fbpx

%

Probabilidade Concurso

 

Atenção concurseiros do Espírito Santo…

 

 

O governador do Estado do Espírito Santo, Renato Casagrande, encaminhou à Assembleia Legislativa o PLOA – Projeto de Lei Orçamentária Anual para o ano de 2021. Além de outros concursos, o Projeto prevê a realização de um novo Concurso da Secretaria de Fazenda do Estado (Concurso SEFAZ SE). 

Em entrevista ao Jornal A Tribuna, em julho desse ano, o governador já havia confirmado a autorização para início dos trâmites para a realização do concurso.

A expectativa é de que sejam ofertadas 50 vagas para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual, com remuneração inicial de R$ 12 mil. Atualmente o órgão conta com 270 cargos vagos.

A comissão do concurso foi constituída em dezembro de 2018.

Concurso SEFAZ ES

 

Recentemente foi definido o Plano Plurianual (PPA) para o estado do Espírito Santo, entre os anos de 2020 e 2023, e no plano também está previsto o Concurso SEFAZ ES.

 

É hora de turbinar a preparação, não é mesmo?

 

Então fique de olho nas nossas dicas de estudos e nas principais informações do último concurso:

 

Quais as carreiras e atribuições?

 

O cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual tem as seguintes atribuições:

 

  • Proceder auditorias tributária e não tributária, relativas a fatos geradores de competência estadual, inclusive praticar atos relativos à análise de registros fiscais e contábeis dos contribuintes, vistoria e apreensão de mercadorias, bens, equipamentos, livros e documentos e assemelhados em meio físico, magnético, ótico ou eletrônico;
  • Requisitar informações relacionadas aos bens, direitos, negócios ou atividades de contribuintes e de terceiros, às pessoas e entidades legalmente obrigadas;
  • Atuar nas atividades relacionadas ao cadastro e à arrecadação das receitas estaduais, bem como à manutenção de sistemas de informações que apoiem a sua consolidação, controle e qualidade;
  • Sanear processo administrativo-fiscal, prestar orientação e consulta relativas à interpretação e aplicação da legislação tributária e não tributária, no âmbito da receita estadual;
  • Atuar nas atividades de coordenação, orientação e controle dos agentes arrecadadores;
  • Realizar diligência administrativa fiscal;
  • Praticar quaisquer atos administrativos que tenham por objetivo salvaguardar os interesses da Fazenda Pública Estadual.

 

Qual o nível de formação exigido?

 

nivel formaçao concurso publico

 

Para concorrer a uma vaga de Auditor Fiscal da Receita Estadual na SEFAZ ES é preciso ter formação de Nível Superior em qualquer área de atuação.

 

 

 

 

 

Quais as demais exigências?

 

Além da formação de Nível Superior, para ser Auditor Fiscal da Receita Estadual é preciso:

 

  • Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do § 1º do artigo 12 da Constituição Federal.
  • Estar em gozo dos direitos políticos.
  • Estar quite com as obrigações militares.
  • Estar quite com as obrigações eleitorais.
  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse.
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.

 

Qual o salário?

 

 

A remuneração inicial para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual é de R$ 12.069,75.

 

 

 

 

Qual a lotação?

 

No último concurso SEFAZ  ES, após a nomeação, o candidato poderá optar pelas vagas oferecidas na Região Metropolitana (Vitória), na Região Sul (Cachoeiro do Itapemirim), na Região Nordeste (Linhares) ou na Região Noroeste (Colatina), conforme demanda e conveniência da Administração, prevalecendo como critério de lotação, a classificação obtida.

 

Qual a jornada de trabalho?

 

A jornada de trabalho dos servidores da SEFAZ ES é de 40 horas semanais (8 horas diárias).

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

 

Os servidores da SEFAZ ES se movimentam na carreira em níveis (AFRE, AFRE I, AFRE II e AFRE III) e referências (1 a 15).

O desenvolvimento ocorre mediante progressão funcional e promoção.

Promoção: passagem do Auditor Fiscal da Receita Estadual de um nível para outro, em sentido vertical.

Progressão:passagem do Auditor Fiscal da Receita Estadual de uma referência para outra, dentro do mesmo nível.

 

 

 

 

Como foi a concorrência do último concurso?

 

O último concurso da Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo para o cargo de Auditor foi realizado em 2013. Foram ofertadas 16 vagas para Auditor Fiscal da Receita Estadual, com previsão para formação de cadastro reserva.

