Na lista dos concursos militares mais aguardados de 2018 podemos incluir o concurso do IME. A boa notícia é que ele está previsto na página oficial do instituto e seu edital deve ser lançado entre agosto e setembro.

 

Então, quem sonha ser aprovado nesta seleção, já pode ir turbinando os estudos. E se ainda não começou, é melhor não perder mais tempo!

 

Neste artigo reunimos todas as informações relevantes sobre o concurso do IME: requisitos, atribuições dos oficiais, remunerações, detalhes do edital passado, tipos de provas, conteúdos programáticos e muito mais!

 

Confira agora!

 

 

Principais informações sobre o Concurso IME 2018

 

O que é IME?

O Instituto Militar de Engenharia (IME) integra o Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) e é responsável pelo Ensino Superior e a pesquisa básica de Engenharia no Exército Brasileiro. No instituto há cursos de graduação, pós-graduação e extensão universitária para militares e civis. O IME também presta serviços e executa atividades técnico-científicas para outros órgãos.

 

Quais as carreiras e atribuições?

 

A admissão no IME é chamada de vestibular, porém tem caráter de concurso público para a carreira de Oficial do Exército Brasileiro.

 

O Curso de Formação e Graduação de Oficiais do IME tem duração de cinco anos.  

 

Após o término do segundo ano, o aluno poderá optar por uma das áreas de especialização em Engenharia oferecidas pelo instituto de acordo com a classificação alcançada e o número de vagas estipulado todos os anos pelo Estado-Maior do Exército.

 

Veja quais as especialidades oferecidas pelo IME:

 

  • Engenharia Civil (Fortificação e Construção).
  • Engenharia Elétrica.
  • Engenharia Eletrônica.
  • Engenharia de Comunicações.
  • Engenharia Mecânica e de Armamento.
  • Engenharia Mecânica e de Automóveis.
  • Engenharia de Materiais.
  • Engenharia Química.
  • Engenharia Cartográfica.
  • Engenharia da Computação.

 

O IME oferece dois tipos de curso de formação: para Oficiais da Ativa, que pretendem seguir na carreira militar, e para Oficiais da Reserva, que não pretendem seguir carreira militar.

 

Quais os pré-requisitos?

Para ser aluno do IME é preciso ser aprovado em concurso público. Veja quais os requisitos básicos para fazer parte do instituto:

 

CFG (Ensino Médio)

 

ATIVA

Ter no mínimo 16 (dezesseis) anos de idade, completados até 31 de dezembro do ano da matrícula no CFG do IME; e ter no máximo, 22 (vinte e dois) anos de idade, completados até 31 de dezembro do ano da matrícula no CFG do IME.

RESERVA

Ter no mínimo 16 (dezesseis) anos de idade, completados no período de 1o de janeiro a 31 de dezembro do ano do concurso (ano anterior ao da matrícula no CFG do IME); e ter no máximo, 21 (vinte e um) anos de idade, completados no período de 1o de janeiro a 31 de dezembro do ano do concurso (ano anterior ao da matrícula no CFG do IME).

 

CFrm (Ensino Superior em Engenharia)

  • Ser brasileiro(a) nato(a)
  • Ter no máximo 25 anos completados no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro do ano do concurso
  • Ter concluído com aproveitamento, até o ato da matrícula, a graduação em Engenharia plena por Instituição de Ensino Superior
  • Oficialmente reconhecida, em área de engenharia objeto do concurso, que o habilite ao exercício da profissão

 

Qual o salário?

Durante os quatro primeiros anos do curso de formação do IME, os alunos da carreira Ativa têm uma ajuda de custo mensal em torno de R$ 1.200,00.

No quinto ano do curso eles são promovidos ao posto de Primeiro-tenente e passam a receber uma remuneração compatível com o mercado para a área que escolheram (normalmente, algo em torno de R$ 4.000,00). Após formados, esse valor pode ultrapassar os R$ 8.000,00.

Os alunos da Reserva recebem os mesmos benefícios da Ativa, mas somente durante o primeiro ano. Após a conclusão do curso, passam a integrar o Quadro de Engenheiros Militares da Reserva, mas podem atuar na carreira civil.

 

Quais os benefícios?

Durante os quatro primeiros anos do curso de formação do IME, os alunos da carreira Ativa têm direito ao fardamento, alimentação, assistência médica, assistência odontológica, assistência psicológica e alojamento (caso necessário).

 

Qual a lotação?

O Curso de Formação e Graduação de Oficiais do IME é realizado na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Após o término dos cinco anos de preparação, os Oficiais da Ativa poderão ser alocados onde houver demanda do Exército Brasileiro.

 

Como é o dia a dia da função?

O Curso de Formação e Graduação tem como objetivo a formação do oficial e a graduação do Engenheiro militar para cargos privativos da Engenharia Militar. Ou seja, no dia a dia compreende a graduação em uma das especialidades de Engenharia e, simultaneamente, a formação militar necessária ao oficial da ativa ou da reserva.

