Foi publicado o tão esperado edital do Concurso Polícia Federal 2018!

Por essa razão você deve estar em busca de maiores informações sobre o cargo e concurso, não é mesmo?

Você chegou ao lugar certo!

Neste artigo procuramos reunir as informações mais relevantes sobre a carreira e concurso de agente da Polícia Federal.

Sabe porque isso é importante?

Porque quanto mais informações você tiver, maiores são as chances de você se preparar adequadamente e se tornar um agente da Polícia Federal.

Então, descubra aqui qual o salário, principais benefícios, jornada de trabalho e plano de carreira de um agente federal.

Descubra também todas as informações sobre a banca organizadora, dados do último concurso e o que é necessário para se preparar de maneira adequada.

 

Antes, se você quiser ver as informações sintetizadas em vídeo:

 

O que é um agente da Polícia Federal?

 

O agente federal é responsável, não somente em executar e efetivar investigações, como também em atuar em operações preventivas de atos ilícitos penais.

Todavia é um cargo com atribuições muito amplas, ou seja, o agente da Polícia Federal desempenha as mais diversas funções, com natureza policial ou administrativa, mas sempre levando em consideração os interesses do órgão.

 

Qual o salário de um agente da Polícia Federal?

 

Em dezembro de 2016, por meio da Lei nº 13.371, o salário de todos os cargos da Polícia Federal, incluindo o de agente federal, foram reajustados.

Dessa forma, o salário inicial de um agente federal é de R$ 11.983,26, devendo chegar a R$ 12.522,50 em janeiro de 2019.

No teto salarial máximo, ou seja, na classe especial, o salário atual é de R$ 17.848,60.

 

Quais os requisitos exigidos?

 

Dentre outros requisitos especificados em edital, para candidatar-se é necessário ter:

  • Nível Superior em qualquer área de formação
  • CNH na categoria B ou superior
  • 18 anos completos na data de matrícula do Curso de Formação do Concurso Polícia Federal

 

 

Quais os benefícios da carreira?

 

Além do plano de saúde, o agente da Polícia Federal recebe um auxílio-alimentação de R$ 480,00 e assistência pré-escolar de até R$ 321,00.

 

Qual a jornada de trabalho?

 

A jornada de trabalho de um agente da Polícia Federal é de 40 horas semanais, em tempo integral e dedicação exclusiva, ou seja, não é possível conciliar o cargo com outras atividades remuneradas.

A distribuição dessas horas dependerá da área de atuação, podendo ser distribuídas em 8 horas diárias ou em forma de escala de serviço, com 24 horas de trabalho seguidas e folga de 72 horas.

 

Como é a lotação inicial e qual a possibilidade de remoção?

 

Quando é efetuado um novo concurso para o cargo de agente federal, as unidades com possibilidade de lotação são disponibilizadas, por meio de um concurso interno de remoção, para os agentes já em exercício.

É importante mencionar que só existe a possibilidade de remoção após trinta e seis meses da lotação inicial.

Somente após o concurso de remoção é que são disponibilizadas as unidades com possibilidade de lotação inicial, ou seja, que não foram escolhidas por nenhum agente no exercício da profissão.

Apesar de não ser uma regra, é mais comum que a lotação inicial seja em fronteiras e algumas capitais de estados específicos, como Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima.

Quando realmente é feita a escolha da área de lotação inicial?

Após a conclusão no Curso de Formação Profissional, cada formando é convocado de acordo com a nota obtida no curso, para escolher a área de lotação inicial.

 

Qual o grau de formação exigido?

 

Para assumir o cargo de agente da Polícia Federal é necessário ter concluído um curso de graduação em qualquer área, desde que reconhecido pelo MEC.

Além disso, também é necessário possuir Carteira de Habilitação na categoria B ou superior.

 

Qual o plano de carreira?

 

A promoção dentro do cargo da Polícia Federal ocorre por meio das mudanças de classes.

Ao assumir o cargo de agente federal, o novo servidor inicia na classe 3, onde deverá permanecer por três anos, de maneira ininterrupta, para conseguir ser promovido para a classe 2.

Uma vez na classe 2, deverá aguardar cinco anos, sem interrupções no exercício da carreira, para ser promovido para a classe 1.

Por fim, após cinco anos, também ininterruptos, ocorre a promoção para a classe especial, a última da carreira de um agente da Polícia Federal.

Além do tempo de permanência, o agente também deverá apresentar um desempenho satisfatório, além de concluir com aproveitamento o curso de aperfeiçoamento.

Se tudo ocorrer da forma planejada, é possível, em 13 anos, atingir o cargo máximo da carreira de agente federal.