Na ocasião, houve um total de 2.691 inscritos, ou seja, uma média de 168 candidatos por vaga.

 

Quais as etapas do edital?

 

O último concurso SEFAZ ES teve quatro etapas:

 

  • Prova Objetiva: Conhecimentos Básicos (eliminatório e classificatório)
  • Prova Objetiva: Conhecimentos Específicos (eliminatório e classificatório)
  • Prova Discursiva (classificatório)
  • Prova de Títulos (classificatório)

 

Como são as provas?

 

 

As provas objetivas do concurso SEFAZ ES de 2013 foram compostas pelas seguintes matérias/disciplinas:

 

 

Conhecimentos Básicos

 

Conhecimentos Específicos

 

A prova discursiva consistiu em de quatro questões, a serem respondidas em até 15 linhas cada uma, e uma dissertação, a ser elaborada em até 30 linhas, sobre temas constantes do conteúdo programático de conhecimentos específicos.

 

Na avaliação de títulos foram aceitos os títulos relacionados a seguir (expedidos até a data da entrega, observados os limites de pontos pré-estabelecidos):

 

  • Diploma de curso de pós-graduação em nível de doutorado (título de doutor) em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos ou em Auditoria Fiscal. Também será aceito certificado/declaração de conclusão de curso de Doutorado, desde que acompanhado de histórico escolar em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos
    • Valor cada título: 5,00
    • Valor máximo: 5,00

 

  • Diploma de curso de pós-graduação em nível de mestrado (título de mestre) em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos ou em Auditoria Fiscal. Também será aceito certificado/declaração de conclusão de curso de Mestrado, desde que acompanhado de histórico escolar em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos ou em Auditoria Fiscal.
    • Valor cada título: 2,50
    • Valor máximo: 2,50

 

  • Certificado de curso de pós-graduação em nível de especialização em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos ou em Auditoria fiscal, com carga horária mínima de 360 h/a. Também será aceita a declaração de conclusão de pós-graduação em nível de especialização, desde que acompanhada de histórico escolar em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos ou em Auditoria Fiscal
    • Valor cada título: 1,25
    • Valor máximo: 2,50

 

Acesse as provas do concurso anterior:

 

Provas Concurso SEFAZ ES

 

Qual o conteúdo programático?

 

Confira na íntegra a lista de conteúdo programático do último concurso SEFAZ ES para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual:

 

Conhecimentos Básicos 

 

LÍNGUA PORTUGUESA

1 Compreensão e interpretação de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia oficial. 4 Semântica. 5 Acentuação gráfica. 6 Emprego das classes de palavras. 7 Emprego de tempos e modos verbais. 8 Emprego do sinal indicativo de crase. 9 Estrutura e formação de palavras. 8 Sintaxe da oração e do período. 9 pontuação. 10 Concordância nominal e verbal. 11 Regência nominal e verbal. 12 Significação das palavras. 13 Flexão nominal e verbal. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação.
 

LÍNGUA INGLESA

1 Compreensão de texto escrito em Língua Inglesa. 2 Itens gramaticais relevantes para a compreensão dos conteúdos semânticos.
 

ATUALIDADES

1 Tópicos relevantes e atuais de diversas áreas, tais como segurança, transportes, política, economia, sociedade, educação, saúde, cultura, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e ecologia.
 

MATEMÁTICA FINANCEIRA

1 Conceito de juros e regimes de capitalizações. 1.1 Capitalização simples: cálculo de juros e montantes. 2 Valor atual e valor nominal. 3 Operação de desconto simples: racional (por dentro), comercial (por fora) e bancário. 4 Equivalência entre taxa de juro e taxa de desconto. 5 Capitalização composta: cálculo de juros e montantes. 6 Convenção linear e exponencial quando não é fracionário. 7 Taxas equivalentes e efetivas. 7.1 Influência da inflação: taxa real e taxa aparente. 8 Desconto composto: racional e comercial. 9 Equivalência financeira. 10 Séries finitas e infinitas (ou perpétuas) de pagamentos: postecipadas, antecipadas e diferidas. 11 Utilização de tabelas financeiras. 12 Sistemas de amortização de empréstimos: Sistema Francês (Tabela Price); Sistema de Amortização Constante (SAC) e Sistema Americano de Amortização a uma e a duas taxas (Sinking Fund).
 

