A Secretaria de Planejamento do Distrito Federal já autorizou a realização do concurso PGDF (Procuradoria-Geral) e o próximo passo será a escolha da banca examinadora.

A seleção terá vagas para os cargos de Analista Jurídico (Nível Superior) e Técnico Jurídico (Nível Médio) em diversas especialidades.

A remuneração inicial para analistas é de R$ 7,3 mil e de técnicos fica em R$ 4,7 mil.

Via de regra, o edital deve demorar cerca de 180 dias para ser divulgado e até lá é melhor dar aquele gás nos estudos.

Ainda tem dúvidas sobre a seleção ou o órgão?

Neste arquivo reunimos tudo que você precisa saber sobre as carreiras, (salários, benefícios, chances de crescimento, etc) e as provas (banca examinadora, conteúdo programático e dicas de arrasar).

Então, se você está de olho em uma vaga no concurso da Procuradoria Geral do Distrito Federal, não perca mais tempo.

Confira agora.

 

Principais informações sobre o Concurso PGDF

 

Quais as carreiras e atribuições?

No concurso PGDF 2018 serão oferecidas vagas para Analista Jurídico e Técnico Jurídico, ambas com atuação em diversas áreas. Saiba quais as principais atribuições de cada uma delas:

Analista Jurídico: planejar, organizar, coordenar, supervisionar, controlar, avaliar e executar atividades referentes a estudos, pesquisas, análises e projetos relativos à gestão de pessoas, orçamento e finanças, patrimônio, material, transporte e organização e métodos; participar de programas de desenvolvimento que envolvam conteúdos relativos à área de atuação ou neles atuar; executar outras atividades de interesse da área.

Técnico Jurídico: executar atividades de Nível Médio relacionadas aos serviços de apoio administrativo; colaborar na análise e instrução de processos; participar de programas de desenvolvimento que envolvam conteúdos relativos à área de atuação; executar outras atividades de interesse da área.

 

Qual o nível de formação exigido?

Para o cargo de Analista Jurídico é exigida formação de Nível Superior (em diversas especialidades). Já para ocupar uma vaga de Técnico Jurídico é preciso ter apenas formação de Nível Médio (em diversas áreas).

 

Qual o período de inscrição e valor da taxa?

Ainda não há informações consolidadas sobre datas e valores no concurso PGDF 2018.

 

Qual o salário?

A remuneração inicial para o cargo de Analista Jurídico, de acordo com o último edital da PGDF, fica em torno de R$ 7,3 mil. Já para o cargo de Técnico Jurídico, o salário inicial é de R$ 4,7 mil.

 

Quais os benefícios?

Entre os benefícios para analistas e técnicos da Procuradoria Geral do Distrito Federal estão:

  • Auxílio-alimentação.
  • Auxílio-transporte.
  • Plano de saúde.
  • Auxílio-creche.
  • Gratificações.

 

Qual a lotação?

Todos os aprovados no concurso PGDF 2018 serão lotados no Distrito Federal, na sede da Procuradoria Geral.

 

Qual a jornada de trabalho?

A jornada de trabalho dos servidores da Procuradoria Geral do Distrito Federal é de 40 horas semanais (8 horas diárias).

 

Como é o dia a dia da função?

A rotina de analistas e técnicos na Procuradoria Geral do Distrito Federal é bastante burocrática, porém muito ativa e gratificante. Ou seja, mesmo sendo uma atividade que envolve muita papelada, os profissionais estão sempre envolvidos, direta ou indiretamente, em ações e processos interessantes.

 

Quais as chances de crescimento na carreira?

A progressão das carreiras de apoio às atividades jurídicas da Procuradoria Geral do Distrito Federal se dá em classes e padrões, conforme tabela de escalonamento vertical abaixo:

A troca de nível ou padrão de um servidor se dá a partir da avaliação de desempenho, qualificação profissional ou promoção, sempre respeitando os critérios e período mínimo estipulados por área de atuação.

 

Quantas são as vagas?

O concurso PGDF 2018 ofertará 57 vagas para o cargo de Analista Jurídico e 43 vagas para o cargo de Técnico Jurídico.

 

Como foi a concorrência do último concurso?

O último concurso PGDF realizado para os cargos de Analista e Técnico Jurídico foi realizado em 2010. Na ocasião, foram oferecidas 69 vagas: 46 para técnicos, com 32.319 inscritos, e 23 para analistas, com 8.717 inscritos — um total de 41.036 inscritos.

Ou seja, uma média de 702,58 candidatos por vaga para Analista e 379 candidatos por vaga para Técnico.