Entretanto, se por alguma razão ocorrer a interrupção do exercício da profissão, a contagem será paralisada e retomada somente após o retorno à atividade.

Para conhecer mais detalhadamente os critérios de cada ponto, clique aqui e acesse o Decreto nº 7014/2009.

 

Como é o trabalho de um agente da Polícia Federal?

 

Como mencionado, o cargo de agente federal possui uma ampla variedade de atribuições, de acordo com a função exercida e isso afetará diretamente as atividades diárias desempenhadas.

Um agente federal poderá atuar em áreas administrativas, executivas, de fiscalização, operacionais, dentre outras.

Além disso, alguns agentes também se especializam em ensinar e instruir os novos agentes que farão parte da Polícia Federal, como instrutores na Academia Nacional da Polícia e no desenvolvimento das Ciências Policiais.

Para conhecer todas as divisões da Polícia Federal, clique aqui e descubra em quais áreas será possível atuar.

 

A profissão de agente federal é arriscada?

 

É impossível dizer que não existem riscos reais no exercício da profissão, entretanto o Curso de Formação Profissional prepara os agentes para amenizarem o máximo possível os riscos que surgem no decorrer da carreira.

Além do mais, existem níveis de exposição, ou seja, algumas áreas de atuação são mais arriscadas do que outras.

 

Um agente da Polícia Federal pode ter tatuagem?

 

Não existe restrição, ou seja, o agente federal pode possuir tatuagem, desde que essa não apresente apologia a qualquer atividade ilícita, caso contrário, poderá ser desclassificado na investigação social.

 

Qual a quantidade de vagas do último concurso?

 

No último concurso foram disponibilizadas 450 vagas e 98.101 candidatos se inscreveram, ou seja, uma quantidade de 218 candidatos por vaga.

Definitivamente não é um concurso fácil e não há espaço para aventureiros, mas se carreira de agente da Polícia Federal é seu sonho, mesmo com a enorme concorrência, é possível conquistar uma vaga.

Porém isso exige muita disciplina e preparação antecipada. Não é necessário ser dotado de uma inteligência excepcional, mas é preciso ter um esforço excepcional, porque assim o sucesso será uma consequência.

Comece desde agora a estudar para que seu sonho se torne realidade.

 

Quantas vagas estão sendo disponibilizadas no Concurso Polícia Federal 2018?

 

Estão sendo ofertadas 180 vagas para Agente da Polícia Federal.

 

Onde encontrar o edital do Concurso Polícia Federal 2018?

 

Acesse o edital do concurso da Polícia Federal

 

Quais matérias devo estudar?

 

A maior parte da prova envolve penal, mas apesar do percentual ser importante, você precisa analisar a correlação entre cada matéria.

E o que exatamente isso significa?

Caso você não tenha nenhuma bagagem em penal, não adianta estudar inicialmente direito processual penal, uma vez que para melhor absorção desse conteúdo, você necessita de uma base de direito penal.

Adotar essa estratégia só fará você perder um tempo desnecessário, tentando entender uma matéria que se tornará fácil quando você já tiver conhecimento em outras áreas exigidas.

E como saber quais matérias são as iniciais, as intermediárias e as finais?

Para melhor sucesso no planejamento e execução dos seus estudos, é fundamental que você tenha um acompanhamento de professores experientes, ou seja, é de extrema importância que você faça um curso preparatório.

É claro que um curso preparatório não será o único responsável pelo seu sucesso, mas ele será capaz de encurtar consideravelmente o caminho a ser percorrido.

Outro ponto que merece ser comentado é que você deve fazer um cronograma intercalando matérias, ou seja, não adianta você estudar primeiro todo um conteúdo e ao término, seguir para o próximo.

Essa estratégia só irá garantir que você esqueça as matérias que estudou inicialmente.

Portanto, aposte em exercícios comentados do início ao fim da sua preparação, para manter sempre fresco na memória o que você já estudou.

Confira as matérias / disciplinas solicitadas no novo edital:

Agente da Polícia Federal

 

Qual banca será responsável pelo próximo concurso da Polícia Federal?

 

A banca examinadora responsável pelo concurso é o Cespe / Cebraspe. Você pode acessar o post que preparamos com a análise completa da banca.

 

Como funciona o TAF – Teste de Aptidão Física?

 

Como a carreira policial envolve atividades de esforço físico, os concursos da área exigem a realização do Teste de Aptidão Física (TAF). De maneira geral, ele envolve:

 

  • Exercícios em barra fixa (tempo e número de repetições variados, diferentes para homens e mulheres)
  • Exercícios de flexão abdominal  (tempo e número de repetições variados, diferentes para homens e mulheres)
  • Corrida 
  • Natação 

 

Apesar de simples, o TAF é o terror de muitos candidatos em concursos policiais. Vários, inclusive, desistem do sonho por não se acharem aptos a essa avaliação.