ESTATÍSTICA

1 Gráficos, tabelas, medidas de posição e de variabilidade. 2 Probabilidades: conceito, axiomas e distribuições (binominal, normal, poisson, qui-quadrado, etc). 3 Amostragem: amostras casuais e não-casuais. 3.1 Processos de amostragem, incluindo estimativas de parâmetros. 4 Inferência: intervalos de confiança. 5 Testes de hipóteses para médias e proporções. 6 Correlação e regressão. RACIOCÍNIO LÓGICO: 1 Conceitos básicos de raciocínio lógico: proposições; valores lógicos das proposições; sentenças abertas; número de linhas da tabela verdade; conectivos; proposições simples; proposições compostas. 2 Tautologia. 3 Operação com conjuntos.
 

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO

1 Conceito e fontes do Direito Administrativo. 2 Regime jurídico administrativo. 3 A Administração Pública: conceito. 3.1 Poderes e deveres do administrador público. 3.2 Organização administrativa brasileira: princípios, espécies, formas e características. 3.3 Centralização e descentralização da atividade administrativa do Estado. 3.4 Concentração e Desconcentração. 3.5 Administração Pública Direta e Indireta, Autarquias, Fundações Públicas, Empresas Públicas, Sociedades de economia mista. 3.6 Entidades paraestatais. 3.7 Organizações Sociais. 4 Atos Administrativos: fatos da Administração Pública, atos da Administração Pública e fatos administrativos. 4.1 Conceito, formação, elementos, atributos e classificação. 4.2 Mérito do ato administrativo. 5 Serviços Públicos: conceitos, classificação, regulamentação, controle, permissão, concessão e autorização. 6 Controle da Administração Pública: conceito. 6.1 Tipos e formas de controle. 6.2 Controle interno e externo. 6.3 Controle prévio, concomitante e posterior. 6.4 Controle parlamentar. 6.5 Controle pelos tribunais de contas. 6.6 Controle jurisdicional. 6.7 Meios de controle jurisdicional. 7 Contrato Administrativo. 7.1 Conceito. 7.2 Características. 7.3 Classificação. 7.4 Rescisão. 7.5 Modalidades. 7.6 Contrato de gestão. 7.7 Convênio. 7.8 Consórcio. 8 Licitação (Lei Federal nº 8.666/1993 e atualizações). 8.1 Conceito. 8.2 Princípios. 8.3 Obrigatoriedade. 8.4 Dispensa e inexigibilidade. 8.5 Modalidades. 8.6 Procedimento. 8.7 Anulação e revogação. 8.8 Recursos administrativos. 9 Improbidade administrativa. 9.1 Lei de Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429/1992). 10 Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis do Estado do Espírito Santo: (LC nº 46/1994, e modificações posteriores).
 

DIREITO PENAL

1 Aplicação da lei penal. 1.1 Princípios da legalidade e da anterioridade. 1.2 A lei penal no tempo e no espaço. 1.3 Tempo e lugar do crime. 1.4 Lei penal excepcional, especial e temporária. 1.5 Territorialidade e extraterritorialidade da lei penal. 1.6 Pena cumprida no estrangeiro. 1.7 Eficácia da sentença estrangeira. 1.8 Contagem de prazo. 1.9 Frações não computáveis da pena. 1.10 Interpretação da lei penal. 1.11 Analogia. 1.12 Irretroatividade da lei penal. 1.13 Conflito aparente de normas penais. 2 O fato típico e seus elementos. 2.1 Crime consumado e tentado. 2.2 Pena da tentativa. 2.3 Concurso de crimes. 2.4 Ilicitude e causas de exclusão. 2.5 Excesso punível. 2.6 Culpabilidade. 2.6.1 Elementos e causas de exclusão. 3 Imputabilidade penal. 4 Concurso de pessoas. 5 Crimes contra a pessoa. 6 Crimes contra o patrimônio. 7 Crimes contra a fé pública. 8 Crimes contra a administração pública. 9 Lei nº 8.072/1990 (delitos hediondos). 10 Disposições constitucionais aplicáveis ao direito penal.
 

NOÇÕES DE DIREITO INTERNACIONAL

1 Tratados Internacionais. 1.1 Tratados internacionais e as regras do Comércio Internacional. 2 Organização Mundial do Comércio (OMC). 2.1 Normas. 2.2 Princípios. 2.3 Estrutura. 3 Ordem Econômica Internacional e os Tratados Internacionais Tributários.
 

