fbpx

concurso escrivao da pfAtenção concurseiros: há novidades sobre o concurso de Escrivão da Polícia Federal.

Recentemente, circulou na internet uma nota técnica com um possível cronograma da PF para a abertura de editais.

Conforme o documento, dois editais seriam lançados ainda em 2020, com um total de mil vagas.

Seria um edital para os cargos de Agente (540 vagas) e Papiloscopista (60 vagas) e outro para os cargos de Delegado (100 vagas) e Escrivão (300 vagas). As provas seriam realizadas entre fevereiro e março de 2021, com início dos cursos de formação apenas entre o segundo semestre de 2021 e início de 2022.

Neste artigo, você encontra absolutamente tudo sobre a carreira de Escrivão — a descrição de suas atribuições e da rotina de trabalho, tudo a respeito de salário e benefícios, as lotações e possibilidades de crescimento.

Além disso, vamos falar das provas para o cargo, do estilo da banca examinadora e os conteúdos programáticos de cada uma das disciplinas.

Por fim, você vai ver uma série de dicas que vão lhe ajudar a turbinar os estudos e agilizar a aprovação.

Pronto para ficar por dentro de todos os detalhes do concurso de Escrivão da Polícia Federal?

Vamos nessa!

 

Principais informações sobre o Concurso de Escrivão da Polícia Federal

 

 

Quais as atribuições?

 

O Escrivão da Polícia Federal fica a cargo das seguintes atividades:

 

  • Cumprir formalidades processuais.
  • Lavrar termos, autos e mandados, observando prazos necessários ao preparo, ultimação e remessa de procedimentos policiais de investigação.
  • Atuar nos procedimentos policiais de investigação.
  • Acompanhar a autoridade policial em diligências policiais, quando determinado.
  • Responsabilizar-se pelo valor das fianças recebidas e pelos objetos de apreensão.
  • Conduzir veículos automotores.
  • Cumprir medidas de segurança orgânica.
  • Desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa ou que lhe forem atribuídas.

 

Qual o nível de formação exigido?

 

nivel formaçao concurso publico

O cargo de Escrivão da Polícia Federal exige Nível Superior em qualquer área de atuação. É preciso ter também CNH na categoria B ou superior.

 

 

Quais as demais exigências?

 

  • Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do § 1º do artigo 12 da Constituição Federal.
  • Estar em gozo dos direitos políticos.
  • Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino.
  • Estar quite com as obrigações eleitorais.
  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data de matrícula no Curso de Formação Profissional.
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.

 

Qual o salário?

 

A remuneração inicial de um Escrivão da Polícia Federal é de R$ 11.983,26.

 

 

Quais os benefícios?

 

Caso as vagas do concurso de Escrivão da Polícia Federal sejam para regiões fronteiriças, há o chamado adicional de fronteira, que será de R$ 91,00 por dia trabalhado durante a semana (sem contar fins de semana).

Ou seja, isso pode significar um acréscimo de R$ 2 mil reais líquidos à remuneração ao final de 22 dias trabalhados.

Além disso, os servidores recebem auxílio-alimentação no valor de R$ 480,00 e assistência pré-escolar no valor máximo de R$ 321,00.

 

Qual a lotação?

 

Os aprovados no concurso da PF poderão ser lotados em qualquer unidade do órgão no território nacional, conforme demanda e de acordo com os locais ofertados no edital. A ordem de classificação obtida no Curso de Formação Profissional será rigorosamente obedecida para efeitos de escolha de lotação para todos os candidatos.

 

Qual a jornada de trabalho?

 

tempo jornada relogio hora tempo jornada carga horaria concurso publico

A jornada de trabalho no concurso de Escrivão da Polícia Federal é de 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.

 

Independente da carga horária adotada, a Polícia Federal não trabalha com hora extra, sendo que, mediante a necessidade de ultrapassar as horas semanais, ocorre o acúmulo em um banco de horas que posteriormente será compensado com folga.

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

 

O cargo de Escrivão, assim como os demais da Polícia Federal, é constituído por quatro classes: Classe 1, Classe 2, Classe 3 e Classe Especial.

 

Os servidores devem permanecer, pelo menos, três anos em uma classe para poder ascender à classe seguinte por meio de avaliação de desempenho.  

 

Como foi a concorrência do último concurso?

 

O último concurso com vagas para a área Administrativa foi realizado em 2013, com 534 vagas para Agente Administrativo de Nível Médio e outras 32 oportunidades de Nível Superior para Administrador,  Arquivista, Assistente Social, Contador, Engenheiro e Psicólogo.