São número bastante altos! No entanto, é importante você ter em mente que apenas cerca de 10% desse total representa a concorrência real.

Isso porque a maioria das pessoas não se prepara adequadamente para concursos públicos, com dedicação e foco no edital. Outros tantos, ainda, não vão comparecer no dia prova, entrando para o índice de abstenção, que, de maneira geral, fica em torno de 30%.

Então, não precisa se alarmar. É hora de apostar no que vai realmente fazer a diferença na caminhada até a aprovação: sua preparação!

É ela que vai lhe colocar à frente dos demais candidatos.

 

Quais as etapas do edital?

O edital do concurso PGDF é dividido em três etapas:

  1. Prova objetiva (caráter eliminatório e classificatório) para todos os cargos.
  2. Prova discursiva (caráter eliminatório e classificatório) apenas para o cargo Analista Jurídico.
  3. Avaliação de títulos (caráter classificatório) apenas para o cargo Analista Jurídico.

 

Como são as provas?

No concurso PGDF, a prova objetiva é aplicada a todos os cargos, sendo composta por 60 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas e apenas uma correta. É dividida em:

  • Conhecimentos Básicos: 30 questões, peso 1.
  • Conhecimentos Específicos: 30 questões, peso 2.

A prova de Conhecimentos Básicos versa sobre as seguintes disciplinas (para todos os cargos):

Já a prova discursiva é aplicada unicamente para os candidatos ao cargo de Analista Jurídico, assim como a avaliação de títulos.

A prova discursiva pode ser de dois tipos diferentes, conforme área de atuação:

  • Texto dissertativo ou descritivo, entre 30 e 50 linhas, com base em tema formulado pela banca examinadora, referente ao conteúdo programático de Conhecimentos Específicos.
  • Quatro questões discursivas elaboradas a partir dos temas constantes do conteúdo programático de Conhecimentos Específicos. Cada resposta dada pelo candidato deverá ter entre 10 e 15 linhas.  

 

Qual o conteúdo programático?

Veja quais os tópicos solicitados em cada uma das disciplinas da prova de Conhecimentos Básicos, que é aplicada para todos os cargos.

 

Língua Portuguesa

Compreensão e intelecção de textos. Tipologia textual. Ortografia. Acentuação gráfica. Emprego do sinal indicativo de crase. Formação, classe e emprego de palavras. Sintaxe da oração e do período. Pontuação. Concordância nominal e verbal. Colocação pronominal. Regência nominal e verbal. Equivalência e transformação de estruturas. Paralelismo sintático. Relações de sinonímia e antonímia.

 

Atualidades

Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como desenvolvimento sustentável, ecologia, tecnologia, energia, política, economia, sociedade, relações internacionais, educação, saúde, segurança, artes e literatura com suas vinculações históricas.  Atualidades e contextos históricos, geográficos, sociais, políticos, econômicos e culturais referentes ao Distrito Federal.

 

Noções de Direito Administrativo

Direito Administrativo: conceito, fontes e princípios. Estado: conceito, elementos, poderes e organização. Governo e Administração Pública: conceitos. Serviços públicos: conceito, classificação, regulamentação e controle, forma, meios e requisitos, delegação: concessão, permissão, autorização, controle e responsabilização da administração: controle administrativo, controle judicial, controle legislativo, responsabilidade civil do Estado. Noções de Licitações e contratos. Lei nº 8.112/1990, adotada pelo Distrito Federal por meio da Lei nº 197, de 4/12/1991. Lei Federal nº 9784/1999 recepcionada no DF por meio da Lei nº 2834, de 7/12/2001.

 

Legislação Aplicada aos Servidores da PGDF

Lei Orgânica do DF. Dos Fundamentos da Organização dos Poderes e do Distrito Federal. Da organização do Distrito Federal. Da Organização Administrativa do Distrito Federal. Dos Servidores Públicos. A Procuradoria-Geral do Distrito Federal na Lei Orgânica. Procuradoria-Geral do Distrito Federal na Constituição Federal. Regimento Interno da Procuradoria-Geral do Distrito Federal.