NOÇÕES DE DIREITO CIVIL

1 A empresa, o empresário e o estabelecimento empresarial, nome empresarial. 2 Empresário individual. 3 Sociedades empresárias e simples: conceito, ato constitutivo, personalidade jurídica, contrato social, classificação e tipos de sociedades, direitos, deveres e responsabilidades dos sócios, administração e gerência. 4 Sociedade limitada. 5 Sociedades por ações. 6 Registro público de empresas. 7 Contratos comerciais: compra e venda mercantil, alienação fiduciária em garantia, arrendamento mercantil, concessão e representação comercial, franquia mercantil, cartões de crédito. 8 Aquisição da propriedade imóvel: registro de imóveis, acessão física, compra e venda. 9 Direitos reais sobre bens imóveis: enfiteuse, servidões, uso, usufruto e habitação, do direito do promitente comprador. 10 Cessão de direitos de bens imóveis. 11 Falência e concordata. 12 Intervenção e liquidação extrajudicial.
 

CONHECIMENTOS DE INFORMÁTICA

1 Conceitos básicos de informática, componentes funcionais de computadores (hardware e software), periféricos e dispositivos de entrada, saída e armazenamento de dados. 2 Conceitos básicos de sistemas operacionais, características dos principais sistemas operacionais do mercado (Windows e Linux). 3 Noções dos ambientes Microsoft Office e BR Office. 4 Conceitos relacionados à Intranet e Internet. 5 Navegadores. 6 Correio eletrônico. 7 Conceitos e funções de aplicativos de editores de texto, planilhas eletrônicas, apresentações e gerenciadores de banco de dados. 8 Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos e pastas. 9 Segurança da informação.

 

Conhecimentos Específicos 

 

DIREITO TRIBUTÁRIO

1 Sistema Tributário Nacional. 2 Princípios Constitucionais. 3 Competência da União, dos Estados e do Distrito Federal e dos Municípios para instituir tributos, contribuições e empréstimos compulsórios. 4 Limitações constitucionais da competência tributária. 5 Código Tributário Nacional e a teoria da recepção. 6 Normas gerais de direito tributário. 7 Tributo. Conceito. 8 Natureza jurídica específica dos tributos. 9 Impostos, taxas, contribuições de melhoria, contribuições parafiscais e empréstimos compulsórios. 10 Competência tributária. 11 Legislação tributária: emendas à constituição, leis complementares, leis ordinárias, leis delegadas, medidas provisórias, tratados e convenções internacionais, decretos legislativos, resoluções do Senado, decretos e normas complementares. 12 Vigência, aplicação, interpretação e integração da legislação tributária. 13 Relação jurídica tributária: elementos estruturais, obrigação tributária principal e acessória. 14 Fato gerador. 15 Sujeito ativo e passivo. 16 Solidariedade. 17 Capacidade tributária. 18 Domicílio tributário. 19 Responsabilidade tributária. 20 Responsabilidade dos sucessores. 21 Responsabilidade de terceiros. 22 Responsabilidade por infrações. 23 Crédito tributário. Conceito. Constituição. 24 Hipóteses de alteração do lançamento. 25 Modalidades de lançamento. 26 Suspensão da exigibilidade do crédito tributário. 27 Extinção do crédito tributário. 28 Pagamento indevido. 29 Exclusão do crédito tributário. 30 Garantias e privilégios do crédito tributário. 31 Administração tributária. 32 Fiscalização. 33 Dívida ativa. 34 Certidões negativas.
 

DIREITO CONSTITUCIONAL

1 Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. 1.1 Princípios fundamentais. 2 Aplicabilidade das normas constitucionais. 2.1 Normas de eficácia plena, contida e limitada. 2.2 Normas programáticas. 3 Direitos e garantias fundamentais. 3.1 Direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, direitos de nacionalidade, direitos políticos, partidos políticos. 4 Organização político-administrativa do Estado. 4.1 Estado federal brasileiro, União, estados, Distrito Federal, municípios e territórios. 5 Administração pública. 5.1 Disposições gerais, servidores públicos. 6 Poder executivo. 6.1 Atribuições e responsabilidades do presidente da República. 7 Poder legislativo. 7.1 Estrutura. 7.2 Funcionamento e atribuições. 7.3 Processo legislativo. 7.4 Fiscalização contábil, financeira e orçamentária. 7.5 Comissões parlamentares de inquérito. 8 Poder judiciário. 8.1 Disposições gerais. 8.2 Órgãos do poder judiciário. 8.2.1 Organização e competências, Conselho Nacional de Justiça. 8.2.1.1 Composição e competências. 9 Funções essenciais à justiça. 9.1 Ministério público, advocacia pública. 9.2 Defensoria pública.
 

LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA

(vigente até a data de publicação deste Edital) 1 Imposto Sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação. 1.1 Fato gerador e da incidência. 1.2 Não incidência. 1.3 Isenções e demais benefícios. 1.4 Suspensão. 1.5 Diferimento. 1.6 Base de Cálculo. 1.7 Alíquota. 1.8 Regimes especiais de tributação. 1.9 Sujeição passiva: contribuinte, substituto tributário, responsável, responsável solidário. 1.10 Cadastro fiscal e da inscrição. 1.11 Local da operação e da prestação. 1.12 Estabelecimento. 1.13 Compensação do imposto. 1.14 Apuração do imposto. 1.15 Prazos de pagamento. 1.16 Documentário Fiscal e outras obrigações do contribuinte. 1.17 Obrigações especiais dos transportadores. 1.18 Sujeição a regime especial de fiscalização. 1.19 Apreensão de documentário, de mercadoria ou de bem e da sua destinação. 1.20 Multas e sua redução. 1.21 Redução das multas. 1.22 Pagamento parcelado. 1.23 Disposições gerais. Lançamentos. 1.24 Valor de referência do tesouro estadual. 1.25 Juros. 1.26 Fiscalização. 1.27 Consulta. 1.28 Infrações. 1.29 Penalidades. 1.30 Dívida ativa. 1.31 Certidão negativa. 1.32 Processo tributário administrativo. 1.32.1 Disposição preliminar. 1.32.2 Processo fiscal. 1.32.3 Prazos. 1.32.4 Intimação. 1.32.5 Auto de infração. 1.32.6 Impugnação. 1.32.7 Julgamento. 1.32.8 Recurso. 1.32.9 Rito especial e da notificação de débito. 1.33 Selo fiscal de autenticidade. 1.34 Disposições transitórias finais. 2. Lei Complementar nº 87/1996. 3 Lei Complementar nº 24/1975. 4 Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101/2000). 5 Crime contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo. (Lei nº 8.137/1990). 6 Serviços sujeitos ao Imposto sobre Serviços de Qualquer natureza (ISSQN) (Lei Complementar nº 116/2003). 7 Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (Lei Complementar nº 123/2006). 8 Convênio S/Nº/70, de 15 de dezembro de 1970. 9 Convênio SINIEF 06/1989. 10 Lei 7.000, de 27/12/01 (ICMS) 11 Decreto nº 1.090-R, de 25/10/02 (Regulamento do ICMS) 12 Lei nº 7001, de 27/12/2001 (Taxas). 13 Lei nº 6.999/2001, de 27/12/01 (IPVA). 14.Decreto nº 1008-R, de 05/03/2002 (Regulamento do IPVA). 15 Lei nº 4.215, de 27/01/89 (ITCD).16 Decreto nº 2.803-N, de 21/04/89 (Regulamento do ITCD). 18 Lei n.º 2.508, de 22/05/70.
 

CONTABILIDADE GERAL

1 Conceito, objeto, finalidade, técnicas contábeis, usuários da informação contábil. 2 Princípios e Normas Brasileiras de Contabilidade emanadas pelo Conselho Federal de Contabilidade. 3 Patrimônio: conceito, componentes, equação fundamental do patrimônio, representação gráfica dos estados patrimoniais, diferenciação entre capital e patrimônio. 4 Itens patrimoniais: conteúdo, conceitos, estrutura, formas de avaliação e classificação dos itens patrimoniais do ativo, do passivo e do patrimônio líquido. 5 Atos e fatos contábeis: permutativos, modificativos e mistos. 6 Contas: conceito, tipos de contas, teoria das contas, débito, crédito, saldo, funcionamento das contas, contas patrimoniais e de resultado, grupos e classes de contas patrimoniais segundo a Lei nº 6.404/1976. 7 Regime de apuração: caixa e competência. 8 Escrituração contábil: conceito, métodos de escrituração, livros de escrituração, lançamento contábil, erros de escrituração e correções. 9 Sistema de partidas dobradas. 10 Demonstrações contábeis: balanço patrimonial, demonstração do resultado do exercício, demonstração de lucros ou prejuízos acumulados, demonstração das mutações do patrimônio líquido, demonstração dos fluxos de caixa, demonstração do valor adicionado, notas explicativas às demonstrações contábeis quanto ao conteúdo, forma de apresentação e exigências legais de informações. 11 Ajustes, classificações e avaliações dos itens patrimoniais exigidos pelas novas práticas contábeis adotadas no Brasil trazidas pela Lei nº11.638/2007 e pela Lei nº 11.941/2009. 12 Estoques: tipos de inventário, critérios e métodos de avaliação. 13 Apuração do custo das mercadorias vendidas. 14 Tratamento contábil dos tributos incidentes em operações mercantis.
 