 

A rotina no curso é puxada, com horários rígidos e cronograma intenso. Além das aulas acadêmicas, os alunos recebem cerca de oito horas de instrução militar por semana no primeiro ano (esse número diminui a partir do segundo).

 

A instrução militar é ministrada nos Curso de Formação de Oficiais da Reserva e Curso de Formação de Oficiais Engenheiros Militares, com estágios diferenciados para cada um deles.

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

Os concursos de órgãos militares, como os do Exército, são ótimos para quem procura um plano de carreira seguro e claro.

 

Isso porque na carreira militar você pode avançar cargos – de tenente oficial, por exemplo, para capitão, e depois para outros postos hierárquicos ainda mais altos. Para isso, é preciso muita dedicação, disciplina e, claro, aperfeiçoamento contínuo com os cursos propostos no regimento.

 

Como foi a concorrência do último concurso?

 

Em 2017, o IME ofertou 74 vagas para oficiais da Ativa e 24 para oficiais da Reserva. Estima-se que, este ano, os números se equiparem.

O concurso IME 2017 recebeu mais de 4 mil inscrições e o número divulgado foi de 42 candidatos por vaga.

No entanto, a questão da concorrência é muito subjetiva. Isso porque nem 10% dos candidatos estão realmente aptos a concorrer uma vaga.

Explica-se: muito poucos tiveram uma preparação adequada, com um cronograma apropriado e um número de horas suficiente. Além disso, muitos inscritos acabam não comparecendo na hora da prova. Os índices de abstenção em concursos públicos são bem altos.

Ou seja,

não paute sua caminhada na concorrência e, sim, no seu próprio esforço. Para o candidato bem preparado, não há obstáculo impossível!

 

Como é o edital?

O edital do concurso IME 2018 deverá ser nos mesmo moldes do anterior. Ou seja, dividido em três etapas:

  • 1ª etapa: Exame Intelectual (provas escritas e discursivas).
  • 2ª etapa: Inspeção de Saúde.
  • 3ª etapa: Exame de Aptidão Física.

 

Como são as provas?

O IME  divide as provas do Exame Intelectual (EI) em duas fases: uma objetiva de múltipla escolha e outra discursiva. Elas são iguais em conteúdo tanto para candidatos da Ativa quanto da Reserva e ambas têm a duração máxima para a conclusão de 4 horas.

  • 1ª Fase

Uma prova objetiva de Matemática, Física e Química, de caráter eliminatório, e que compreende 40 questões (15 de matemática, 15 de física e 10 de química).

 

  • 2ª Fase

Três provas discursivas das matérias específicas (Matemática, Física e Química) e duas provas mistas (com questões objetivas e/ou discursivas) de Português (redação) e de Inglês, eliminatórias e classificatórias com os seguintes pesos:

  • Matemática: peso 3,0
  • Física: peso 2,5
  • Química: peso 2,5
  • Português: peso 1,0
  • Inglês: peso 1,0

 

As provas do IME são sempre realizadas nas seguintes cidades:

 

  • Belém – PA
  • Belo Horizonte – MG
  • Brasília – DF
  • Campinas – SP
  • Campo Grande – MS
  • Curitiba – PR
  • Fortaleza – CE
  • Goiânia – GO
  • Juiz de Fora – MG
  • Manaus – AM
  • Porto Alegre – RS
  • Recife – PE
  • Rio de Janeiro – RJ
  • Salvador – BA
  • São José dos Campos – SP
  • São Paulo – SP
  • Vila Velha – ES

 

Qual o conteúdo programático?

Veja abaixo o conteúdo programático de cada uma das disciplinas do concurso do IME:

 

Matemática

 

Teoria de Conjuntos. Funções. Número Complexos. Polinômios. Equações e inequações Algébricas. Trinômio do 2º Grau. Progressões aritméticas e geométricas. Análise combinatória, Probabilidade e Binômio de Newton. Matrizes, Determinantes e Sistema de Equações Lineares. Logaritmos e Função Exponencial. Trigonometria. Geometría Analítica. Geometria Plana. Geometria Espacial.

 

Física

Noções sobre medidas físicas. Cinemática da partícula. Conceito de força. Equilíbrio de uma partícula. Leis fundamentais da Mecânica. Dinâmica do movimento retilíneo. Trabalho e energia cinética. Energia potencial. Conservação da energia mecânica. Forças conservativas e dissipativas. Gravitação universal. Movimentos periódicos. Termologia. Ondas transversais e longitudinais. A natureza do som. Altura, intensidade e timbre de um som. Óptica geométrica. Natureza ondulatória da luz. Cargas elétricas. Condutores e isolantes. Campo magnético. Indução eletromagnética.