No total, foram 324.497 inscritos — média geral de 573 candidatos por vaga.

O último concurso com vagas para a área Policial (todas de Nível Superior) foi realizado em 2018 com uma oferta de 500 vagas — 80 para Agente, 150 para Delegado, 80 para Escrivão, 30 para Papiloscopista e 60 para Perito. Foram registradas 147.744 inscrições, com uma média geral de 295 candidatos por vaga.

Embora os candidatos sempre estejam atrás dessas informações, é bom lembrar que a real concorrência é outra. Ou seja, o número total de inscritos não representa o número de pessoas que vão estar, de fato, na disputa por uma vaga.

Explicamos: apenas entre 8% e 10% dos candidatos estão realmente preparados para o concurso, tendo estudado o suficiente, seguindo o edital e os conteúdos exigidos.

Além disso, o índice de abstenção é, em geral, bastante alto, chegando a quase 30% do total.

Sendo assim, no dia da prova, a concorrência será muito menor do que o imaginado.

E lembre-se: para o candidato bem preparado, não há barreiras. Afinal, esse é o verdadeiro diferencial na caminhada até a aprovação.

Então, foque nos estudos e não se deixe abater se os números de inscritos for alto!

 

Quais as etapas do edital?

 

O edital do concurso de Escrivão da Polícia Federal contempla as seguintes etapas:

  1. Prova objetiva.
  2. Prova discursiva.
  3. Prova prática (eliminatória).
  4. Exame de Aptidão Física (eliminatório).
  5. Exame Médico (eliminatório).
  6. Avaliação Psicológica (eliminatória).
  7. Avaliação de Títulos (classificatória).

Os aprovados em todas as etapas serão inscritos no Curso de Formação Profissional, que será realizado pela Academia Nacional de Polícia.

O curso dura cerca de cinco meses, totalizando 850 horas-aula, em regime de internato parcial.

Durante esse período, os recém-aprovados recebem bolsa de 50% do valor da remuneração.

 

Como são as provas?

 

As provas objetivas do concurso da PF são, normalmente, constituídas de itens para julgamento, agrupados por comandos que deverão ser respeitados. O julgamento de cada item será certo ou errado, de acordo com o(s) comando(s) a que se refere o item.

 

A folha de respostas terá, para cada item, dois campos de marcação: o campo designado com o código C, que deverá ser preenchido pelo candidato caso julgue o item certo, e o campo designado com o código E, que deverá ser preenchido pelo candidato caso julgue o item errado.

 

As disciplinas exigidas são:

Bloco I – 60 questões

Bloco II – 36 questões

Bloco III – 24 questões

  • Contabilidade Geral
  • Arquivologia

 

Para o cargo de Escrivão, a prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, valerá 13 pontos e consistirá da redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, com base em tema formulado pela banca examinadora.

Além das provas objetivas e discursivas, os candidatos passam por prova prática de digitação e Exame de Avaliação Física.

As provas costumam ser aplicadas em todas as capitais e no Distrito Federal.

 

Como é a prova prática?

 

Para o cargo de Escrivão da Polícia Federal, há uma prova prática de digitação, de caráter eliminatório.

A avaliação terá duração de 10 minutos, valerá 10 pontos e consistirá de digitação de um texto predefinido de aproximadamente dois mil caracteres, em computador compatível com IBM/PC. O candidato deverá estar apto a digitar em qualquer tipo de teclado.

 

Como é o Teste de Aptidão Física?

 

Teste de Aptidão Física

Os candidatos em todas as carreiras no concurso da Polícia Federal passam, ainda, por Teste de Aptidão Física.

Esse exame é composto da seguinte maneira:

 

Modalidade Homens Mulheres
Barra fixa Entre 3 e 15 Entre 15 s e 35 s
Impulsão horizontal Entre 2,07 m e 2,28 m  1,59 m e 1,90m
Natação (50 m)  Máx. de 44 s Máx. de 54 s
Corrida (12 minutos) Entre 2,35 e 2,71 m Entre 2,02 m e 2,34 m

 

Para homens, o teste de barra fixa é realizado com flexões. Para as mulheres é de sustentação.

 

Provas anteriores Concurso PF

Provas e gabaritos anteriores Concurso PF

Editais anteriores – Concurso PF

 

Qual o conteúdo programático?