CONTABILIDADE AVANÇADA

1 Critérios de avaliação e baixas das contas do ativo: investimentos, imobilizado e intangível. 2 Contabilização de vendas, compras, devoluções, prestações de serviços, abatimentos, despesas e receitas operacionais e não operacionais. 3 Consolidação das demonstrações contábeis: conceitos e objetivos da consolidação, critérios contábeis aplicados, obrigatoriedade e divulgação. 4 Reorganização e reestruturação de empresas: processos de incorporação, fusão, cisão e extinção de empresas. 5 Aspectos contábeis, fiscais e legais da reestruturação social. 6 Redução do valor recuperável de ativos: objetivo, alcance, definições, procedimentos, divulgação e demais aspectos da Resolução nº 1.110/2007 do CFC. 7 Efeitos das mudanças nas taxas de câmbio e conversão de demonstrações contábeis: objetivo, alcance, definições, procedimentos, divulgação e demais aspectos objeto da Resolução nº 1.120/2008 do CFC. 8 Conceitos e procedimentos: filiais, agências, sucursais ou dependências no exterior. 9 Conversão das demonstrações de uma entidade no exterior. 10 Ativo intangível: objetivo, alcance, definições, procedimentos, divulgação e demais aspectos objeto da Resolução nº 1.139/2008 do CFC. 11 Conceitos e procedimentos: reconhecimento e mensuração. 12 Reconhecimento de despesa. 13 Mensuração após reconhecimento. 14 Vida útil. 15 Ativo intangível com vida útil definida e indefinida. 16 Recuperação do valor contábil, perda por redução ao valor recuperável de ativos. 17 Baixa e alienação. 18 Operações de arrendamento mercantil: objetivo, alcance, definições, procedimentos, divulgação e demais aspectos objeto da Resolução nº 1.141/2008 do CFC. 19 Custos de transação e prêmios na emissão de títulos e valores mobiliários: objetivo, alcance, definições, procedimentos, divulgação e demais aspectos objeto da Resolução nº 1.142/2008 do CFC. 20 Conceitos e procedimentos: contabilização das captações de recursos para o capital próprio, da aquisição de ações de emissão própria (ações em tesouraria), captação de recursos de terceiros e contabilização temporária dos custos de transação. 21 Subvenção e assistência governamentais: objetivo, alcance, definições, procedimentos, divulgação e demais aspectos objeto da Resolução nº 1.143/2008 do CFC. 22 Partes, ajuste e valor presente: objetivo, alcance, definições, procedimentos, divulgação e demais aspectos objeto da Resolução nº 1.151/2009 do CFC.
 

CONTABILIDADE DE CUSTOS

1 Funções da contabilidade de custos, financeira e gerencial. 2 Custo: conceito, classificação, sistemas, formas de produção, formas de custeio, sistemas de controle de custos e nomenclaturas aplicáveis a custos. 3 Evidenciação das contas patrimoniais, resultados e custos nas demonstrações contábeis das indústrias. 4 Sistemas de custeio: custeio por absorção e custeio variável. 5 Avaliação dos estoques de produtos em elaboração, produtos acabados e produção equivalente. 6 Apuração do custo dos produtos vendidos e dos serviços prestados. 7 Tratamento contábil e formas de contabilização. 8 Custeio e controle dos materiais diretos: custo de aquisição, inventários, critérios de avaliação e identificação do consumo de materiais e tratamento das perdas. 9 Custeio, controle e tratamento contábil da mão de obra direta e indireta. 10 Custeio, tratamento contábil, taxas de aplicação, análise das variações e controle dos custos indiretos de fabricação. 11 Critérios de rateio e departamentalização dos custos. 12 Sistemas de produção: custos por ordem, custos por processo ou por produção contínua, tratamento contábil e avaliação do processo produtivo. 13 Avaliação de estoques na produção contínua. 14 Conceito de produção equivalente. 15 Sistemas de controles dos custos: custo padrão e custo por estimativa. 16 Tratamento contábil e análise das variações. 17 Critérios de avaliação dos produtos em elaboração e dos produtos acabados. 18 Tratamento das perdas e adições de unidades produzidas. 19 Custeio da produção conjunta. 20 Co-produtos, subprodutos e sucatas: conceito, cálculo e tratamento contábil. 21 Custeio direto ou variável. 22 Conceito de margem de contribuição total e unitária. 23 Margem de contribuição e retorno sobre o investimento. 24 Análise das relações custo/volume/lucro. 25  O ponto de equilíbrio contábil, econômico e financeiro. 26 Alterações dos custos fixos e variáveis e sua influência no ponto de equilíbrio. 27 Custeio baseado em atividades – ABC – Activity Based Costing.
 