 

Química

Matéria e substância. Teoria atômica-molecular. Mol. Combinação dos elementos. Gases. Estrutura eletrônica dos átomos. Propriedades periódicas. Ligação química. Radioatividade. Fórmula química. Reações e equações químicas. Soluções. Eletrólitos.Titulometria. Equilíbrio químico. Cinética química. Eletroquímica. Termodinâmica química. Principais funções da química inorgânica. Princípios de química orgânica. Análise orgânica elementar. . Hidrocarbonetos. Funções oxigenadas. Funções nitrogenadas. Lipídios, glicídios, proteínas e ácidos nucleicos. Elastômeros e plásticos.

 

Língua Portuguesa

Tópicos gramaticais, tópicos da Literatura Brasileira, interpretação e correção gramatical. Gramática normativa: ortografia, acentuação gráfica, pontuação, classes das palavras, flexão nominal e verbal, sintaxe de regência, da colocação e de concordância, formação e estrutura da palavra, estrutura da frase portuguesa (termos da oração, período composto por coordenação e subordinação). Recursos estilísticos, sinonímia, polissemia, denotação, conotação e tipos de discurso.

 

Língua Inglesa

Tradução para o Português de textos em Inglês correspondentes ao nível de 2º ciclo completo. Desenvolvimento, de pequenos trechos em resposta a perguntas. Interpretação de texto.

 

Como funciona a prova prática?

A prova prática no concurso IME 2018 é, na verdade, o Exame de Aptidão Física (EAF). Nele, o candidato terá que executar uma série predeterminada de exercícios em dois dias distintos. Confira quais são eles e os tempos previstos:

 

Importante lembrar que o EAF só é realizado no Rio de Janeiro, ou seja, após o candidato ter sido aprovado nas duas etapas anteriores.  

 

Qual a banca?

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

 

Nos concursos militares, é praxe que os editais sejam organizados por bancas próprias. No caso do concurso do IME, a banca responsável é o Departamento de Educação e Cultura do Exército.

 

Como se preparar?

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

 

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

 

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Quais as melhores apostilas?

Há pessoas que obtêm ótimos resultados estudando sozinhas, outras precisam de ajuda e investem em um curso preparatório. Se você optou por um voo solo, saiba que as apostilas serão suas melhores amigas. Por isso, é fundamental saber quais as mais conceituadas disponíveis no mercado. Se forem específicas para o concurso pretendidos, tanto melhor!

 

Uma das mais completas é do Estratégia Concursos, que é também um dos melhores cursos do país. A apostila do Estratégia é direcionada para o concurso do IME, com todos os conteúdos solicitados nos principais editais da área.

 

Outra ótima opção é o Gran Cursos Online. Igualmente, tem material vasto para download, totalmente direcionado para a área militar. No Gran você ainda pode contratar um plano de assinatura que dá acesso a todos os mais de 7 mil cursos disponíveis na plataforma.

 

Muitas pessoas acreditam que estudar por apostila não é tão efetivo, mas as que indicamos aqui são realmente boas. No entanto, claro, tudo vai depender do quanto você se dedicar aos estudos. Pode ser um desafio ainda maior, mas é possível ser aprovado estudando por apostilas!

 

Confira também nosso post completo sobre as melhores apostilas para concursos.

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. É sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a sua área de atuação.

 

O  Estratégia Concursos, por exemplo, tem um curso direcionado para o concurso do IME. Além disso, o Estratégia tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, conta com um material de qualidade e professores renomados.

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. Da mesma forma, tem material completo, com videoaulas, e professores de primeira linha.

Ainda tem dúvidas? Aproveite para conferir nosso ranking completo com os melhores cursos preparatórios para concursos.

Melhores cursos preparatórios para concursos

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor.

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Como estudar por questões?

De todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação! Por isso, é importante acessar as provas anteriores do concurso do IME. O material está disponível na página oficial do instituto.

 

E para saber como funciona a técnica de estudos por questões, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

 

Qual a previsão de próximo concurso?

 

O IME abre inscrições todos os anos para o Curso de Formação e Graduação de Oficiais. Este ano, deve ser realizado no início do segundo semestre. Para acompanhar as notícias e não perder a data de inscrição, acompanhe nossas seções de concursos abertos e concursos previstos.

 

Checklist do candidato

Agora que você já conhece os detalhes do concurso IME 2018, que tal fazer uma rápida checklist para ter certeza de que tem o perfil do candidato a Oficial do Exército Brasileiro? Veja o que é necessário:

 

  • Possuir os requisitos especificados em edital.
  • Ter disponibilidade para morar no Rio de Janeiro.
  • Ter disponibilidade para morar em outros estados após conclusão do curso.
  • Ter afinidade com as áreas da Engenharia.
  • Ter afinidade com a doutrina do Exército.

 

Pronto para enfrentar o desafio do concurso do IME? Esperamos que este post tenha lhe ajudado! E para mais conteúdo sobre o mundo dos concursos, notícias, manuais e as melhores dicas, acompanhe nossas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

 

Conte sempre com a gente na caminhada até a aprovação!

 

Bons estudos!

 

[Total: 5    Média: 3.8/5]