 

Bloco I

 

Língua Portuguesa

Língua Portuguesa

Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade. 7 Correspondência oficial (conforme Manual de Redação da Presidência da República). 7.1 Aspectos gerais da redação oficial. 7.2 Finalidade dos expedientes oficiais. 7.3 Adequação da linguagem ao tipo de documento. 7.4 Adequação do formato do texto ao gênero.

Noções de Direito Administrativo

1 Noções de organização administrativa. 1.1 Centralização, descentralização, concentração e desconcentração. 1.2 Administração direta e indireta. 1.3 Autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista. 2 Ato administrativo. 2.1 Conceito, requisitos, atributos, classificação e espécies. 3 Agentes públicos. 3.1 Legislação pertinente. 3.1.1 Lei nº 8.112/1990 e suas alterações. 3.1.2 Disposições constitucionais aplicáveis. 3.2 Disposições doutrinárias. 3.2.1 Conceito. 3.2.2 Espécies. 3.2.3 Cargo, emprego e função pública. 4 Poderes administrativos. 4.1 Hierárquico, disciplinar, 62 regulamentar e de polícia. 4.2 Uso e abuso do poder. 5 Licitação. 5.1 Princípios. 5.2 Contratação direta: dispensa e inexigibilidade. 5.3 Modalidades. 5.4 Tipos. 5.5 Procedimento. 6 Controle da Administração Pública. 6.1 Controle exercido pela Administração Pública. 6.2 Controle judicial. 6.3 Controle legislativo. 7 Responsabilidade civil do Estado. 7.1 Responsabilidade civil do Estado no direito brasileiro. 7.1.1 Responsabilidade por ato comissivo do Estado. 7.1.2 Responsabilidade por omissão do Estado. 7.2 Requisitos para a demonstração da responsabilidade do Estado. 7.3 Causas excludentes e atenuantes da responsabilidade do Estado. 8 Regime jurídico-administrativo. 8.1 Conceito. 8.2 Princípios expressos e implícitos da Administração Pública.

Noções de Direito Constitucional

1 Direitos e garantias fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade; direitos sociais; nacionalidade; cidadania e direitos políticos; partidos políticos; garantias constitucionais individuais; garantias dos direitos coletivos, sociais e políticos. 2 Poder Executivo: forma e sistema de governo; chefia de Estado e chefia de governo. 3 Defesa do Estado e das instituições democráticas: segurança pública; organização da segurança pública. 4 Ordem social: base e objetivos da ordem social; seguridade social; meio ambiente; família, criança, adolescente, idoso, índio.

Noções de Direito Penal e Direito Processual Penal

1 Princípios básicos. 2 Aplicação da lei penal. 2.1 A lei penal no tempo e no espaço. 2.2 Tempo e lugar do crime. 2.3 Territorialidade e extraterritorialidade da lei penal. 3 O fato típico e seus elementos. 3.1 Crime consumado e tentado. 3.2 Ilicitude e causas de exclusão. 3.3 Excesso punível. 4 Crimes contra a pessoa. 5 Crimes contra o patrimônio. 6 Crimes contra a fé pública. 7 Crimes contra a Administração Pública. 8 Inquérito policial. 8.1 Histórico, natureza, conceito, finalidade, características, fundamento, titularidade, grau de cognição, valor probatório, formas de instauração, notitia criminis, delatio criminis, procedimentos investigativos, indiciamento, garantias do investigado; conclusão. 9 Prova. 9.1 Preservação de local de crime. 9.2 Requisitos e ônus da prova. 9.3 Nulidade da prova. 9.4 Documentos de prova. 9.5 Reconhecimento de pessoas e coisas. 9.6 Acareação. 9.7 Indícios. 9.8 Busca e apreensão. 10 Restrição de liberdade. 10.1 Prisão em flagrante.

Legislação Especial

1 Lei nº 7.102/1983 e suas alterações. 2 Lei nº 10.357/2001. 3 Lei nº 13.445/2017. 4 Lei nº 11.343/2006 e suas alterações (aspectos penais e processuais penais). 5 Lei nº 4.898/1965 e suas alterações (aspectos penais e processuais penais). 6 Lei nº 9.455/1997 e suas alterações (aspectos penais e processuais penais). 7 Lei nº 8.069/1990 e suas alterações (aspectos penais e processuais penais). 8 Lei nº 10.826/2003 e suas alterações (aspectos penais e processuais penais). 9 Lei nº 9.605/1998 e suas alterações (aspectos penais e processuais penais). 10 Lei nº 10.446/2002 e suas alterações.

