas de raciocínio. Geometria plana: distâncias e ângulos, polígonos, circunferência, perímetro e área. Semelhança e relações métricas no triângulo retângulo. Geometria espacial: poliedros, prismas e pirâmides, cilindro, cone e esfera, áreas e volumes. Matemática discreta: princípios de contagem, noção de probabilidade, noções de estatística, gráficos e medidas.

Conhecimentos sobre o IBGE

Conhecimentos específicos sobre o IBGE: informações sobre a Instituição, conceitos básicos para o desenvolvimento do trabalho na Agência e da atividade do Técnico de Coleta (apostila disponibilizada no endereço eletrônico www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/ibge para download).

 

Analista e Tecnologista (exceto Tecnologista – Área de Conhecimento Estatística)

 

Língua Portuguesa

Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna. Semântica: sentido e emprego dos vocábulos; campos semânticos; emprego de tempos e modos dos verbos em português. Morfologia: reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais; processos de formação de palavras; mecanismos de flexão dos nomes e verbos. Sintaxe: frase, oração e período; termos da oração; processos de coordenação e subordinação; concordância nominal e verbal; transitividade e regência de nomes e verbos; padrões gerais de colocação pronominal no português; mecanismos de coesão textual. Ortografia. Acentuação gráfica. Emprego do sinal indicativo de crase. Pontuação. Estilística: figuras de linguagem. Reescrita de frases: substituição, deslocamento, paralelismo; variação linguística: norma culta. Observação: os itens deste programa serão considerados sob o ponto de vista textual, ou seja, deverão ser estudados sob o ponto de vista de sua participação na estruturação significativa dos textos.

Língua Inglesa

Estratégias de leitura: compreensão geral; reconhecimento de informações específicas; capacidade de análise e síntese; inferência e predição; reconhecimento do vocabulário mais frequente em quaisquer tipos de textos; cognatos e falsos cognatos; função retórica; uso de metáfora. Estratégias discursivas: compreensão de partes específicas de textos de diferentes gêneros; função e estrutura discursiva; marcadores de discurso; elementos de coesão e coerência. Aspectos lexicais: reconhecimento do vocabulário mais frequente em quaisquer tipos de textos; cognatos e falsos cognatos; expressões idiomáticas; sinonímia e antonímia. Aspectos gramaticais: uso de artigos definidos e indefinidos; tempos e modos verbais; uso de preposições, conjunções e pronomes e modais; comparação; concordância nominal e verbal; formação e classe de palavras; relações de subordinação e coordenação; voz passiva, discurso direto e indireto.

Raciocínio Lógico Quantitativo

Noções básicas de lógica: conectivos, tautologia e contradições, implicações e equivalências, afirmações e negações, silogismos. II – Estrutura lógica de relações entre pessoas, lugares, objetos e eventos. III – Dedução de novas informações a partir de outras apresentadas. IV – Lógica da argumentação. V – Diagramas lógicos. VI – Análise, interpretação e utilização de dados apresentados em tabelas e gráficos. VII – Métodos Quantitativos – Estatística descritiva e análise exploratória de dados: média, mediana, quartis, variância, desvio padrão, coeficiente de variação, histograma. Números–índices e medidas de concentração: conceitos fundamentais e aplicações básicas. Probabilidade: definições básicas e conceitos, regras de probabilidade, distribuições binomial e normal. Inferência estatística: métodos de estimação pontual, propriedades dos estimadores, estimação por intervalos, testes de hipóteses simples.

 

Tecnologista – Área de Conhecimento Estatística

 

Língua Portuguesa

Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna. Semântica: sentido e emprego dos vocábulos; campos semânticos; emprego de tempos e modos dos verbos em português. Morfologia: reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais; processos de formação de palavras; mecanismos de flexão dos nomes e verbos. Sintaxe: frase, oração e período; termos da oração; processos de coordenação e subordinação; concordância nominal e verbal; transitividade e regência de nomes e verbos; padrões gerais de colocação pronominal no português; mecanismos de coesão textual. Ortografia. Acentuação gráfica. Emprego do sinal indicativo de crase. Pontuação. Estilística: figuras de linguagem. Reescrita de frases: substituição, deslocamento, paralelismo; variação linguística: norma culta. Observação: os itens deste programa serão considerados sob o ponto de vista textual, ou seja, deverão ser estudados sob o ponto de vista de sua participação na estruturação significativa dos textos.

Língua Inglesa

Estratégias de leitura: compreensão geral; reconhecimento de informações específicas; capacidade de análise e síntese; inferência e predição; reconhecimento do vocabulário mais frequente em quaisquer tipos de textos; cognatos e falsos cognatos; função retórica; uso de metáfora. Estratégias discursivas: compreensão de partes específicas de textos de diferentes gêneros; função e estrutura discursiva; marcadores de discurso; elementos de coesão e coerência. Aspectos lexicais: reconhecimento do vocabulário mais frequente em quaisquer tipos de textos; cognatos e falsos cognatos; expressões idiomáticas; sinonímia e antonímia. Aspectos gramaticais: uso de artigos definidos e indefinidos; tempos e modos verbais; uso de preposições, conjunções e pronomes e modais; comparação; concordância nominal e verbal; formação e classe de palavras; relações de subordinação e coordenação; voz passiva, discurso direto e indireto.