 

Qual a banca?

 

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

O último edital do concurso SEFAZ ES foi realizado pela CEspe/Cebraspe. Contudo, ainda não se sabe qual será a banca do próximo.

Aproveite para conferir as análises completas que fizemos das mais importantes instituições do país. Clique no nome de cada uma e saiba mais:

 

Cebraspe

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

A preparação para um concurso costuma, de fato, ser exaustiva. Mas para facilitar um pouco a sua vida, há técnicas que potencializam o aprendizado e, assim, podem agilizar a aprovação.

Entre as técnicas conhecidas estão a pomodoro e a de ciclo de estudos. Além disso, você pode estudar com flash cards ou mapas mentais.  No entanto, de todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões.

O estudo por questões ajuda a reter a informações e revisar a matéria, tornando o processo de memorização do conteúdo mais simples e efetivo. Alguns cursos preparatórios oferecem material com questões comentadas pelos professores, o que facilita ainda mais.

Contudo, ressaltamos que o ideal é experimentar cada uma das técnicas e ver com qual você se adapta melhor. Por isso, confira também nosso post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

E se você está em busca de dicas que lhe ajudem a manter a energia em alta no período de preparação, não deixe de acessar nosso post com as 5 melhores técnicas de motivação.

 

Prefere dicas em vídeo? Acesse nossa seção com dicas de concursos, melhores cursos preparatórios, guia do primeiro concurso e muito mais!

 

 

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

 

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. Afinal, é sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a área ou cargo pretendido.

Desse modo, veja algumas opções realmente boas:

 

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. De fato, tem material completo com videoaulas, além de professores de primeira linha. Assim, se você quer um curso com bom histórico de aprovação, e a possibilidade de estudar para mais de um concurso, o Gran Cursos certamente é uma ótima opção.

 

Curso Gran Concurso SEFAZ ES

 

Estratégia ConcursosO Estratégia Concursos tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, pois conta com um material de qualidade e professores renomados. Ou seja, se você quer ter a certeza que está estudando pelo melhor material e, além disso, não se importa em pagar pela qualidade, o Estratégia Concursos é, com efeito, sua melhor opção.

 

Curso Estratégia Concurso SEFAZ ES

 

O Exponencial é mais uma excelente alternativa. Igualmente aos demais cursos, é voltado para o aprendizado acelerado, mas oferece ainda o interessante serviço de coaching 100% especializado.

 

Quer conhecer outras opções? Confira no link a seguir:

 

Melhores Cursos Online para Agilizar sua Aprovação!

 

 

Checklist do candidato

 

Agora que você chegou ao fim do post, é hora de retomar alguns pontos e fazer uma checklist para confirmar se o concurso SEFAZ ES é mesmo para você:

 

  • Ter formação de Nível Superior em qualquer área de atuação;
  • Ter afinidade com as áreas fiscal e contábil;
  • Ter dedicação e empenho;
  • Desejar estabilidade financeira e profissional. 

 

Acompanhe nossas redes sociais para saber as novidades, ler análises completas e ter acesso a dicas de estudo para arrasar nas provas.

Estamos no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Conte com a gente e bons estudos!

ASSINATURA ILIMITADA DO GRANCOM MAIS DE 80% DE DESCONTO
(pouco tempo!)

CLIQUE AQUI PARA PEGAR SEU CUPOM

Prontinho, agora você tem acesso a todo material grátis.