Estatística

1 Estatística descritiva e análise exploratória de dados: gráficos, diagramas, tabelas, medidas descritivas (posição, dispersão, assimetria e curtose). 2 Probabilidade. 2.1 Definições básicas e axiomas. 2.2 Probabilidade condicional e independência. 2.3 Variáveis aleatórias discretas e contínuas. 2.4 Distribuição de probabilidades. 2.5 Função de probabilidade. 2.6 Função densidade de probabilidade. 2.7 Esperança e momentos. 2.8 Distribuições especiais. 2.9 Distribuições condicionais e independência. 2.10 Transformação de variáveis. 2.11 Leis dos grandes números. 2.12 Teorema central do limite. 2.13 Amostras aleatórias. 2.14 Distribuições amostrais. 3 Inferência estatística. 3.1 Estimação pontual: métodos de estimação, propriedades dos estimadores, suficiência. 3.2 Estimação intervalar: intervalos de confiança, intervalos de credibilidade. 3.3 Testes de hipóteses: hipóteses simples e compostas, níveis de significância e potência de um teste, teste t de Student, teste qui-quadrado. 4 Análise de regressão linear. 4.1 Critérios de mínimos quadrados e de máxima verossimilhança. 4.2 Modelos de regressão linear. 4.3 Inferência sobre os parâmetros do modelo. 4.4 Análise de variância. 4.5 Análise de resíduos. 5 Técnicas de amostragem: amostragem aleatória simples, estratificada, sistemática e por conglomerados. 5.1 Tamanho amostral. 63

Raciocínio Lógico

1 Estruturas lógicas. 2 Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões. 3 Lógica sentencial (ou proposicional). 3.1 Proposições simples e compostas. 3.2 Tabelasverdade. 3.3 Equivalências. 3.4 Leis de Morgan. 3.5 Diagramas lógicos. 4 Lógica de primeira ordem. 5 Princípios de contagem e probabilidade. 6 Operações com conjuntos. 7 Raciocínio lógico envolvendo problemas aritméticos, geométricos e matriciais.

 

Bloco II

Informática

1 Conceito de internet e intranet. 2 Conceitos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados a internet/intranet. 2.1 Ferramentas e aplicativos comerciais de navegação, de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca, de pesquisa e de redes sociais. 2.2 Noções de sistema operacional (ambiente Linux e Windows). 2.3 Acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos, aplicativos de áudio, vídeo e multimídia. 2.4 Edição de textos, planilhas e apresentações (ambientes Microsoft Office e BrOffice). 3 Redes de computadores. 4 Conceitos de proteção e segurança. 4.1 Noções de vírus, worms e pragas virtuais. 4.2 Aplicativos para segurança (antivírus, firewall, anti-spyware etc.). 5 Computação na nuvem (cloud computing). 6 Fundamentos da Teoria Geral de Sistemas. 7 Sistemas de informação. 7.1 Fases e etapas de sistema de informação. 8 Teoria da informação. 8.1 Conceitos de informação, dados, representação de dados, de conhecimentos, segurança e inteligência. 9 Banco de dados. 9.1 Base de dados, documentação e prototipação. 9.2 Modelagem conceitual: abstração, modelo entidade-relacionamento, análise funcional e administração de dados. 9.3 Dados estruturados e não estruturados. 9.4 Banco de dados relacionais: conceitos básicos e características. 9.5 Chaves e relacionamentos. 9.6 Noções de mineração de dados: conceituação e características. 9.7 Noções de aprendizado de máquina. 9.8 Noções de bigdata: conceito, premissas e aplicação. 10 Redes de comunicação. 10.1 Introdução a redes (computação/telecomunicações). 10.2 Camada física, de enlace de dados e subcamada de acesso ao meio. 10.3 Noções básicas de transmissão de dados: tipos de enlace, códigos, modos e meios de transmissão. 11 Redes de computadores: locais, metropolitanas e de longa distância. 11.1 Terminologia e aplicações, topologias, modelos de arquitetura (OSI/ISO e TCP/IP) e protocolos. 11.2 Interconexão de redes, nível de transporte. 12 Noções de programação python e R. 13 API (application programming interface). 14 Metadados de arquivos.