 

Confira o edital completo e as provas do Concurso IBGE 2015:

 

Edital IBGE 2015Provas IBGE 2015  

 

Como se preparar para o concurso do IBGE?

 

Antes de começarmos a falar sobre as principais informações do concurso, temos que lembrar que a preparação é a parte mais importante na sua jornada até a aprovação. Existem inúmeros métodos de estudos, porém é necessário encontrar o método ou a técnica que se adeque melhor à sua rotina.

Contando com a experiência de mais de 20 anos em concursos, preparamos uma análise completa com as principais características dos cursos preparatórios, os melhores, os que mais aprovam, os que cabem no seu bolso. Enfim, você terá a informação que precisa para analisar qual a melhor opção. Aproveite as dicas para turbinar sua preparação e chegar mais rápido ao seu objetivo.

 

Melhor apostila para o IBGE

 

Há pessoas que obtêm ótimos resultados estudando sozinhas, outras precisam de ajuda e investem em um curso preparatório. Se você optou por um voo solo, saiba que as apostilas serão suas melhores amigas. Por isso, é fundamental saber quais as mais conceituadas disponíveis no mercado. Se forem específicas para o concurso pretendido, tanto melhor!

Uma das mais completas é do Estratégia Concursos, que é também um dos melhores cursos do país. A apostila do Estratégia é direcionada para o concurso IBGE, com todos os conteúdos solicitados em todas as disciplinas.

Outras ótimas opções sã o Gran Cursos Online e o Exponencial, ambos  também com material vasto para download, totalmente direcionado para o concurso IBGE.

Muitas pessoas acreditam que estudar por apostila não é tão efetivo, mas as que indicamos aqui são realmente boas. No entanto, claro, tudo vai depender do quanto você se dedicar aos estudos. Pode ser um desafio ainda maior, mas é possível ser aprovado estudando por apostilas!

Confira também nosso post completo sobre as melhores apostilas para concursos.

Apostilas TJ PA

 

Melhor curso online para o IBGE

 

Se você tem como investir tempo e dinheiro em um bom curso preparatório, sem dúvidas isso fará diferença na sua preparação, porém  você precisa saber identificar o mais adequado às suas necessidades. É sempre um diferencial apostar em um curso específico para a sua área de atuação.

O Estratégia Concursos tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, conta com um material de qualidade e professores renomados. Se você quer ter a certeza que está estudando pelo melhor material e não se importa em pagar pela qualidade, o Estratégia Concursos é certamente sua melhor opção. Dentre muitos outros cursos, o Estratégia oferece um específico para o Concurso do IBGE. Veja: 

 

Curso Estratégia concurso IBGE  

 

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. Tem material completo com videoaulas, além de professores de primeira linha. Se você quer um curso com bom histórico de aprovação, além da possibilidade de estudar para mais de um concurso, o Gran Cursos certamente é uma ótima opção. Conta também com um curso específico para o Concurso IBGE:

 

Curso Gran concurso IBGE  

 

Como passar no concurso do IBGE?

 

O primeiro passo para ser aprovado em qualquer concurso público é obter todas as informações sobre ele (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Quais as melhores técnicas de estudo para passar mais rápido?

 

Há diversos métodos conhecidos (e que funcionam de verdade quando bem aplicados!) que podem potencializar seu aprendizado e lhe ajudar a passar mais rápido no concurso público, como a técnica pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada um deles e ver com qual se adapta melhor.

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

16 Melhores Técnicas e Métodos de Estudos para Concursos

Como estudar por questões e agilizar a aprovação?

 

De todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo a partir dos exercícios. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

Para saber como funciona a técnica e aplicá-la na sua preparação, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

 

Checklist do candidato no concurso do IBGE

Ainda está em dúvida se tem mesmo o perfil do candidato para o concurso IBGE? Faça agora uma rápida checklist para conferir:

  • Ter formação de Nível Médio ou Superior.
  • Ter disponibilidade para mudar de cidade.
  • Ter afinidade com a área da Previdência.
  • Ter empenho e determinação.
  • Buscar estabilidade financeira e profissional.

 

Está interessado em participar do Concurso IBGE? Pois então é melhor começar desde já sua preparação para sair na frente da concorrência!

Aproveite para visitar também nossas seções de Dicas de Estudos e Concursos Abertos.

Nelas você encontrará valiosas dicas para turbinar sua preparação, além de ter acesso aos melhores concursos abertos em todos os estados do país.

Você vai encontrar as melhores dicas de estudo, análises e notícias também em nossas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube. Confira e compartilhe com seus amigos e contatos.

Conte com a gente na caminhada até a sua aprovação.

Bons estudos!

Gostou do artigo?
[Total: 1 Average: 5]

Planilha de Estudos

Inscreva-se agora para baixar gratuitamente a Planilha definitiva de Estudos!

Confirme seu e-mail e baixe a planilha!

Desconto de 30% no Gran Cursos Online

É só CLICAR AQUI para receber o desconto

E se quiser receber outras dicas de concurso, é só assinar nossa newsletter abaixo:

Você acabou de se inscrever em nossa lista.