 

Noções de Direito Constitucional

Direito Constitucional: natureza, conceito e objeto. Poder Constituinte. Supremacia da Constituição e controle de constitucionalidade. A repartição de competência na Federação. Direitos e garantias fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, da nacionalidade, direitos políticos e dos partidos políticos. Organização político administrativa do Estado, União, Estados Federados, Municípios, Distrito Federal e Territórios. Da Administração Pública. Do Poder Legislativo: fundamento, atribuições e garantias de independência. Do Poder Executivo: forma e sistema de governo, chefia de Estado e chefia de governo, atribuições e responsabilidades do Presidente da República. Do Poder Judiciário: fundamento, atribuições e garantias. Das Funções Essenciais à Justiça. Da Defesa do Estado e das Instituições Democráticas: do estado de defesa, do estado de sítio, das Forças Armadas, da Segurança Pública. Da Ordem Social: base e objetivos da ordem social, da seguridade social, da educação, da cultura, do desporto, da ciência e tecnologia, da comunicação social, do meio ambiente, da família, da criança, do adolescente, do idoso e dos índios.

 

Qual a data da prova objetiva?

Ainda não há informações consolidadas sobre a data das provas no concurso PGDF 2018.

 

Qual a banca?

Um dos passos mais importantes para o candidato durante a preparação é conhecer o perfil da banca examinadora. Isso porque não são todas iguais e cada uma tem suas particularidades. Estando por dentro do estilo da banca responsável pela prova do concurso que você vai participar é possível direcionar melhor seus estudos e torná-los mais efetivos.

O último concurso PGDF para os cargos de Analista Judiciário e Técnico Judiciário, realizado em 2010, foi organizado pela banca IADES. No entanto, a banca da próxima seleção ainda não foi escolhida.

Leia as análises completas das principais bancas examinadoras do país para não ficar por fora. Clique no nome da instituição e saiba mais:

 

Como se preparar?

A preparação é a parte mais importante da jornada até a aprovação em um concurso público. É preciso ter em mente que são horas e mais horas de estudos, leituras, exercícios e revisão. Para obter bons resultados, só com muita disciplina e foco.

O primeiro passo, é obter todas as informações sobre o concurso (prazos, disciplinas pedidas, banca examinadora, etc) lendo com muita atenção o edital. Depois, é fundamental planejar seus estudos da forma que melhor funcione com você.

Para lhe ajudar nesse caminho, temos o post como montar um cronograma de estudos perfeito para sua rotina.

 

Quais os melhores cursos preparatórios?

Se você tem como investir tempo e dinheiro em curso preparatório, é preciso pensar bem antes para escolher um que seja adequado às suas necessidades. É sempre um diferencial apostar em um módulo específico para a sua área de atuação.

O  Estratégia Concursos, por exemplo, tem um curso direcionado para o concurso PGDF. Além disso, o Estratégia tem ótimos índices de aprovação nos principais concursos do país, conta com um material de qualidade e professores renomados.

O Gran Cursos Online também está muito bem avaliado. Da mesma forma, tem material completo, com videoaulas, e professores de primeira linha.

Ainda tem dúvidas? Aproveite para conferir nosso ranking completo com os melhores cursos preparatórios para concursos.

Melhores cursos preparatórios para concursos

Curso Estratégia para concurso PGDFCurso Gran para concurso PGDF

 

Quais as melhores técnicas para estudar?

Há diversas técnicas que podem potencializar seu aprendizado, como a pomodoro e a de ciclo de estudos. Você também pode estudar com flash cards ou mapas mentais. O ideal é experimentar cada uma delas e ver com qual se adapta melhor.

Para lhe ajudar na escolha, reunimos todas as informações no post com as 16 melhores técnicas e métodos de estudos para concursos públicos.

 

Como estudar por questões?

De todas as técnicas, a mais utilizada pelos concurseiros é, com certeza, a de estudo por questões. O método ajuda revisar a matéria e fixar o conteúdo. Com isso, também torna o estudo mais efetivo e acelera a aprovação!

Para saber como funciona a técnica e aplicá-la na sua preparação, acesse o post completo que fizemos sobre o assunto.

Provas anteriores do concurso PGDFEdital anterior do concurso PGDF

 

Qual a previsão de próximo concurso?

Para acompanhar a evolução do edital do concurso PGDF, acompanhe nossa seção de concursos previstos. E para ler as notícias sobre os principais editais do país em andamento, acesse a seção de concursos abertos.

Não perca sua chance!

 

Checklist do candidato

Para saber se você tem mesmo o perfil do candidato para o concurso PGDF, faça uma rápida checklist:

  • Ter formação compatível com a vaga pretendida (Nível Médio ou Superior).
  • Ter afinidade com a área Jurídica.
  • Ter empenho e determinação.
  • Buscar estabilidade financeira e profissional.

Está interessando em participar do concurso PGDF? Então não perca mais tempo e comece agora mesmo a sua preparação. Acesse nossas redes sociais para ficar por dentro de tudo sobre o universo concurseiro: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Conte com a gente e bons estudos!

 

[Total: 0    Média: 0/5]