 

Bloco III

 

Contabilidade Geral

1 Conceitos, objetivos e finalidades da contabilidade. 2 Patrimônio: componentes, equação fundamental do patrimônio, situação líquida, representação gráfica. 3 Atos e fatos administrativos: conceitos, fatos permutativos, modificativos e mistos. 4 Contas: conceitos, contas de débitos, contas de créditos e saldos. 5 Plano de contas: conceitos, elenco de contas, função e funcionamento das contas. 6 Escrituração: conceitos, lançamentos contábeis, elementos essenciais, fórmulas de lançamentos, livros de escrituração, métodos e processos, regime de competência e regime de caixa. 7 Contabilização de operações contábeis diversas: juros, descontos, tributos, aluguéis, variação monetária/ cambial, folha de pagamento, compras, vendas e provisões, depreciações e baixa de bens. 8 Balancete de verificação: conceitos, modelos e técnicas de elaboração. 9 Balanço patrimonial: conceitos, objetivo, composição. 10 Demonstração de resultado de exercício: conceito, objetivo, composição. 11 Lei nº 6.404/1976 e suas alterações, legislação complementar e pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). 12 Norma Brasileira de Contabilidade – NBC TSP Estrutura Conceitual, de 23 de setembro de 2016.

Arquivologia

1 Arquivística: princípios e conceitos. 2 Gestão da informação e de documentos. 2.1 Protocolo: recebimento, registro, distribuição, tramitação e expedição de documentos. 2.2 Classificação de documentos de arquivo. 2.3 Arquivamento e ordenação de documentos de arquivo. 2.4 Tabela de temporalidade de documentos de arquivo. 3 Acondicionamento e armazenamento de documentos de 64 arquivo. 4 Preservação e conservação de documentos de arquivo. 5 Tipologias documentais e suportes físicos: microfilmagem; automação; preservação, conservação e restauração de documentos.

 

Qual a banca?

 

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

O último edital da Polícia Federal foi organizado pela Cebraspe. Contudo, ainda não se sabe qual será a banca do próximo.

Aproveite para conferir as análises completas que fizemos das mais importantes instituições do país. Clique no nome de cada uma e saiba mais:

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

 

A preparação para um concurso costuma, de fato, ser exaustiva. Mas para facilitar um pouco a sua vida, há técnicas que potencializam o aprendizado e, assim, podem agilizar a aprovação.

Entre as técnicas conhecidas estão a pomodoro e a de ciclo de estudos. Além disso, você pode estudar com flash cards ou mapas mentais.  No entanto, de todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões.

O estudo por questões ajuda a reter a informações e revisar a matéria, tornando o processo de memorização do conteúdo mais simples e efetivo. Alguns cursos preparatórios oferecem material com questões comentadas pelos professores, o que facilita ainda mais.

Contudo, ressaltamos que o ideal é experimentar cada uma das técnicas e ver com qual você se adapta melhor. Por isso, confira também nosso post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

E se você está em busca de dicas que lhe ajudem a manter a energia em alta no período de preparação, não deixe de acessar nosso post com as 5 melhores técnicas de motivação.

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

 

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. Afinal, é sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a área ou cargo pretendido.

Desse modo, veja algumas opções realmente boas:

 

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. De fato, tem material completo com videoaulas, além de professores de primeira linha. Assim, se você quer um curso com bom histórico de aprovação, e a possibilidade de estudar para mais de um concurso, o Gran Cursos certamente é uma ótima opção.

Curso Gran – Concurso PF

Estratégia ConcursosO Estratégia Concursos tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, pois conta com um material de qualidade e professores renomados. Ou seja, se você quer ter a certeza que está estudando pelo melhor material e, além disso, não se importa em pagar pela qualidade, o Estratégia Concursos é, com efeito, sua melhor opção.

Curso Estratégia – Concurso PF

 

O Exponencial é mais uma excelente alternativa. Igualmente aos demais cursos, é voltado para o aprendizado acelerado, mas oferece ainda o interessante serviço de coaching 100% especializado.

 

Curso Exponencial – Concurso PF

 

 

 

Checklist do candidato

 

Agora que você chegou ao fim do post, é hora de retomar alguns pontos e fazer uma checklist para confirmar se o concurso de Escrivão da Polícia Federal é mesmo para você.

Você precisa:

ckeck list do candidato

  • Ter formação de Nível Superior (em qualquer área);
  • Ter CNH na categoria B ou superior;
  • Ser perseverante e dedicado para obter êxito no processo seletivo;
  • Ser comprometido com a justiça e apresentar imparcialidade em prol da sociedade.

 

Agora que você já sabe todos os detalhes do concurso de Escrivão da Polícia Federal, acompanhe as novidades também nas nossas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

 

Bons estudos e boa sorte!

ASSINATURA ILIMITADA COM40% DE DESCONTO

CLIQUE AQUI PARA PEGAR SEU CUPOM

You have Successfully Subscribed!