No entanto, não é preciso pânico!

Se você é totalmente sedentário, claro que não será da noite para o dia que conseguirá um bom desempenho. Por isso, é fundamental uma preparação prévia. O ideal é começar de forma gradual, no mínimo quatro meses antes, com o acompanhamento de um profissional da Educação Física.

Da mesma forma, é importante ficar atento à alimentação, que tem grande influência na performance durante o exercício e no condicionamento físico. Por isso, fique de olho no que coloca no prato, tome muita água e, caso sinta necessidade, procure um nutricionista esportivo, que é profissional certo para orientar sua dieta nesse período.

Com esforço e disciplina, é perfeitamente possível ser aprovado no TAF!

Para saber ainda mais sobre o assunto, acesse o post Como se preparar para o TAF – Teste de Aptidão Física.

 

 

Quais as etapas do concurso?

 

As seleções compreendem provas objetivas e discursivas, exame de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica, prova prática de digitação (apenas escrivão), avaliação de títulos, prova oral (apenas delegado) e curso de formação profissional. As avaliações são aplicadas em todas as capitais.

Os candidatos aprovados na primeira etapa e não eliminados pela investigação social serão convocados para se matricular no Curso de Formação Profissional, de acordo com a ordem de classificação e número de vagas.

 

Existe um cadastro reserva?

 

A Polícia Federal não trabalha com cadastro reserva, sendo que a validade de seus concursos não costuma ultrapassar 30 dias.

Apesar disso, pode ocorrer segunda chamada, para substituir candidatos eliminados no Curso de Formação Profissional.

 

O curso de tecnólogo é aceito para ingresso nos cargos de Agente da PF?

 

Sim, os cursos superiores de tecnologia reconhecidos pelo Ministério da Educação são suficientes para atender o requisito da graduação para Agente da Polícia Federal.

 

É possível um Agente da PF entrar no Comando de Operações Táticas – COT, Coordenação de Aviação Operacional – CAOP, INTERPOL, NEPOM e outros?

 

É possível, mas não garantido. Estas são áreas internas da POLÍCIA FEDERAL, não existindo concurso público para ingresso. O provimento destas áreas é feito através de recrutamento interno.

 

Qual o perfil de um agente federal?

 

O interesse em se tornar um agente federal tem que ir além do interesse salarial, ou seja, são necessárias algumas características para ingressar nessa carreira.

  • Disciplina, que será usada tanto na fase de estudos como no decorrer da carreira.
  • Capacidade de superar os mais diversos desafios.
  • Não ter medo de se arriscar em prol de um bem maior.
  • Apresentar um bom condicionamento físico e apreço por exercícios.
  • Ampliar constantemente seus conhecimentos.
  • Se preocupar com as consequências de seus atos, a fim de avaliar cada caso de maneira correta e integra.
  • Estar aberto a receber ordens e críticas de superiores.

 

Como me preparar para esse concurso?

 

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Como escolher o melhor curso preparatório?

 

Sempre reforçamos que, se você tem tempo e dinheiro para investir em um curso preparatório, isso pode turbinar o aprendizado e agilizar sua aprovação.

E se essa foi sua escolha, é muito importante conhecer os melhores cursos preparatórios disponíveis no mercado. Fique de olho no material, para saber se atende as suas necessidades, e também na equipe de professores, para saber se os profissionais têm experiência em concursos. A partir da nossa própria experiência de mais de 15 anos na área, temos confiança em indicar o Estratégia Concursos, que tem ótimos índices de aprovação nos principais processos seletivos do país. Outra excelente opção é o Gran Cursos, igualmente bem avaliado e com ótimo material de estudo.

Veja os cursos específicos que eles oferecem:

Acesse o curso do Estratégia para Agente da Polícia Federal Acesse o curso do Gran Cursos para Agente da Polícia Federal

Para saber mais sobre cada um dos cursos indicados e ainda outras boas opções, confira nosso ranking completo com os melhores cursos preparatórios para concursos.

 

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor. Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Aproveite para seguir o Próximos Concursos nas redes sociais:  Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

 

E lembre-se: conte com a gente na caminhada até a aprovação!

 

Bons estudos!

 

Gostou do artigo?
[Total: 7 Average: 4.4]

Planilha de Estudos

Inscreva-se agora para baixar gratuitamente a Planilha definitiva de Estudos!

Confirme seu e-mail e baixe a planilha!